1001 razões p/ nunca levar Isabella Swan para cama escrita por J S Dumont


Capítulo 23
Capitulo 23 - Fim da detenção


Notas iniciais do capítulo

Olá gente, esse é o ultimo capitulo, espero que gostem e nos falamos mais na nota final, beijooos *-*



23. Fim da detenção

Era incrível como os beijos de Edward e Bella se intensificavam a cada segundo, cada vez eles queriam se beijar mais e mais, não demorou muito para que as atitudes de ambos ficassem mais ousadas, primeiramente Edward foi percorrendo a mão por cada canto do corpo de Bella, na ansiedade de conhece-lo mais. Embora não fosse a primeira vez que tenha feito isso, ainda parecia ser a primeira, isso claro devido eles estarem bêbados em sua primeira vez. E agora, muito cientes, Edward assim como Bella queriam aproveitar, queria acabar com aquele desejo reprimido que eles sentiam um pelo outro já algum tempo.

Edward foi descendo sua boca no pescoço de Bella, passou a língua pelos ombros, e já foi querendo subir a blusa da garota, ela sentiu seu rosto esquentar, enquanto observava os olhos famintos dele em sua direção, ela acabou permitindo que ele retirasse sua blusa e que também passasse a mão pelas suas nádegas e a apertasse com força. Ela arfou e ele gemeu baixo, enquanto concentrava sua boca no pescoço dela, beijando e dando leves chupões.

Edward sentia-se quente por dentro, era incrível o desejo que sentia por Bella, tanto que chegava a ser até assustador. Bella também sentia-se totalmente envolvida por ele, tudo bem, que ela ainda sentia uma certa insegurança da parte dela, mas ela sabia que para superá-la precisava se entregar, precisava correr esse risco, ainda mais porque ela também o desejava imensamente.

Cada beijo de Edward a deixava com mais vontade do que estava prestes a acontecer, Edward não parecia com muitas pressa, estava dedicado a aproveitar as preliminares, fora beijando cada canto do corpo de Bella, tirou o sutiã dela lentamente e foi apertando de leve os seus seios, Bella fechou os olhos e gemeu, mordendo levemente seus lábios inferiores e soltando longos suspiros, a cada toque do garoto e a cada beijo.

Edward beijou cada seio dela e em seguida foi descendo, beijando a barriga, fazendo com que Bella se arrepiasse toda. Até que então ele chegou á parte principal, começou a puxar a saia do uniforme dela para baixo, e parou o olhar na calcinha branca e pequena que ela estava usando.

Bella novamente sentiu-se envergonhada, o suficiente para não ter coragem nem de olhá-lo, preferiu manter-se de olhos fechados, esperando o que iria acontecer.

Edward tirou a calcinha dela, lentamente, reparando cada detalhe daquele corpo que ele tanto desejava, assim que observou Bella totalmente nua, ele voltou a passar a mão no corpo da garota, bem lentamente, apertando novamente os seios dela, descendo a mão pela barriga e até chegar aonde ele tanto desejava, como ele estava ansioso para esse momento, ele tocou a intimidade de Bella levemente, enquanto observava a expressão de prazer em seu rosto, embora ela não o olhasse, ele percebia que ela estava sentindo prazer em seus toques, os lábios dela estavam entreabertos, o seu rosto estava levemente vermelho, ela gemia baixo.

Pouco a pouco ele foi introduzindo seus dedos dentro dela, primeiro um, em seguida outro, ate senti-la ficar imensamente molhada, ele voltou a deitar em cima dela, pegou a mão da garota, e colocou por debaixo de sua calça, fazendo-a entender o que ele queria, que ela o tocasse.

Assim ela fez e de inicio achou meio esquisito, mais pouco a pouco foi acostumando até chegar ao ponto de colocar o membro todo em sua mão e começar a fazer leves movimentos, ela abriu os olhos e observou a expressão de prazer que estava estampado no rosto do garoto. Ela percebeu que a respiração dele estava aumentando, o que a incentivou acelerar mais nos movimentos.

— Você não faz ideia de como eu estava desejando isso... – ele falou entre os gemidos, dando um novo beijo na garota, dessa vez de uma forma mais provocante, a língua deles se encontraram de forma mais faminta, e os movimentos de suas bocas foram mais acelerados.

