Aprendendo a Amar Você Swan Queen escrita por SQ Dark Angel


Capítulo 3
O leão e a sereia


Notas iniciais do capítulo

Fico feliz que estejam gostando ^^



Emma ficou observando a rainha enquanto ela dormia tranquilamente com a cabeça encostada em seu colo. Quando a olhava tão perto como estava ali conseguia sentir o órgão em seu peito arder e sentia-se confusa escutava sua própria voz na mente que dizia “o que você está sentindo está errado, ela é a Rainha Má, arruinou a sua família e a tirou de seus pais por 28 anos” logo em seguida a mesma voz continuou “você está bem como está, ao lado de Hook”.

Com esses pensamentos a xerife seguia olhando para Regina atenta aos pequenos detalhes como a cicatriz em seu lábio superior, o cabelo curto que ainda estava levemente molhado e havia uma mecha ao lado do rosto. Emma não se conteve e delicadamente a retirou sentindo um arrepio ao fazer isso.

Ficou ali deitada mais alguns minutos ouvindo apenas a respiração suave da morena, realmente aquela ideia havia funcionado. Emma olhou para o relógio na sala que marcava 11:30 da manhã, pelo horário que a Rainha dormia deduziu que a noite passada ela não devia ter conseguido descansar.

Como se aproximava do horário do almoço a xerife tinha que ir, pois a tarde teria turno na delegacia e pelo que sabia Regina também deveria ir a prefeitura no mesmo horário , com a rainha em seu colo dormindo profundamente Emma pensou “não vou deixa-la aqui, pode ficar dolorida e desconfortável” e então resolveu levar Regina pro quarto, a pegou em seus braços e carregou com toda força que tinha .

Foi subindo as escadas devagar pois mesmo que a morena não fosse pesada tinha medo de se desequilibrar ou não aguentar carrega-la . Chegando ao quarto deitou-a lentamente em sua cama , retirando seus sapatos e cobrindo-a com o lençol. Resolveu escrever um bilhete ao lado da cômoda para que quando Regina acordasse não levasse um susto e também para explicar porque tinha saído. Após escrever a xerife foi se encaminhando até a porta e antes de fecha-la deu mais uma última olhada para a Rainha com o rosto levemente corado por mais uma vez admira-la e sorrindo deixou a mansão .

—-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Após sair da casa da morena , Emma precisava almoçar e então decidiu ligar avisando Mary Margaret que iria comer algo no Granny’s e depois ia para a delegacia . Ao chegar, ela viu Ruby atendendo a pedidos no balcão, então resolver sentar em uma mesa no canto do restaurante. Após algum tempo , a garçonete dirigiu-se a mesa e perguntou:

Ruby – Emma ! Que bom que você veio almoçar aqui, depois da sua volta nem tivemos tempo de conversar.. Como você esta? Ruby ia dizendo isso com sorriso no rosto.

Emma – Pois é .. Nem eu tive muito tempo pra raciocinar ainda . Muitas coisas aconteceram Mas estou bem sim.A xerife falou isso com o semblante abatido.

Ruby – Mas .. Me diga houve algum problema ? Você e Hook brigaram ?

Emma – Nós estamos bem. Disse sem muita convicção em suas palavras. Mas é mais complicado que isso ... Ruby percebeu o tom usado por Emma e resolveu não insistir.

Ruby – Oh tudo bem, quando quiser conversar, pode contar comigo , estou a disposição, você sabe.

Emma sorriu pela amiga , tinha sentido falta dela, e de suas conversas.

Emma- Obrigada Ruby ..

Ruby –Mas então vamos ao que interessa posso anotar o pedido ?

Emma – Claro ..

Logo após fazer o pedido Ruby se retirou e a porta do restaurante foi aberta. Emma levantou os olhos esperando em seu íntimo que fosse ela , mas era Hook. Ele se aproximou da mesa e disse :

Hook – Será que a princesa teria um lugar para um capitão humilde e charmoso ? Disse em seu tom malicioso. Esperou Emma assentir e sentou-se .

Killian observou o semblante da loira e resolveu a questionar .

Hook –Está tudo bem Swan?

Emma o olhou por um momento lembrando tudo que aquele homem fez por ela, sentia que ele a amava que deveria ser o seu amor verdadeiro, e deveria dar mais atenção a ele, mas a única pessoa que estava na sua mente agora era Ela...

Hook – Neverland chamando Emma ? Hook passou as mãos em frente ao rosto da salvadora para que ela prestasse atenção, ela virou-se para ele .

Hook- Eu perguntei se você está bem donzela ...

Emma – Olha .. Kilian eu .. é complicado .. tudo isso com a Regina realmente foi muito pesado e estou estressada e preocupada.

Hook – Com ela ?

Emma – Quê? Emma disse assustada tentando não passar seu nervosismo pela pergunta .

Hook – Com Regina .. você está preocupada com ela?

