1001 razões p/ nunca levar Isabella Swan para cama escrita por J S Dumont


Capítulo 8
Capitulo 8 - Emmett, o galã?


Notas iniciais do capítulo

olá gente voooooltei! como foram natal e ano novo de vocês? espero que bem!
estou com novidades...
agora as postagens não serão semanalmente no sabado, porque elas serão aceleradas, eu estou com a fic bem adiantada e tenho novos projetos para vir para o nyah, então quase todas as minhas fics antigas serão aceleradas, e essa é uma delas... então quem entra no nyah direto, pode dar uma olhada aqui, pois poderão encontrar att novas, eu só peço que ajudem-me, colabore, comentando nos capitulos, se entrar e encontrar 3 ou 4 caps postados, dê um comentários em todos, nem que seja um amei, eu iria adorar!
ah e favoritem também, me deixaria muito feliz!
ai vai o capitulo:
mais tarde eu volto ;) bgs bgs



 

8. Emmett, o galã? 

Edward seguiu em direção ao refeitório, comprou uma coca-cola e sentou numa mesa vazia, ele estava bebendo o refrigerante enquanto pensava em tudo o que estava acontecendo, ele estava estressado e confuso, pois não conseguia esquecer o sonho que tinha tido com a Swan e ainda muito menos o que ele havia feito algumas horas atrás. Por que ele a agarrou daquela forma? Ele havia passado dos limites e ainda para piorar ela quase que o impossibilitou de ter no futuro filhos com aquele chute em suas partes baixas.

— Saco... – resmungou ele, dando mais um gole de coca-cola. – O que está acontecendo comigo? – ele se perguntou, dando um suspiro enquanto ainda encarava fixamente um ponto qualquer no chão.

O refeitório estava completamente silencioso, o que fazia ele poder refletir sobre tudo o que estava acontecendo com ele, suas atitudes em relação a Isabella Swan, aquele sonho esquisito, as lembranças que ainda estavam um tanto bagunçada, ele estava tentando refletir em relação a tudo, até duas pessoas entrarem no refeitório e chamar a sua atenção.

— ROSALIE VOLTA AQUI! – gritava Emmett enquanto andava atrás da loira, que andava mais a frente em passos largos por dentro do refeitório, ela sequer se virava para trás ou falava algo, ela apenas cada vez mais aumentava os seus passos, tentando de uma vez por todas despistar Emmett. – ROSALIE! ROSALIE! – chamava Emmett também aumentando os seus passos, ele estava tão distraído olhando para ela que não viu o banco da mesa do refeitório da qual Edward estava sentado, o que o fez bater a perna no banco e acabar tropeçando, caindo de frente no chão.

Rosalie aproveitou o momento para sair quase correndo e fugir de Emmett.

— MERDA! – xingou o garoto, se levantando com dificuldade do chão, ele gemeu e sentou no banco ao lado de Edward, passou a mão sobre sua perna, com uma expressão de dor bastante visível no rosto. – Aiiii... – gemeu ele, e então Edward o olhou. – Nossa essa doeu!

Edward revirou os olhos.

— Isso que dá não olhar por onde anda... – disse ele, dando mais um gole de refrigerante.

— Eu não ando com sorte mesmo, já levei um monte de apostilada da Swan, depois uma narizada na porta, Alice me deu um soco no nariz, e agora machuquei a perna! – ele reclamou. – Alias, você podia ter me avisado que tinha um banco aqui... – reclamou Emmett bufando de raiva.

— O banco sempre esteve aqui Emmett, eu pensei que você já tivesse percebido, afinal você senta nele todos os dias... – Edward respondeu, numa voz irônica.

— É, mas eu estava distraído tentando alcançar a Rosalie... – disse Emmett puxando a latinha da mão de Edward e dando um gole.

Edward suspirou e olhou para sua frente, percebendo que três pessoas entravam no refeitório e iam em direção da cantina, ele encarou uma delas com um olhar gélido. Não demorou muito para a pessoa também perceber a presença dele no refeitório e olhá-lo da mesma forma.

— Edward está aqui... – Bella comentou para as amigas, enquanto se virava e comprava uma latinha de sprite.

Jéssica e Ângela disfarçadamente viraram para trás, para olhá-lo e em seguida voltaram a olhar para frente.

