Foto de Gryphon
Gryphon nível 1
ID: 242157
Cadastro:
  • 30/11/2012

  • *Por motivos de força maior, entrei em Hyatus e só voltarei quando for possível, dando prioridade a todos os reviews que não foram respondidos para só então atualizar o restante das fanfics. Perdão pela demora e obrigada pela paciência!

    O único projeto que venho me dedicando e administrando no momento é um fórum de RPG variado e com certeza vem sendo um dos projetos mais legais e divertidos dos quais já participei, além de ser uma terapia quase que infalível para muitas coisas. Eu precisava disso, fazia muito tempo que não tinha algo que me divertisse tanto como ele. Por sinal, foi o fórum que também tive mais trabalho e sua criação ainda está em progresso, mesmo assim já sinto um baita orgulho pelo que fizemos lá (Tsumi & MadamHydra)~~ Então se alguém quiser jogar conosco, basta me contatar. Usamos o sistema Storyteller no roleplay, então talvez você possa gostar, quem sabe!

    Não "abandonei" o mundo das fanfics, mas todos nós temos um tempo de nossas vidas em que temos de parar um pouco e esse é um destes, espero que compreendam. Venho passando por diversos problemas pessoais e conto com a torcida de vocês!*

     

     ***

    Não vou me concentrar em falar apenas sobre mim nesse perfil quando geralmente as pessoas parecem se importar primeiramente com palavras bonitas e agradáveis. Eu fico feliz que gostem de mim do jeito que sou: persistente quando posso, chata quando preciso e amiga a qualquer momento para quem retribui minha consideração.

    Sou capricorniana, estudante de engenharia e viciada em jogos, onde os de terror são meus favoritos. Também adoro dating sim games e talvez possam ver em meu perfil o meu favorito, que provavelmente não é de conhecimento de muitos (Tokimeki Memorial Girl's side)... também não me importo de ser a única a escrever sobre eles.

    Muitos mal sabem que por trás desses que querem fazer tudo para agradar a todos só há interesses mesquinhos, então prefiro dizer que agrado a mim mesma primeiramente; sou e faço o que quero, mas não mais que qualquer um. Brigo pelo que acho injusto, não me importo com as consequências ou se isso significa perder algo ou alguém. No final, se algo nos deixou, foi porque não valia tanto a pena assim quanto pensamos.

    Estou feliz pelo que deixei para trás e ansiosa pelo que virá pela frente e eu prefiro não viver na dor:

    "Não me leve a mal
    Os erros que cometi ao longo do caminho
    Me fizeram quem eu sou hoje
    A hora vai chegar
    Você vai acordar e perceber
    O quão rápido a sua vida passa

    Porque você não pode viver na dor
    Você não pode voltar ao dia de ontem
    Você pode nunca encontrar o seu lugar
    No tempo que resta."

    Tudo o que me tornei aqui nesse site foram vocês que fizeram e fazem, que nada mais é que uma escritora amadora. Obrigada a todos os meus leitores, mesmo que metade de vocês sejam fantasmas. Eu tenho defeitos e problemas como todos, mas prefiro não falar neles, pois cada um sabe o que tem de ruim na própria vida.

     

    Agradeço aos que me apoiaram em momentos difíceis do fundo do meu coração; quanto aos que me "atrapalharam" ou ignoraram, só tenho uma coisa a dizer: eu estou bem, não é tão fácil assim me derrubar. 

    A única coisa que peço é respeito pelas diferenças. A escolha dos outros não é da nossa conta. Não imponha, não brigue, não implique... Sempre há alguém que ama o que você odeia.

    Apenas respeite...

    Mas se para você é difícil respeitar, não exija dos outros o que você não dá.

