Evidências escrita por Sarcastic Lady


Capítulo 15
Capítulo 15




"... Eu paguei a minha dívida

Repetidas vezes

Eu cumpri minha sentença

Mas não cometi nenhum crime

E enganos ruins

Eu fiz alguns

Eu tinha minha parte de areia

Chutada no meu rosto

Mas eu fui bem sucedido..."

 

Freddie Mercury - We Are The Champions

 

 

Pov Sakura...

 

— Não... para... para! — Eu me contorcia embaixo do moreno, de tanto dar risada. — Sasuke, é sério! Me solta!

 

Eu tenho cócegas, e ele tava me torturando, fazendo cócegas na minha barriga.

 

— Ok — Sasuke se deu por satisfeito. — Pelo menos você está sorrindo. 

 

— Eu tava parecendo uma hiena com problemas pulmonares — o empurrei de cima de mim, me levantando da sua cama. — Olha só pra mim, tô toda descabelada. 

 

— Agora você parece a Sakura que eu conheço — ele riu. 

 

Estreitei os olhos.

 

— O que você quer dizer com isso, Sr. Uchiha?

 

— Nada, não. 

 

— Ah é? — me aproximei predatóriamente dele. — Te peguei!

 

Comecei a fazer cócegas na barriga do moreno, mas Sasuke era mais resistente do que eu. Mesmo rindo, ele era mais forte. Rapidamente inverteu o jogo, e me fez rir até que eu ficasse sem ar. 

 

Nós rimos um da cara vermelha do outro, e respiramos fundo. Sasuke pairava acima de mim, com a respiração ofegante. O sorriso sumira de seu rosto, e sobrava apenas um brilho diferente nos seus olhos. Sua mão esquerda tocou minha bochecha direita, num carinho sutil. Fechei os olhos, tentando controlar os pulsos elétricos que o toque enviava pra todo o meu corpo. 

 

— Sasuke, a Iz... — o irmão dele entrou no quarto sem bater, nos pegando naquela situação constrangedora. — Foi mal. 

 

— Itachi, já ouviu falar em bater antes de entrar? — Sasuke levantou uma sobrancelha, me ajudado a levantar da cama. 

 

Ajeitei o vestido e o cabelo, sentindo as bochechas pegarem fogo. 

 

— Desculpe, eu esqueci que você pode estar transando com a sua namorada — o mais velho riu.

 

Fiquei mais vermelha que o caminhão do corpo de bombeiros, e Sasuke também ficou envergonhado. 

 

— Itachi, deixa de ser sem noção! — ralhou.

 

— Brincadeiras a parte, Izumi chegou e quer conhecer a rosinha. 

 

— Ok, já vamos descer.

 

Sasuke me fitou. Parecia incerto sobre continuarmos com isso. 

 

— Faço o que você decidir — falou ele. 

 

— Já estamos mais que envolvidos nisso — suspirei. — Seu pai até aprova o nosso "relacionamento". Temos que seguir até onde der, agora.

 

— Então vamos — ele me ofereceu a mão direita, e eu aceitei. 

 

[...]

 

Descemos as escadas de mãos dadas. Sasuke ria de um comentário que fiz sobre um quadro abstrato do corredor, quando chegamos até o grupo de pessoas reunidas na porta do hall. 

 

A mulher abraçada com meu cunhado de mentira eu deduzi que fosse Izumi, a noiva dele. Mas também haviam outras pessoas, como um homem com longos cabelos negros (que Sasuke disse ser o seu tio Madara), junto com outro homem mais jovem e uma mulher (Obito, filho dele, e Rin, sua nora). 

 

Mais tarde chegaram três amigos de Itachi: Um cara chamado Shisui e outro chamado Nagato, que era noivo de uma moça de cabelos violetas chamada Konan. Logo depois deles, chegaram as três pessoas que Sasuke menos queria ver: seus ex-sogros, e sua ex-namorada. 

 

 





Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Evidências" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.