D.N.A Advance: Nova Ordem do Século escrita por Sensei Oji Mestre Nyah Fanfic


Capítulo 93
A Determinação de Wesley


Notas iniciais do capítulo

#forçachape



 

Nos capítulos anteriores, os digiescolhidos conseguiram entrar na primeira ilha governada por um governador. Em um certo momento, foram enganados por Lampmon, que a princípio se fingiu ser amigo dos dois, mas logo revelou ser o próprio governador Djinn.

Nesse meio tempo, Weiz fizera um acordo com Djinn a fim de capturar Paulo e Wesley, e de quebra fazer uma armadilha ao restante dos digiescolhidos. Por um instante, os garotos foram pegos, porém Aiko conseguiu libertá-los.

Astamon conseguiu invadir a sede do governo e conseguiu libertar os prisioneiros, incluindo Paulo. Mas foi o encontro com Weiz que chamou mais atenção. Weiz ou Blizzard Daregon, seu nome real, na verdade foi seu parceiro no passado, porém ambos se tornaram inimigos mortais.

Djinn matou Baromon e foi lutar pessoalmente com os digiescolhidos. A luta estava tranquila, com Lampmon não levando muito a sério, mas foi logo depois que Beelzebumon quebrou sua preciosa lâmpada que ele resolveu se transformar e lutar com tudo. Agora todos estavam apreensivos.

...

Os ventos aumentaram drasticamente a ponto de arrancarem as árvores na floresta. Lampmon ficou com um tornado ao seu redor. Era muito forte.

— Vocês, vão atrás de Linx. Deixe isso conosco — disse SlashAngemon.

— Têm certeza que não precisam da nossa ajuda? — perguntou Aiko.

— Temos. Aiko, Lúcia e os outros precisam de ajuda. Saiam daqui o quanto antes. Djinn não é um inimigo que possa ser vencido facilmente. Ele deve estar no mesmo nível que o Chanceler, e olha o que ele fez comigo! Não percam tempo. Saiam, agora!

Os digiescolhidos assentiram e foram embora na direção da pirâmide. SlashAngemon e Beelzebumon ficaram aguardando o inimigo terminar a transformação.

— Ele já terminou — disse o anjo.

O tornado diminuiu de força deixando quase nítida a forma do governador. A poeira se dissipou até os dois poderem ver o Djinn na sua forma de batalha. 

O corpo dele aumentou um pouco, estava muito mais musculoso, com pernas mais desenvolvidas, agora estava sem turbante e logo seus cabelos estavam num rabo de cavalo até a cintura sendo que que apenas a parte de trás — pois na frente era careca. Seu rosto estava menos cômico e mais sério, olhos vermelhos, duas argolas de ouro nas orelhas e um colar de ouro com uma pedra azul no pescoço. Ele estava vestido com calça branca e sapatos roxos enrolados na ponta igual de um Piedmon. Os esporões nos ombros desapareceram, mas o cinturão dourado com o símbolo japonês do vento era visto. Ele estava bem mais astuto agora.

DIGIMON: LAMPMON

NOME ALTERNATIVO: DJINN

OCUPAÇÃO: GOVERNADOR

LOCAL: ILHA DE WINDOWS DO NOVO REINO DIGITAL

ATRIBUTO: VÍRUS

NÍVEL: MEGA

TIPO: HOMEM DEMÔNIO

NPD: 1.400.000

PODERES: MESTRE EM TÉCNICAS QUE UTILIZA O VENTO; POSSUI O PODER MILAGROSO DE PREVER OS GOLPES DOS INIMIGOS; TEM A FAÇANHA DE TRANSFORMAR SEU CORPO EM VENTO, POSSUINDO A INTANGIBILIDADE.

DESCRIÇÃO: Um gênio ou demônio dos ventos que se considera superior aos outros, até mesmo dos demais governadores. É o mais novo dos 9 governantes e o mais impaciente, preferindo agir por conta própria. Escravizou muitos digimons no passado e não possui nenhum remorso disso. Seus colegas mais achegados são os governadores Beelzebinho e Akenathon.

— Dahh ahahahaha o que foi? Estão com medo? — ele formou uma onda de vento poderosíssima. Os dois tiveram muito trabalho para não perderem o equilíbrio.

Lampmon virou vento, subiu nas nuvens e depois apareceu logo atrás de SlashAngemon. Este se afastou e usou suas lâminas para formar o seu ataque em forma de X. Lampmon desviou no último momento. Beelzebumon começou a atirar com seu canhão, mas o gênio voava pelo céu muito mais rápido. O vilão começou a ir na direção do homem, parou na frente dele.

— Não vai escapar — disse SlashAngemon. Lampmon subiu nas nuvens, e SlashAngemon quase cortava Beelzebumon.

