Além do Tempo escrita por Tha


Capítulo 24
Capítulo 23


Notas iniciais do capítulo

Pessoal aqui está mais um capítulo que acredito ser o antepenúltimo da história e cara 84 leitores senhor, muito obrigada de coração.
Espero que gostem e boa leitura :)



Renesmee acordou no outro dia com as forças totalmente renovadas, ela sabia que alguns de seus amigos aurores haviam morrido no meio daquela confusão isso a enchia de raiva. Os americanos tentavam manter a paz com os outros ministérios seguindo os mesmos princípios da MoM, conhecer Hermione Granger a ministra da magia foi um grande marco na sua vida bruxa, mas sua ícone era Isabella, a morena era a sua referência quando Nessie entrou para a Macusa e agora ela se encontrava lutando ao lado dela...

— O que tanto pensa Nessie? – perguntou Jacob se sentando ao lado dela

— Coisas bobas da minha infância – respondeu a ruiva lhe dando um sorriso – E pensar que estar ao lado da ministra da magia e da chefe do departamento de regulamentação das leis da magia seria impossível.

— Bem você conseguiu.

Eles viram Edward olhando para Bella que conversava com Alice e Rosalie calmamente e as vezes dava um sorriso sincero.

— Acha que os dois vão ficar juntos? – questionou Jacob

— Não sei o que Merlin planejou, mas isso é uma escolha deles – Deu de ombros – Porem estou torcendo que sim.

Os dois viram Carlisle chamando a atenção de Hermione e o doutor Cullen olhando para os seus amigos que balançaram a cabeça em afirmação, o casal se aproximou juntamente com os outros e prestaram a atenção no loiro.

— Ontem a noite, nós conversamos e decidimos contar algo a vocês – falou Carlisle hesitante

Todos continuaram em silencio esperando o vampiro continuar a falar, ele olhou para Eleazar que ficou ao lado do loiro.

— Alguns de nós tem o que chamamos de dons, algo que tínhamos na vida humana e trouxemos para a vida vampírica, por exemplo, eu consigo ler o poder de algum vampiro ou de algum humano. – revelou o Denali – Nos clãs presentes pelo menos um deles tem um dom.

Kate Denali tomou a frente de seu clã, Edward, Jasper e Alice pelos Cullen surpreendendo Isabella, cada vampiro de um clã deu um passo a frente.

— Como Eleazar falou, pelo menos um de nós tem um dom – Kate deu um sorriso -Garret, por favor.

Garret andou até a loira ficando em sua frente, ela levantou a mão e a colocou no pescoço do homem que caiu no chão se contorcendo, mas Kate retirou a mão e tudo parou.

— Dou choque elétrico nas pessoas, mas faço isso quando tenho vontade não vou machucar vocês – garantiu a loira

Alice vendo que a prima voltando a ficar ao lado de Irina, começou a falar pela sua família.

— Edward e eu temos quase os mesmos dons se formos parar para pensar, enquanto eu prevejo o futuro com base nas decisões das pessoas, Edward lê pensamentos sabe o que vai acontecer no presente. Já Jazz pode controlar os sentimentos de quem o cerca.

Cada vampiro de cada clã foi falando seus poderes de dando uma pequena demonstração, Carlisle explicou que pensavam se isso poderia ajudar de alguma forma na luta. Hermione ficou grata pelo voto de confiança assim como Sam e Jacob, logo eles começaram a conversar sobre estratégias de ataque.

Enquanto isso Delfi encontrou o prédio inteiro em silencio exceto pela tempestade que caia ruidosamente lá fora, ela encontrou Martin a esperando no térreo para lhe informar sobre os bruxinhos do bem e sobre as criaturas e bruxos que sobraram.

— Recoloque todos a frente do prédio, saiam todos pelas portas dos fundos para evitarem o basilisco, e Christopher? – perguntou Delfi mudando suas roupas magicamente

— Está se alimentando, metade de sua força foi embora ontem – respondeu Martin

— Ótimo, preciso dele recuperado, vá agora.

O bruxo se retirou rapidamente deixando Delfi sozinha, ela não gostava do rumo que aquilo estava tomando, sentia que algo não se encaixava algo naqueles vampirinhos do bem a incomodava, não sabia muito bem o porquê, mas seguiria em frente com tudo.

— Está tudo pronto, senhora – falou uma voz de mulher

— Vamos esperar, começaremos a atacar quando virmos o primeiro deles – murmurou Delfi – E DESTA VEZ ESPERO QUE NÃO ME DECEPCIONEM!

