Naruto e Hinata Uma Nova Vida escrita por zariesk


Capítulo 30
especial III - fardo pesado.


Notas iniciais do capítulo

aqui está o especial que deveria ter sido postado antes do cap 24.
o nascimento de yukie e a captura do primeiro bijuu são as atrações desse especial.



Especial III – Fardo Pesado.

Na grande floresta localizada no centro do continente ninja um trio de ninjas aguardava novas ordens.

- Vocês não acham as ordens da Hokage-sama um pouco estranhas? – perguntou Setsuma para seus companheiros.

Setsuma era o líder da equipe 18, depois de Kakashi era o ninja mais versátil de Konoha e tinha orgulho de dizer que conseguiu isso sem Sharingan

- "Determinar a posição do bijuu, mas manter distancia dele". - Isawa repetia as ordens da Hokage como se procurasse alguma falha.

Isawa também se destacava em Konoha por suas habilidades, ela era especialista em rastrear chakra a longas distancias, ficava atrás apenas de Karin, mas ela podia localizar qualquer um que já tivesse sentindo o chakra antes com grande precisão.

O terceiro membro chamado Shosuro, um cara alto e corpulento, nada dizia sobre isso, sua especialidade era ser os músculos da equipe e principal força de ataque.

- Recebemos a ordem de encontrar o bijuu – analisava Setsuma – mas não podíamos chegar perto, e depois de informar a Hokage onde ele estava ela manda a ANBU cercar a região e não deixar ninguém chegar perto.

- Por que tá preocupado com isso Setsuma? – perguntou Shosuro – qual é a historia com esses bijuu?

Setsuma suspirou inconformado, mesmo que gostasse muito de seu companheiro achava uma vergonha ele não ser nem um pouco esperto.

- Quando a Akatsuki atacou Konoha na batalha final o tal de Madara usou aquela estátua estranha que mantinha presos todos os bijuu – quem explicara era Isawa – mas o Naruto conseguiu proteger Konoha liberando todo o poder da kyuubi.

- Então quando a estátua foi destruída os Bijuus escaparam e voltaram a andar nesse mundo livremente – continuou Setsuma – e hoje em dia muitas vilas tentam capturar algum para criar Jinchurikis iguais ao Naruto.

- Você ta achando que a Hokage-sama ta tentando fazer isso? – perguntou Isawa.

- E por que não? Não seria nada demais fazer outro Jinchuriki para aumentar nossa força.

- Se o Naruto te ouvisse agora ele arrebentava sua cara – avisou Shosuro.

Uma discussão entre Setsuma e Shosuro era comum, mas de repente Isawa ficou alerta.

- Tem alguém se aproximando – avisou ela – e rápido.

- Alguém passou pelo bloqueio da ANBU? – perguntou Setsuma – então deve ser um ninja habilidoso, vamos atrás dele.

Os três saltaram e rapidamente se dirigiram ao local indicado por Isawa.

************************************************************

- Se o Naruto sobreviver a isso eu mato ele! – praguejava Kaede furiosa.

O local que Naruto indicou para se encontrar com ela estava completamente errado, agora ela se dirigia rapidamente para o local onde deveria está o bijuu e torcia para encontrá-lo no caminho.

 De repente ela sentiu que alguém vinha de encontro a ela, nos primeiros instantes ela imaginou ser Naruto e sua equipe, mas logo descartou essa idéia ao perceber que quem estava vindo fazia questão de esconder o chakra.

Kaede se escondeu na copa de uma arvore e apagou sua presença.

- Tem certeza que veio daqui? – perguntou Setsuma para Isawa.

- Alguma vez eu já errei? – perguntou ela para lembrá-lo de sua taxa de acerto.

- Até agora só uma, mas como você estava bêbada eu não conto, mas de qualquer jeito cadê o ninja que você sentiu?

- Está no alto daquela arvore – respondeu ela apontando a direção.

Kaede observava o grupo em meio ao seu esconderijo.

- "Hoje não é meu dia" – pensou ela – "encontrar ninjas de Konoha logo aqui? E ainda por cima tem uma rastreadora no meio deles"

Enquanto ela imaginava um jeito de escapar sem lutar percebeu que a rastreadora se aproximava devagar.

- É você que está ai Naruto? – perguntou Isawa – você está estranho, e porque está se escondendo de nós?

Ao ouvir isso Kaede lamentou o que teria que fazer.

- Você disse Naruto? – perguntou Setsuma incrédulo.

- É ele sim, mas está um pouco esquisito.

- Hei Naruto – chamou Shosuro – desce aqui cara!

Isawa sentiu um chakra se manifestando e ficou horrorizada com o que sentiu.

- SE AFASTEM! – gritou ela já saltando.

