Light Of Darkness escrita por lininhaaa


Capítulo 12
XII - Perguntas




Capítulo 12 –Perguntas

 

 

Um silêncio constrangedor instalou-se no pequeno apartamento.

Sakura fechou os olhos com força ao perceber que Sasuke a vira. Pelo canto dos olhos, ela o fitou, vendo-o ainda sentado na cama com uma expressão tão surpresa quanto a dela.

 Seus joelhos começavam a fraquejar, assim como suas mãos suavam. De onde estava, ela via Lyn com os olhos arregalados e com a boca entreaberta. Sua reação não seria diferente dos demais.

- Como você entrou aqui?!

Ela engoliu em seco a pergunta do Uchiha. Sua voz era tão rouca e fria que chegava a lhe dar arrepios. Como responder-lhe aquela pergunta?!

- Tia Saky, ele pode te ver? – a menina gritou de onde estava.

Sakura suspirou e apenas confirmou com a cabeça.

- Sakura! – chamou-a, ganhando a atenção dela.

- E-eu... – a fala não saia. Tudo aquilo estava estranho, se é que era possível ficar pior. – não entendo...

O Uchiha a olhou perplexo. Como Sakura estava ali se ela estava no hospital?! E pior, Naruto lhe avisara que iria visitá-la. Se Sakura tivesse acordado, Hinata seria umas das primeiras a saber.

- Hunf... – bufou passando as mãos impacientes nos cabelos e os puxando. – O que diabos tá acontecendo aqui?!

Instintivamente, Sakura encolheu-se ao ouvir as palavras “revoltadas” dele. Sabia que não o fizera nada, mas não conseguia sequer olhá-lo nos olhos.

- Sasuke... – chamou-o. demorou algum tempo para que o Uchiha pousasse seus olhos nela, mas quando o fez, Sakura continuou: - Eu...

- Você...?! – interrompeu-a.

- Hãn... Eu não acordei! – respondeu convicta. – Aliás... eu não sei se... – as palavras não saíam. Se para ela estava difícil explicar sua própria situação, que dirá para ele. – eu não sei! – bufou.

Sasuke estreitou os olhos e quando finalmente ia dizer alguma coisa, a música do seu celular o interrompe.

- Teme! Posso ir até aí?!

- Onde você tá?! – grunhiu irritado.

- Na porta do hospital... Acabei de ver a Sakura-chan! – anunciou o Uzumaki, fazendo os olhos de Sasuke quase saltarem do rosto. – Ela continua na mesma, mas segundo a Hina-chan os sinais vitalícios parecem estáveis.

- Sinais vitais, idiota... – corrigiu-o revirando os olhos.

- É! Você entendeu... Daqui uns dez minutos eu estou aí!

Sasuke apenas bufou e desligou o celular de suas mãos. Novamente olhou para a Haruno parada na porta e lembrou-se das palavras do amigo.

- Tudo bem... o quê você e o idiota do Naruto querem afinal?!

- O que quer dizer?! – perguntou.

 Ele jogou o celular no meio da cama e analisou-a.

- O Naruto acaba de me falar que você está internada no hospital! Qual é a de vocês?!

- Mas... – a rosada balbuciou a princípio sem entender o que o moreno queria lhe dizer. – Do que está falando?!

O Uchiha permaneceu com as sobrancelhas juntas e os braços cruzados em frente ao corpo.

- Isso é algum tipo de brincadeira?! Você estava em... – a última palavra não foi pronunciada por Sasuke.

- Coma?! – indagou Sakura, completando a frase do Uchiha. –  Por que não diz logo o quê realmente está insinuando?!

- Ótimo! Você, Naruto e Hinata estão pregando algum tipo de peça em mim, não é?! – comentou irônico. – Acha que sou idiota?! Aquele Dobe me paga! – praguejou.

Sakura o olhou incrédula. Ele achava mesmo que os três estavam fazendo tamanha brincadeira de mal gosto, usando o estado de uma pessoa para lhe pregar uma peça?!

- Quer que eu te prove?! – desafiou-o e sem esperar resposta, continuou: - Eu vou te provar que não estou pregando qualquer tipo de peça em você!

Ao dizer isso, Sakura saiu da soleira da porta e encaminhou-se para a parede ao lado. Como se fosse a coisa mais natural do mundo, ela atravessou-a e parou quase em frente ao Uchiha.

Era impossível descrever a expressão que Sasuke fez naquele momento. Surpresa? incredulidade?  Medo?  Esperança? Talvez um pouco de todos esses sentimentos juntos.

- Não pode ser... – Sasuke levou a mão à boca sem desviar as duas pedras ônix dela. – Sakura...

- Eu não entendo. – murmurou depois de um suspiro. – Ninguém consegue me ver... Por que justo você? – perguntou atordoada.