Enquanto a beijava Edward começou a puxar sua calça para baixo, Bella foi puxando a camisa dele para cima e ele ajudou-a a retirá-la. Assim que estava totalmente nu, Edward desceu seu corpo, beijou a intimidade dela, fazendo-a se contorcer por inteiro, ela puxou os cabelos de Edward e pressionou a cabeça dele em seu sexo, e quando Edward percebeu que ela estava chegando ao ápice, ele parou, subiu por cima dela, e encaixou seu membro, começou a pressionar, enquanto olhava-a nos olhos.

— Eu quero que você goze dentro de mim... – ele falou, deixando-a meio envergonhada.

Bella virou o rosto e gemeu alto, quando sentiu o membro dele começar a entrar, ele foi escorregando com facilidade, devido ela estar bastante lubrificada, porém mesmo não sendo mais virgem, ainda doeu um pouco. A garota apertou os ombros dele, mordeu os lábios com força e escutou Edward gemer.

Demorou um pouco para o membro entrar por completo dentro dela e assim que isso aconteceu, ele esperou um pouco para ela acostumar com a invasão, pouco a pouco ele começou a movimentar o quadril, primeiro lentamente e depois fora acelerando, o prazer de Bella fora intensificando a cada estocada, primeiro elas eram devagar, depois já estava bastante rápida. Como ela já estava muito excitada, não demorou muito para ela chegar ao ápice, ela sentiu uma sensação estranha, mais incrivelmente boa, ela cravou suas unhas em Edward e arranhou as suas costas, enquanto gemia alto, sentindo a onda de prazer imensa percorrer por todo o seu corpo e chegar até o seu cérebro.

Edward tirou o membro por alguns minutos de dentro dela, para colocar o preservativo, logo depois bastante animado, ele deitou-se e dessa vez a puxou para deitar por cima dele, ele entrelaçou-a pela cintura e novamente beijou-a enquanto posicionava seu membro e começava a movimentar os quadris, para que a penetração voltasse a ocorrer.

— Você é muito boa sabia? – ele disse no ouvido dela, em seguida mordeu levemente.

— Eu nem tenho experiência nisso... – ela disse.

— Isso não importa, você é melhor do que qualquer outra que já fiquei... – ele garantiu.

Bella gostou de ouvir isso e logo começou a ajudar nos movimentos, fora movimento os quadris no mesmo ritmo que o dele, em pouco tempo, os movimentos estavam novamente acelerados, estava tão bom que Bella imaginou que iria ter outro orgasmo, ela apertou o rosto de Edward, enquanto suas respirações aceleradas iam se misturando, assim mesmo como os gemidos, dessa vez Edward chegou ao ápice, urrou de prazer, antes de finalmente parar, Bella entendeu que ele havia gozado.

Edward deu outro beijo nela, enquanto ela saia de cima dele, eles ficaram um tempo ali, deitados, abraçados, recuperando-se do que haviam acabado de fazer.

— Espero que você continue gostando de mim depois disso... – Bella comentou após alguns segundos em silencio.

Edward a olhou sem entender, depois virou seu corpo na direção dela.

— Por que eu não iria gostar? – ele perguntou. – Muito pelo contrário, agora eu gosto mais...

— Sério mesmo? – ela perguntou, colocando a mão no rosto dele.

— Sim... – ele disse, dando um selinho demorado nela. – Eu te amo! – ele falou e então apertou-a com força. – Quero até mesmo que você comece a dormir comigo todos os dias...

— Acha que isso seria bom? – ela perguntou, começando a pensar nessa ideia

— Seria ótimo! – ele respondeu, eles trocaram sorrisos, enquanto voltavam a se beijar.

XxXxX

Com o passar dos dias, Bella via o seu relacionamento com Edward evoluindo cada vez mais, havia sido muito bom o avanço que eles tiveram no namoro, pois isso contribuiu para que Bella começasse a confiar mais em Edward, e acreditasse que realmente ele não estava com ela apenas por sexo, existia mesmo um sentimento muito profundo entre eles, mais do que uma simples atração ou desejo sexual.

