Choices escrita por Kuchiki Hiruno


Capítulo 7
"Agora temos que começar a ser ‘nós mesmos’"


Notas iniciais do capítulo

Desculpem a demora D:
Eu amei escrever esse capitulo ! Um novo e divertido personagem irá entrar na história para ajudar o azulado



“Seja em sonhos ou no amor, a resposta não se encontra em qualquer lugar

É por isso que agora temos que começar a ser ‘nós mesmos’"

(Don't Think. Feel! – Fairy Tail )

Segundas feiras costumam passar bem devagar e esta não seria uma exceção . Todos entregaram seus respectivos trabalhos e agora a única preocupação seria as provas finais. O professor da ultima aula saiu e antes que todos pudessem pensar em levantar, a representante de classe do 3- A chamou a atenção de todos.

–Atenção gente!- Todos a olharam -como sabem, vamos ter nossa festa de formatura em breve e ela já está sendo organizada. Mas como é nosso ultimo ano , pensamos em fazer algo mais.

– Mais uma festa?- indagou um aluno

–Não, mas pensamos em uma pequena viagem de quatro dias a um acampamento . Vi algumas imagens do local e achei bem legal! Vou estar disponibilizando para todos verem no email da turma, mas preciso de uma confirmação até amanhã! Nossa sala é composta por vinte e cinco alunos e pelos menos dezessete têm que confirmar presença para a viagem acontecer.

– Eu e a Er-chan vamos !- Mira levantou-se bem empolgada.

–Mirajane! – Erza repreendeu a amiga – eu não disse isso!

–Eu também vou – Freed manifestou-se.

–Nós também vamos !!- um grupo de meninos confirmou presença ao ver que a ruiva e sua amiga iriam .

–Eu e o meu irmão vamos também!- Mystogan anunciou .

– Eu o que?- Jellal tirou os pés de sua mesa e fitou o irmão furioso.

Após Mystogan confirmar a presença dele e do irmão , varias garotas empolgadas com a ideia confirmaram. Quem não gostaria de passar quatro dias perto dos irmãos? Os dois estavam sempre presentes no top 10 que as meninas faziam de todos os garotos do ensino médio. Em 5 minutos , a representante da classe já tinha dezessete nomes na lista .

–Ótimo! Vou agora mesmo na diretoria confirmar a nossa ida!- e saiu da sala.

–Mystogan!- Jellal levantou e bateu a mão na mesa.

–Jellal, esse é nosso ultimo ano !- Mystogan pegou a mochila que havia colocado no chão quando foi para perto do irmão – temos que aproveitar! Tenho certeza que daqui a alguns anos você vai ser arrepender se não for ! – antes de sair da sala completou – estou te esperando lá no portão !

***

–Mira , eu não acredito que você fez isso!- Erza reclamava com a amiga enquanto chegavam no portão do colégio.

–Er-chan, se você não for vai ser arrepender depois! E o Jellal vai!

–E dai que aquele cretino vai?!

–Já esqueceu o que você falou para mim?

–E onde entra a frase “ dê tempo ao tempo” ?

–As vezes o tempo precisa de um empurrão!- Mirajane sorriu e correu em direção ao portão.

–Mira ,sua idiota! – Erza correu atrás da amiga com os punhos erguidos, ameaçando bater na garota .

A ruiva iria continuar correndo atrás da amiga , mas parou próximo ao portão, esparrando –se em algo.

–Você não cansa de se esbarram em mim?- o azulado ajudou a ruiva a levantar.

– Eu juro que eu rezo, mas você sempre aparece na minha frente-ela ajeitou a blusa e completou- não sei mais o que fazer .

–Você gosta de se esbarrar em mim- Jellal delineou um sorriso malicioso .

–Prefiro morrer- Erza o encarou.

–Isso só prova que você gosta, mas como é orgulhosa , não admite .

–Você também é muito orgulhoso pelo que eu percebi .

–Está insinuando alguma coisa?- Jellal parecia estar se divertindo com a situação .

–Entenda como quiser!