Os outros não tiveram muito tempo para desviar de um furacão em forma de dragão que avançou sobre eles, Isawa foi a menos afetada, mas os outros foram jogados longe.

Antes que ela se recuperasse completamente do impacto sentiu alguém atrás dela, a mesma pessoa que lhe atacara agora pouco.

Era Kaede.

Imediatamente ela tentou se levantar, mas foi agarrada por trás e imobilizada, dois segundo depois sentiu uma kunai entrando em seu peito perfurando-lhe o pulmão e roubado seu ar e sua vida.

- Eu peço seu perdão – disse Kaede em seu ouvido antes que Isawa morresse – eu não queria fazer isso, mas não posso deixá-la viver.

Kaede largou Isawa que tombou morta a sua frente, fez uma rápida prece para que sua alma descansasse em paz, mas antes que pudesse terminar ouviu um grito de ódio e um chakra poderoso vinha em sua direção.

- VAI PAGAR POR ISSO! – gritou Shosuro atacando com tudo.

Shosuro podia não ser um gênio, mas algo notável nele era sua lealdade e seu jutsu que transformava partes do corpo em rocha sólida esmagando o que quer que ficasse em seu caminho.

Num movimento rápido Kaede saltou para desviar do ataque, tão rápido que Shosuro nem viu onde ela foi parar até sentir alguém se apoiando em seus ombros, num movimento instintivo ele olhou pra cima para confirmar suas suspeitas.

Kaede não tinha uma grande estatura, e perto de Shosuro ficava ainda menor, apoiada em seus ombros ela concentrou seu chakra para usar mais um jutsu mortal.

- Raiton! Raichoujin!(lança trovão) uma grande quantidade de energia tomou a forma de uma lança que perfurou a cabeça de Shosuro matando-o instantaneamente.

Na vila do redemoinho os ninjas sempre tinham dois tipos de chakra, 70% deles tinham vento e água, Kaede era um dos poucos que tinha vento e trovão.

Depois de matar Shosuro ela partiu imediatamente, não queria ter que enfrentar o terceiro caso ele ainda estivesse vivo.

E Setsuma realmente estava vivo, havia sido jogado 300 metros dali e quebrou o braço na queda, depois de recuperar a consciência e voltar aonde estavam seus companheiros o que encontrou o deixou chocado.

- Isawa... Shosuro... Quem fez isso á vocês?

A pergunta se perdeu no vazio já que nenhum dos dois estava vivo para responder, Setsuma só podia chegar a uma conclusão: Naruto matou seus companheiros.

Setsuma conjurou dois cães ninjas.

- Uma arma está com o sangue da minha amiga – disse ele para um dos cães – encontre o rastro – e se voltando para o outro cão ele continuou – procure o ANBU de Konoha mais próximo e conte o que aconteceu aqui.

Os dois cães saíram pra cumprir as ordens, Setsuma reuniu os corpos de seus companheiros para que ficassem juntos.

- Você vai pagar por isso Naruto – prometeu Setsuma para si mesmo – vai pagar pelo que fez aos meus companheiros.

********************************************

Naruto estava sentado encostado a uma pedra, seu humor estava péssimo por ter sido jogado nessa missão no pior dia possível.

- Ela está demorando muito! – reclamou ele pela milésima vez enquanto fazia marcas em uma raiz.

- E de quem é a culpa hein? – rebateu Sakura impaciente – se você não tivesse dito as coordenadas erradas ela já estaria aqui.

Naruto não estava nos seu melhor dia, Hinata estava para dar a luz a qualquer momento e ele não estaria presente para ver a filha nascer, e isso magoava não só a ele como a Hinata também.

- Ela chegou – avisou normalmente Sasuke sentindo a presença dela.

Pouco depois Kaede saltou das arvores até eles.

- Até que enfim – disse Naruto pegando sua mochila no chão.

Ao ouvir isso Kaede socou o estomago dele.

- Faz idéia do que tive que passar pra chegar até aqui? – perguntou ela nervosa.

- Não deve ser pior do que perder o dia mais importante da minha vida e da Hinata.

- Fique sabendo que se os Bijuus ficarem livres por ai eles podem recuperar a antiga força que tinham – explicou Kaede para mostrar a responsabilidade de Naruto – e quem sabe um deles pode passar lá em Konoha e destruir tudo, agora imagine sua filha no meio disso sem que aja alguém como o Yondaime para salva-la!

Era preciso dizer isso para Naruto se tocar do problema que só ele podia resolver.

- Então pare de reclamar que perdeu o nascimento da sua filha e imagine que está garantindo o futuro dela.

Kaede tomou a dianteira do grupo e Kakashi aproximou-se de Naruto.