Mesmo ela estando feliz em seu relacionamento, infelizmente a felicidade não era por completo, pois os boatos do termino do namoro dela com Jacob continuavam, era terrível ver as pessoas olhando para ela com olhares esquisitos, alguns de pena, outros de deboche, principalmente as garotas maldosas. Bella já estava ficando de saco cheio, quando, um dia a caminho da sua aula de literatura inglesa ela encontrou Kimberly e Victoria, que assim que a viu a encarou com olhares maldosos, Bella queria ignorar, mas logo as duas entraram na frente dela.

— O que vocês querem? – ela perguntou num tom grosseiro.

— A gente ainda não tivemos a oportunidade de dizer que sentimos muito pelo fracasso do seu relacionamento com o Black! – Victoria comentou, cruzando os braços e sorrindo maldosamente.

Bella bufou.

— Tá tudo bem, eu estou bem, não precisam se preocupar... – Bella disse num tom irônico.

— É, acho que você já está acostumada em levar pés na bunda, não é?... – disse Kimberly num tom maldoso, Bella encarou-a com a boca entreaberta.

— O que você disse? Eu não levei na bunda coisa nenhuma, tá legal! – Bella respondeu.

— Ah querida, não adianta tentar esconder, todo mundo sabe que vocês terminaram porque você não é boa suficiente naquilo... – Victoria falou.

— Naquilo? – Bella repetiu, já querendo partir para cima das duas vagabundas.

— É naquilo! – falou Kimberly.

— Olha só garotas... – Bella começou, mas logo escutou uma voz que a fez desistir.

— Elas estão incomodando meu amor? – Edward falou, interrompendo-as, ele aproximou-se de Bella, parou atrás dela e a abraçou, as garotas olharam para ele, com olhares incrédulos, até mesmo Bella ficou surpresa, afinal, o namoro deles ainda era segredo. – Ah eu já até imagino o que vocês estão querendo, estão loucas para saber se o boato de que Bella é ruim na cama é verdade...

— Não estamos querendo, pois não temos duvidas! – Victoria falou.

— Não sei quem disse isso para vocês, mas só para esclarecer, quem terminou com Jacob foi a Bella, porque ela não gostava mais dele, pois ela percebeu que nasceu para ficar comigo, não é amor? - ele perguntou, mas ela não conseguiu responder. – E outra, ela não é ruim de cama, muito pelo contrario, ela é ótima, até melhor do que você Kimberly...

— O que? – Kimberly falou, e Bella ficou ainda mais boquiaberta. Kimberly pareceu ficar ofendida com o comentário de Edward.

— Não vem fingir que nunca rolou nada entre a gente, se lembra da festa do ano passado? Eu sou ótimo de memoria, pode ter certeza...  – Edward garantiu, Victoria ficou olhando para Kimberly com a boca aberta e Kimberly faltou fuzilar Edward com o olhar.

— Seu grosso e imbecil! – ela o xingou, e logo depois saiu dali, com passos pesados.

— Perai Kimberly, vem aqui e me conta melhor esse babado! – Victoria disse, saindo praticamente correndo atrás dela.

Edward riu, pois já imaginava que era capaz desse assunto sair no jornal, mesmo sendo uma noticia de um ano atrás.

Bella se soltou de Edward, virou para ele e o olhou, com um olhar sério.

— Quem disse que você podia contar por ai que estamos juntos? Lembra que pedi segredo! – ela falou.

— Acho que já guardamos esse segredo tempo demais, eu te defendi, caramba, cadê o obrigado? – Edward perguntou, então Bella soltou um longo suspiro..

— Tá certo, obrigada! – ela agradeceu. Edward então deu um selinho demorado nela. – Mas você deveria ter perguntado para mim se podia espalhar que estamos namorando...

— Eu sei que você ia querer enrolar, e além do mais, é bom você parar com essa coisa de segredo, daqui a pouco eu vou começar a pensar que você está é com vergonha de mim...

— Por que eu teria vergonha de você? As garotas vão é morrer de inveja de mim, você é lindo, popular, desejado... – ela disse e depois apertou levemente o rosto de Edward com uma de suas mãos. – Mas agora você é só meu! – ela acrescentou, lançando a ele um sorriso maroto.

