Dark Traces escrita por karollabele


Capítulo 33
Busca




Lisa apertou a arma com força. Finalmente o pesadelo tinha acabado. Ela iria prender o assassino de uma vez por todas. Donavan fez um gesto para que Lisa seguisse, também com a arma em punho. Lisa o seguiu e os dois andaram lentamente pelas laterais da cabana ate entrarem.

Quando Lisa entrou, ela ficou decepcionada. Não havia ninguém ali. A cabana estava completamente abandonada. Donavan suspirou.

— Cara, que saco. Será que eu fiz alguma coisa de errado? Nao há ninguém aqui.

Lisa olhou a casa por um instante, e de repente, tudo veio a sua mente, as vitimas, como os corpos foram encontrados, o assassino invadindo o departamento e batendo em Matt, a fita e a carta que ela tinha recebido. Lisa ficou em silencio, com a mente distante. Donavan a chamou:

— Parker. Vamos embora. Nao há nada aqui.

— Espere um pouco.

— O que foi agora? - Perguntou ele, entediado

— Ele pode nao estar aqui, mas nao quer dizer que nao vamos achar alguma coisa. Vamos fazer uma busca. 

— Certo. Tudo bem.

Lisa e Donavan começaram a vasculhar a casa, mas nao acharam muito. Apenas alguns DVDS de filmes antigos, uma televisão velha e empoeirada, algumas revistas e um sofá velho. Lisa parou em frente ao sofá e olhou. Ela pegou o celular e mandou uma mensagem.

— Está fazendo o que? - Perguntou Donavan

— Estou mandando uma mensagem ao Matt para dizer onde estamos.

— O que?! Por que vai meter o Matt nisso?! Voce nao consegue desgrudar dele, ne? É alguma obsessão o que?

— Cale a boca, Donavan. Matt é meu parceiro.

— Confesse que voce queria algo mais.

Lisa piscou e olhou para ele.

— Eu nao vou discutir isso com voce.

— Claro que nao vai. Voce sabe que isso é verdade.

Lisa revirou os olhos.

— Voce não sabe o que está falando.

— Me poupe, Parker. Voces até dormiram juntos.

— Como voce sabe disso? - Perguntou Lisa, surpresa

— Matt queria deixar de ser seu parceiro. A ultima vez que ele fez isso foi quando ficou com a ex parceira dele.

 - Essa historia.. O que aconteceu?

— Ele nao te contou? Belo parceiro ele é. Pois bem, eu irei contar a historia toda. Matt tinha entrado no departamento nao tinha muito tempo e logo uma policial foi transferida e virou parceira de Matt. Eles se davam super bem, Matt estava feliz em tê-la do seu lado. E em uma missão arriscada juntos.. Matt nao ouviu Clarker e foi assim mesmo levando sua parceira junto dele. As coisas se complicaram e Matt atirou nela.

— Matt.. O que? - Perguntou Lisa surpresa

— Ela morreu a caminho do hospital. Matt se sentiu terrível. Ele ficou super focado no trabalho, ate aparecer voce, a nova parceira dele.

 - Isso nao..

— Deveria ficar feliz que eu estou aqui com voce, Parker. Ao menos eu nao matei ninguém. 

Matt entrou na casa e olhou para eles.

— Lisa? O que voce está fazendo aqui? Que lugar é esse?

Lisa olhou para ele e desviou o olhar. Matt olhou para ela sem entender. Donavan sorriu e deu um tapinha no ombro dele.

— Eu já estraguei as coisas para voce.

— Como é? - Perguntou Matt, sem entender

— Eu contei a Lisa o seu segredinho.

— Donavan! Como voce pode?! - Exaltou Matt

Lisa colocou as mãos na cabeça e saiu da cabana. Matt sacou sua arma e apontou para ele.

— O que foi, Matt? Vai me matar tambem?

— Cale a boca! - Gritou ele, irritado

— Mas é a verdade, nao é? Nao sei porque escondeu isso.