- Definitivamente ela é parenta sua – disse ele sorrindo por baixo da mascara – ela é igualzinha a sua mãe.

Naruto sorriu e adiantou o passo para alcançar os outros.

Eles avançaram floresta adentro por um hora até alcançarem o esconderijo do bijuu, as feras místicas atualmente estavam evitando fazer grandes estragos para não chamarem a atenção dos ninjas, não seria um ou dois esquadrões que poderiam derrotá-los, mas um pequeno exercito ninja poderia conseguir isso.

- Agora lembre-se Naruto – começou Kaede – não importa o que aconteça, não importa quem possa morrer você NÃO deve se envolver no combate, você só deve se concentrar em mandar seu chakra para o pergaminho e selar o bijuu, entendeu?

- Ta ta, eu já sei, e também já aprendi a fazer o selamento se quiser saber.

Kaede olhou para os outros presentes.

- E vocês aprenderam o jutsu que mostrei não é?

- Nos praticamos no Naruto – respondeu Sakura com um sorriso na cara.

- Sabe quantas caudas esse ai tem? – perguntou Sasuke olhando a entrada da caverna.

- Seis caudas – respondeu Kakashi lembrando dos relatórios – pelo que sei ele parece um lobo e seu elemento é o vento.

- E como vamos tirá-lo de lá? Vamos jogar um osso e esperar que ele venha buscar?

- Eu estava pensando em algo mais direto – disse Kaede sorrindo – que tal um ataque combinado?

Sasuke achou interessante a idéia de Kaede, nisso ela era parecida com Naruto em questão de criatividade, os dois se prepararam para usar os jutsus que mencionaram.

- Katon! Goukakyuu no jutsu! – Sasuke disparou seu jutsu favorito na direção da caverna.

Fuuton! Renku Dan! (Esfera de ar comprimido) – o jutsu de Kaede se misturou ao do Sasuke criando uma poderosa explosão dentro da caverna atingindo todo o seu interior.

- Espero que isso ao menos tenha machucado o bijuu – disse Kakashi esperançoso.

Um urro aterrador seguido de uma ventania saiu da caverna alertando todos do mau humor do bijuu.

- Bom... Com certeza ele sentiu isso – observou Sakura se preparando pro combate.

A enorme criatura saiu da caverna ainda com algumas fagulhas em seu pelo, era muito parecido com a kyuubi, um lobo azul com seis caudas agitando no ar e produzindo muito vento.

- Eu planejava ficar quieto e vocês vêm me incomodar aqui? – reclamou a criatura.

- Destruir uma vila e dormir em seguida não é o que chamo de ficar quieto – debochou Kakashi para chamar a atenção dele.

O bijuu nota um chakra familiar nas redondezas, ao observar bem nota a presença de Naruto.

- Ainda selado nesse humano kyuubi? E o que veio fazer em meu território?

Os quatro ninjas aproveitaram o momento de distração da criatura e a cercaram.

- Apenas quatro? Isso não vai levar nem 5 minutos! – vangloriou-se o Rokibi.

Antes que o bijuu pudesse atacar Kaede, Kakashi, Sasuke e Sakura iniciaram a captura, Naruto já tendo ensaiado isso também abre o pergaminho e começa a transferir seu chakra.

- Haradou - Baku no Moukin (palavra da purificação – grilhões do predador) – disseram os quatro usando o jutsu ensinado por Kaede.

Quatro pilares surgiram em volta do bijuu com varias faces esculpidas, de cada face uma corrente emergia e se enlaçava no bijuu suprimindo seu chakra e imobilizando o corpo.

Naruto aproveitou o momento para usar o pergaminho, quando recebeu o sinal ativou o jutsu e uma mão de chakra saiu do papel agarrando a fera pelo pescoço e puxando para dentro do pergaminho selando o bijuu permanentemente.

- Foi mais fácil do que imaginei – comentou Sasuke exausto pelo consumo de chakra.

- Chama isso de fácil? – respondeu Sakura – parece que meu chakra foi sugado até a última gota, se não o tivéssemos pegado de surpresa talvez nem estivéssemos vivos.

- Com o tempo você se acostuma – disse Kaede menos cansada – afinal esse Kinjutsu não é brincadeira.

Kakashi reparou em Naruto e chamou a atenção dos outros.

- O Naruto está pior do que todos nos juntos.

Todos correram para verificar a condição dele temendo o pior, sempre haveria o risco de Naruto perder a vida usando esse jutsu.

- Ele apagou, mas vai ficar bem – analisou Kaede aliviada – provavelmente até o anoitecer ele acordará.

Considerando que ainda era meio dia seria muito tempo, eles o carregaram pra longe dali para evitar serem vistos.

O que era um pouco tarde porque um cão ninja acabara de chegar à área e viu o grupo.