— Então acho melhor você aceitar assumir a nossa relação, se não quiser que as mulheres me ataquem! – ele afirmou.

Bella deu risada, e então passou seus braços em volta da cintura dele, Edward encostou sua testa na dela.

— Eu mato todas elas, afinal, eu sou uma selvagem, não é? – ela perguntou e Edward riu.

— Eu concordo com você... – ele falou, rindo também.

— Está certo amorzinho, você venceu! – ela disse, sorrindo, afinal, ela já estava cansada desse namoro secreto mesmo, Edward correspondeu o sorriso, antes de puxá-la e lhe beijar intensamente, pela primeira vez podia beijá-la assim, pelo corredor, sem se preocupar se alguém está olhando.

Bella correspondeu-o, colocando os braços em volta do pescoço dele, eles estavam tão distraídos com o beijo que não notaram a aproximação de uma garota, que parou próximo a eles, cruzou os braços e sorriu levemente, enquanto observava eles se beijarem.

— Iai pombinhos... – ela falou, fazendo os dois pararem de beijar para olhá-la, Bella ao ver que se tratava da prima de Edward, ela afastou-se dele e sentiu o rosto esquentar.

— O que você quer Nessie? – ele perguntou, não gostando muito da interrupção.

— Eu sei que vocês tem aula, mas, acho que vocês não estão com muita pressa de ir para a aula mesmo... – ela falou, e então sorriu levemente. – vocês poderiam me acompanhar? Quero falar uma coisa... – ela disse, e seu sorriso se alargou. Edward e Bella se entreolharam, com olhares curiosos, deram de ombros, e então decidiram acompanha-la.

XxXxX

— Bom... Jacob e eu estamos namorando... – Nessie falou, enquanto caminhava para fora da escola, ela estava seguindo em direção ao jardim, estava um pouco mais a frente enquanto Edward e Bella a seguia.

— Mas como? Já? Foi tão rápido... – Edward comentou, parecia não ter gostado muito da noticia.

— Não foi tão rápido assim, já faz semanas que aconteceu o baile, estamos ficando faz uma semana e ele me pediu em namoro ontem... – Nessie explicou.

— Tá, certo, mas onde você está nos levando? – Edward perguntou.

— Ali! – ela apontou para uma arvore, assim que Edward e bella olharam para onde ela apontava, eles avistaram Jacob encostado no tronco da arvore, Edward suspirou, pois já entendeu o que ela estava querendo.

Nessie parou ao lado de Jacob, já Bella e Edward pararam na frente deles, Jacob e Edward se encararam com olhares sérios, ambos estavam de braços cruzados e lançavam olhares nenhum pouco agradáveis um para o outro.

            - Bom, eu quero que vocês se entendam... Eu acho que já deu o que tinha que dar essa rivalidade entre vocês, e agora vocês sabem que vão ser obrigados a conviverem juntos! – Nessie falou, Edward e Jacob continuavam se encarando.

— É verdade, vocês dois são legais, se não se gostam é porque não se deram a oportunidade de um conhecer o outro... – Bella afirmou.

— Eu não tenho culpa que ele é um invejoso e sempre quis tudo que tenho! – Edward o acusou.

— Eu não tenho inveja de você Edward e nem tenho motivo para isso, estou satisfeito comigo mesmo... – Jacob retrucou, Edward riu e discordou com a cabeça.

— Você é muito metido mesmo... – o outro disse num tom de desprezo.

— Você que está me acusando de invejoso, dizendo que tenho inveja de você e ainda me chama de metido? – Jacob retrucou, arqueando as sobrancelhas, e então Nessie e Bella se entreolharam.

— Já chega! Ninguém aqui tem inveja de ninguém, esse foi o grande problema, vocês querem ficar competindo sem motivo algum, achando que um tá com inveja do outro, vocês não entendem que essa briga entre vocês é uma atitude imatura? Qual é! – Bella reclamou, entrando no meio deles. – Jacob dê uma chance para o Edward e Edward dê uma chance para o Jacob, pelo menos por nós!

— Por vocês? – Edward perguntou, arqueando as sobrancelhas.

