Os Guardiões do Tempo: Agentes da Ordem - Parte II escrita por R G Assis


Capítulo 12
Capítulo 10 - Amigos se preocupam




Mesmo pelo pouco tempo que passaram juntos até o momento, Arthur se sentia cada vez mais próximo de Melanie, desde que Merlin pedira para ele cuidar de algumas queimaduras e machucados decorrentes das aulas.

Quando Arthur a viu pela primeira vez com os braços expostos com queimaduras e arranhões ficou furioso, uma preocupação com seu bem estar cresceu a partir daquele momento, Arthur se viu aflito somente em pensar em todos os riscos que ainda teria de correr, por outro lado, ainda não compreendia totalmente seus sentimentos por Melanie, somente se sentia bem ao seu lado e para ele já era o suficiente.

Pensava em tudo isso enquanto cobria com faixas seus braços, os dois estavam em silêncio enquanto Arthur trabalhava, Melanie parecia estar com o olhar desfocado, distraída, não parecendo sentir dor, delicadamente, Arthur terminava de enrolar os últimos espaços de pele expostas quando foi prender a ponta e acabou arranhando a pele sensível fazendo Melanie se assustar puxando o braço.

"Perdão."

Ela sorriu.

"Tudo bem."

Olhou para os braços enfaixados franzindo novamente o cenho como sempre fazia, suas bochechas ainda estavam vermelhas, clareando aos poucos, seus cabelo um pouco chamuscado pelas chamas e mesmo assim quando o olhou novamente, Arthur somente conseguia ver a felicidade emanando de seu olhar.

"Obrigada."

Os olhos de novo. Todas as vezes que olhava para os olhos dispares Arthur parecia paralisar, aqueles olhos...

"Arthur, está ouvindo, perguntei se já podemos ir, quero muito montar novamente."

Sua voz o tirou de seus devaneios o trazendo para o presente.

"Não acha que seria melhor você se recuperar um pouco mais?"

Mesmo com as longas mangas cobrindo seus braços, as faixas ainda eram visíveis em suas mãos, Arthur não queria que Melanie se machucasse mais como na primeira vez que ele a deixou montar sozinha, somente para deixa-la cair, por sorte naquele dia conseguira aparar sua queda, mas com os braços machucados Arthur não a deixaria correr riscos.

"Eu estou bem, você mesmo cuidou de meus ferimentos, sabe que está tudo bem."

Suspirando Arthur concordou.

"Mas iremos juntos em Dama, não deixarei que cavalgue sozinha, tem muito o que aprender ainda."

Pegou em sua mão a beijando, Melanie ficou constrangida como sempre quando Arthur a pegava de surpresa em suas pequenas manias galanteadoras, um discreto sorriso de lado surgiu assim que montou em Dama e ajudou Melanie a subir colocando seus, para Arthur, frágeis braços ao redor de sua cintura, percebeu como gostava cada vez mais da sensação de calor de seu abraço.

Seguiram em um ritmo desacelerado, Arthur não tinha pressa, passavam pelas planícies ainda verdes apear do avanço do outono, a brisa fresca arrepiava sua pele, Arthur sempre amou essa sensação quando sozinho e parecia que estava gostando cada vez mais agora que estava acompanhado.

***

Ficou preocupado assim que viu Ben se aproximar, estava coberto de terra, em suas roupas, sua pele, as pontas de seu cabelo, mas não era a sujeira que o preocupava, na verdade estar com as roupas manchadas e a face riscada já eram características suas, o que o preocupava era o fato de Ben vir a seu encontro na clareira, pois até onde sabia, Ben estava a serviço de Dom, vigiando o avanço dos saxões há alguns dias, pelo que Arthur sabia ele não deveria estar ali.

O conhecia bem o suficiente para saber que seu sorriso despreocupado, assim que se aproximou, somente escondia a preocupação que vazava pelos seus olhos vasculhando a área a procura de algo ou alguém.

"Arthur, como vai, soube que estava aqui com uma mulher?"

Revirou os olhos ignorando as insinuações.

"O que faz aqui Ben? Pensei que estava em uma missão para Dom."

Ben desceu de seu cavalo, Arthur percebeu que não era seu alazão ébano Boris, devia ter passado nos estábulos para deixa-lo descansando antes de vir atrás de Arthur. Ben se aproximou já puxando Arthur para um cumprimento, um meio abraço de urso, igual a Dom.

"Ora Arthur, divertindo-se sem mim? Que tipo de amigo você é?! Não vai nem me dizer como ela é?"

Ben conseguia ser sério até para provocar Arthur, que teve de sorrir, sempre gostou da aura leve e humorada de Ben.

"Sabe que não é por diversão... enfim... ela tem olhos... encantadores."

Arthur deixou escapar assim que viu Melanie por trás de Ben se aproximar curiosa com um olhar questionador, acenou para se aproximar mais.

"Ben quero que conheça alguém, somente tente ser delicado, ela é... diferente."

Seguindo o olhar de Arthur, Ben virou-se e viu Melanie.

"Ela é realmente diferente, não? Chego a me sentir comum perto de você."

