Foto de Flor de Cerejeira
Flor de Cerejeira nível 1
ID: 145
Cadastro:
  • 14/01/2006

  • Sou mulher, complexa e coisa e tal...

     

    A mulher fingida

     (Paulo Sant’ana)

     

     

    Do ponto de vista do homem, a grande mulher é a fingida. A mulher fingida tem sentimentos muito mais intensos e transbordantes que a mulher sincera. A mulher sincera é sempre a mesma: ela é o que é. Já  a mulher fingida é o que o homem quer que ela seja.

    Supondo-se que a mulher, assim afirmam os sexólogos, como o goleiro de futebol, só atinge o primeiro orgasmo aos 29 anos, a mulher sincera relata, até essa libertação, seu calvário, enquanto a fingida se comporta como se, desde as primícias da relação sexual, conseguissem êxtases retumbantes.

    A mulher sincera é a que acorda o homem para a dura realidade. A mulher fingida é a que desperta o homem par o reino da fantasia. A mulher sincera encarrega-se sempre do pesadelo, a fingida catapulta o homem para o sonho.

    A mulher sincera é aquela que se autodesigna para o relatório diário dos tormentos domésticos e a exposição dos problemas tão pronto o homem põe os pés no lar.

    A mulher fingida é aquela que quando o homem chega em casa e pergunta se esta tudo bem, responde ajeitando a camisola: “Agora vai ficar ainda melhor.”

    A mulher sincera cobra, a mulher fingida promete.

    Da mulher sincera o home só obtém muxoxos rançosos. Nos lábios da mulher fingida sibilam murmúrios de lascívia.

    A mulher sincera faz sexo, a mulher fingida realiza uma apresentação. A mulher fingida tem orgasmos múltiplos. A mulher sincera, cosquinhas. A mulher sincera dá só vazão as queixas, à recriminação e a condenação. À mulher fingida passa sempre despercebida o deslize do homem.

    Para a mulher sincera, o homem, por mais que se esmere  em provê-la, é um doador de esmolas. A fingida, por mais avarento que o homem lhe seja, considera-o um exemplo de prodigalidade.

    A mais autêntica e atraente manifestação feminina é o fingimento. A mulher finge que é alta no salto do sapato e que seu rosto é sempre belo pela maquiagem. E seu corpo aromático elo perfume e bem torneado pelas calças justas. E finge seios opulentos com o silicone.

    A mulher sincera vive no médico e no dentista.a mulher fingida mora na sauna e no salão de beleza. A mulher sincera é lamurienta e pessimista.a fingida é afetada, coquete e otimista, profissional do sorriso e das carícias. A mulher sincera é um personagem, a fingida uma atriz. Se esta tudo bem na relação conjugal, tanto a mulher sincera quanto a fingida se mostram realizadas. Mas a mulher fingida leva vantagem de também  se sentir realizada quando tudo se deara adverso ao casal. A mulher fingida aprimora a técnica de só se mostrar aborrecida quando esta longe de seu homem. A sincera deixa para revelar o auge da melancolia e da irritação quando seu homem esta presente.

    De tanta admiração que ela tem pelo homem, as amigas da mulher fingida sentem-se invejadas dela. Para as amigas da mulher sincera, chega a ser surpreendente que não se separe do marido, tantas são as criticas que ela lhe destina.

    Eu amo a sinceridade da mulher fingida. E acho que é tão chata e exagerada a sinceridade da mulher sincera que ela só pode estar fingindo.

     

     

    Quando eu achar menos complexo explicar quem sou eu, eu atualizo meu perfil XD~~



    Nanda Higurashi mudou seu nome para Nanda Lissarini Higurashi05/03/2013
    Nanda Lissarini Higurashi mudou seu nome para Nanda Lissarini20/04/2013
    Nanda Lissarini mudou seu nome para Flor de Cerejeira27/05/2018