— É, Edward, Bella tem razão, você é meu primo e ele é meu namorado, você vai ter que aturá-lo até fora da escola, e ainda, a sua namorada é melhor amiga dele, então... Tudo liga vocês dois, você não acha? – Nessie perguntou, fazendo Edward bufar. Isso era verdade, que destino cruel que ele teve.

Se não bastasse se apaixonar pela melhor amiga do seu inimigo, a sua prima foi se apaixonar justo por ele.

— É, nós não temos muita escolha! – Jacob falou, parecia estar também contrariado.

— E então apertem as mãos e prometam para nós que vão parar de se odiarem! – Nessie pediu.

Edward e Jacob se encararam e então suspiraram ao mesmo tempo, Jacob então decidiu dar iniciativa e ergueu a mão. Edward o olhou por alguns segundos, antes de apertá-la.

— Ai, é isso ai! – Nessie exclamou toda feliz dando um abraço no primo. Bella sorriu também.

“bom, mas um aperto de mão não quer dizer nada!”.

Edward pensou, enquanto ainda encarava Jacob, afinal, Edward não tinha tanta certeza de que os dois iriam se tornar amigos, ele achava que no máximo que eles conseguiriam era um parar de desejar a morte do outro.

Ele então deu de ombros, afinal, se ele conseguisse isso já seria grande coisa.

O melhor que eles podiam fazer é darem tempo ao tempo...

XxXxX

Uma semana depois...

— Finalmente chegamos ao fim... – exclamou Emmett satisfeito, assim que respondeu a ultima questão da apostila de literatura inglesa. Ele estava sentado no fundo junto dos seus amigos.

Desde que os amigos de Edward descobriram que Bella e Edward estão juntos, Bella começou a se sentar no fundo da sala junto com eles, e até estava se dando bem com todos os amigos dele, inclusive com Rosalie que era a que parecia que a odiava mais.

Nessa ultima semana, Riley havia ido á detenção escondido para ajudar eles a terminar logo a apostila, Bella acreditava que ele estava fazendo isso para livrar a namorada da detenção e os dois puderem ficar mais tempo juntos. Para a sorte de todos Riley era muito bom em literatura inglesa e conseguia responder as perguntas mais rápido que todos, até mesmo mais rápido do que Bella.

Quando todos responderam a ultima questão da apostila, sentiram-se aliviados. Já começaram a imaginar o que fariam agora com suas horas livres, e a maioria estavam animados, pois poderiam voltar a participar das festas secretas que rolavam escondido pelo colégio.

 - É, agora nossas noites livres voltaram! – disse Rosalie satisfeita, dando um beijo no rosto do namorado, que logo passou seus enormes braços em volta dela.

— Podemos ir ás festas, beber, dançar... – falou Tanya feliz da vida. – Graças a você Rileyzinho... – falou Tanya, dando um selinho em Riley que estava sentado ao seu lado.

— É isso ai Riley, estamos te devendo uma... – agradeceu Edward.

— Que isso, vocês são meus amigos, e também quero mais tempo com você meu amor! – disse Riley, dando um beijo na cabeça de Tanya.

— Uuuuuuuuuuuuiiiii! – fez todos os outros, num tom brincalhão, e então todos riram.

— Mas até sentirei falta da detenção, rolou muita coisa aqui dentro... – disse Emmett.

— Ou melhor, você apanhou muito aqui dentro! – Alice comentou e os outros riram. – Principalmente da Bella!

— Todas as surras foram merecidas... – disse Edward, e Bella concordou com Edward, afinal, quem manda Emmett ser chato.

— Haha! Isso não teve graça, mas se formos parar para pensar, se não fosse a detenção, ninguém aqui estaria namorando, eu não estaria com a Rosalie, nem Alice com Jasper, nem Edward com a Bella e nem a Tanya com Riley, tudo aconteceu graças a esse lugar... – Emmett disse, e os demais se entreolharam, eles não precisaram pensar muito para concordar com ele.

— É verdade... – quem disse foi Jasper pensativo. A detenção ajudou todos a se aproximarem, a diretora por esse lado teve razão.

— E como eu já imaginava que hoje seria o ultimo dia, olha o que eu trouxe! – Tanya falou, tirando uma garrafa de bebida de dentro da bolsa dela. – Temos que comemorar...

