A New Life 2.0 escrita por L Angels


Capítulo 26
Capítulo 26 - Novidades do Papai...


Notas iniciais do capítulo

Faz tempo que o Papi não aparece, o que ele estava aprontando?




 ** PDV Sophi

 

 

 

Depois daquela cena com o meu irmão o Cameron fez questão de me levar até a casa dele porque tínhamos que contar a novidade para a Vovó Quiseng. No começo eu protestei, mas ele insistiu tanto que acabei indo.

Eu acho que nunca vi aquela senhorinha tão feliz como ela ficou quando o Cameron contou que estávamos namorando. Ela ficou falando que isso já estava escrito desde que éramos bem pequenos e que éramos um casal muito lindo e blá blá blá, mas eu meio que não acredito nessas coisas.

Ela insistiu para que eu esperasse ela fazer um bolo e por mais que eu falasse que não precisava, que eu já estava indo embora. Ela não aceitou meu não como resposta e foi fazer o bolo.

 

— Como você não engorda com a sua avó vive fazendo todos esses bolos? Se o meu irmão morasse aqui ele ia virar uma bola. – Comentei assim que ela nos abandonou na sala.

— Ela não faz muitos bolos pra mim, por incróvel que pareça quem ganha mais bolos da minha vó é o Bernardo! – Ele riu.

— Eu sei como você se sente, todos adoram o meu irmão. – Falei e ele concordou.

— Vem, vamos pegar meu violão... – Ele falou me puxando escada a cima.

— Vai tocar uma musica para mim? – Perguntei sendo arrastada para o segundo andar da casa, nunca tinha estado ali antes.

— Não! Você vai tocar uma musica para mim! – Ele parou em frente ao quarto dele.

 

Eu ri e fiz uma cara tipo “até parece, quem tem uma banda aqui é você” e ele me deu passagem pra entrar no quarto. O quarto do Cameron era bem legal, um típico quarto de homem, uma parede em um tom bem escuro de azul, e as outras um azul mais claro.

Em uma das paredes tinha uma cesta de basquete, e uma prancha de surf encostada no canto, tinha um skate atrás da porta, uma parede com uma estante enorme cheia de livros, CD’s, etc e a cama ficava no meio do quarto.

Pode parecer que não, mas mesmo com tanta coisa o quarto era bem organizado, agora eu me pergunto será que tem algum esporte que o Cameron não saiba?

Ele pegou o violão que estava em cima da cama e eu sentei em uma poltrona azul que ficava em um cantinho do quarto de frente para a cama dele.

 

— Que foi? – Perguntei quando ele me olhou de um jeito engraçado.

— Nada, é que você foi direto para o meu lugar preferido. Eu gosto de me sentar aí e compor algumas musicas ou ler um livro. Pega... Toca alguma coisa. – Ele me entregou o violão e sentou na pontinha da cama de frente para mim.

— Porque eu? Você tem que tocar uma música bonitinha para a sua namorada... – Tentei devolver o violão.

— Só depois de você! – Ele insistiu e eu bufei...

— Mas eu não sei... – Fiz uma cara triste.

— Não adianta Sophia, você não me engana. – Ele disse rindo.

— Ok então... Mas só uma... – Então comecei a tocar Counting Stars do OneRepublic.

 

Tocamos e cantamos várias musicas, comemos o bolo que estava uma delícia e nem vimos o tempo passar, saí de lá já estava de noite. Assim que cheguei em casa fui direto procurar o Bernardo, eu não esqueci que ele disse que queria falar alguma coisa comigo antes dele ver o Cameron e tudo aquilo acontecer.

Quando já estava chegando perto do quarto dele, percebi que ele estava falando ao telefone, no começo pensei que era com a Angélica, mas então percebi que ele estava falando com o nosso pai e a conversa não parecia nada boa.

Então resolvi ficar no corredor só escutando...

 

 

 *Telefone on*

 

 

B: Não Pai...

B: Não falei com ela...

B: Porque essa é sua obrigação...

B: Não vou falar e pronto...

B: Você sabe que a Sophia não vai gostar nada dessa história...

B: Não vou estragar dia dela. Ela acabou de ser pedida em namoro sabia?...

B: Sim ele é um cara legal...

B: Eu conheço o sim, pai não muda de assunto...

B: Você acha mesmo que ela vai concordar com isso? Você só pode estar brincando...

B: Eu também? Não quero participar disso...

B: Se você faz tanta questão, você trate de ligar e falar com ela! Não vou me meter nisso.

