Mais uma loba. escrita por Katiana


Capítulo 22
De volta para casa.




Eu já estava na casa dos Denalis a mais de três semanas, eles me tratam aqui como se eu fosse uma princesa, estou gostando mais chega, estou com saudades da Leah, de tudo lá e além do mais preciso ver meus pais que faz um bom tempo que não os vejo.

— Tem certeza que quer ir? Perguntou Kate me entregando minha mochila.

— Sim, quero ver meus pais. Sorri.

— Ok. Sorriu ela.

Me despedi de todos e entrei dentro do carro do Edward. Só ele veio me buscar.

Eu me acostumei com o cheiro deles assim como eles se acostumaram com o meu. Acenei com a mão e fui embora.

— Quer ir na casa dos deus pais? Perguntou Edward.

— Sim. Respondi.

Como sempre ele leu minha mente.

— Tudo bem. Sorriu ele.

Para mim foram horas de viajem eu até aproveitei para dormir um pouco no carro.

— Não quer entrar? Perguntei na porta.

— Não, Bella me espera em casa. Sorriu ele.

— Tá, obrigada.Ele sorriu.

Fechei a porta e me dirigi a porta da casa dos meus pais.Acenei para Edward e logo entrei.

— Mãe? Pai? Fui entrando e perguntando.

— Oi filha. Disse minha mãe vindo da cozinha. - Como você está? Os Denalis cuidaram bem de você?

— Sim muito mamãe, onde está o pai?

— Seu pai esta na garagem.

— Ok, vou até lá.

Deixei minha mochila na sala e fui para a garagem quando entrei meu pai estava de costas para mim.

— Oi pai. Disse fazendo ele se assustar.

— Oi filha. Sorriu ao se virar e me ver. - Como você está? Acabou de chegar?

— Estou bem, acabei sim de chegar Edward me trouxe de volta.

Eu o abracei.

Escutamos a porta se abrir. Por que ela tinha que estragar.

— Pai você..... Disse Minha meia irmã entrando. - Oi Nanda, já voltou?

Eu não quis olhar para ela. Olhei para o meu pai e sorri.

— Vou indo pai, qualquer dia eu volto.

Ele sorriu feliz por me ver mais triste em me ver ainda magoada com minha meia irmã.

— Tchau filha.

Antes de passar pela porta minha meia irmã disse.

— Jeremy ficou louco quando soube que você foi passar uns dias com os Denalis, Sam teve que conte-lo e dar ordens para ele não ir atrás de você. Disse ela.

Assim que ela disse isso a imagem do sorriso de Jeremy invadiu meus pensamentos.

— Obrigada por me avisar. Disse.

Ela sorriu.

Sai da garagem e fui para a sala me despedi da minha mãe com um apertado abraço e fui para a casa da Leah quando passei na sala ela só faltou me matar com aquele abraço.

— Leah, já chega. Disse sufocada.

Ela me soltou.

— Como foi?

— Tudo calmo e tranquilo eles me trataram como uma princesa. Sorri.

— Foi como Edward disse. Sorriu ela.

Fui para o seu quarto guardar minhas roupas e me deitar um pouco, mais enquanto eu estava deitada as imagens de Jeremy não saiam da minha cabeça.

" Que saudade daquele garoto". Pensei.

Assim que pensei nisso Jeremy me ligou.

— Oi. Disse logo que atendi.

— Oi, soube a segundos que voltou, como foi? o que houve por lá e por que Sam fala que você não quer me ver.

Respirei fundo. Me sentei na cama.

—  Foi tudo bem por lá e..... Não é que não quero ver você, querer eu quero mais.... você ainda está se adaptando em ser o que é e eu.... bom, eu escondi de você o que eu era o que eu sou, sei que é difícil ser assim e é mais difícil aceitar ser assim.

— Mais o que isso tem a ver em você não querer me ver?

— Eu ainda não me adaptei em saber que você se tornou como eu, achava que você fosse a única pessoa normal ao meu lado. Sorri.

— É por causa disso? Perguntou ele triste.

— Não, você também não sei adaptou em saber o que eu sou, de ter escondido isso de você.

Ele respirou fundo.

— Como sabe?

— Eu não sei, eu sinto. Sorri.

Ficamos em silencio por segundos.

— Acho que vou desligar. Disse ele.

Escutei Sam o chamar.

— Tudo bem, tenha juízo em. Disse brincando.

— Pode deixar e igualmente.

— Tchau Jeremy.

— Tchau princesa. Disse ele.

Logo depois de desligar eu me senti mais feliz em ter escutado a sua voz.

 

Jeremy....

" Eu vou dar uma volta, avisa ao Sam que já volto". Disse para o Seth.

Sai do que fazíamos e mudei para outro caminho.

" Que saudade que tenha dela, é uma coisa tão forte que..... Sam vai me desculpar mais vou ter que abandonar a matilha hoje o meu dever".

Voltei a forma humana atrás de uma janela.

— Onde ela está? Perguntei a Leah.

— O que está fazendo aqui? Não tem ronda hoje?

— Tenho, mais vim vê-la. Disse passando por ela e entrando pela janela do seu quarto.

Foi uma das visões mais lindas que tive. Vê-la dormir tranquilamente tira o peso do corpo de qualquer um. Comecei a acariciar meu o seu rosto delicada.

" Minha menina". Esse pensamento meio que me assustou um pouco.

— Saia agora. Disse Leah com um pedaço de pau em mãos.

— Ok. Disse já satisfeito em ver Nanda.

Sai da casa de Leah e fui correndo para a patrulha. Sam quando me viu quase arrancou minha cabeça mais parou quando viu meus pensamentos.

" Bom, Christian não vai ter mais culpa em relação ao coração de Nanda". Disse ele olhando para Christian.

Eu não entendi muito bem, aliais sou meio lerdo em entender algo.

" Voltei ao seu posto ao lado do Seth". Disse Sam.

Eu logo obedeci.

Imaginar aquele rostinho tão calmo dormindo me acalmava em qualquer lugar que íamos.

 

 

 

 



Notas finais do capítulo

Desculpe pela demora. Tenham uma ótima leitura. Beijos.



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Mais uma loba." morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.