— É e ele está encarando você Bella, e com um olhar nada agradável... – respondeu Ângela.

Isabella sorriu levemente e abriu a latinha de refrigerante.

— É, parece que hoje o Edwardzinho acordou com o pé esquerdo... – Bella disse num tom irônico, fazendo Jéssica e Ângela se entreolharem meio confusas.

A garota voltou a olhar para Edward, percebendo que agora ele não a encarava mais, ele conversava com Emmett, parecendo estar bastante distraído.

— Vem meninas! – chamou Bella sorrindo, era a hora de dar o troco.

— Aonde você vai? – perguntou Jéssica, confusa, mas Bella não a respondeu apenas começou a andar disfarçadamente em direção de Edward. Jéssica e Ângela se entreolharam, deram de ombros e então começaram a segui-la.

Bella parou atrás de Edward, que sequer notou a sua presença, ele ainda conversava com Emmett bastante distraído. Bella então não perdeu tempo, virou a latinha, derrubando metade do refrigerante na cabeça dele.

Emmett ao perceber começou a rir e Edward no mesmo momento se levantou da mesa, puxando a latinha da mão dela, olhando-a incrédulo.

— Você está louca? – perguntou ele irritado.

— Ops Desculpa... – fez Bella sorrindo levemente. – Acho que a sprite se assustou com a minha cara e acabou caindo na sua cabeça. – acrescentou ela, num totalmente irônico.

E naquele momento se olhar pudesse matar, o olhar de Edward com certeza a mataria...

— O que você tá pensando?! – gritou Edward com raiva.

— Eu? Estou pensando o quanto você fica ridículo de cabelo molhado, sabe isso não combina com você... – falou Bella dando de ombros, fazendo Edward bufar e se aproximar dela, a puxando pelo braço.

— Eu já estou cansado de você! – disse Edward segurando o braço dela com força, Bella franziu as sobrancelhas e tentou puxar seu braço da mão dele mais não conseguiu.

— Dá para você me soltar? – ela perguntou.

Edward sequer se movia, olhava fixamente para o rosto da garota, enquanto seus pensamentos pareciam estar longe. Emmett olhava para ele com a boca entreaberta, Jéssica e Ângela pareciam meio assustadas com medo da raiva que o garoto parecia estar sentindo, Bella parecia muito confusa e Edward... ninguém conseguia entender aonde estava o pensamento dele, pois ele parecia estar em transe.

Edward estava levemente tonto, ele andava pelo salão de festa, desviando das pessoas que dançavam na pista de dança, ele sem querer esbarrou em Bella, que estava com uma bebida nas mãos, ela virou-se para ele, e deu mais longos goles do que Edward observando, imaginou ser Vodka misturada com alguma outra bebida. Ele não sabia porque, mas ao vê-la daquela forma, ele sentiu muita vontade de rir e então foi o que ele fez, ele riu.

— O que está rindo idiota? – ela perguntou, a voz estava um pouco embolada, e ele percebeu que ela estava bêbada.

— Está dando uma de garota rebelde, Swan? – Edward perguntou aproximando-se um pouco dela, ela o olhou com as sobrancelhas franzidas. – Olhando você assim, nem parece aquela santinha, irritante, sabe-tudo...

— Vai se ferrar Cullen! – ela disse, o empurrando, com uma de suas mãos e depois afastou-se bem rápido, Edward deu uma risada, virou-se e começou a segui-la.

 - O que deu em mim? – Edward perguntou-se ao voltar em si, depois de ele ir atrás de Bella, tudo ficava negro. Ele parecia estar se lembrando pouco a pouco do que havia acontecido, mas ele ficava frustrado por não conseguir se lembrar de tudo o que aconteceu naquele noite de uma só vez. Mas o pouco que ele conseguiu se lembrar agora já o deixou extremamente nervoso, o que deu nele para ir atrás de Swan? Realmente ele deveria estar bem bêbado.

— Do que você está falando? – perguntou Bella, puxando agora seu braço da mão dele com mais força e então ela finalmente conseguiu se soltar dele. – Qual é seu problema? Hein? – perguntou Bella confusa, não entendendo a mudança repentina de Edward.

Ele a encarou por mais alguns segundos antes de respondê-la.

