Foto de Alice Fitzwillian
Alice Fitzwillian
ID: 488503
Cadastro:
  • 29/06/2014

  • Eu sou como um vidro.Inevitavelmente transparente e cortante se pressionado com muita força.Mas vidros também dilatam-se ao calor e destroem-se com o frio extremo.E podem passar despercebidos facilmente até que lhe dediquem um comprimento de luz.É, sou um pote de vidro.Sem adornos ou estampas, fico por ali, de enfeite na vida de alguém.Mas vidros são necessários, afinal, onde se vai guardar o azeite para o almoço ou os doces que farão a alegria das visitas infantis da casa?É, eu sou um pedaço de vidro.Os vitrais fazem um espetáculo estridente e intenso quando são quebrados e são complicadíssimos pra limpar.E sempre sobraram resquícios no chão, brilhando quando um feixe luminoso lhe atravessa.Vitrais ficam na borda das casas observando os donos e protegendo-os do frio, são os primeiros a morre quando alguém resolve invadir e merecem um olhar de cuidado às vezes, poque podem ficar tão sujos a ponto de ficarem esteticamente desagradáveis e inúteis em sua função de guias do ambiente exterior das casas.É por eles que as pessoas se orientam se vai chover ou se o gato permanece morando em sua casinha do lado de fora.Vitrais e potes de vidro são objetos que à princípio não merecem mais de cinco minutos de atenção.Você os cede.Estes vão se transformar em horas e anos.Ou, se não estiver a fim, em apenas cinco minutos.E por fim, possuir vidraças dá um enorme trabalho, que de início não você acha que não vem incluso no pacote.É, eu sou feita de vidro.;)