    Se quiserem saber mais sobre mim, leiam minhas fanfics e, principalmente, meus poemas, pois neles estão meus sentimentos mais verdadeiros. ♥

    Confiar...
    O vento leva as folhas secas
    A palavra existe, mas existe?
    Em cada verso que aflora
    Sinto que não
    E se eu acreditar
    Não quero cair e sofrer
    De um amor que nunca virá
    Julgar
    Amar
    Nunca esquecer
    Que um dia no passado
    Você me escolheu
    Me contou tudo o que sentia
    Mas nunca disse o que queria
    Ou não soube como dizer
    Chorar
    Importa?
    Se a cada dia que amanhece
    Você vai embora
    E leva consigo o sorriso
    Dos momentos que chorei
    Como o amanhecer
    O dia ainda é livre e vive
    Apenas não deixe a noite chegar
    Não suma como o sol ou as aves
    Que a cada cair de tarde
    Em seus ninhos vão descansar
    A vida é passageira
    Você já dormiu demais
    Esperou que as pessoas mudassem
    Esqueceu seu caminho até mim
    Até que, enfim, consegui me perder
    De você
    E você
    Talvez um dia se lembre
    Como foi bom saber que existia
    A confiança para que lembre
    Que ainda há quem sinta
    Sua falta a cada dia
    Minha amiga

    Diário de um psicótico - Gryphon

    *

    *

    *

    Uma amiga minha em um dia desses qualquer me pediu para fazer a lista das 24 coisas que gosto e não gosto... Vamos lá~~

    Coisas que eu gosto:

    *Respeito (individual e coletivo, não só por pessoas, como por grupos também; independente se nestes grupos há uma maioria que não compartilha das mesmas opiniões) contanto que se receba o mesmo respeito dado; caso contrário, sem respeito.

    *Perdoar, mas se abusarem da minha boa vontade, revido mil vezes pior a quem me fez mal.

    *Roleplay em geral sem preferências por proximidade ou não da realidade, envolvendo temas pesados e problematizados em sua maioria, mas sem romantizações (porque o personagem incorporado se torna mais humano e de certa forma também se torna um escape para os roleplayers). Roleplays com temas de conflitos psicológicos, loucura, dissociação, terror, relacionamentos abusivos, racismo e etc são os que mais gosto de trabalhar, principalmente porque chocam e ao mesmo tempo comovem, causam aversão e mostram o quanto todos esses comportamentos prejudicam aqueles que sofrem dessas situações, onde muitas são banalizadas, esquecidas. Geralmente gosto de trabalhar temas que eu ou os outros jogadores já sofremos na pele, é bem legal de certa forma SE O OUTRO JOGADOR estiver sabendo que são atitudes graves ao invés de tentar embelezar o tema. O mais especial é quando o outro jogador entende os sentimentos do seu personagem. Gosto também de romance policial, drama psicológico e survival horror, além de bons parceiros que consigam entender minhas ideias.

    *Gosto de conversar com meus amigos, não importa o assunto. Apesar de ter mudado de facebook, mantive meus posts visíveis para eles apesar de ter muita gente — nem tantas pessoas assim — adicionada aqui (mesmo que com alguns eu não fale há tempos, estão aí e podem me chamar a qualquer hora).

    *Jogos off-line com linhas históricas, de terror ou mágicas mesmo. Meus favoritos são King’s quest: mask of eternity; Devil May Cry, Silent Hill e Assassin’s Creed (em especial o Syndicate por causa do personagem principal ser LGBT, meu bae, e por ter ao mesmo tempo uma personagem feminina forte e foda sem aquelas merdas de sexualização). Também gosto de jogos online, mas como o único que jogava com mais afinco era Grand Chase, não consegui me apegar a nenhum depois que ele foi desativado (tentei Elsword, mas não deu, embora eu tenha fanfics ElRaven postadas). Me mantenho jogando somente joguinhos de navegador quando jogo online, que são Amor Doce, Neopets e Eldarya...

    *O Feminismo. Mas discordo de vertentes que consideram que os homens não podem defender o movimento e ainda discordo das que pregam transfobia e etc e tal. Nada é preto no branco e o movimento prega igualdade, então não há motivos para ninguém que queira ajudar o movimento ter de se calar por “não entender” ou por “ser homi”.

    *Doces e salgados em geral. Não resisto quando um vendedor passa vendendo Pingo de Ouro no ônibus, confesso! Sempre que vou às festas, me entupo de doces sem culpa PSPSOAP brigadeiro e salgadinhos lideram-q

    *Sapatos com o “cano” um pouco mais alto.

    *Andar de ônibus, pois fico distraída e viajando na maionese por horas até chegar à faculdade.

    *Ler e escrever, em especial fanfics, mas também tenho originais. Geralmente escrevo fanfics de angst, drama, mas já fiz muitas de comédia também. Sobre as originais, geralmente são histórias que puxam mais para o lado do terror, romance policial ou thriller psicológico.