–Certo- ele segurou a mão da ruiva e a puxou até seus corpos ficarem bem próximos – vou entender como eu quiser .

–O que está fazendo?!- Erza tentava afastar-se ,mas o garoto era muito forte.

–É isso mesmo que você quer? Quer se afastar?- Ele sussurrou no ouvido da ruiva .

Erza quis afirmar , quis ter forças para fazer algo, mas não conseguiu. Por dentro ela estava negando, gritando que não queria se afastar e ao mesmo tempo ela estava repreendendo a si mesma por pensar aquilo. Uma verdadeira confusão.

–Você não respondeu, Erza – Jellal alisou os longos cabelos da garota e ela fechou os olhos , como se estivesse saboreando o momento.

–Jellal- Uma voz masculina interrompeu o momento e o azulado teve vontade de bater no garoto que se aproximava.

–Já vou Mystogan – Jellal parou de alisar o cabelo da ruiva e sussurrou discretamente em seu ouvido – você ainda me deve uma resposta- e afastou-se indo ao encontro do irmão.

–O que estava fazendo?- Mystogan parecia irritado.

–Não é da sua conta – o azulado começou a andar para casa.

–Jellal, já disse que Erza não é garota para você. Ela não vai aceitar ser usada e jogada fora uma semana depois !

–E eu já falei que quem diz se a garota é para mim , sou eu – Jellal fitou o irmão irritado- e não fala mais comigo hoje , sua voz já me atrapalhou de mais !

***

Jellal tinha se trancado no quarto e não havia almoçado, estava com raiva do irmão por ele ter chegado justo naquele momento! Mas ele havia percebido que a ruiva tinha ficado mexida , Erza sentia algo por ele. Agora restava Jellal saber se sentia algo por ela, se não era algo passageiro como todas as outras garotas que haviam passado por sua vida .

– Não consigo me entender ....- o azulado bagunçou o cabelo e respirou fundo , mas logo foi expulso de seus pensamentos pelo seu celular .

Ele pegou o aparelho , mas não sabia que número era aquele. Pensou por um momento em apenas ignorar ,mas resolveu atender .

–Alô?

A quanto tempo eu não escuto essa voz!- era um homem.

–Quem é?

–Quem é? Como assim quem é? Não está reconhecendo minha voz,porra?

–Olha aqui amigo, eu estou acostumado a receber ligações de garotas- Jellal já estava irritado- o que um cara quer comigo?

–Você não mudou nada, Bolinha !- o homem do outro lado da linha riu.

–Eu já disse para não me chamar assim!- o azulado gritou ,mas logo percebeu quem era. Só havia uma única pessoa na face da terra que ficava dando apelidos a ele – Natsu , seu filho da mãe ! Onde você está?

–Agora ele lembra de mim! Para me xingar você lembra do meu nome né?!

–Pelo menos eu lembrei!- Jellal deu uma risada discreta.

–Cara, eu estou por ai – Natsu deu risada também – eu sou do mundo!

–Idiota, você passou anos trocando mensagens comigo e do nada me liga . Onde você está?

–Estou chegando na sua cidade ! Acho que amanhã de tarde já estou por ai!

– O quê?

–Isso mesmo meu amigo , eu estou chegando e vou concluir meu ensino médio na nossa antiga escola! Ainda está estudando lá?

–Sim , estou mas...

–Então seremos colegas novamente!

–Colegas? – o azulado riu- Natsu, você já deixou de ser meu colega a muitos anos atrás ! Você é mais meu irmão que o Mystogan!

–Coitado do certinho! Continua brigando com ele?

–Você nem tem ideia. Acho que nossas brigas podem tomar proporções enormes.

–Como assim, cara?

–Você disse que está chegando , certo? Conversamos pessoalmente.

–Certo!

–Vai ficar aonde?

–Na sua casa – O garoto riu.

–Natsu, dê logo a porra do endereço ,seu idiota!

–Você está bem violento !- ironizou - Vou te mandar uma mensagem com o endereço! Te vejo lá para me ajudar a arrumar as coisas!

–Ligue quando chegar .

–Ligarei!- Ambos desligaram .

