A Fool Like Me... escrita por LideColafati


Capítulo 18
The Beat Is Pumping, Now She's Blowing Up


Notas iniciais do capítulo

Cheguei agora da casa de uma amiga minha... Estou sem tempo pra postar, então vou postar um rapidinho! ;)



Chegando a hora do intervalo, Reby me aparece com um papel.

– What The Fuck? - Perguntei.

– É da Suzane... - Falou, se sentando ao meu lado.

Olhei em direção a Suzane, que estava junto com outro grupo de garotas, em volta do Justin... ¬¬'

Li o que dizia no papel, e olhei pra Reby.

– Ela vai chorar no colo da mãe dela? ¬¬' - Perguntei

– Bem capaz... - Falou.

Logan se sentou ao lado dela, entragando uma coca.

– Thnks! - Ela falou, abrindo o refrigerante.

– Então... O que que eu posso fazer? -Perguntei.

– Você é o professor... Você quem sabe! - Falou ela.

– É o bagulho da Suzane? - Loga perguntou.

– Yep! - Ela respondeu.

William se sentou ao meu lado.

– Que que é isso? - Perguntou ele, puxando o bilhete da minha mão. - De quem é?

– Suzane mandou pra mim... - Reby falou.

Patrick chegou, e Reby deu um sorriso enorme.

– Hey! - Falou ele.

– Heeey... - Falei, olhando pra Reby, que nem piscava olhando pra ele.

Ele se sentou ao lado de Logan.

– O que foi? - Perguntou.

– Suzane quer matar a Reby... - Logan falou.

– Quem é Suzane?

Reby apontou pra ela.

– Aquela chatinha? - Patrick perguntou.

– Yeah... - Respondi.

Ele levantou as sobrancelhas.

– Por que as meninas amam tanto o Justin? - Reby pensou... em voz alta...

– Não sei... - Falei, suspirando.


POV Reby


– Se eu tivesse 1/3 das meninas que correm atrás dele, eu já estaria feliz... - Gabe falou.

– Como é que é? - Falei, incrédula.

Todos olharam pra mim, confusos.

– Er... Tipo, não se contentaria com uma só? - Me corrigi.

– Sim... Erin é a única! Mas que homem que não quer ser seguido por milhões de garotas?

– Eu não gostaria... - Patrick falou.

– Não? - William perguntou.

– Não... Como Reby disse, uma já seria o suficiente, e muito mais...

Não pude deixar de sorrir com o que ele disse...

Gabe pareceu ficar bravo, mas suspirou.

Acho que eu já estava entendendo o que se acontecia com Gabe...

– Hum... Reby... Preciso falar com você... - Gabe falou, se levantando.

– Fala...

– Nop! É em particular...

Revirei os olhos e me levantei.

Fomos até outro banco, vazio.

– Qual é a sua com o Patrick?! - Perguntou, cruzando os braços.

– Nada...? - Respondi.

– Como nada? Você sempre fica com os olhinhos brilhando olhando pra ele!

– Está com ciúmes?

Ele olhou pros lados, e respirou fundo.

– Olha, ele tem namorada... - Falou.

– É... Infelizmente eu sei disso... - Falei.

– Yep! Mas você tá afim dele?

– No! Ele é meu ídolo! É diferente!

– Eu sou seu ídolo também?

– Gabe... Isso não vem ao caso...

– Eu sou?

Respirei fundo... Ataque de ciúmes... Como eu AMOOOOOO isso! *-*

– Yep... É meu irmão mais velho... Lembra? - Falei, sorrindo, me levantando e abraçando ele.

– Só não quero que você se magoe... Com ninguém... - Ele disse, dando um beijo em meu rosto.

– Pode deixar... Mas... C'mon! He's Patrick Stump! U.U

– E...?

– Até parece que eu teria chance! ¬¬'

– Nunca se sabe... - Falou, piscando.

– Como assim? - Ele me deixou sozinha, voltando ao banco.

– GABEY! ME RESPONDE! AGORA! - Gritei, chamando ele de volta.


...


Foram mais duas aulas tendo a Suzane olhando feio pra mim... Ah... Fala sério! Por que será que ela está tão puta da vida? ¬¬'

Resolvi tirar isso a limpo.