— Você, você é meu problema! – ele respondeu, seriamente, em seguida se virou e afastou-se em passos largos, deixando uma Bella bastante confusa para trás.

Ele saiu do refeitório e rapidamente andou pelos corredores, subindo o andar e indo em direção de seu dormitório, ele foi diretamente para o banheiro, decidido tomar o segundo banho frio daquele dia.

XxXxX

— Eu nem acredito que você teve coragem de fazer isso com Edward... – comentou Ângela, enquanto ela, Jéssica e Isabella entravam no dormitório.

— Aquele convencido e arrogante mereceu, agora ele vai pensar varias vezes antes de vir com gracinhas para cima de mim! – Bella falou, sentando na cama.

— Só que o que achei estranho, foi a mudança de atitude dele, ele estava nervoso e depois pareceu ter ficado em transe... Sabe, ele é bem esquisito! – comentou Jéssica se sentando na cama e olhando para as duas.

— Os homens são seres muito esquisitos... Depois falam de nós mulheres! – comentou Ângela, se sentando ao lado de Bella.

— Bom, mas se pensarmos bem, talvez não seja tão difícil decifrar o Cullen assim, tudo pode ter uma explicação e ela é bem simples... – Jéssica disse, dando de ombros.

Ângela e Bella se entreolharam.

— Que explicação? – perguntou Bella.

— Se Edward estiver afim de você, poderia até ser natural ele estar agindo assim... – Jéssica explicou, Bella olhou-a como se ela fosse uma louca.

Edward Cullen gostando dela? Não, é algo completamente improvável e impossível. Bella não imaginava Edward gostando de ninguém que não seja dele mesmo.

— O que? – Bella falou, dando risada. – Não, nunca isso iria acontecer! Ele só está zombando da minha cara...

— Bom, nunca diga nunca! – disse Jéssica, e ela parecia bastante segura disso, o que deixou Bella ainda mais intrigada.

Após esse episódio, Bella não conseguia pensar em outra coisa que não fosse tudo isso que está acontecendo com ela, tanto que ela nem conseguiu prestar atenção nas ultimas aulas do dia, e isso foi algo que a deixou totalmente estressada.

Ela não queria pensar nele, ela queria tirá-lo de sua cabeça, mas por mais que não quisesse pensar em Edward Cullen, isso parecia impossível.

E quando anoiteceu as coisas apenas pioraram ainda mais, seria mais uma noite com aqueles insuportáveis, mas ela sabia que não tinha escapatórias, seria obrigada a ir. Ela já estava caminhando em direção a sala de aula, quando encontrou Jacob no meio do caminho, eles tiveram uma rápida conversa no corredor e logo ele se ofereceu a acompanhar ela até a sala de aula, e claro, ela aceitou, prontamente. Só de tê-lo por perto, parecia que seu humor mudava num passe de mágicas.

XxXxX

Edward, Emmett, Alice, Jasper, Tanya e Rosalie já estavam em frente a sala de aula, somente esperando dar o horário para começar a detenção, Tanya estava bastante distraída olhando uma revista de moda. Enquanto os outros estavam distraídos em seus próprios pensamentos.

— Amoreco... – disse Tanya se aproximando de Edward. – O que você acha dessa cor de batom? – Tanya mostrou uma foto da revista para Edward.

Edward arqueou as sobrancelhas, enquanto olhava a foto.

— Eu tenho cara de gay por acaso? – perguntou Edward, agora olhando para Tanya, Jasper e Emmett começaram a rir. – Você devia perguntar para esse traveco aqui que está do meu lado, afinal, ele que deve entender desses assuntos. – zombou Edward.

Sim ele ainda estava com raiva de Emmett e de suas atitudes e de seus comentários idiotas, se ele não tivesse tido a ideia de idiota de dar em cima da Isabella Swan, Edward não teria ido falar com ela, não teria a beijado e não teria levado aquele maldito chute em suas partes baixas. Então ele concluiu que: Tudo é culpa do Emmett!

Emmett parou de rir rapidamente, e encarou Edward com raiva.

— O que você disse? – perguntou Emmett como se não estivesse entendido direito.

— Você escutou muito bem Emmett... – Edward deu de ombros, e Emmett bufou.