Jellal não podia acreditar, o amigo de infância estava voltando para a cidade! Natsu era o único que o entendia por completo e sabia dar concelhos quando o azulado precisava. Sabia o que ele sentia e sabia o que dizer e fazer ,mas era meio doido e fazia coisas sem pensar. É muito impulsivo e não tem muita paciência. Mas , apesar dos defeitos, Natsu foi a única pessoa que conversava tranquilamente com ele e não ficava com raiva ou algo parecido .

Conversar com Natsu era exatamente o que Jellal precisava , talvez o amigo possa ajuda-lo a entender o que está acontecendo . Mas, enquanto o amigo não chegava , o azulado pegou um livro que estava em cima de sua mesa que estava quase no final. Tinha que terminar ,pois o prazo para devolver a biblioteca do colégio acabava amanhã.

***

Jellal não havia trocado uma palavra com seu irmão desde o dia anterior . O café da manhã foi mais silencioso do que o costume , mas nenhum dos dois parecia verdadeiramente incomodado . Comeram em silencio , terminaram de se arrumar em silencio e saíram em silêncio . Dez minutos de caminhada silente , e os gêmeos chegaram no colégio .

–Jellal !! – Ultear chegou um pouco depois do azulado e ao vê-lo correu em sua direção ,mas foi recepcionada com indiferença.

–Não estou com paciência para você hoje- Jellal continuou andando deixando a garota para trás que , ao ouvir a resposta , parou de andar e acabou ficando no caminho.

–Você devia ser mais gentil com as pessoas- repreendeu Mystogan enquanto ambos subiam as escadas e eram admirados pelas meninas- Vai acabar sozinho , sem amigos , sem uma esposa...

–Acho que isso é problema meu .

–Não, não é só problema seu ! Sou seu irmão e me preocupo com você –Apesar do clima bem tenso, o irmão mais velho falava em um tom bem baixo , para que só Jellal o escutasse .

– Exatamente, você é meu irmão, não é minha mãe nem meu pai .

–Sou o responsável por você!

–Temos a mesma idade!

–Mas , como irmão mais velho eu ...

–Eu posso cuidar de mim mesmo!- Jellal estava ficando irritado ,mas por fora parecia bem calmo .

–Tem certeza que pode? Você vem me mostrando justamente o contrario!- Mystogan pegou no ombro do azulado e ambos pararam .

–Vocês já estão brigando a essa hora da manhã?! – Mira chegou acompanhada da amiga .

–Bom dia pra você também, peituda-chan – Jellal esboçou um sorriso sarcástico .

–Ora, ora se não é o cretino-kun! Bom dia ! – Mira sorriu

–Bom dia Mira –san.

–Bom dia Myst-kun! – Mira fitou a amiga – Er-chan , você devia dar umas aulas de etiqueta para o cretino –kun! Ele está tratando as pessoas muito mal! – Mira analisou atentamente a expressão que Jellal iria esboçar ,mas o mesmo continuou sério – O que acha , cretino-kun?

–Adoraria ter aulas particulares- Jellal delineou um sorriso malicioso – tenho certeza que você iria gostar de me ensinar não é , sensei ?! – ele fitou a ruiva .

Erza ficou com tanta raiva que nem conseguiu formular uma resposta para a provocação do azulado , preferiu passar direto e abrir a porta da sala . E foi isso que fez, mas se tivesse olhado para trás , veria o sorriso de satisfação estampado no rosto de Jellal e veria também a raiva tomar conta do irmão mais velho do azulado . Mirajane observava a situação calmamente , dando um sorriso no final , satisfeita com a cena .

***

O intervalo finalmente havia chegado . Erza precisava ir a biblioteca e Mira preferiu ficar no jardim conversando com Freed. A ruiva não insistiu para que a amiga a acompanhasse ,pois sentiu o clima e até achou bom deixa-los sozinhos .

A biblioteca era bem grande e tinha muitas estantes. Podia ser encontrado ali todos os tipos de livros, desde livros didáticos até livros de literatura . Havia mesas em um canto do local para os estudantes que quisessem ler ali mesmo , poltronas em todos os cantos para aqueles que gostam de ler sem ninguém do lado , era um lugar bem acolhedor e fresco .