    *Gore, mas sabendo diferenciar o fictício do real. Sem mimimi, e se você é uma pessoa violenta e diz que repudia violência, você é hipócrita (violência psicológica, física e verbal).

    *Coisas bizarras, creepypastas, histórias estranhas e por aí vai.

    *Correr, não só por ser uma compulsão, mas porque gosto bastante de andar.

    *Da minha bae-q PSAOPSAOPSOAPSOPAOSPA

    *Gosto de ler arquivos médicos, psiquiátricos, notícias em geral e etc.

    *HTML & CSS.

    *Fórums de RPG, obvious.

    *Gosto de ouvir músicas, sempre tenho de ouvir as músicas e buscar seus significados, mesmo que subentendidos. Faço minha própria interpretação, alguns me identifico bastante ao ponto de chorar sempre que escuto.

    *Gosto de estilos musicais variados, mas tenho uma preferência maior por Rock. Ultimamente ando viciada em “The drugs don’t Work” do The Verve, fodo meus ouvidos o dia inteiro com Disturbed, obvious; Breaking Benjamin, Led, Metallica, Three days grace do Adam e por aí vai. Mas com espacinho pra Sia, minhas porrinhas do Kpop e uns covers de cantores famosos (que cantam melhor que eles na maioria dos casos-q) PSAPSOPAOPSA

    *Gosto de dormir, mas às vezes não consigo ou consigo até demais.

    *Gosto de ser capaz.

    *Gosto de poder ajudar e ser útil.

    *Gosto de empenho.

    *Gosto de ser valorizada como valorizo os outros.

    Coisas que não gosto:

    *Radicalismo, extremismo, ceticismo, obsessão. Principalmente porque esses, em algum ponto da história, perdem o sentido inicial e se tornam agressivos, mesmo que sem razão, e buscam argumentos ilógicos para se justificar. Buscam meios ilícitos para se sustentar.

    *Falta de empatia, que por incrível que pareça, existe.

    *Falta de consideração e ingratidão.

    *Intrigas, traição e mentiras.

    *Manipulação.

    *Não gosto de gente que subestima os problemas pessoais dos outros para valorizar os próprios. Vulgo falta de caráter, mas acho que isso se enquadra em praticamente todos os meus dislikes dessa sessão.

    *Cobranças.

    *Ser usada.

    *Exposição.

    *Sair de casa sozinha.

    *Pessoas desesperadas por atenção, geralmente vão até as últimas consequências para conseguir o que querem.

    *Estar sozinha e ao mesmo tempo estar acompanhada, depende da situação.

    *Pessoas abusivas.

    *Ser agredida.

    *Ser ignorada.

    *Pessoas esnobes.

    *Ser humilhada.

    *Pessoas que mudam de lado para conseguir apoio, mesmo sem razão (aqui entram políticos também).

    *Não ter direito à resposta.

    *Brigar.

    *Racistas, homofóbicos e preconceituosos em geral.

    *Pessoas déspotas.

     *

    ♫ Subcategorias onde escrevo:

    Kuroko no Basket (anime/mangá)

    Elsword (game)

    Devil May Cry (game)

    Perfect Wolrd (game)

    Forsaken World (game)

    Silent Hill (game)

    Saint Seiya (anime/mangá)

    Poesias

    *

    *

    *

    ♫ Apenas um trechinho MayuAka que adoro para finalizar minha apresentação: ♫

     

    Mayuzumi: Não é como se eu não tivesse uma única memória boa, mas... Esse último ano não foi tão mau, graças a você.

    Akashi: Sim.

    Mayuzumi: Então, deixe-me em paz até que eu me gradue. Porque se continuarmos a conversar normalmente depois do que eu te disse, não será tão legal como eu pretendi.

    Akashi: *risos*

    Episódio 75 - KNB

    *

    *

    *

    Contato~~

    Facebook: Gryphon

     

    Madam Hydra, Aomine Daiko, Apessoado e Kyori... Obrigada por serem tão amorzinhos, amo cês três *--*

     



    Sephirotthy mudou seu nome para Gryphon29/01/2013
    Gryphon mudou seu nome para Midorima29/11/2013
    Midorima mudou seu nome para Gryphon09/01/2014