— Tá querendo me matar?

— Foi mal...

— Dahhh ahahahahaha dahahahaha Vocês são uma dupla do barulho. Davam para ser comediantes. O Debi e o Lóide hehehehe — Lampmon voltou para o campo de batalha.

SlashAngemon apareceu por trás dele e tentou um golpe surpresa.

— SHIELD! — a lâmina do anjo atingiu o corpo do vilão, mas nada aconteceu. — Meu Chikara permite não só virar vento, mas transformar o meu corpo tão duro quanto o diamante.

— Sai da frente — Beelzebumon usou as duas pistolas para atirar nele, porém as balas atravessaram seu corpo.

SlashAngemon aproveitou para cortar o pescoço do inimigo. A cabeça de Lampmon caiu, logo virou dados. O vilão teve a sua cabeça reconstruída como se nada tivesse acontecido.

— Digimons comuns não podem me vencer. Tolos!

Djinn sugou tanto vento que ficou enorme. Depois soltou um vendaval de quase duzentos quilômetros de velocidade. Os dois foram arrastados, árvores e até o chão foram arrancados. SlashAngemon e Beelzebumon já começavam a ficar fracos.

— Droga. Não sabia que ele era tão forte assim — disse o anjo. — Ei, aonde vai, idiota?

— Esse maldito riu de tudo e todos. Estou com raiva dele.

Beelzebumon voou na direção de Lampmon. Este desapareceu e apareceu por trás dele, utilizou a mesma técnica de antes.

— WIND! — o homem foi empurrado com força pelas costas. — PUNCH!

Beelzebumon foi alvejado por golpes de ar que mais pareciam milhares de socos por todo o seu corpo. Depois caiu no chão formando uma cratera.

— Você é mais tolo do que o outro. Mesmo perdendo prefere lutar e fazer o impossível. Pois bem, você será o primeiro a ser eliminado... — ele sentiu uma presença no exato momento. — Eu nem estava ligando para aqueles insetos invadindo minha Pirâmide, mas dessa vez alguém realmente poderoso chegou por lá. Alguém tão forte quanto eu. Droga, meu Mantra deve estar desatualizado. Preciso treinar mais, estou sedentário... ESCUTEM, INSETOS. VOCÊS TIVERAM SORTE DE NÃO OS MATAR AGORA, POR ISSO DEIXAREI QUE VIVAM MAIS UM POUCO. MAS NÃO POR MUITO TEMPO, AFINAL VOCÊS NÃO SAIRÃO DA MINHA ILHA. HAHAHAHAHAHAHA

Lampmon virou vento e saiu entre as nuvens. SlashAngemon, mesmo machucado, foi tentar ajudar Beelzebumon que estava inconsciente.

...

Nashi acordou depois de algum tempo dormindo. Ele estava com a perna enfaixada porque havia se cortado para não dormir. O Guru da Água levou o garoto e seu digimon para a casa de um médico. 

— O que houve?

— Nashi, amigão! Olha só o que nos deram — Kotemon mostrou o núcleo rosa para o rapaz. Este se levantou de uma vez.

— Como assim? O núcleo está agora conosco. Mas... Espere um pouco, onde estamos?

— Vocês vieram para a casa medicinal de Lili Garden. As Floramons, Palmons, Mushroomons entre outros ajudaram na sua recuperação. A verdade é que eu quis testá-los, mas nunca imaginei que faria algo tão perigoso com o próprio corpo — disse o Guru.

— Me desculpa. Eu tive que fazer. A minha missão era resgatar o núcleo pois os digimaus resolveram se apropriar deles.

— Entendo. Eu conheço Gennai e sei o quão digno ele é. O núcleo não está mais seguro aqui. Leve-o com vocês.

Eles estavam numa casa bem arejada, clara e com muitas flores ao redor. O clima de amistosidade passou quando um homem e um Woodmon chegaram para avisar que a cidade estava sendo invadida. O Guru pediu para Nashi e Kotemon saírem de lá o quanto antes.

— Como eu adoro flores. Esta cidade até que é bonitinha. Não é, Fatmon?

— Não viemos aqui admirar a natureza, Sanzomon. Precisamos recuperar logo o núcleo. O mestre resolveu ficar e deixar essa missão conosco.

— Você é tão irritante, além de gordo. Soldados, avancem.

Os soldados começaram a invadir a cidade. Cerca de cinquenta honens e digimons começaram a truculência. No entanto, eles foram sendo derrotados pelos digimons que protegiam a cidade. O Guru da Água apareceu.

— Hum, parece que eles não estão de bom humor.

— Sanzomon, veja no aparelho o nível de dados de cada um.