Arthur não teve tempo de repreende-lo, Bem completou rapidamente.

"Mas... tem razão, os olhos são, de fato, encantadores."

Sentia sua face queimar perante a indiscrição de Ben, apesar de já estar acostumado com o mau jeito do amigo, tentou disfarçar enquanto Ben galanteava Melanie beijando sua mão.

"É um prazer, Milady. Sou Benjamin, vice na liderança dos exércitos do reino comandados pelo príncipe Dominicius e no momento escolta pessoa desse príncipe mimado e desleixado que sai sozinho em tempo de talvez uma guerra eminente, que lhe acompanha."

Suspirando, conseguindo se recompor, Arthur apresentou Ben novamente, dessa vez entrando em seu jogo.

"Com 'escolta pessoal' ele quer dizer melhor amigo. Mel eu ainda não tinha tido a chance de lhes apresentar, pois aparentemente, Ben estava em uma missão e voltou hoje. Não se preocupe se sua primeira impressão seja de que este homem é arrogante e convencido, você estará completamente certa."

Arthur não pode deixar de sorrir quando ouviu a risada de Melanie, Ben por sua vez se aproximou agarrando seu pescoço como seu irmão Dom sempre fazia, juntos riram tentando enforcar um ao outro.

"Me apresente direito à bela dama."

"Tudo bem, tudo bem, Mel conheça meu braço direito."

Arthur indicou.

"Literalmente."

Revirou os olhos perante a piada de mau gosto de Ben consigo mesmo. Assumindo uma expressão séria que Arthur conhecia muito bem, Benjamin endireitou-se.

"Na verdade Dom me mandou, ele está preocupado, você sabe..."

Deixando totalmente a aura de diversão, Ben encarou Melanie inquisitivamente, Arthur o tranquilizou dizendo que Melanie era aprendiza de Merlin e que tinha participado do último conselho, dando de ombros como se não se importasse, Ben começou seu relato perante o que havia descoberto sobre os saxões.

Ouviram atentamente o relato, Arthur estava cada vez mais apreensivo, somente agora parecia perceber a gravidade do que Melanie enfrentaria, tinha um mau pressentimento que crescia conforme Ben falava.

***

"Não sei se é uma boa ideia Arthur."

Arthur estava distraído, não ouviu o que Ben quis dizer, depois de levar Melanie de volta ao castelo, Ben e Arthur ficaram nos estábulos cuidando de suas montarias. Enquanto escovavam Dama e Boris, Ben disse.

"Do que está falando?"

Arthur ainda estava de costas para Ben que continuou a dizer.

"Sabe do que estou falando."

Olhou para Ben por sobre o ombro, Arthur o encarou tentando notar algum divertimento em sua face e não encontrou, o que Ben dizia parecia ser sério, soltando a escova Arthur voltou-se para seu amigo que afagava o pescoço de Boris.

"Não estou entendendo..."

"Dela Arthur e da forma como você a olha. Vi hoje em seu olhar, está apaixonado."

Somente piscou os olhos rapidamente diante da afirmação tão segura de Ben, nem Arthur entendia o que sentia, como Ben poderia saber? Mesmo assim ouvi-lo dizer dessa forma fez algo reagir em Arthur, como seu corpo, seu coração concordasse com Ben, mas sua cabeça não conseguia se decidir.

"Eu... não sei. Me sinto bem perto dela e... ah me preocupo com sua segurança, mas eu não sei se é diferente da preocupação que tenho por Elizabeth."

Para Ben assuntos do coração, por mais que os evitasse, eram muito importantes. Continuou encarando Arthur sério, como se escondesse algo, Arthur por sua vez permanecia com uma expressão neutra, desistindo soltando o ar dramaticamente Ben continuou.

"Certo, certo, tudo bem, mas ainda não acho uma boa ideia se aproximar muito dela, já havia me informado sobre ela antes de encontra-los. Não me olhe com essa cara, você sabe que sou prevenido, enfim não me parece alguém que queira ficar."

Não gostou da insinuação, Ben não devia julgá-la dessa forma, Arthur havia passado mais tempo com ela, sabia que Melanie estava se esforçando para ajuda-los, não teria motivos para ir embora.

"Você não deveria se preocupar tanto, ao menos tente conhece-la melhor, talvez você verá que suas preocupações são equivocadas."

Com um olhar cético, Ben concordou sorrindo.

"Algo me diz que ela ainda me dará muito trabalho e você, acabara com um coração partido."

Ben não esperou uma resposta de Arthur, guardou as escovas e saiu voltando para vila, Arthur ficou ainda algumas horas na companhia de Dama, tentava organizar os pensamentos, entender os sentimentos, balançou a cabeça tentando dispersar as ideias.

Não, sei o que sinto, eu não a amo.

A voz de Ben soou clara como se ainda estivesse ali, não me parece alguém que queira ficar... acabara com o coração partido.

"Será mesmo Dama, ela vai embora?"

Sentiu aquele mesmo vazio que sentia quando se lembrava da mãe. Definitivamente, esse não era um bom sinal.





Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Os Guardiões do Tempo: Agentes da Ordem - Parte II" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.