– Bill... - Chamei, baixinho.

– Que é? - Perguntou, virando pra mim

– Preciso de ajuda!

– Em que?

– Shhhhhhhhhh! - Suzane pediu silêncio.

– O pneu furou, neném? - Falei, em voz alta.

– Não, mas a sua falta de educação está vazando! - Falou ela.

– Escuta aqui menina, eu vou partir sua cara em... - Me levantei, indo em direção a ela, mas William também se levantou, e me barrou com o braço.

– Reby... - Gabe advertiu.

– Foi mal! - Bufei, me sentando novamente.

– Foi bem mal... - Suzane resmungou.

– Foi mesmo! Do mesmo jeito que você não tem direito de dar ordens na sala! - Gritei.

– Sim, e sua mãe não te deu educação!

– Aaaah! Ela deu sim! Mas está guardada! Diferente da sua!

– Minha? Minha mãe me deu educação também! Infelizmente você não aprendeu nada com a sua!

– Eu não te dei o direito de falar da minha mãe, sua idiota!

– CALA BOCA! - Gabe gritou.

– Ah... Qual é véi... Faz alguma coisa! - Resmunguei.

– Quer que eu faça? Ótimo! As duas de castigo!

– WHAT?! - Nós duas falamos ao mesmo tempo.

– Isso mesmo!

– Mas eu não fiza nada, professor! - A retardada gritava em sua defesa.

– Fez sim! Provocou isso tudo!

– Mas ela não calava a boca!

– Eu? Você que começou com "Shhh, Shhh!" e eu que não cala a boca? Ótimo! Toda vez que você abrir a boca você vai estar fodida! - Ameacei

– Uuuuuuuuuuuh! - A sala falou em coro.

Gabe foi até a porta e chamou Patrick.

– Você pensa que é quem pra falar assim comigo? - Suzane levantou.

– Rebeca Hernandez Jackson! E posso estourar sua cara se eu quiser! - Falei.

– Sério? Duvido!

– Ótimo! - Me levantei e fui em direção a ela, William não teve tempo de me barrar.

Ela tinha se levantado também e nós duas caímos no chão, uma estourando a outra!

Senti duas mãos puxarem minha cintura, mas eu as tirei de mim e continuei a puxar os cabelos de Suzane.

As mãos me tocaram novamente e conseguiram me puxar pra cima.

– ESPERIMENTA FALAR ISSO DE NOVO! - Gritei

– FRACA! RIDÍCULA! SEM EDUCAÇÃO! - Ela dizia, sendo segurada por Patrick... Gabe devia estar me segurando.

– EU VOU ACABAR COM VOCÊ! - Comecei a me debater nas mãos de Gabe, tentando me soltar, sem sucesso.

– CHEGA! - Gabe gritava

– CHEGA? ELA TENTOU ME MATAR! - Suzane berrou.

– VOCÊ ME PROVOCOU! - Me defendi.

– PATRICK! PÕE A SUZANE PRA FORA! E CHAMA O DIRETOR! - Gabe ordenou.

Fodeu!

Patrick saiu com Suzane, e Gabe me soltou.

– Você tem problema? Você mandou ele ir chamar o diretor! - Gritei

– O único jeito de resolver isso é assim! - Gabe disse.

– CLARO QUE NÃO! VOCÊ PODERIA TER BRIGADO COM ELA! MAS NÃÃÃÃO! O SENHOR SAPORTA QUER MOSTRAR O QUÃO FODA ELE É, E NÃO BRIGOU COM A ALUNINHA QUERIDA!

– REBY! - Uma voz lá do fundo gritou.... William

– O QUE É?!

– Chega de escândalo! O diretor vai vir aqui de qualquer jeito!

– Viu o que você fez? - Apontei pro rosto de Gabe, que abaixou a cabeça.

Suzane entrou na sala novamente, seguida por Patrick e pelo diretor, Sr. Leroy

– ÓTIMO! TÔ VENDO COMO A GENTE VAI SE DAR BEM ESSE ANO! - Gritei, voltando pro meu lugar.



Notas finais do capítulo

Pequeno né? Foooi mal! É que eu tô sem tempo pra postar hoje! hehe!
Reviews!



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "A Fool Like Me..." morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.