Sasuke ficou calado. Não sabia ao certo, mas imaginava o quanto a fez sofrer há anos atrás e naquele momento, sabia que estava fazendo a mesma coisa. Nunca soube que tinha poderes paranormais... pelo menos, nunca tinha presenciado algo parecido.

- Você pode vê-la!? – Sakura estendeu a mão para seu lado esquerdo, o quê fez o Uchiha estreitar os olhos.

- Quem?!

- Lyn... você pode vê-la?!  - indagou a Haruno, olhando fixamente para a menina parada ao seu lado. Se ele podia vê-la, com Lyn não seria diferente.

O moreno piscou algumas vezes e desviou seus olhos para o espaço vazio ao lado da ex-namorada. Estreitou os olhos, forçou a vista mas não via absolutamente nada.

- Não vejo nada!

Sakura olhou para a pequena que abaixou os olhos em direção ao chão.

- Lyn-chan... – Sakura levou uma das mãos à cabeça da menina, fazendo um pequeno carinho. Pouco a pouco os olhos da menina, agora marejados,  a encararam. – Não chore... – pediu.

- Não é justo. Por que ele pode te ver e não me vê?! – perguntou revoltada enquanto coçava os olhos. – A mamãe não me vê, ele não me vê... n-ninguém pode ver, tia Saky.

Sasuke olhava aquela cena, “estranha” aos seus olhos, com um certo receio.

- Com... quem você está falando? – perguntou arqueando uma das sobrancelhas.

- Você não a vê, não é mesmo?! – Sakura fitou o Uchiha tristemente. – É uma amiga que fiz... ela também está em coma.

O silêncio entre os três pairou por intermináveis segundos, sendo quebrado apenas pelo barulho da campainha.

- Estava esperando alguém?! – a rosada encarou-o. Ela sabia que não tinha nada a ver com a vida dele, mas uma ponta de ciúmes foi percebida naquela frase.

- Deve ser o Dobe... – comentou ajeitando as mãos nos bolsos da calça.

Sasuke sequer se mexeu, apenas encarando-a. A campainha foi tocada mais três vezes, sendo que na última, o som veio acompanhado de duas batidas na porta.

- Não vai atender?!

- Eu tenho uma idéia... – comentou passando ao lado dela e a olhando de esgueira. – Fique aqui.

Assim que Sakura assentiu, o Uchiha passou pela porta do quarto, dirigindo-se para a porta. Antes de destrancá-la, ouviu um “Teme!” num som um tanto alto vindo do outro lado da parede. Revirando os olhos, ele virou a chave, virando a maçaneta em seguida.

- Onde você tava, Teme?! – indagou o loiro irritado. – Faz tempo que eu tô tocando!

- Pare de gritar, Dobe. – repreendeu-o colocando-se de lado para Naruto entrar.

O loiro olhava a todos os cantos do pequeno apartamento como uma criança em uma loja de brinquedos. As coisas já estavam mais ou menos organizadas ao estilo “a La Sasuke”, com os pertences devidamente organizados em seus devidos lugares.

- Aqui é bem legal, Teme! -  comentou já na cozinha do apartamento. – Credo, como você é porco... olha esse café espalhado! Quer dizer, é café né?!

- Aham... – respondeu o moreno no meio da sala.

- Ufa, por um minuto eu pensei que fos...

- Me poupe dos seus comentários idiotas, Dobe! – repreendeu-o  antes que Naruto soltasse mais uma de suas baboseiras.

Naruto soltou uma risada alta e caminhou para o lado do amigo, ainda admirado com o local.

- Tem o tamanho perfeito para as suas coisas e é perto da empresa!

- Hum... – resmungou o moreno.

 

~*~

 

Enquanto isso, Lyn continuava tristonha pelos últimos acontecimentos. Sakura imaginava o quanto deveria estar sendo difícil para ela. Lyn era apenas uma criança e a cabeça dela deveria estar uma verdadeira confusão.

- Vai dar tudo certo, Lyn-chan. – sorriu Sakura.

- Você sempre fala isso, tia Saky... – sussurrou.

- Eu sei, mas precisamos acreditar nisso não acha?! – a frase saiu como uma afirmação para Lyn que fez um bico, arrancando um discreto sorriso de Sakura. – Mesmo que o Sasuke-kun veja apenas a mim, não vou deixar você sozinha... Estamos nessa juntas e é assim que vamos ficar!

- Promete?! – indagou com os olhos cor-de-mel brilhantes.

- Prometo!

 

~*~

- O meu apartamento é bem maior... e bem mais limpo!

Sasuke juntou as sobrancelhas e cerrou um dos punhos. Novamente Naruto entrando naquele assunto só por causa de uma droga de mancha de café. Aquela conversa já estava o irritando.

- Naruto, em primeiro lugar seu apartamento parece um chiqueiro! Maior que esse, eu concordo... Mas limpo?! – comentou sarcástico. – Fala sério! Pobre Hinata!

- Ele é limpo sim, Teme! Mas eu ando muito ocupado e não dá para limpar toda hora...