— Olha só como meu amor é esperto! – exclamou Riley feliz, puxando a garrafa de whisky da mão dela e a abriu, começando a dar longos goles.

— Não vai beber tudo, eu também quero! – resmungou Emmett.

Bella revirou os olhos, e naquele momento ela lembrou-se de algo que aconteceu um tempo atrás... Tanya retirando a bebida de dentro da bolsa, eles tendo a ideia de brincar de “sete minutos no paraíso”...

— Isso te faz lembrar daquilo? – Edward perguntou próximo ao ouvido dela, Bella sentiu como se ele tivesse lido os pensamentos dela, ela olhou para ele e viu que ele estava olhando para o armário que havia próximo a eles, e que um dia os dois já entraram nele, juntos.

— É, impossível não se lembrar... – ela disse.

Edward então se levantou, fazendo com que todos olhassem para ele.

— Bom, eu tive uma ideia, como é o nosso ultimo dia que tal a gente relembrar os velhos tempos e comemorar dando uns amassos com os nossos parceiros dentro daquele armário? – Edward sugeriu.

— Sete minutos no paraíso? – Jasper perguntou, franzindo as sobrancelhas.

— Sim, só que brincaremos de maneira diferente, nada de girar a garrafa e ir com pessoas aleatórias... – Edward explicou.

— Ah é? E se não girarmos a garrafa como saberemos quem vai ser o primeiro casal a entrar lá? – Rosalie perguntou meio confusa.

— Simples, quem deu a ideia é quem começa, eu... E vocês decidem ai quem será o próximo! – Edward falou, e logo então puxou Bella, pegando-a no colo.

— Aiii o que é isso? – ela reclamou, enquanto ele a colocava em seu ombro direito e em seguida começou a andar rapidamente em direção ao armário.

— Isso não é justo! – Emmett reclamou enquanto olhava os dois irem em direção ao armário, em seguida ele olhou para os outros. – Então Rosalie e eu seremos o segundo!

— E por que vocês serão o segundo? – Alice perguntou.

— Porque eu falei isso primeiro... – ele disse, dando de ombros.

— E quem disse que essa seria a regra?... – Alice retrucou.

— O melhor é a gente na próxima girar a garrafa! – Riley falou.     

E então começaram uma discussão entre eles, Emmett dizendo que ele e Rosalie deveriam ser o próximo e Riley não concordando e querendo girar a garrafa.

 Edward e Bella não escutaram a discussão por muito tempo, pois logo Edward abriu a porta do armário, entrou lá dentro e puxou Bella, os dois deram risadas enquanto Edward fechava a porta.

— Acho que teremos mais de sete minutos... – ele falou, enquanto sentia o seu corpo sendo colado ao de Bella.

— Por que diz isso? – Bella perguntou.

— Eles estão distraídos demais discutindo quem é o próximo, tanto, que ninguém ainda pensou que alguém tem que controlar o tempo... – disse Edward, Bella então deu risada.

— Espertinho você hein! – Bella falou ainda rindo.

— Vem, vamos aproveitar... – disse ele, dando um beijo nela. Afinal, ele precisava aproveitar, pois sete, oito, dez, vinte minutos perto de Bella pareciam passar num piscar de olhos, na verdade nunca o tempo é o suficiente, ele só queria ficar perto dela, mais e mais.

— Eu te amo... – ele sussurrou entre o beijo.

— Eu também te amo Edward! – ela falou, entreabrindo os lábios e permitindo que ele aprofundasse o beijo, prontamente ele o fez, apertou-a com mais força, colando ainda mais o corpo dela no dele, ele torcia mentalmente que ninguém se desse conta dos minutos, pois assim ele poderia aproveitar esse momento por mais tempo.

Para sorte deles era isso mesmo que estava acontecendo, todos estavam em pé, falando e discutindo ao mesmo tempo, juntos não chegavam a nenhuma conclusão de quem será o próximo a entrar no armário.

Até que então Jasper desistiu daquela discussão, puxou a garrafa da mão de Riley, sentou em sua cadeira novamente e começou a dar longos goles de whisky.