B: Tá...

B: Fica bem Sr. Carlos...

B: Tchau!

 

 

*Telefone off*

 

 

— O que o nosso pai aprontou dessa vez? - Entrei no quarto.

— Ei... Sophia... Está aqui faz quanto tempo? Você escutou muita coisa? – Ele perguntou meio assustado.

— Escutei o suficiente para saber que tem algo errado acontecendo! O que foi agora em Bernardo? Me conta. – Falei meio irritada.

— Me tira dessa ok? Quando ele te ligar você vai entender. Mas já vou adiantando que você não vai ficar nem um pouco feliz. – Ele falou se defendendo.

— Era só o que me faltava! – Bufei.

 

Já estava prestes a ir pro meu quarto quando meu celular começa a tocar, olhei no visor e era o meu pai. Lancei um olhar de “É ele, devo atender?” e ele balançou a cabeça que sim. Droga!  O que será que meu pai quer?

Meu irmão sentou na cama dele e eu fiquei em pé andando de um lado para o outro, até finalmente atender.

 

 

*Telefone on*

 

 

S: Fala pai!

C: Oi filinha, tudo bom?

S: Vamos pular essa parte e ir para o que interessa. Já sei que você aprontou algo. O que foi dessa vez?

C: Então o Bernardo te contou...

S: Ele não me contou nada! Eu que o peguei falando com você agora pouco... Anda já pode começar a me explicar o que está acontecendo.

C: Calma filha, não é nada do outro mundo não, eu só vou me casar!

S: O QUE? CASAR? COMO ASSIM? COM QUEM?

C: Sim, vou me casar! O Nome dela é Daniela, ela é maravilhosa! Tenho certeza de que vocês vão se dar muito bem.

S: Não conte com isso Carlos! Você é maluco ou o que? Casar assim do nada?

C: Não é tão do nada, nós estamos juntos mais de um mês desde que você foi embora.

S: E você tem tempo pra ela? Porque a sua filha você achou melhor despachar estava dando muito trabalho... Ótimo pai que você é! Quer saber. Aproveite aí com a sua nova mulher e que fiquem bem longe de mim!

C: Não é assim filha! Você vai entender melhor quando conversarmos pessoalmente mês que vem.

S: Você não vai viajar para cá com vadia nenhuma!

C: Eu não vou aí. Vocês que vem para cá.

S: Eu aí mês que vem? VAI SONHANDO!

C: Eu não estou pedindo Sophia, isso é uma ordem! Você e o Bernardo virão vir para o meu casamento mês que vem.

S: Não, eu não vou! Se você quer seguir com essa loucura vá em frente, mas eu não vou fazer parte disso.

C: Sophia eu não estou e brincadeira, se você não aparecer aqui no dia marcado eu vou até aí e te arrasto até o avião se for necessário.

S: Então traz umas cordas bem fortes porque eu só vou para o Brasil amarrada.

C: Deixa eu tentar de outro jeito. Se você não aparecer aqui, pode dizer adeus para o seu carro novinho.

S: Você pode engolir aquele carro, eu já disse que não vou! Pai a Rafa vem para cá mês que vem, isso não é justo com ela.

C: Ela vai poder te ver aqui.

S: Ela não está vindo só pra ME ver!

C: Sophia desiste. Não tem nada que você fale que vai me fazer mudar de ideia.

S: Quer saber... Eu só vou com uma condição.

C: E essa condição seria?

S: Vou levar mais cinco amigos comigo e você vai ajudar a pagar as passagens deles.

C: O QUE? NEM PENSAR! Está achando que dinheiro nasce em arvore garota?

S: Divirta-se na droga do seu casamento Sr. Carlos...

C: Sophia, onde você acha que vai enfiar esse tanto de gente?

S: Não é só a minha mãe que tem uma casa perto da praia e você sabe muito bem disso. Eu participo dessa palhaçada e depois vou para lá.

C: Vou pensar no caso...

S: Não vai pensar no caso nada! É sim ou não! Pegar ou largar.

C: Ok Sophia... Você venceu... Eu ajudo nas passagens dos seus amigos.

S: ÓTIMO! Entraremos em contato para mais informações senhor. Tenha uma boa noite!

 

 

*Telefone off*

 

 

— Você é maluca Sophia, vai levar todo mundo? – Meu irmão estava rindo.

— Claro que vou! Se ele faz tanta questão de que eu vá naquele casamento, vai ter que ser do meu jeito! – Falei convencida.





Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "A New Life 2.0" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.