Além do Tempo escrita por Tha


Capítulo 12
Capítulo 11


Notas iniciais do capítulo

Alerta de referencias, quero ver se vocês iriam saber quais referencias são elas hahahaha.
Espero que gostem e boa leitura :)



Rony estava a ponto de sair porta a fora para ir atrás de Isabella, mas estava sendo segurado por Harry e Hermione que falavam repetidamente que ‘’ela sabia se cuidar’’, ‘’ ela está com a varinha, qualquer coisa ela lança um feitiço’’.

— Ronald Weasley se acalme – pediu Hermione

— É cara daqui a pouco você vai fazer um buraco no chão – comentou Harry  

—Harry se você não...

O som da porta sendo aberta foi ouvido fazendo os três virarem rapidamente, encontrando Isabella entrando se arrastando de tanto cansaço, Rony saiu correndo e abraçou ela, pegando a morena de surpresa. Bella olhou para os outros com um ponto de interrogação enorme.

— Bella você está bem? – Rony começou a olha-la atentamente

— Sim estou – respondeu ela hesitando – Aconteceu alguma coisa?

— Só Rony que começou a criar paranoias – Harry tirou sarro do ruivo

— Paranoias?

— É do tipo ‘’ela foi atacada por alguma coisa’’ ‘’mas se ela fosse atacada mandaria um sinal’’ ‘’ ou então ela se perdeu e agora não sabe mais onde nós estamos’’ ‘’ e se uma aranha atacar ela?’’ – Hermione começou a imitar a voz do marido e gesticulava a cada frase – ‘’ Que ela siga as borboletas não as aranhas’’ esses tipos de paranoias.

Harry e Isabella não se seguravam e começavam a gargalhar alto fazendo o ruivo olhar feio para eles cruzando os braços.

— Só estava preocupado – resmungou o mesmo

— Ownt, obrigada pela preocupação Rony, mas estou bem – Bella bagunçou o cabelo ruivo dele – E obtive informações.

Bella contou tudo que aconteceu para os três que demonstraram surpresa ao saberem da tribo Quileute e ainda mais quando as suspeitas sobre os Cullen se tornassem verdade.

— Vamos marcar uma reunião com todos eles, talvez aquele que lhe enviou a carta é um dos Cullen que sabia de nossa existência – comentou Hermione – Estou com a varinha do primeiro homem morto, Bella você conseguiu a varinha do outro?

— Provavelmente os Cullen estão com ela, e Sam dos Quileute está com a outra. – respondeu a morena

— Ok, vamos fazer o que com elas? – pergunto Harry

— Iremos ver o último feitiço que foi usado, e tentar ver o nome dos donos para quebra-las em seguida.

— Onde os Cullen e os lobos entram nessa? – Rony olhou para a esposa

— Toda a ajuda que tivermos será de extrema importância – Bella se encostou na parede se sustentando – Pessoal vou ir dormir estou morrendo de sono, boa noite.

— Boa noite – desejaram o trio

A menina Swan subiu as escadas, entrou em seu quarto tirando a sua roupa, colocou o pijama, puxou as cobertas da cama, escondeu a varinha debaixo do travesseiro, deitou, se cobriu e acabou caindo nos braços de Morfeu.

Enquanto isso na casa dos Cullen

Todos os Cullen estavam em silencio, Edward se sentou no degrau da escada incrédulo aquela menina pertencia ao mesmo ‘’mundo místico’’ que ele, só que era uma... Bruxa, mas ela não era como ele via nos filmes.

— Eu já sabia da existência deles – confessou Carlisle

— É o que? – perguntou Rosalie

— Eu sabia que existiam bruxos e bruxas, quando ainda era humano como já contei para vocês. Eles seguem leis feitas pelos seus ministérios e uma delas é igual a nossa manter segredo e é claro não usarem magia em humanos ou não humanos, Bella é uma bruxa muito habilidosa sabe o que usar e quando usar.

— Mas eles voam em vassouras, usam caldeirão, fazem poções e tals? – perguntou Emmett curioso

— Isso não sei responder, mas podem perguntar para eles, só sei que eles fazem magia ou conjuram feitiços com isso – Carlisle mostrou uma varinha muito bem detalhada de madeira escura – Eles chamam isso de varinha.

Eles ficaram conversando a noite inteira, para a sorte dos mesmos amanhã seria sábado então não teria escola.

No dia seguinte Hermione acordou junto com Isabella e as duas foram até a fronteira entrando na parte dos lobos, pediram para um deles chamado Embry chamar Sam, que depois de alguns minutos apareceu, os três conversaram sobre uma reunião com todos.

— Uma reunião na casa de vocês e com os sanguessugas no mesmo lugar, nem pensar – negou Sam

— Por favor Sam, as informações que você tem são de grande valor, ontem após você e Bella se encontrarem, os Cullen foram atacados por um bruxo das trevas, eles tiveram sorte que Bella estava passando – falou Hermione sendo diplomática – Garanto que nenhuma das partes saíram machucadas.