Erza estava com muita vontade de ler um romance , então foi até o ultimo corredor da biblioteca . Olhou para cima e examinou os títulos para ver se algum lhe chamava atenção e então , depois de cinco minutos , avistou um . Ficou na ponta do pé para tentar pega-lo ,mas o livro estava em um lugar muito alto e a ruiva não era tão grande . Não havia ninguém por perto , então Erza escalou duas prateleiras da enorme estante. Estava quase conseguindo pegar o livro que tanto desejava ,mas acabou se desequilibrando. A ruiva fechou os olhos esperando a dor da queda vir ,mas sentiu que ela havia caído em algo macio e quente .

–Você realmente ama se esbarrar em mim .

–Você!- Erza assustou-se afastando-se do azulado .

–Tem que ter mais cuidado , Erza- disse Jellal com muita tranquilidade , pegando o livro que a ruiva havia tentado apanhar antes de cair – você poderia ter se machucado .

–E dai? Acho que você ficaria feliz de me ver caída no chão- a ruiva cruzou os braços e o encarou .

–Eu realmente ficaria preocupado se a visse caída no chão- ele parecia estar falando sério ,mas Erza não conseguia acreditar – acha que eu sou malvado a esse ponto ?

–Sinceramente? – Jellal fitou a ruiva – eu não sei . Não te conheço direito ,mas você me irrita !

–Você também me irrita – ele sorriu – mas tem algo em você que desperta algo em mim que consegue ser maior do que minha raiva .

–E o que seria? – Ela estava intrigada .

–Eu realmente não sei.- ele riu e estendeu o livro - mas queria saber .

–Fiquei curiosa agora – Erza pegou o livro- quando souber a resposta , me fale .

–Não se preocupe, será a primeira a saber – eles se entreolharam em silencio .

–Obrigada – ela sacodiu o livro.

–Disponha - o azulado ficou olhando o livro – essa história é muito bonita , acho que você vai gostar.

–Você já leu? – indagou surpresa.

–Sim, já peguei aqui umas três vezes- ele bagunçou o cabelo- eu particularmente gosto bastante deste livro .

Erza estava estática . Nunca poderia imaginar que Jellal gostasse de ler , muito menos que ele lia romances . O azulado parece o tipo de pessoa que gosta de filmes e livros de ação, que tenha violência , tiros para toda lado e um bandido/mocinho que vai contra tudo e contra todos. Mas ela havia se enganado ; errou feio ao imaginar o que o azulado gostava de ler , ver e era muito provável que tudo que Erza havia imaginado sobre Jellal , fizesse parte apenas da sua imaginação.Ela ficou muito curiosa, queria saber o que ele realmente gostava , assistia , lia , do que ele não gostava , queria saber se realmente estava enganada sobre ele .

– Não sabia que você gostava de ler romances .

–Você não sabe muitas coisas sobre mim, apenas julga o que vê – ele colocou as mãos no bolso da calça – mas eu digo com toda certeza que o que você vê é o superficial .

–Você também não sabe nada sobre mim.

–Sim , de fato . Não sei muita coisa sobre você.- ele deu com os ombros –tenho certeza também que o que eu vejo é apenas o superficial. Você é bem mais complexa do que todos pensam , isso me deixa intrigado .

–Intrigado ?

–Sim- ele riu – fico muito curioso para saber quem é a verdadeira Erza .

–Confesso que agora fiquei curiosa sobre você também – Erza se repreendeu segundos depois de falar . Não podia deixar que ele soubesse que queria saber mais sobre ele .

–Então ...- o azulado começou a falar.

–Jellal !! – o garoto foi interrompido por Ultear , que pulou em cima do rapaz , colocando suas mãos em volta do pescoço dele – te procurei pelo colégio todo!

–O que você quer ?- o garoto continuo com as mãos no bolso , mas sua expressão ficou séria – não está vendo que estou conversando?

–Ah! – ela fingiu espanto- não vi você Erza , desculpe-me .