Emma tentou pensar no que dizer e falou :

Emma- Érr claro .. tudo que aconteceu foi .. duro e difícil para ela . Me preocupo porque fui eu quem trouxe Marian e claro por Henry , ela pode reagir mal com tudo isso . Mentiu Emma , ela sabia que no fundo realmente estava preocupada com a rainha, não queria vê-la triste e ainda tinha aquela sensação recente do seu coração acelerar toda vez que se aproximava da morena.

Hook – Olha princesa .. Você não é a mãe dela .. Emma riu internamente com aquele comentário dele, ela com certeza não pensava assim. Você não é responsável por ela, isso vai passar daqui alguns dias ela vai voltar com seu tom arrogante e tudo estará normal novamente .

Emma – Tomara mesmo que passe ... Hook fez um pedido também e após alguns minutos ambos almoçaram comentando um pouco da última aventura. Hook a olhava com um sorriso no rosto pensando “como ela é linda, como tenho sorte”.

Hook –A dama já irá se retirar? Kilian perguntou vendo a xerife se levantando.

Emma –Claro porque a “dama” (fez sinal com os dedos) precisa trabalhar no combate ao crime desta cidade.

Hook sorriu e disse:

— Nossa essa minha namorada é realmente barra pesada , não ? Emma o olhou estranhando as palavras usadas por ele, ainda não tinha se acostumado com aquilo de relacionamento e agora ao ouvir a palavra namorada se sentiu desconfortável.

Hook –Não vai se despedir do seu bonito capitão ? Que romântica .. Emma se aproximou e rapidamente deu um selinho nele seguindo para a delegacia .

—----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Regina aos poucos foi abrindo os olhos e percebeu que estava em se quarto. Como ela havia parado ali? Estava tentando se lembrar do que aconteceu e sentou-se na cama. Quando rapidamente flashes passaram em sua mente e ela lembrou assustada . Ela havia recebido Emma , elas conversaram e .. Regina havia dormido no colo da salvadora. A rainha abriu sua boca em uma expressão de “Oh no” e pensava “droga, droga , droga ! eu não devia ter cedido, agora ela pensa que está tudo bem e que a perdoei e quero ser sua melhor amiga , droga!” com esses pensamentos a morena foi se levantando e foi então que reparou em um pequeno bilhete em cima da cômoda. Pegou e abriu-o.

“Regina, eu não podia deixar você lá , ficaria desconfortável, ainda mais não tendo Eu como seu travesseiro” Regina riu com o comentário e prosseguiu “Então eu achei melhor não acorda-la porque você tava dormindo tão tranquila , levei-a até seu quarto pois precisava sair, tenho turno a tarde, você deve saber, afinal é minha chefe” A rainha sorriu mais uma vez “não se preocupe Regina, não aconteceu nada , eu não lembro de nada ok?  Você sabe que eu apenas queria te ajudar. Espero que tenha conseguido descansar , até mais . Emma Swan “

Regina olhou para aquele bilhete como se fosse um bilhete dourado da fábrica de chocolate, mas logo em seguida desfez o pensamento , precisava checar a hora devia estar atrasada para a prefeitura , e dizendo isso se arrumou pensando que devia realmente conversar com Robin por mais que doesse precisava acertar as coisas com ele, com esses pensamentos foi dirigindo para o trabalho .

—----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

No acampamento , Robin terminava de contar resumidamente para sua mulher tudo que havia acontecido enquanto ele esteve na cidade.

Marian – Então.. Você e a Rainha Má .. estavam juntos ? Ela perguntou com receio.

Robin – Marian , não espero que compreenda, eu te amo ! Mas sim, eu estava com ela .. Robin disse esperando que a resposta fosse dura porém foi ao contrário.

Marian – Robin eu compreendo .. Eu não estava aqui , você achou que tinha me perdido , tinha todo direito de seguir em frente .. mas (ela fez uma pausa apreensiva) agora eu estou ..

Robin – Claro , claro que está ! E isso muda tudo . Ele sorriu e pensou no que ia dizer.

Robin – Eu quero que saiba vou acertar as coisas com ela, não será fácil , pois ... ela gostava de mim ... e estávamos bem .. mas será o certo a se fazer .. eu quero ficar com você ! Com a nossa família . O homem com a tatuagem de leão tinha os olhos cheios de lágrimas ele ainda gostava de Regina mas  amava sua mulher e seria o melhor a ser feito.

Marian – Oh meu amor , calma , vai dar tudo certo. Vamos ficar juntos .Eu você e Roland.

Os dois então se uniram em um abraço forte e cheio de emoções .

—------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

A prefeita estava em seu escritório fazendo as atividades burocráticas exigidas pela prefeitura fazendo pequenas pausas para pensar no que havia acontecido pela manhã, sorriu mais uma vez ao lembrar do bilhete “dourado” e das palavras de Emma “seu travesseiro”, foi retirada de seus devaneios quando ouviu seu telefone tocar.

Senhora prefeita, tem alguém aqui que gostaria de falar com a senhora , diz que não vai demorar”

Regina – Ótimo já ia fazer um intervalo de qualquer maneira , mande entrar !