— Aham pode ficar dizendo isso, quando eu tiver transado com a Isabella Swan, quero ver se você poderá me chamar novamente de traveco... – retrucou Emmett.

— Ah vai se fu... – ia dizendo Edward até que...

— Olha lá Emmett! Isabella Swan tá tão na sua que está vindo para cá abraçadinha com Jacob... O que foi que eu tinha te dito hoje de manhã mesmo? – zombou Rosalie dando uma risadinha enquanto encarava o casal que caminhava na direção dos cinco.

Emmett olhou por alguns segundos Bella e Jacob e depois lançou um olhar irritado para Rosalie.

— Ele está apenas a acompanhando... – falou Emmett dando de ombros.

— Abraçados? – perguntou Jasper arqueando as sobrancelhas, e Emmett bufou.

— HEEEI SWAN! – gritou Rosalie acenando. – CHEGA AQUI COM SEU NAMORADO!

— Para de chamá-los Rosalie! – reclamou Edward e logo ficou emburrado. – Ninguém merece ficar olhando para a cara de mongoloide do Black... – os outros cinco deram risadinhas de deboche.

E então Edward fitou Bella, que olhava para eles, com desdém.

— Olha... – falou Isabella virando-se para Jacob. – Você não precisa ir lá... Eu sei o quanto eles te odeiam...

Jacob deu um sorriso fraco.

— Dá uma pena de você ter que aguentar isso toda noite... – comentou Jacob e logo depois lançou um olhar feio para os seis que os encarava fixamente.

Rosalie com um olhar divertido. Emmett com uma cara de que comeu e não gostou. Tanya com um olhar de deboche. Jasper e Alice, com desdém e  Edward, com um olhar... Indecifrável...

— Você vai ficar bem? – perguntou ele, voltando a olhar para Bella.

— Vou ficar ótima – ela garantiu.

Jacob suspirou e então, deu um beijo no rosto da garota.

— Se cuida viu... – ele pediu, Bella sorriu e logo o garoto se virou, se afastando em passos largos.

Então a garota respirou fundo, soltou o ar lentamente e se virou, olhando fixamente para os seis. Seu olhar parou em Edward, que a olhava bastante sério.

Então, Bella meio hesitante começou a andar em direção do grupo.

— Se você quiser Bella, eu tenho desinfetante, posso trazer para você desinfetar a sua bochecha... – comentou Emmett, com um olhar divertido logo que Isabella passou ao seu lado.

— Ah, por enquanto ainda não preciso, você ainda não se encostou em mim... – respondeu Bella e logo em seguida entrou na sala. Emmett no mesmo minuto fechou a cara.

— Uiiii... – fez Rosalie, se aproximando de Emmett. – Ela realmente está louquinha por você Emmett... – falou a loira no ouvido dele e logo depois deu uma risada divertida, entrando na sala.

— Isso ai garanhão! – foi à vez de Alice zoar, dando um tapa na bunda de Emmett, o fazendo ficar todo vermelho, e rindo, ela entrou na sala logo atrás de Rosalie.

— Nossa Emmettzinho, como você é tão sortudo, vejo tanto amor nos olhos dela... – Tanya disse num tom irônico, aproximando-se de Emmett. – Pelo Jacob! – ela completou e rindo entrou na sala.

— Quero ser padrinho do casamento hein... – disse Jasper irônico, piscando e entrando logo depois de Tanya, na sala.

Emmett bufou e então encarou Edward que era o único além dele que ainda não havia entrado na sala, ele o olhava com um sorriso torto no rosto.

— Sabe... Eu podia te zoar que nem os outros... – comentou Edward.

— Não vai? – perguntou Emmett arqueando as sobrancelhas.

— Bom, não, quer dizer, levar fora da Isabella Swan em publico já é uma grande humilhação... Então, dá até pena de te zoar... – falou Edward e em seguida começou a rir se aproximando de Emmett. – Mas por via das duvidas, por que você não tenta com o Jacob? Talvez você tenha mais sorte... – Edward começou a rir e deu um tapa na cabeça de Emmett e logo em seguida entrou na sala.

Emmett cruzou os braços, e fechou mais ainda a cara.

“Não vou desistir, não mesmo!”.

Pensou Emmett e sua expressão mudou para um sorriso torto, e então ele entrou na sala.