— A maioria desses caras estão entre 5 mil até 20 mil. O único que é realmente forte é o homem de azul, seu poder oscila entra 90 à 110 mil.

— Bando de vermes. Hehehehe eu acho que vou praticar um pouco.

Nashi foi escondido ver a luta que ocorria na praça da cidade. Muitos digimons se esconderam de medo, os mais fortes foram lutar.

— Vocês precisam sair daqui. Birdramon chegou. Levem o núcleo com vocês — disse uma Floramon.

— Droga, eu queria enfrentá-los. Mas não sei se Kotemon aguentaria os dois. 

Uma explosão foi ouvida. Muitos digimons foram mortos por Fatmon. O Guru da Água usou seu poder de manipulação, fez a água do parque virar uma espada de gelo e começou a atacá-lo. Fatmon desviava dos seus ataques, mas foi golpeado. O obeso logo se enfureceu e começou a espancar o homem.

— Já chega. Se matarmos o líder desta cidade, nunca saberemos o paradeiro do núcleo.

— Se matarmos agora. Faça o seu trabalho.

Sanzomon se aproximou do homem, ajoelhado, tocou-lhe no ombro esquerdo. Ela perguntou onde estava o objeto, o Guru a ofendeu, mas a mulher disse que já sabia da resposta.

— Duas pessoas estão fugindo num Birdramon agora. São digiescolhidos e estão perto de uma casa no formato de cogumelo azul.

— Não vou deixá-los fugir!

— Co-como soube...

— Eu leio mentes, amor — Sanzomon deu um tiro no homem.

Fatmon correu para o lado onde estavam os outros dois. Nashi e Kotemon já se preparavam para subir nos pés de Birdramon quando o gordo chegou cheio de estilo. Kotemon super digievoluiu para Knightmon e deu um forte golpe com a espada e um chute que fez o inimigo bater numa casa. Eles voaram com o núcleo.

— Droga!  Aquele maldito fez um corte no meu peito. Isso doeu.

Sanzomon observou eles fugirem, começou a caminhar no ar, pegou sua pistola e atirou mesmo com uma grande distância. Nashi guardaria o núcleo na mochila quando a bala atingiu o objeto fazendo cair.

— Vamos descer! O núcleo caiu!

— Nem pensar. Aqueles dois estão logo lá. Se vocês enfrentarem os dois generais do Chanceler ao mesmo tempo, morrerão.

Nashi saiu desolado. Sanzomon pegou o núcleo rosa e ficou apreciando. Fatmon chegou logo em seguida.

Depois de algum tempo...

— Hahahahahaha maravilhoso. Temos agora dois núcleos em meu poder. Imperador Lucemon ficará feliz.

— Vai nos delegar o próximo núcleo? — perguntou Sanzomon.

— Claro que sim. O próximo está numa cidade abandonada no meio do deserto. Era uma rica e próspera metrópole, mas virou um lugar cheio de areia e escombros. O lugar chama-se Las Merinas. Quero que vão e tragam-me o terceiro núcleo.

RUÍNAS DE LAS MERINAS

— O par de camelos custa 300 dólares americanos. É o preço mais acessível do empréstimo — disse um homem que alugava animais de carga dentro da cidade Las Merinas.

Slash e Monodramon descobriram que uma caravana com pessoas interessadas em relíquias saiu pela manhã para uma pirâmide ao leste da cidade. Segundo eles, havia o sinal do núcleo do deserto dentro dessa pirâmide. 

— Obrigado — agradeceu Slash e logo pegou os animais.

— Tem certeza que o núcleo está fora da cidade?

— Aquele velho, alguns moradores da cidade e um soldado disseram que viram pessoas saindo e indo para a pirâmide. Caçadores de relíquias possuem o faro certo e se estou certo eles descobriram de algum jeito sobre o núcleo. E isso é péssimo.

— Por quê?

— Além do Chanceler, outras pessoas ambiciosas ficarão no nosso caminho. Precisamos nos apressar.

Os dois montaram em seus respectivos camelos e partiram.

Mais adiante um grupo de vinte pessoas, entre humanos e digimons, havia chegado na pirâmide. Aliás, eram três, mas o mapa indicava a maior. A pirâmide de Quéops. O núcleo estava dentro.

— Finalmente — disse alguém montado num camelo e usando um capuz.

...

Beelzebumon foi nocauteado por Lampmon durante a batalha. Enquanto estava desmaiado, escutou uma voz falar consigo e enxergou uma luz muito forte. A silhueta da pessoa apareceu na sua frente, alguém indistinguível, nada poderia explicar aquilo.

— Wesley...

— Quem é você? Estou morto?

— Não, pelo menos não hoje. Eu sou a pessoa que pode te ajudar. Vamos nos encontrar, mas não agora. Primeiramente, acorde... Acorde... Beelzebumon, acorda!