Ao ver o homem parado na porta a olhando , sentiu o coração doer e acelerar ao mesmo tempo , admirada com a presença dele ali Regina disse:

Robin ! Que bom que você veio precisávamos conversar . Robin deu um pequeno sorriso e começou a falar:

Robin- Regina eu sei , foi por isso que vim , para esclarecer algumas coisas. Regina parou de sorrir e entendeu o que aquilo significava .

Robin – Olha eu realmente não esperava por isso , que fosse possível ela voltar, mas agora ela está aqui, entende?

Regina tentou pronunciar algo mas seu chão estava ruindo naquele instante, mesmo sabendo disso antes de acontecer.

Robin – Ela é minha esposa e é minha família, por favor entenda . Pra mim ela estava morta e agora vê-la diante de mim dessa forma é inacreditável. Regina levantou e foi em direção a ele com uma pequena esperança em seu peito , aproximou-se e encostou a mão em seu rosto.

Regina- Apenas me diga que não me ama, aí eu acredito em você ... Encostou seu rosto no dele.

Robin – Não é isso .. Eu não sei ... Regina não torne tudo mais difícil , eu ... eu gosto de você. Mas foi calado por um beijo que Regina depositou em seus lábios, um beijo com gosto de lágrimas .. Aos poucos foi se afastando dela.

Robin – Regina não faça isso ! Por favor , será o melhor para todos ..

Regina – Melhor para todos ? E eu? Como eu fico nessa história Robin ?

O homem com a tatuagem de leão olhou para ela tentando raciocinar o que iria dizer.

Robin – Eu tenho certeza que você encontrará alguém que a mereça.. Regina voltou a chorar compulsivamente. Você merece Regina, você é uma pessoa incrível e tenho certeza que encontrará alguém que a queira como eu quis, talvez até mais. Regina segurou sua mão na dele por alguns instantes, apertando-a , para sentir que ele ainda estava ali na sua frente . Mas aos poucos ele foi soltando sua mão caminhando em direção a porta.

Robin – Espero que você seja feliz Regina , de verdade. Dizendo isso saiu .

Regina continuou ali parada chorando descontrolada e com seu mundo aos pedaços. Começou a levitar objetos por toda sala jogando-os na parede. Sua esperança havia acabado e foi então que ela lembrou da pessoa responsável por todo aquele sofrimento , gritando enquanto jogava mais um objeto na parede “maldita SWAN !”.

—-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

A morena voltou para casa, estava acabada , sua cabeça parecia que ia explodir , precisava tomar um banho e descansar . Após sair do banheiro trocou-se e foi preparar algo para comer. Passou mais algum tempo observando o céu de Strorybrooke sentindo seu coração doer por tudo que havia passado .

Subiu as escadas e foi até seu quarto, reparou novamente no bilhete deixado pela loira mais cedo , tentou sentir ódio, raiva , como a pouco , mas tudo que sentia no momento era uma tristeza profunda , estava sozinha . Resolver deitar-se logo pois estava exausta e precisava descansar , com mais alguns pensamentos e após algum tempo acabou adormecendo.

Ela estava em um pequeno barco , o dia estava ensolarado e ela parecia navegar na beira de uma pequena ilha , o clima estava agradável e aos poucos o barquinho foi se afastando da costa. Passado mais alguns instantes ela sentiu uma leve movimentação na água , levantou-se para tentar enxergar se era algum peixe ou golfinho que estava rondando aquela região .

Foi então que a viu . Viu primeiro a cauda fora d’água e após foi vendo que não se tratava de um animal e sim de uma sereia. Ela sorriu para Regina aproximando-se do barco , era loira , tinha tranças no cabelo , seu rosto parecia de um anjo . Vestia folhas na parte cima para cobrir os seios e a parte de baixo era formada por sua calda verde .A rainha viu a criatura se aproximar e resolveu também chegar mais perto . A medida que ia admirava cada vez mais a sereia resolveu se pronunciar :

Regina — Você é tão linda . Lentamente as duas chegaram cada vez mais perto até a morena ter que se abaixar para conseguir alcançá-la. Estavam se olhando, parecia que já se conheciam há muito tempo. Regina foi se se aproximando mais , até que as duas encostaram seus lábios em um beijo , doce , suave e mágico.

Regina acordou nervosa e estava suando , ela havia tido um pesadelo , tentava se lembrar do sonho. Ela estava em uma espécie de praia, em um barco quando algo se aproximou do mesmo. Era uma sereia ! Sorriu aliviada por ter sido apenas um pesadelo, resolveu levantar e fazer um chá para se acalmar.

Estava na cozinha preparando o chá , após ficar pronto , pegou a xícara e novamente voltou a pensar no sonho - pesadelo “ que loucura , é cada coisa que eu ... “ foi então que sua expressão mudou , ela se lembrou. Lembrou do rosto da sereia , fazendo a xicara cair de sua mão e se quebrar em pedaços.

A sereia era ... Emma .



Notas finais do capítulo

Não esqueçam de comentar !



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Aprendendo a Amar Você Swan Queen" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.