— Isso nao é problema seu. - Rebateu Matt

— Nao importa eu ter estragado as coisas, Matt. Afinal, voce nao gosta de Lisa, nao é mesmo?

— Donavan.. Ela é minha parceira de trabalho.

— Ótimo, então tanto faz o que ela pensa ao seu respeito.

— Voce só está fazendo isso porque é divertido pra voce! Acha que voce se importa com Lisa?! Tudo isso é um jogo pra voce! Mas voce não tem ideia do que eu sou capaz, Donavan!

— Está errado.

Donavan passou por ele e saiu da cabana. Matt suspirou profundamente e olhou para cima. Lisa entrou na cabana. Matt olhou para ela.

— Lisa..

— Agora nao, Matt.

Lisa colocou as luvas e pegou uma pinça. Ela pegou os pelos de gato e colocou em um saquinho transparente de amostra. Ela se levantou, e viu perto do chão uma boneca jogada. Lisa se aproximou da boneca e a pegou. Matt olhou para ela.

— Lisa, temos que voltar para o departamento. Clarker está nos chamando.

— Está bem. Eu já vou.

Lisa olhou aquela boneca por mais um tempo. Aquela boneca era familiar para ela, mas ela nao sabia em que. Lisa pegou a boneca e colocou dentro de um saco, enquanto Matt a chamava de novo. Lisa saiu da cabana e entrou no carro de Matt, já que Donavan já havia ido.

Matt olhou para ela enquanto dirigia, Lisa olhava para frente.

— Olha, Lisa.. Sobre minha parceira..

— Sinceramente, Matt, eu nao quero falar sobre isso agora.

— Mas..

— Acho que devemos parar de falar qualquer coisa também. - Disse ela seria

— Eu entendo..

Matt fez uma expressão triste e continuou a dirigir em silencio. Não demorou muito até que eles chegassem no departamento. Matt estacionou o carro e Lisa saiu assim que ele estacionou, sem nem espera-lo. Matt suspirou e a seguiu. Quando entraram no escritório, os policiais estavam reunidos, incluindo Donavan, que estava com uma cara de tedio.

— Muito bem, estou feliz que todos estejam aqui. - Disse Clarker

— Por que nos chamou aqui, chefe? - Perguntou um policial

— Porque ele odeia nos ver saindo mais cedo. Quer nos prender aqui.

— Cale a boca, Donavan. Eu pedi que todos estivessem aqui para comunicar algo muito importante sobre seu colega: Ethan.

— O que tem ele? - Perguntou Donavan

— Graças ao tratamento do doutor Pitterson, Ethan está finalmente conseguindo sair do choque que ele teve, e está conseguindo comunicar algumas palavras.

— Isso é muito bom.

— Eu fico feliz por ele. - Sorriu Lisa

— Mas isso nao é tudo. Ethan viu o assassino. 

 Na hora todos na sala começaram a murmurar entre si. Clarker tentou acalmar os ânimos.

— Calma, calma. Para isso trouxemos ele aqui junto com o doutor Thedore Pitterson que acabou de se recuperar de um acidente.

Os policiais aplaudiram, menos Matt. Theodore entrou no escritório, sorridente, empurrando uma cadeira de rodas onde Ethan estava sentado. 

— Olá a todos.

— Voce se recuperou bem, doutor? - Perguntou Clarker

— Me recuperei, obrigado por perguntar. Eu faria de novo se precisasse. - Theodore olhou para Lisa, que corou

— Muito bem.. E voce, Ethan? Como está?

— Foi ele.. Foi ele..

— Ele? Ele quem, Ethan? Diga para nós.

— Ele é o assassino.

Ethan apontou para Matt, e todos ficaram chocados e começaram a murmurar, enquanto Ethan continuava com o dedo esticado. Lisa olhou para Matt surpresa. Matt revirou os olhos e olhou para o lado.

 

 

 

 

 

 

 





Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Dark Traces" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.