–Você está precisando de óculos então- Erza estava visivelmente irritada – meu cabelo é tão chamativo que só uma pessoa cega não conseguiria ver – Jellal prendeu a risada e Erza estava rindo por dentro junto com o azulado – vou pegar o livro emprestado , licença .

Erza deu as costas e começou a andar em direção ao balcão para locar o livros . Aquela era a primeira vez que ela conversou com o azulado sem brigar cinco minutos após o inicio do diálogo . Ultear , essa garota adorava irritar a ruiva, adorava ver a ruiva se dar mal e fazia de tudo para ver essa cena com frequência .

Erza saiu da biblioteca e acabou perdendo uma cena que gostaria de ver . Jellal não aguentou prender a risada por muito tempo .

–Do que está rindo? – Ultear estava irritada.

– Você queria muito ouvir aquilo não é mesmo? – ele parou de rir- satisfeita?

–Jellal!

–Procure um oftalmologista – ele começou a andar – você está precisando .

– Ei, Jellal! – O garoto deixou Ultear falando sozinha na biblioteca e voltou para sala de aula .

–Ul, vamos voltar ....- Meredy estava tensa.

–Aquela idiota! Você viu Meredy? Viu o que ele me disse?!!

–Ul , deixa isso para lá .

–Não mesmo! Vai ter volta Erza Scarlet!

–Ul....- Meredy ficava preocupada com o comportamento da amiga. Queria repreende-la com mais severidade mas tinha medo. Medo de perder a amizade de Ultear . A garota de cabelos negros poderia não sentir o mesmo, mas Meredy dava muito valor a amizade delas, mas as vezes achava que só ela pensava assim.

– Vamos Meredy, a aula já vai começar .

***

Erza estava esperando a amiga no portão do colégio . As aulas já haviam terminado ,mas Mira precisou ir em algum lugar .

–Você tem resposta para tudo mesmo – uma voz masculina aproximou-se .

–Não consigo evitar, é mais forte do que eu .

–Percebi- Jellal riu .

– Hoje foi a primeira vez que eu vi você rindo de verdade – comentou a ruiva fazendo com que o garoto parasse de rir.

–É mesmo?! E o que achou?

– Você fica mais bonito feliz do que sério .

Jellal realmente não esperava esta resposta . Seus olhos arregalaram-se um pouco , seu coração acelerou , nunca poderia imaginar que Erza falaria aquilo. Mas ... por que seu coração estava tão acelerado ?

Ficaram em silencio por algum tempo, Jellal não sabia o que responder . A única coisa que o azulado conseguiu fazer foi colocar sua mão na cabeça da ruiva a acariciar os longos e macios fios do cabelo de cor escarlate da garota . Erza ficou levemente corada com a ação do azulado , seus olhos não desviava dos dele . Jellal delineou um sorriso discreto . Ambos ficariam assim por minutos a fio ,mas o celular do garoto tocou .

–Alô ? – atendeu um pouco irritado.

–Acho que interrompi alguma coisa- rui Natsu do outro lado da linha.

–Mais ou menos- ele olhou para a ruiva- diga o que você quer de uma vez.

–Acabei de chegar no aeroporto ! Estou pegando minhas malas e em uma hora estou indo para o endereço que eu te mandei .

–Certo, daqui a uma hora te encontro la.

–Mas vá para me ajudar com a arrumação , viu porra?!

–Não enche , Natsu ! Eu já disse que vou te ajudar não disse?

–Até mais !- a chamada foi encerrada .

Jellal suspirou ao desligar e Erza ficou intrigada .

–Um amigo meu que eu não via a anos voltou – ele explicou ao ver a ruiva intrigada – vou ajuda-lo com a mudança .

–Querem mais duas mãos? – Erza não entendia por que havia se oferecido .Jellal pegou uma das mãos da ruiva e delineou um sorriso discreto .

–Suas mãos são muito macias – ele alisou a mão da garota – vamos carregar muito peso, mas agradeço por ter se oferecido .

–Eu sou forte!- Respondeu a ruiva corada .