Do outro lado Isabella abriu as portas da igreja e encontrou corpos mortos de criaturas no chão assim como as estátuas que aviam sido destruídas, assim que todos saíram a proteção se quebrou voltando apenas a ser um local sagrado para os humanos.

Todos andaram com uma confiança renovada, quando viram os bruxos das trevas e as criaturas ali esperando eles aparecerem. A primeira que entrou no campo de visão foi Zafrina que olhou para eles os fazendo ficarem cegos, os lobos atacaram em seguida passando por ela como balas.

Dois para cada ordenou Sam por pensamento para toda a matilha e a ordem foi repassada por Jacob a outra

Os lobos atacavam violentamente, quando alguns bruxos e criaturas voltaram a enxergar os vampiros entraram em ação junto com os outros bruxos.

— Vermillious – conjurou Fleur vendo um jato de luz vermelha saindo de sua varinha e acertando em cheio uma manticora que caiu no chão sem vida dando espaço para Maggie do clã irlandês atacar dois vampiros de uma vez.

— Uediuósi – Rolf viu uma barra de ferro acertar um Nundu bem na garganta – Caralho essa foi fácil, VAI AMUM!

O líder do clã egípcio passou por Rolf como um raio e atacou um lobisomem enfiando sua mão no peito do lobo e retirando o coração fazendo o homem peludo cair no chão sem vida.

Kate aproveitou que Luna lançou o feitiço de desarme e partiu para cima do bruxo o eletrocutando até sair espuma branca da boca do mesmo.

— Carga máxima, filho da puta – xingou a loira deixando o bruxo morto no chão

Delfi via o grupinho do bem avançando com extrema facilidade, ela acabou por soltar a sua última leva de criaturas, mas o que ela não esperava era que uma ordem fosse gritada por Hermione para um vampiro de olhos vermelhos.

— BENJAMIN AGORA! – berrou a loira vendo o vampiro balançar a cabeça

Benjamin se concentrou, juntou as mãos como se estivesse rezando, girou uma das mãos para baixo ainda as mantendo unidas e o vento mudou o curso assustando uma Pumaruna que saiu correndo para longe. Ele moveu os braços para a direita e todos sentiram um tremor sob seus pés, sentiu a serpente gigante quando o tremor chegou nela e então abriu os braços impulsionando o vento para frente junto com a água da chuva que obedeceu a suas ordens.

Aquela combinação fez com que todos fossem para o lado deixando o caminho livre ao basilisco, o egípcio deu um sorriso torto, mirou a sua palma da mão no meio, a fechou em punho e com extrema rapidez deu um soco no chão o fazendo rachar no meio até o centro da Terra.

— Ele controla as forças da natureza – sussurrou Delfi arregalando os olhos vendo o seu basilisco cair na enorme rachadura e do mesmo modo que ela se abriu a mesma se fechou – Ah, mas isso não vai ficar assim.

A bruxa viu Irina Denali passando próximo ao prédio, apontou a varinha e lançou o feitiço.

— Imperio.  

Delfi a partir que lançou o feitiço fez com que a vampira atacasse Jane dos Volturi, ouviu os gritos das irmãs e por fim o último berro foi de Irina sendo morta pela loira.

— Nem para isso eles servem – resmungou a bruxa vendo Jane morrendo nas mãos dos Denali e suspirou – Vou ter que colocar ordem nisso.

Ela aparatou para no meio da confusão e não perdeu tempo para pensar no feitiço já o lançando assim que parou no chão.

— Alarte Ascendare!

Siobhan foi lançada para cima rapidamente sendo retirada do caminho de Delfi que logo lançava outro feitiço sem parar. Mas e Christopher? O pobre menino via cada criatura e bruxo caindo mortos no chão, ele sabia que sua mãe iria perder, sentia-se com Credence Barebone em sua época quando ainda era vivo.

Motivado pela raiva, Chris deixou o obscuro dominar tudo e destruir o que via pela frente, para o obscuro não importava que Delfi fosse a mãe de seu hospedeiro e também não importava quem estava ganhando ou perdendo... O que importava era a destruição que iria fazer.

Lá embaixo Isabella matava o último bruxo restante e apontava a sua varinha para Delfi que apontou a sua para ela.

— Ora, ora, ora se não temos aqui uma bruxinha irritadinha, imagino que Charlie não iria sentir orgulho de sua filha ao saber que se apaixonou por um vampiro – provocou Delfi

— Não fale de meus pais sua vadia – falou Isabella entredentes

— E Renné imagina o desgosto dela...