***************************************************

- Como vai à pequena dama? – perguntou Tsunade entrando no quarto do hospital.

Fazia menos de 24 horas que Hinata deu a luz á sua filha, desde então ela não saia do seu lado a não ser para fazer exames.

Hinata passava o dedo no rosto de sua filha levemente, a menina que ainda nem abrira os olhos estava na cama deitada ao lado da mãe que sempre tinha uma lágrima de felicidade nos olhos.

- Ela acabou de mamar – respondeu Hinata sussurrando – tem o apetite do pai.

Hinata cobriu sua filha com um pequeno lençol e se levantou para falar com Tsunade.

- E falando no pai onde está ele? – perguntou Hinata com certa insatisfação na voz.

Tsunade sentiu um calafrio ao ouvir a pergunta, era quase impossível Hinata se zangar com Naruto por algo que ele fez ou deixou de fazer, mas agora ela podia sentir a mágoa de Hinata com a ausência dele.

- Eu sei que ele deveria está aqui para ver o nascimento da filha, mas eu posso garantir que a culpa não é dele e sei que o que ele mais queria era está aqui.

- Então a culpa é sua? – Hinata estava de braços cruzados e com raiva.

- Sim, eu praticamente forcei o Naruto a ir nessa missão – respondeu Tsunade sem se importar com qualquer coisa que ela dizia – era algo que só ele podia fazer.

- Eu não posso aceitar essa desculpa, e ainda por cima ele manda por você o nome de nossa filha! Nenhuma missão é mais importante que ela! – disse Hinata apontando pra filha.

Tsunade se condenava por ter causado um abalo no relacionamento dos dois, quando a noticia de que um bijuu tinha aparecido chegou ela pensou seriamente em adiar a missão prevendo como Naruto ficaria, mas com o risco da criatura causar grandes destruições ela não podia se dar a esse luxo.

- É justamente por você e Yukie que Naruto aceitou essa missão, ele está protegendo vocês duas.

O olhar de Hinata era algo que dizia "o que está tentando dizer?" por isso Tsunade decidiu que o único jeito era contar a verdade pra Hinata.

- Eu vou lhe explicar tudo – começou ela – mas essa conversa não pode sair daqui e nem pode dizer ao Naruto que te contei sobre isso.

Tsunade contou a historia desde o inicio com todos os detalhes, desde que Kaede apareceu para Naruto pela primeira vez até a missão que lhe passara agora, o olhar de Hinata era de espanto e incredulidade.

- Por que ele não me contou sobre isso? - perguntou Hinata assustada.

- Imagine que durante uma missão você seja capturada e posta sobre efeito de um genjutsu, imagine que descubram sobre a história que lhe contei e passem a perseguir Naruto para obter a localização da vila do redemoinho, se usassem você ou sua filha como refém ele poderia se negar a cooperar?

A suposição de Tsunade era mais do que correta, mesmo que jamais contasse algo mesmo sobre tortura não seria a mesma coisa se estivesse hipnotizada ou se sua filha estivesse ameaçada, e Naruto também não teria escolha nas mesmas circunstâncias.

- Eu compreendo Tsunade-sama – disse Hinata – quanto menos souberem menores serão os riscos e desculpe por lhe causar problemas com minha teimosia.

- No seu lugar eu ficaria do mesmo jeito – respondeu Tsunade satisfeita por ver Hinata voltar ao normal – apenas não conte ao Naruto que sabe da verdade, ele ficaria muito preocupado.

- Na verdade eu vou é tentar esquecer isso – avisou Hinata rindo – menos a parte que ele tem uma prima, tenho certeza que ficou muito feliz por ter um parente vivo.

De repente Tsunade sentiu um chakra forte por perto, depois do susto procurou pela fonte, Hinata também sentindo usou sua linhagem e viu que o chakra de Yukie tinha se elevado.

Nesse instante ela acordou e começou a chorar. Hinata rapidamente a pegou nos braços e descobriu a causa do choro.

- Acho que ela está com fome – avisou Hinata para Tsunade.

- Então isso que sentimos foi o estomago dela roncando? – perguntou Tsunade rindo – já vi que minha netinha vai ser pior que o pai.

- Então decidiu mesmo ser "vovó Tsunade"?

- Só pra ela, para os outros eu continuarei quebrando a cara se falarem isso.

Continua.



Notas finais do capítulo

obrigado a todos que lerem, eu gosto muito de receber reviews e responde-los.
falando nisso eu consegui duas grandes marcas graças a voces: eu estou no top 10 das fics mais lidas e estou entre os 100 primeiros do rank geral(a ultima vez que vi era o nº85)
e se voces puderem me adicionar na suas listas de autores favoritos tenho certeza que irei subir nesse rank rapidinho