XxXxX

Nesse dia de detenção, Isabella se sentou na mesma carteira que sentou no dia anterior, e os outros seis sentaram um pouco mais próximo dela, juntos, na mesma formação. A sala por incrível que pareça estava toda silenciosa, e Bella aproveitava o silencio para se concentrar em sua apostila. Ela estava olhando o que já tinha conseguido resolver em trigonometria e só de olhar lhe dava certo desanimo, afinal, era pouco se comparar o tanto que ela ainda tinha para responder.

— Hum... Já respondi... – ela folheou. – Respondi, respondi, respondi, respo AHHHHHH! – ela gritou de repente quando viu Emmett sentado ao seu lado. Ele chegou tão de repente que até a assustou.

— AHHHH! –gritou ele, se assustando com grito dela. – O que foi? – ele perguntou.

— Você me assustou... – ela respondeu e em seguida olhou para trás, observando um por um. Tanya, Alice, Jasper, Rosalie e Edward todos estavam olhando para ela e para Emmett, com olhares curiosos. – Desculpa ter te assustado... – falou Emmett a olhando fixamente, ela voltou a olhá-lo.

— Você quer o que aqui? – perguntou Isabella bufando.

— É que tipo eu fiquei meio magoado com você... Por você ter falado aquilo quando entrou na sala... Eu só tento te tratar bem, e você só fica me dando patadas... – Emmett fez uma cara de magoado, fazendo Bella realmente se sentir culpada pelo que falou.

— Me desculpa! – ela pediu, o olhando.

— Ah tudo bem... – ele respondeu e a cara de magoado sumiu num passe de mágica. - Você quer água? – ele perguntou.

— Não! – respondeu a garota arqueando as sobrancelhas.

— Café?

— Não!

— E então um beijinho? – ele disse, fazendo bico.

— Er... – Bella fez uma careta. – Não...

— Ahhhh! – Emmett emburrou a cara. – Você não quer nada...

— E você, você quer o que? – ela perguntou franzindo as sobrancelhas.

— Eu... – Emmett a olhou com um sorriso no rosto e aproximou mais a sua cadeira com a dela, deixando os dois bastante próximos. – Eu quero te mostrar que posso ser o cara certo para você...

Isabella arqueou as sobrancelhas. E então voltou a olhar para trás.

Vendo que agora, nesse momento: Edward e Rosalie olhavam para eles parecendo estarem bastante interessados na conversa, Jasper estava no seu segundo dia tentando entender o que era trigonometria, Tanya estava distraída retocando a maquiagem e Alice estava lendo um livro de autoajuda: “como prender um homem em trinta dias”.

— O cara certo para mim? – perguntou Bella voltando a olhar para Emmett.

— Sim, você podia me dar uma chance para provar isso, não acha? – perguntou Emmett colocando sua mão por cima da dela. – Eu juro que não irei te desapontar.

Naquele momento, a boca de Edward e de Rosalie estava aberta, enquanto ambos olhavam fixamente para a mão de Emmett que segurava a mão de Bella.

— Ele vai conseguir... – falou Rosalie negando com a cabeça, olhando para Edward desesperada. – E depois ele vai ficar todo convencido para cima de mim, se achando o galã e jogando na minha cara que conseguiu ficar com essa selvagem!

— Não, pelo que conheço a Swan ele não vai conseguir... – Edward garantiu, mas não parecia muito seguro.

— Ah é? Por que não? Emmett é bonito, é popular, quando quer tem bom papo... – Rosalie respondeu meio pensativa.

— A Swan não liga para isso... – Edward disse, olhando fixamente para os dois. – Eu espero... – ele completou agora em sussurros, ainda olhando atentamente para eles. Rosalie tinha toda razão, se Emmett conseguisse ficar com a Swan, ele ia ficar tão insuportável, que nem ele iria suportar.

Emmett se aproximou um pouco mais de Bella, e sorriu de forma galanteadora.

— Olha Emmett... Você só pode estar maluco... – comentou Isabella, mas não o afastou.

— Maluco? – Emmett franziu as sobrancelhas, mas depois sorriu. – É você tem razão eu devo estar, pois por você eu estou disposto até enfrentar seus dois guarda costas...