— Beelzebumon, acorda! — falou Ruan tentando animá-lo.

— Huh... O que houve?

— Você foi pego em cheio pelo ataque do Lampmon. Está tudo bem agora. Ruan e eu voltamos para ajudar vocês — disse Aiko.

— Agora me lembro. Aquele digimon é muito forte. Droga! Eu estou virando um inútil.

— Agora não é hora para lamentações. Foi a terceira vez que perco para ele e não fico desesperado. Fica quieto que vou curar seus ferimentos. 

SlashAngemon usou a sua luz para curar parcialmente o corpo de Beelzebumon. Logo o homem conseguiu se levantar.

O anjo avisou para que eles saíssem dali antes do retorno do governador. Os seis decidiram ir na direção de Mia e os outros.

Por falar em Mia, a garota ligou a função comunicadora do seu legacy para falar com Lúcia e assim marcar um encontro com eles. Em poucos minutos, eles se encontraram perto de uma outra cidade da ilha.

Beelzebumon e os outros também se reencontraram. Agora o grupo dos digiescolhidos estava completo e todos reunidos. 

— Como eu falei. Moro na Cidade Violeta com a minha mãe. Ela odeia o governador, por isso vai ajudá-los. Tenho certeza disso — disse Goburimon.

— Ei, Linx, aonde foi o Astamon? — perguntou Beelzebumon.

— Ele disse que vai prosseguir sozinho e não disse mais nada. Provavelmente já deve estar se preparando para subir para a próxima ilha.

— Estava bom demais para ser verdade. Um louco como ele jamais se juntaria a nós.

Enquanto eles caminhavam, SlashAngemon foi conversar com Wesley, que carregava Paulo nos braços.

— Pelo seu rosto, eu percebo que está determinado em algo. Pode me dizer?

— Aquele Lampmon é talvez o mais forte adversário que eu já lutei. Preciso vencer aquele homem ou serei um inútil para sempre.

— Do que está falando? Aquele digimon é...

— Sei o que vai dizer, mas estou determinado a lutar contra o governador Djinn.

SlashAngemon viu o rosto de Beelzebumon. Percebeu que ele não estava com medo nem nada do tipo.

Enquanto eles andavam, a pessoa com quem Beelzebumon se comunicou no sonho o vigiava.

Enquanto o grupo completo dos digiescolhidos parte para a outra cidade da ilha, o governador Djinn finalmente chegou no seu quartel general. Viu a bagunça que estava, mas nem se importou. Sentou-se no seu trono.

— Senhor, alguém invadiu a pirâmide e... — disse um soldado correndo.

— Ele não invadiu. Só veio apenas para me visitar, não é?

Das sombras apareceu a pessoa que chegou na ilha momentos antes. Ele usava um lençol pelo corpo com o desenho do rosto do Bakemon, segurava um rosário branco e tinha um Numemon na cabeça. Ele se aproximou de Djinn.

— Hehehe esse é aquele que esconde seu rosto, o mudinho, o mais misterioso dos governadores. Não é verdade, Beelzebinho?

Os dois ficaram cara a cara.

...

Betsumon e Dracmon esperavam o seu chefe do lado de fora da casa do Petermon. Este até tolerava a entrada de Weiz, mas não dos dois capangas.

Depois de fracassar mais uma vez em sequestrar Wesley e Paulo, Blizzard partiu imediatamente para o seu plano B: persuadir Monodramon a odiar cada vez mais seu parceiro, Paulo, com a mentira de que o brasileiro havia lhe abandonado. Era um golpe baixo, Petermon sentiu o cheiro de encrenca no ar.

— E então, vai aceitar a minha proposta?

— Não aceita. Esse Weiz é roubada!

— Petermon, te agradeço muito por ter me salvado, mas não quero que fale mal da pessoa que estendeu a sua bondade quando eu mais precisava. Por acaso vai me fazer ter o poder de Cyberdramon de volta?

— Não só Cyberdramon, mas uma evolução ainda mais poderosa. Vai estar no mesmo nível que os governadores.

— Eu estive pensando muito sobre isso. Eu aceito a sua proposta.

Monodramon estava para sair com Weiz quando Petermon ficou entre eles e a porta. Monodramon praticamente implorou para o amigo sair da frente. Petermon não podia impedir e deixou passar. O mais difícil foi ver o sorriso cínico estampado no rosto do homem. Dessa vez, Weiz ganhou a batalha.

CONTINUA...



Notas finais do capítulo

E Deus limpará de seus olhos toda lágrima, e não haverá mais morte, nem pranto, nem clamor, nem dor, porque já as primeiras coisas são passadas. - Apocalipse 21:4



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "D.N.A Advance: Nova Ordem do Século" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.