Love Of Friends, Love Of Lover.. escrita por Angelzinha, Angelzinha2


Capítulo 5
Capítulo 5- Brincadeira sem graça= sentimentos aba


Notas iniciais do capítulo

Olá meus amores!! Estou aqui com mais capítulo. Espero que gostem!..




Capítulo anterior:


 


"Quando terminamos a sessão estudo, fomos assistir filme na sala. Eu queria assistir comédia romântica, e ele terror... e ele sabia que eu detesto filme de terror! Tiramos ímpar ou par, e ele acabou ganhando ¬¬. Fui obrigada a assitir "Uma chamada perdida". Passei quase o filme todo de olhos fechados.


–Assim não vale. Voce nem esta assistindo..- Sasuke disse.


–Toh sim..


–Sakura, é impossivel assistir filme de olhos fechados. Esta com medo?


–Não.. talvez.. um pouquinho...- Eu olhei para ele, e ele estava rindo de mim.- Ta bom, eu admito.. toh morrendo de medo! Voce sabe que eu odeio filme de terror!- Eu disse com cara de choro.


–Vem cá. Deixa eu te abraçar para passar o medo.- E eu fui neh?! Estava morrendo de medo. Quando o filme acabou, já era 4 da tarde. Fomos para o jardim perto da piscina, e ficamos conversando fiado. Melhor dizendo brigando, porque toda hora a gente discutia por algo insiguinificante. Mas fazer o que?? Se nosso jeito de ficar de bem é esse?! Minha mãe chegou já estava anoitecendo e fui para casa."


................................................................................................................................................


Quando cheguei, fiquei no computador um pouco. Tomei banho, e depois a noite, jantei com meus pais e meu irmão. Depois do jantar fomos para a sala conversar.


–Lenny, acho que vai dar certo!- Meu pai disse para minha mãe com uma felicidade muuuyy estranha!(?)


–Que bom que finalmente dará certo!- Minha mãe disse sorrindo felizinha da vida. O que será que esses dois estão aprontando??


–O que finalmente vai dar certo??- Eu estava boiando na conversa dos meus pais.


–Sakura, você se lembra daquela viagem que planejamos há muito tempo?- Minha mãe perguntou.


–Lembro sim, mas porquê?


–Estamos querendo ir nas férias do meio do ano.. Que tal?


–Não acredito! Sério?


–Pode acreditar! Mas temos uma condição para você ir. Você terá que passar em todas as matérias.


–Com toda certeza!- Eu disse animada.


–Bom, então daqui dois meses viajaremos com os Uchihas!- Meu pai dissse sorrindo.


Eu ouvi direito? Ouvi mesmo a palavra "Uchiha"? Eu não acredito que terei que passar minha tão esperadas férias com aquele emo! Não que eu não goste dele, mas como vocês devem ter percebido, temos nossos momentos de amizade, mas na maioria das vezes estamos em pé de guerra.


–COM OS UCHIHAS??- Eu disse como se fosse o fim do mundo.


–Sim, iremos com os Uchihas. Estamos planejando isso a muito tempo. Porque? Algum problema?- Minha mãe perguntou.


–Não, tirando o fato que terei que ver aquele emo durante minhas tão esperadas férias!- Eu disse de cara fechada, e cruzando os braços.


–Mas filha, vocês não são amigos?- meu pai perguntou confuso.


–Somos. Mas é que brigamos sempre...


–Mas filha, vocês terão que se comportar nessa viagem. Estamos planejando a tanto tempo, e você sabe como ela é importante para a gente, e para os Uchihas . Pois lá terá outras pessoas que são muito importante para os negócios da nossa empresa.- Minha mãe disse.


–Eu entendo mãe, e prometo me comportar..- Eu disse após um longo suspiro. Eu sabia que essa viagem era muito importante, pois além de meu pai e o senhor estarem precisando de um bom descanso, por estarem trabalhando de mais, iriam encontrar pessoas importantes para os negócios da empresa.


–Que bom que você entende filha.- Meu pai disse me abraçando e me dando um beijo na testa.


Depois disso, ficamos conversando por mais um tempo planejando a viagem. Estou até começando a gostar dessa viagem. Depois subi para o meu quarto, e fiquei ouvindo música no meu mp4. Estava ouvindo música, e lendo um livro. Até que um certo emo que só sabe me irritar, entrou no meu quarto pela sacada como sempre. Chegou e sentou do meu lado na minha cama, e pegou um dos lados do meu fone.


–Folgado!- Eu disse olhando para ele.


–Hum. Lifehouse, everything. Até que você não tem tanto mal gosto para música.- Ele disse com um sorriso de lado.


–Sem graça! Ei emo, voce está sabendo da viagem?


–A das férias do meio do ano?


–É.


–Estou. Porque?


–E o que você está achando dessa viagem?


–Acho que vai ser legal.


–Um mês.. A gente na mesma casa..- Eu disse fazendo cara de drama.