— Eu já falei para não falar de meus pais.... EXPELLIARMUS!

— CRUCIO!

Os feitiços se chocaram provocando um enorme barulho, as duas colocavam mais intensidade nos dois feitiços, Siobhan recuperada do feitiço viu a nevoa preta aparecendo novamente e ela arrastava tudo que via pela frente, mas ao mesmo tempo começou a escutar berros, a irlandesa se virou vendo Isabella no chão se contorcendo e berrando de dor. Ela saiu de onde estava pegou Delfi pelo cabelo e a jogou perto da nevoa preta que parou automaticamente, no mesmo momento Harry apareceu junto com Gui e Jorge que seguraram as pernas e mãos da amiga para não se machucar ainda mais.

— Bella, Bella fique calma – pedia Harry que olhava mortalmente para Delfi que levantava gargalhando

— Bravo, bravo – falou batendo palmas – Esse é o mais belo espetáculo

— Já chega Delfi você perdeu – falou Rony

— Bem, poderia falara que sim, mas isso aqui é a minha última carta.

— Você está utilizando o seu próprio filho? – perguntou Edward incrédulo

— Filho? – Esme não acreditava no que estava ouvindo – Que tipo de mãe você é que abusa desse jeito de um filho?

— Sou uma mãe que pensa no futuro melhor para o seu filho. – respondeu Delfi

— Você com certeza não estava pensando nisso – rebateu Carmen - Un simple niño transformado en una criatura

— Christopher – chamou Edward atraindo a atenção o obscurial – Você não precisa fazer isso.

Hermione entendeu o que o vampiro estava fazendo e controlou suas lágrimas ao escutar os berros da amiga.

— Sim Edward tem razão, o seu mundo está diferente não é o mesmo de outros como você... Sua mãe perdeu a razão e não consigo imaginar o que você passou durante anos, sua magia sendo reprimida por alguém que a usava livremente. – falou Hermione calmamente

— Deixe sua raiva e descontentamento irem embora – pediu Luna – Mande embora esse parasita de você, por que acreditamos que você é forte o bastante para manda-lo ir embora.

A nevoa começou a se tornar menos densa e formou-se em uma pessoa novamente que estava chorando, todos viram uma coisa escura saindo do menino lentamente, mas quando pensavam que conseguiram fazer aquele menino se livrar de seu tormento, o obscuro voltou como um elástico e fez ele e Christopher virarem apenas poeira.

— Me...Meu fi...Filho – gaguejou Delfi – VOCÊS MATARAM O MEU FILHO!

— Estupefaça – conjurou uma representante japonesa

Delfi foi jogada para longe e perdeu a consciência, o silencio reinou, os gritos de Isabella pararam após o seu desmaio. Hermione fez com que os aurores restantes quebrassem a varinha de Delfi Bennett e a prendesse fortemente, já os outros se abraçaram calmos e aliviados. As irmãs Denali choravam pela perda de Irina, mas Carmen, Eleazar e Garret as consolavam.

— Acredito que foi você Siobhan que mudou todo o curso – falou Carlisle após checar Isabella

— É talvez eu tenha mudado mesmo, não queria que essa bela menina sofresse ainda mais – concordou ela olhando para Bella sendo levada por Emmett

— Antes de irem – Hermione apareceu ficando ao lado de Carlisle – Maggie quero que você e é claro o seu clã viajem para Inglaterra a Suprema corte bruxa vai precisar de você.

Maggie olhou para Liam e Siobhan procurando orientação e os dois concordaram.

— Claro, será um prazer – Maggie sorriu vendo que a bruxa falava a verdade

— Então nos vemos daqui a alguns dias – A loira acenou para eles que foram embora e se virou para Carlisle – Vamos precisar de sua família e os Denali também para servirem de testemunhas, teremos que fazer a condenação de Delfi.

Os dois viram a mulher passando por eles totalmente desacordada, os aurores aparataram com Delfi para uma prisão de alto nível na MoM e a trancaram dentro de uma cela com fortes feitiços.

— E voltamos a calmaria – decretou Carlisle olhando para o céu vendo o sol aparecendo

— Graças a Merlin – concordou a ministra

Continua.....



Notas finais do capítulo

E então gostaram? Espero que sim ♥
Comentários para o capítulo, dúvida ou críticas podem mandar elas são bem vindas
Bjs Bjs Tha