- Se você não fosse tão porco, ele não estaria naquele estado! – afirmou.

Naruto coçou a nuca com uma das mãos e sorriu sem graça.

- Não vai me mostrar o resto do apartamento?!

- Se você calar a boca... – retrucou. – Vamos.

Sasuke fez um sinal para que Naruto o acompanhasse, dirigindo-se para o corredor.

- O que tem atrás dessa porta?! – apontou para a porta que Sasuke tentara arrombar mais cedo.

- Não sei. Está trancada desde que cheguei. – comentou por cima dos ombros.

Os dois amigos entraram no quarto e Sasuke avistou Sakura sentada numa das bordas da cama. Lyn estava ao seu lado com a cabeça repousando no colo da Haruno, mas o Uchiha apenas enxergava a ex-namorada.

Era difícil para ambos não ficarem surpresos com toda aquela situação, mas Sasuke tentou ser o mais natural possível.

- Teme! Você tá vendo o que eu to vendo?! – Gritou o Uzumaki exasperado.

Tanto Sakura quanto Sasuke olharam-se e a pequena Lyn arregalou os olhos.

- Você também... pode ver?! – perguntou o Ucinha espantado.

Naruto ergueu as mãos para o ar e em seguida, levou até os cabelos arrepiados.

- É impossível não ver! – Exclamou alto. – Cara... esse quarto é enorme!

Sasuke piscou algumas vezes e fechou os olhos. A pouca esperança que tinha de Naruto também ver Sakura ou a menina que a acompanhava fugiram do coração do moreno.

- O quê...?!

- Esse quarto! E olha essa cama! – Gritou correndo para o móvel e se jogando em seguida.

Ao ver a cena, Sasuke fechou os olhos com força e virou o rosto.

- O que foi, Teme!? – perguntou o loiro esparramado em cima da cama. – Parece que viu um fantasma! – riu alto.

O Uchiha abriu os olhos devagar e viu Sakura ao lado das pernas do Uzumaki, sentada como se nada tivesse acontecido. A expressão da Haruno não era das melhores.

- Esqueça, Sasuke... – murmurou a rosada levantando-se.

Sasuke suspirou alto e bagunçou o cabelo com uma das mãos. Realmente ele era o único que a via... mas por quê?!

- Teme...?! O que foi!?

- Vá embora, Naruto! – grunhiu tentando juntar o pouco de paciência que lhe restava.

- Mas...

- É sério, Dobe! – cortou-o. – Tenho algumas coisas a fazer e minha cabeça está explodindo.

Naruto contorceu o cenho e levantou-se num pulo.

- Você anda muito estranho sabia?! – comentou passando pelo moreno. – Eu volto mais tarde, mas se precisar...

Os dois caminharam silenciosos até a porta, despedindo-se rapidamente. Assim que Sasuke passou a chave na mesma, ele recostou-se e viu Sakura com a cabeça baixa.

- O que vamos fazer?! – balbuciou olhando fixamente para o moreno.

Sasuke jogou a cabeça para trás e fitou o teto, enquanto pensava.

- Eu não sei. – confessou.

- Eu não entendo... – comentou incrédula. – Apenas  você consegue me ver. Se você me vê,  deveria ao menos ver a Lyn! E por que você tem que estar aqui?! Por que somente você pode me ver?! – gritou o máximo que pôde.

Estava cansada de tudo aquilo e somente ele poderia vê-la. A única pessoa que Sakura torcia para ignorá-la e nunca mais voltar a cruzar  seu caminho estava ali, diante de si  e em sua própria casa. 

Por algum motivo, ele era o único que podia vê-la e escutá-la. Agora cabia a ele descobrir o porquê de tudo isso e, principalmente, saber o por que de somente ele conseguir enxergá-la.

 

 

 

**********************

... Continua ...



Notas finais do capítulo

Voltei! *--*
Ok, ok! Esse capítulo ficou um pouco pequeno, mas precisava ser assim... xD
Ando muito sem tempo para escrever minhas fics, por isso que os capítulos não estão saindo semanalmente! Sinto muito... >.
Espero que tenham gostado da fic... tentei colocar um pouquinho de comédia se é que alguém percebeu! xD
Bom, vamos ao que interessa: Nossa Sakura-chan está irada por justamente o moreno-Uchiha-gostosão-marrento vê-la. e o Naruto... sem comentários! xD
Amoo ele de paixão! u.u apesar de ser bem mais o Sasuke! *---*
Acho que é isso, espero poder receber a opinião de vocês!
Estou postando essa fic no fanfiction.net também! Não é plágio!
Só pra constar: estou amando os reviews que recebo! Por isso, continuem! Para mim é muito importante saber a opinião sincera de vocês!

Críticas/elogios/sugestões : Nos reviews!

Recomende a fic e me façam mais feliz! *----*

Beijoooos gente! :*******


Twitter: @lininhaaa