–A gente sobrevive.- Ele disse em um tom divertido, me abraçando.


–Verdade.- Eu disse rindo dele.- Sasuke, o Itachi vai com a gente?


–Porque?- Ele estava me abraçando, e nessa hora me largou.- Você quer que ele vá?- Perguntou com uma expressão fria.


–Não.. É que você me disse para ficar longe dele, e se ele for, e ficar dando em cima de mim?


–Pode deixar que te protejo dele.- Disse sorrindo e me dando um forte abraço. Não sabia muito bem o porque, mas me sentia muito bem quando estava abraçada com ele. Era como se eu estivesse protegida quando estivesse com ele. Deve ser sei lá, só por ele ser o único garoto mais próximo de mim. Não que eu não tenha outros amigos homens, mas ele é o único em que eu confio de verdade.


–Ei, me faz um favor?


–Depende.


–Faz massagem no meu pé.- Eu disse sentando na cama e colocando minha perna em cima dele, e um pote de creme em sua frente.


–Ah, isso não!


–Voce é obrigado! Afinal foi culpa sua! A fã era sua!- Eu disse cruzando os braços e fazendo bico. E ele continuou imóvel.- Poooor favooorziiinhoooo!- Eu disse fazendo cara do gatinho do Shrek.


–Ta bom, eu passo.- Ele disse fazendo careta.- Eu só espero que não tenha chulé.- Disse rindo.


–Eu não tenho chulé!- Eu disse cruzando os braços e colocando língua.


Ele retirou o gesso com cuidado, e espalhou um pouco de creme.Ele passava o creme com movimentos suaves. Fechei os olhos e relaxei com sua massagem. Passou um bom tempo, e ele parou de massagear meu pé e ficou em silêncio.


–Porque você parou?- Eu disse ainda de olhos fechados.


–Para admirar sua beleza.- Ele sussurrou em meu ouvido. Quando abri os olhos, o rosto dele estava a centímetros de distancia do meu, o que me deixou muito corada.- Eu sabia que você iria ficar corada.- Ele disse saindo de perto de mim e rindo.


–E-eu não fiquei corada!- As palavras custaram a sair.


–Ficou sim! Você precisava ver sua cara quando me viu próximo de você! Você ficou bem vermelhinha.-Disse rindo.-Foi muito engraçado.- Ele disse ainda rindo cada vez mais. Eu senti meu rosto esquentar, e vontade enorme de chorar, não sabia se era pela brincadeira sem graça, ou pelo fato dele rir da minha cara daquela maneira.


–Sai daqui!- eu disse fria e séria com ele.


–Porque? Só fiz uma brincadeira com você.


–Sasuke, sai daqui AGORA!- Eu disse quase gritando com ele e no tom mais frio que consegui.


Ele saiu sem dizer mais nada. Assim que ele saiu, sentei na minha cama e não sei porque lágrimas começaram a escorrer, que ao mesmo tempo era de raiva e tristeza. Não sabia porque eu tinha ficado tão triste, se ele sempre brincava comigo. Mas dessa vez ele exagerou! Como ele pode fazer uma brincadeira sem graça dessas? Primeiro fala que estava "admirando minha beleza", depois fala que fiquei corada.. Até aí tudo bem, fiquei mesmo, e muito! Mas ele não tinha o direito de rir da minha cara daquela forma. Isso que me deixava mais mal..


Acabei dormindo depois de chorar, a primeira vez que choro por um garoto sem nem eu saber o porque. A semana passou com um clima bem pesado entre a gente, ele não fazia mais as brincadeiras comigo, e nem ia no meu quarto de intruso mais como ele fazia antes. Eu pouco falava com ele, só quando ele levava as matérias para e copiar. A semana acabou, na terça da semana seguinte ele foi comigo no médico, para ver se meu pé já estava curado. Para meu azar ou sorte sei lá, já estava curado, e eu já podia ir para a escola no outro dia.



Notas finais do capítulo

Podem jogar pedras, tojolos e dar tiros se quiser agora.. (autora diz se escondendo). Ain gente, sei que o fim desse capitulo ficou deprê, mas eu precisava fazer isso. Não posso escrever uma história só no love não é mesmo?! E peguei leve na "briga", e se alguns acharam o motivo idiota, se coloquem no lugar dela. Qualquer um ficaria assim nessa situação.. concordam? (eu pelo menos ficaria..) bom, espero quee tenham gostado desse capitulo (o que duvido muito, porque pelo menos eu nao gostei, pois fico com o coração doendo toda vez que escrevo uma briga dos dois em uma fic.. :( ) Ah, e não desanimem da fic, porque eu garanto que no próximo capítulo as coisas melhoram :)
Deixem reviews com sua opinião, pois estou com medo de ter errado em colocar o capitulo assim.. Preciso acrescentar/tirar/mudar algo?? Por favor me digam!! Ate o proximo capitulo!! Kisses =)