Após pensar um pouco Sam concordou, as bruxas agradeceram se despedindo e cruzaram para o outro lado indo em direção a casa dos Cullen. Chegando lá quem atendeu foi uma bela mulher claramente a mais velha e tinha um ar meio maternal nela.

— Sim? – perguntou a mulher docemente

Hermione por um momento se lembrou de sua sogra, Molly Weasley sempre foi uma grande mãe, amava a todos inclusive os amigos de seus filhos, seus netos, no geral era uma mãezona.

— Olá, somos Hermione Granger e Isabella Swan – se apresentou Hermione e apontou para Bella ao falar seu nome

— Oh, entrem por favor – Esme deu espaço para as meninas passarem que ficaram encantadas com a decoração da casa

— É muito bonita – elogiou Bella educadamente

— Obrigada querida – agradeceu Esme sorrindo um pouco – Carlisle.

O loiro apareceu em alguns segundos, desceu as escadas ficando ao lado da parceira e sorriu para as bruxas que sem serem forçadas sorriram de volta, elas sentiram o ar paternal vindo dele assim como sentiram o maternal vindo da mulher.

— Olá meninas – cumprimentou ele

Seus filhos apareceram calmamente, Jasper e Alice acenaram para Bella que acenou de volta, Rosalie e Emmett observavam as duas com uma certa curiosidade, e Edward conseguia ler os pensamentos de Hermione porem o de Isabella era um total breu o que deixou o mesmo frustrado e curioso, pois queria saber o que ela estava pensando.

— Vimos convidar vocês para uma certa ‘’reunião’’ em nossa casa, sabemos que vocês são vampiros – começou Hermione sem enrolação

— Estudamos sobre vocês em nossa escola... Então sabemos como os identificar, não foi tão difícil – Bella deu um sorriso torto – Os Quileutes foram avisados e eles também estarão presentes.

— Pera vocês estudaram eh... bruxaria? – perguntou Emmett

— Sim em uma das melhores escolas de magia e bruxaria da Inglaterra, Hogwarts – Bella falou o nome da escola com muito orgulho o que chamou atenção de um tal telepata.

— Mas então gostaríamos de saber se vocês iram – Hermione olhou para Carlisle esperando uma resposta

— Claro, que horas será?

— As 16:00 horas – respondeu a loira

— Ok estaremos lá – prometeu o loiro

As bruxas sorriram, se despediram, Esme as levou até a porta falando um ‘’até logo’’. As horas foram se passando até que chegou a hora marcada, os Cullen chegaram primeiro, pois moravam na mesma parte da fronteira.

— Se comportem – pediu Esme olhando para seus filhos

Carlisle bateu na porta que se abriu magicamente revelando um homem ruivo que abaixou a varinha.

— Olá, sejam bem-vindos, podem entrar – pediu Rony

Os Cullen entraram e olharam para todos os cantos da casa, Harry apareceu no alto da escada chamando Isabella aos gritos quando eles viram uma luz verde atingindo o moreno que ficou de ponta cabeça.

— BELLA ME SOLTA! – berrou o moreno para ela que descia as escadas calmamente

— Só se você me pedir desculpas – Ela cruzou os braços

— TÁ TÁ DESCULPE!

— Bom menino. – falou pegando a varinha e fez um aceno para baixo

Harry deu um grito antes de se chocar no chão com o rosto e tudo quebrando os seus óculos mais uma vez.

— Mas que merda – reclamou o mesmo ao ver o óculo quebrado

— Deixa que eu dou um jeito – Bella chegou perto dele e apontou a varinha para a lente – Oculus Reparo.

A lente se reconstruiu ‘’ magicamente’’ diante dos olhos dos Cullen que abriram a boca um pouco chocados, os dois se viraram para os vampiros e sorriram. Edward estava olhando para Bella não como a frieza de sempre, mas sim com curiosidade.

O sorriso dela é... Lindo pensou ele e se repreendeu em seguida

— Vamos aguardar na sala daqui a pouco os lobos chegaram – Harry apontou para frente 

Quando chegaram na sala, eles viram vários quadros encima da lareira, Emmett que se aproximou levou um susto quando viu as pessoas da foto se mexendo, olhou para a outra que fazia a mesma coisa.

Estou ficando louco só pode pensou ele fazendo com que Edward mordesse a língua para não falar nada em concordância

— Acredite você não está ficando louco Emmett – Bella ergueu uma sobrancelha – As fotos bruxas se mexem, assim como o nosso jornal e pinturas.

Alice ficou observando as fotos assim como Emmett até que os lobos chegaram, logo em seguida Hermione e Rony se reuniram com todos.

— Vamos começar a reunião. – Falou Hermione

Continua...



Notas finais do capítulo

E então gostaram? Espero que sim
Comentários para o capítulo, perguntas e críticas podem mandar elas são bem vindas
Bjs Bjs Tha



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Além do Tempo" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.