— Guarda costas? – a garota negou com a cabeça. – Quem são os meus guarda costas?

— O Black e o Newton... Ou estou mentindo? – ele perguntou num tom até engraçado.

Bella deu uma risadinha.

— Eles não são meus guardas costas... – falou ela, rindo.

— Mas até que parece, sabia? – ele respondeu, mexendo no cabelo dela, colocando alguns fios atrás da orelha.

Nesse ponto, Edward, Rosalie e Tanya estavam quase caindo da cadeira de tanto que prestava atenção na conversa do casal, Alice já parecia não se importar e estava deitada em cima do livro, quase pegando num sono e Jasper continuava tentando entender...

— EU ENTENDI! – gritou Jasper, sorrindo feliz da vida.

Quer dizer ele estava tentando, até que finalmente conseguiu entender o que é trigonometria.

Com o grito: Edward caiu para trás, com a cadeira, Tanya deu um grito, Alice se sobressaltou, levantando a cabeça rapidamente da mesa e coçando os olhos e Rosalie olhou para Jasper assustada.

— Entendeu o que? – perguntou Rosalie brava.

— Trigonometria... – respondeu Jasper sorridente. – Depois de ler vinte e cinco vezes esse texto, eu consegui entender...

— Ah, Seu viado! – falou Edward se levantando do chão e levantando a cadeira. – Você me fez cair da cadeira, por causa de trigonometria? – Edward bufou de raiva e logo voltou a se sentar.

— Deviam estar felizes, afinal, vocês irão depois copiar de mim as respostas, deviam ser mais agradecidos... – disse Jasper irritado e então ele pegou um lápis começando a responder a primeira questão.

Edward revirou os olhos e murmurou: “idiota” e logo depois voltou a olhar para Bella e Emmett que estavam conversando tão entretidos que parecia não perceber ninguém.

— Aiiin... – fez Rosalie logo que percebeu Emmett se aproximando mais de Bella... Estavam próximos, mais próximos, Rosalie e Edward ficaram pasmos.

— Faça alguma coisa Rosalie, anda... – falou Edward logo que percebeu que Emmett estava quase beijando ela.

Rosalie tentou pensar rápido, tinha que agir rapidamente se não... Eles iam se beijar!

Foi então que uma ideia surgiu em sua mente, ela deu um sorriso maldoso e se levantou, puxando Edward pela gravata do uniforme.

XxXxX

— Olha Emmett, eu estou achando isso muito estranho... – Bella comentou, o olhando meio desconfiada. – Foram seus amigos que lhe mandaram fazer isso?

— Mas é lógico que não... – ele respondeu, enquanto umedecia seus lábios. – Eu estou aqui por vontade própria!

— Mas... Mas... Eu não acredito que você está dizendo... – dizia Bella até ouvir um grito de Jasper, nesse instante ela e Emmett olharam para trás.

— Por que será que ele gritou? – perguntou Bella assustada.

— Ah deve ter sido porque entendeu trigonometria... – falou Emmett dando de ombros e depois voltou a olhar para Bella. – Olhe, eu estou falando serio... – continuou Emmett e a garota voltou a olhá-lo. – Você me interessa de verdade...

— Ah e esse súbito interesse aconteceu assim do nada? – ela perguntou.

— Ah, bom, acredite foi desde ontem... – ele respondeu. – Acho que é porque eu nunca tinha tido a oportunidade de reparar o quanto você é bonita e interessante...

Bella engoliu em seco. E então, Emmett percebendo que ela estava quase caindo na sua, começou a se aproximar mais dela, mais e mais, eles estavam quase se beijando, quando...

Escutaram mais um grito: Dessa vez de Tanya.

Bella e Emmett se assustaram e olharam para trás, de olhos arregalados. Emmett ao ver do que se tratava se levantou da carteira, olhando para a sua frente, completamente incrédulo.

— O QUE TÁ ACONTECENDO AI? – gritou Emmett, irritado.

Bella também se levantou da carteira, e olhou para onde Emmett olhava, ela ficou bastante incrédula, assim como Emmett, mas o pior não foi a surpresa, mas sim que ela também ficou bastante incomodada com aquela cena...

Continua...





Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "1001 razões p/ nunca levar Isabella Swan para cama" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.