–Tenho duvidas quanto a isso .

–Ora seu...- A ruiva ficou irritada . Estava demorando para isso acontecer, pensou ela.

–Se nós dois não conseguirmos terminar hoje , chamo você para ajudar amanhã depois do colégio, está bem?

–Tudo bem então – Erza puxou a mão que ainda era acariciada pelo azulado.

–Por que se ofereceu?

–Por que nunca vi você ajudar alguém- respondeu na mesma hora que o azulado indagou.

–Você realmente pensa que eu sou uma pessoa horrível , não é?

–Pensava.

–Então está mudando de ideia?

–Não sei.

–Er-chan!! Desculpe a demora mas eu – Mira viu a situação- interrompi alguma coisa?

–Claro que não!- respondeu Erza- vamos logo , estou cansada !- Erza agarrou a mão da amiga e a puxou – Até mais , Jellal .

–Até.

***

–Eu ouvi direito? – Ambas já estavam longe do colégio- você deu tchau para ele ?

–Acho que ele mostra para todos uma pessoa que não é.

–Você também , Er-chan.

–Mira!

–Você é muito mais do que aparenta !- Mira riu .

–Você também acha isso?

–Também? Então o Jellal já te disse isso?

–Talvez ...

–Er-chan , vocês estão apaixonados – Mira deu uma gargalhada.

–Nunca!!- disse Erza irritada

–Tudo bem , não vou falar mais nada .- A garota prendeu a risada , irritando ainda mais a amiga .

***

Gerard estava esperando o amigo , sentado na calçada da nova casa de Natsu . Não parava de pensar no dia que teve no colégio, foi realmente atípico . Por duas vezes no mesmo dia , ele conseguiu manter uma conversa coma ruiva e não brigaram uma única vez . Erza era mais gentil e amigável do que ele havia imaginado ,mas como ela mesma disse , ele também não mostra ser quem é . Jellal não fazia questão de mostrar quem era de verdade , preferia que esse lado dele ficasse escondido . Ninguém era interessante o suficiente para fazer o azulado ser ele mesmo, mas quando a ruiva estava por perto , as vezes ele conseguia voltar a ser o que era antes de sua mãe morrer .

Sua mãe... como ela fazia falta ! Havia quase dois anos que o azulado não falava ou via o pai. Ele estava sempre ocupado, afinal era um dos melhores advogados do país e não tinha tempo para os filhos . Todo mês depositava uma grande quantia na conta que os gêmeos tinham acesso ,mas dinheiro nenhum comprava o carinho que os irmãos sentiam falta. Jellal e Mystogan nunca conversavam sobre o pai ou a mãe, mas os dois sabiam que aquela situação doía e muito . Nenhum dos dois nunca chorou por causa disto, mas ambos sabiam que sentiam falta .

–Vamos mandar a tristeza para longe porque o grande Natsu chegou!- o rosado acabara de chegar puxando duas malas, uma em cada mão .

–Não estou triste – Jellal levantou e pegou uma das malas para ajudar o amigo. Natsu riu .

Era incrível como o rosado sabia o que ele estava sentindo. Mesmo sem dizer uma só palavra ,mesmo que tente esconder, o Natsu sempre sabia o que ele estava sentindo . O rosado conhecia ele melhor que o irmão de sangue e do que próprio pai .

–Vamos entrar por que tem muita coisa para arrumar ! Tem muitas caixas la dentro !Meus pais mandaram muitas coisas .

–Vim aqui para isso – Jellal riu e os dois entraram .

Eles tiraram muitas coisas das caixas ,mas não conseguiram acabar . Como já era madrugada , Jellal dormiu por lá mesmo , enviou uma mensagem para o irmão e apagou .



Notas finais do capítulo

Obrigada a todos que favoritaram, que estão acompanhando e a todos que comentam! AS reviews são muito importantes para todos os autores , então não deixe de deixar a sua opinião no final de cada capitulo! :3
Espero não demorar muito para postar o próximo! Estava com um bloquei criativo horrível x.x espero que tenha melhorado! XD



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Choices" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.