Foto de Anjinha Herondale Uchiha
Anjinha Herondale Uchiha nível 1
ID: 397825
Cadastro:
  • 30/11/2013

  • ▼ ◄ ▲ ► ▼ ◄ ▲ ► ▼ ◄ ▲ ► ▼ ◄ ▲ ► ▼ ◄ ▲ ▼ ◄ ▲ ► ▼ ◄ ▲ ► ▼ ◄▼ ◄ ▲ ► ▼ ◄ ▲ ▼ ◄ ▲ ► ▼ ◄ ▲ ► ▼ ◄ ▲ ► ▼ ◄ ▲ ► ▼ ◄ ▲ ▼ ◄ ▲ ► ▼ ◄ ▲ ► ▼ ◄▼ ◄ ▲ ► ▼ ◄ ▲ ▼ ◄ ▲ ► ▼ ◄ ▲ ► ▼ ◄ ▲ ► ▼ ◄ ▲ ► ▼ ◄ ▲ ▼ ◄ ▲ ► ▼ ◄ ▲ ► ▼ ◄▼ ◄ ▲ ► ▼ ◄ ▲ ▼ ◄ ▲ ► ▼ ◄ ▲ ► ▼ ◄ ▲ ► ▼ ◄ ▲ ► ▼ ◄ ▲ ▼ ◄ ▲ ► ▼ ◄ ▲ ► ▼ ◄▼ ◄ ▲ ► ▼ ◄ ▲



    Anjinha Herondale Uchiha é o meu nome verdadeiro, porque fui eu quem o escolheu. Tenho 1000 anos, porque foi quando eu decidi que nasci e é a verdade. Meus cabelos são azuis, porque na minha mente eu os pintei assim. Meus olhos são coloridos de acordo meu meu humor, porque foi assim que eu quis. Eu sou o que eu quero ser e sempre será assim. Hoje sou um anjo, amanhã posso ser uma vampira e, talvez, depois, uma monstrinha.

    Agora, se você for me perguntar meu nome de mentirinha, minha fantasia, meu pseudônimo, ele é Maria Eduarda Ramos da Silva - A Atual vencedora do prêmio de redação estadual do Rio de Janeiro - Patricia Acioli de Direitos Humanos. Tenho longos cabelos escuros e olhos tão castanhos que são quase pretos. Sou uma humana, narniana, Chata, irritante e uma oompa-loompa ambulante.

    Gosto de coisas. Ouço sons. Vejo gente.

    Gosto muito de rock clássico, hard rock, Metal, Metal sinfônico... Mas também adoro a Taylor Swift. E a Madonna. E a Rihanna.

    Amo minhas leitoras. Sério. Acho que todos falam isso, mas eu estou falando sinceramente. Elas são tão carinhosas e carismáticas que não tem como não gostar delas. Você conhece minhas leitoras? Pois deveria. Elas me apoiam e me fazem me sentir tão querida que não consigo parar de escrever para elas.

    Aliás, já estou escrevendo outra história. Eu estou gostando de escrevê-la. Espero que minhas leitoras me ajudem a criar um nome, porque estou sem criatividade nenhuma. É Clace. Eu juro.

    Aqui vai um pequeno trecho dela para vocês, leitoras, digam-me se gostaram e querem que eu continue escrevendo:

    O barulho alto fez-se presente. Era aquele maldito som irritante de quando arrastavam a cortina. Jace remoeu-se na cama, tapando a luminosidade com o grosso edredom enquanto procurava algum abrigo na cama.
    - Urgh, Clary... - resmungou.
    - Levanta logo, seu vagabundo! - Reclamou ela, puxando suas cobertas. - Tia Maryse está para chegar e imagina só o sermão que ela vai passar por você não ter cuidado bem dos seus dois primos enquanto seus pais e os Lightwood viajavam?
    - Alec sabe se cuidar e Isabelle...
    - Você está se esquecendo de Max.
    Jace praguejou, erguendo-se da cama em um solavanco.
    - Puta merda! Eu perdi Max na festa...
    - Ele está na minha casa... - murmurou, recolhendo as últimas latas de cerveja do chão do quarto e as pondo dentro da enorme sacola de lixo que estava carregando. - Estava apavorado, sabia? Senti tanta pena...
    - Eu... Me perdoe. Sabe que eu te amo, não sabe? - Declarou, sorrindo e levantando para beijar-lhe a face antes de caminhar para o banheiro apenas com a boxer branca.
    Clary suspirou e caminhou para arrumar a cama dele. A cama cuja três horas antes estava sendo maculada por ele e outra garota.
    Claro que ele à amava e é claro que ela sabia disso. Sempre foram como irmãos, desde a pré escola. Mas Clary nutria outro tipo de amor desde a sexta série, quando ele lhe roubou um pequeno beijo nos lábios. Para ser sincera, ela nunca ligou de ter uma relação unilateral se pudesse ao menos vê-lo sorrir.
    Quando Jace voltou, com uma toalha enrolada na cintura e os cabelos loiros penteados para trás, ela já tinha terminado de arrumar seu quarto.
    - O que seria de mim sem você, Clarinha? - Murmurou ele, abraçando-a por trás enquanto a mesma separava a camisa de botões.
    - Um pedaço de merda. - Concluiu ela, sentindo o coração acelerar. - E vê se me solta, seu vagabundo. Um dia, eu sairei de casa ou começarei a faculdade ou até mesmo vou cansar disso tudo. E então não haverá ninguém para arrumar sua bagunça.
    - Ih, deixa disso, paixão. Vamos estar sempre juntos, ok? -Desdenhou, soltando-a e rindo. - Ambos sabemos que você não tinha nada melhor do que uma noite de estudos antes de vir aqui. E olha que estamos de férias.
    - Me perdoe por querer ter um futuro em Yale, sr. Não-quero-nada-além-de-ósculo.

    ____________________________________________________________

    Beijinhos.

    Psicoticamente, A.



    AnjinhaShadowHunter mudou seu nome para Anjinha Herondale Uchira27/01/2014
    Anjinha Herondale Uchira mudou seu nome para Anjinha Herondale Uchiha27/02/2014