Hybrid: Um demônio em Beacon Hills escrita por LadyWolf


Capítulo 24
O Plano


Notas iniciais do capítulo

Oi, amores ♥333
Tudo bem com vocês?
Como foram de Carnaval?
Bem, no meu eu fiquei tentando escrever esse capítulo.
Acho que foi uns dos mais difíceis até hoje!
Então, a pedidos, aqui está o capítulo com a narração do DEREK.
Boa leitura!




Noite passada, enquanto enfrentávamos os weredemons e demônios, vi Emily levar um tiro de Braeden e sair correndo para dentro da escola. Depois disso ninguém mais a viu. Quando os inimigos recuaram, Liam e Mason levaram Leon para o hospital e logo depois iniciamos a busca, divididos em grupos, mas não achamos sinal de Emily em lugar nenhum. Seu rastro terminava no canto de uma sala de aula, em uma poça de sangue.

 Sam e Dean logo deduziram que ela provavelmente foi levada por algum demônio, mais exatamente pelo tal Crowley, rei do Inferno. Castiel disse que faria uma busca mais ampla e conversaria com alguns contatos para ver se achava alguma coisa e sugeriu que todos fossem descansar, pois estávamos exaustos da batalha contra os weredemons. Sam e Dean não mandaram nenhuma notícia desde então.

 Àquela noite, já me sentindo bem melhor, decidi ir à casa dos Winchesters para ver se tinham alguma pista do paradeiro de Emily. Quem abriu a porta foi Sam, que tinha olheiras do tamanho do Arizona. Dean e Castiel estavam sentados na mesa da cozinha conversando.

 O clima não era dos melhores. Mas, também, dava para entender muito bem o motivo. O fato era que todos estavam preocupados com o que teria acontecido com Emily e buscavam uma solução para encontra-la. Havia uma pista, que era a que mais fazia sentido, mas para resgata-la seria uma missão difícil.

— Ir ao Inferno? – perguntei. – Tá, e como fazemos isso?

— Como fazemos isso? – perguntou Dean me olhando. – Você não vai.

— Dean, não podemos recusar ajuda. – disse Sam. – Precisamos trazer Emily de volta.

— Sam, se os demônios se apossarem do corpo desse cara quem está ferrado somos nós. – falou Dean. Sam pareceu acabar concordando.

— Desculpe, Derek, mas Dean tem razão. – disse Castiel. – Agradecemos a sua ajuda, mas o Inferno é um lugar muito perigoso até mesmo para eu que sou um anjo, quanto mais para um lobisomem.

— Mas enquanto estivermos fora, alguém precisa estar aqui tomando conta da cidade para caso os weredemons voltem. – disse Dean. – Então sua alcateia será muito útil.

 No início me senti um lixo por ter sido recusado no resgate de Emily, mas com as palavras de Castiel percebi que realmente seria muito mais útil em Beacon Hills. Afinal, se todos fossem ao ‘'Inferno'', quem protegeria a cidade? O anjo tinha bolado uma ótima estratégia.

 Mais tarde, ainda naquela mesma noite fui ao hospital com a alcateia para ver Leon e contar sobre Emily e também o que aconteceria nos próximos dias. Foi decidido que nos dividiríamos em grupos e cada um ficaria responsável por vigiar certos pontos da cidade. Caso eles aparecessem, atacaríamos com força total.

 Já em casa, antes de dormir, fiquei pensando em Emily e em como as coisas com ela aconteceram tão rapidamente. Não foi difícil se apaixonar por seu jeito de mandona e pela forma de que se preocupou comigo, um cara que mal conhecia, quando me machuquei depois do confronto contra dois weredemons. Foi a partir daquele momento que passei a admirá-la.

 Fazia muito tempo que não me apaixonava por alguém daquela forma. A última vez foi com Paige e teve um final trágico. Nunca me perdoei pelo que aconteceu com Paige e jamais me perdoaria se algo de ruim acontecesse com Emily. Farei de tudo para tê-la de volta e quando tiver a protegerei, nem que isso custe a minha própria vida.



Notas finais do capítulo

E aí? O que acharam? Deixem nos comentários ♥



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Hybrid: Um demônio em Beacon Hills" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.