— Está certo, vamos esquecer e deixar Edward e Isabella dentro do armário, eles não vão se importar mesmo... – Jasper falou para ele mesmo, ninguém o escutou, continuaram discutindo, parecendo querer fazer uma disputa de quem grita mais alto.

XxXxX

Algum tempo depois...

— Edward, há quanto tempo estamos aqui? – Bella perguntou, ofegante, ela parou de beijar Edward por alguns segundos, só agora ela parecia se dar conta de que fazia um tempão que eles estavam se agarrando dentro do armário.

— Ah sei lá, a detenção não deve ter acabado não, eles não nos chamou... – Edward falou, querendo puxar a namorada para mais um beijo, mas ela não permitiu.

— Tá muito estranho, já faz tempo demais se fomos parar para pensar... – ela disse, e então decidiu abrir a porta do armário, ela saiu de dentro dele, e ficou surpresa ao se dar conta de que não havia ninguém mais na sala. – Mas olha só, eles foram embora e deixaram a gente aqui... – Bella falou, olhando a sua volta, sem sinal do grupo.

Edward que agora estava parado ao lado dela, também olhou a sua volta, mas não se importou tanto como Bella em ser deixado para trás.

— É nos esqueceram, mas e dai né? Agora temos esse armário todo só para nós! – ele falou, olhando para ela com um sorriso malicioso.

— Não acredito que você não cansou de ficar dentro dele... – ela disse, ele então a puxou pela cintura, ainda sorrindo maliciosamente.

— A gente ainda não chegamos na parte mais quente... – ele disse.

— Não tem como fazer o que você está pensando dentro desse armário! – ela garantiu. – Não tem espaço.

— Quer fazer o teste? – ele perguntou.

Bella pensou por alguns segundos.

— Bom... Eu não sei se... – ela começou, mas Edward logo a interrompeu, puxando-a novamente para dentro do armário, antes dela poder formular sua frase eles já estavam lá dentro e já havia fechado a porta.  – Edward não é melhor irmos para o quarto...

— Só mais sete minutos! – ele disse. – Vamos começar as preliminares aqui!

— O que? Não tem como... AII... Uau! Você está acostumado mesmo com lugares apertados...

— Você ainda não viu nada, você vai aprender muito comigo!

— Eu já estou ansiosa para aprender... 

E então os dois riram, antes de continuarem o que Edward se propôs a fazer. Tudo levava a crer que Edward ainda estava disposto a ficar um bom tempo com Bella dentro do armário, não que ela estivesse achando ruim, pelo contrário. Bella já havia se dado conta de que não importava o lugar. Podia ser uma cama, uma banheira, uma piscina ou um armário apertado, todos os lugares com Edward Cullen eram perfeitos, na verdade ele conseguia tornar qualquer lugar interessante, ou melhor, bem quente...

FIM



Notas finais do capítulo

N/A: Gente estamos concluindo essa fic, a proposta dela eu cumpri, uma fic de comédia, que se passa no periodo de detenção desses malucos, a detenção acabou e agora a fic também...
espero que tenha gostado, como disse precisei dar uma acelerada, deixar os caps maiores, porque eu estava interessada em começar 3 novas fics, e essa foi uma das escolhidas para eu acelerar, já que uma boa parte dela já estava escrita da ultima vez que postei, talvez devido a agilidade das postagens não deu tempo de você comentar, ou favoritar, ou recomendar. caso não tenha feito isso essa é a tua ultima oportunidade, eu iria adorar ter mais favoritações, comentários e recomendações.
fico muito triste quando as pessoas comentam durante a fic e não comentam no ultimo capitulo, então eu peço comentem, nem que seja para dizer um "amei", me deixaria muito feliz!

quero pedir que vocês passem nos meus três novos projetos, serão fics ótimas, isso eu garanto:

abrakdabra: https://fanfiction.com.br/historia/753674/Abrakdabra/
the secrets: https://fanfiction.com.br/historia/754441/The_Secrets/
imprevisivel, inesperado e improvavel: https://fanfiction.com.br/historia/754282/Imprevisivel_Inesperado_e_Improvavel/



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "1001 razões p/ nunca levar Isabella Swan para cama" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.