Kiss me in the Rain escrita por Daredevilosa


Capítulo 11
Capítulo 11


Notas iniciais do capítulo

♫ I left a note on my bedpost (Deixei um recado na cabeceira da cama)
Said not to repeat yesterday's mistakes (Disse que não era para repetir os erros de ontem)
What I tend to do when it comes to you (O que eu tenho mania de fazer quando se trata de você)
I see only the good, selective memory (Só vejo o lado bom, uma memória seletiva)
The way he makes me feel yeah, gotta hold on me (O jeito que ele me faz sentir, sim, me prende)
I've never met someone so different (Nunca conheci alguém, tão diferente)
Oh here we go (Oh aqui vamos nós)
He a part of me now, he a part of me (Ele é uma parte de mim, agora, ele é uma parte de mim)
So where you go I follow (Por isso, onde você vai, eu vou) ♪



Clint ao sair da sala, se despediu de Sharon e foi até o quarto do Steve. Clint bateu na porta e aguardou.

Steve estava saindo do banho, estava de bermuda e com uma toalha pendurada no pescoço, ele enxugava seu cabelo com a ponta da toalha enquanto abria a porta.

S: Barton. O que houve? É algo com a Natasha?

C: Não, não, ela está ótima. Preciso falar de outro assunto com você, se você não se importar.

S: Claro que não, entra aí.

Steve saiu do caminho para Clint passar e assim que ele entrou, Steve fechou a porta. Steve apontou para a poltrona.

S: Por favor.

C: Obrigado.

Clint se sentou e Steve se sentou na cama.

S: Então em que posso te ajudar?

C: Cap, como você já sabe minha esposa está grávida de novo, esse momento é muito delicado e eu não pude estar presente na gravidez do Nathaniel, eu não quero perder essa gravidez dela. E eu queria saber se posso ir pra casa, as coisas parecem estar sob controle agora. Mas eu venho se tiver alguma emergência.

Steve sorriu lembrando das crianças de Barton.

S: Você pode ir com uma condição. Trazer os biscoitinhos da Laura quando voltar.

C: É claro.

S: Eu estou falando sério, da última vez ela enviou, mas esses biscoitos nunca chegaram aqui.

C: Ham? Mandou é? Ué, que estranho. Eu devo ter perdido.

Clint desconversou. Steve riu e se levantou. Steve estendeu a mão para Clint.

Clint se levantou e apertou firmemente a mão de Steve e deu um abraço nele seguido de 2 tapinhas nas costas dele.

S: Meus parabéns, Clint. Faça uma boa viagem.

C: Obrigado. Farei. Se cuida.

Ao terminar de se despedir, Clint voltou ao quarto de Natasha, ele pensou que Bruce estaria lá, mas Natasha estava sozinha, sentada sobre a maca. Mesmo com a porta aberta, ele bateu nela.

C: Hey.

Natasha sorriu ao ver Clint. Clint a abraçou e sentou na beira da maca.

C: Como você está se sentindo?

N: Bem.

C: Mentindo pra mim? O que houve?

Natasha olhou pra baixo e brincou com os próprios dedos. Suspirou e olhou pro Clint novamente.

N: Bruce.

C: O que tem ele?

N: Acabou.

C: Acabou? Por quê?

N: Não importa, não me faça perguntas. Acabou. Eu só...

C: Você o quê?

Natasha não respondia. Clint decidiu advinhar.

C: Steve?

Natasha negou com a cabeça.

N: Não sei o que fazer.

C: Bem o que estava no caminho de vocês saiu, agora vocês podem ficar juntos. É o que você quer.

N: Não. Do que você está falando?

C: Não é o que você queria?

N: Ham não, eu não sei. Eu nunca pensei dessa forma.

C: Não?

N: Não, isso começou há pouco tempo. Mas nunca levei a sério, nas últimas semanas algo mudou entre eu e Bruce e entre eu e Steve. Mas eu não estava com Bruce apaixonada pelo Steve, se é isso que você está querendo insinuar. Como pode achar isso de mim?

C: Você está apaixonada pelo Steve?

N: Meu Deus, Clint. Não! Eu não posso e não quero pensar nisso agora.

C: Olha, eu realmente não sei o que você sente pelo Steve, eu também nunca entendi seu romance com Bruce. Não acho que você o estava usando de propósito...

Natasha se sentiu muito ofendida porque ela já estava se sentindo culpada o suficiente por ter beijado Steve, estando com o Bruce ainda.

N: Não usei o Bruce, eu realmente gostava dele. Acontece que eu não sou a mulher certa pra ele. Nem pra ninguém.

C: Para de dizer essas coisas, Natasha. Odeio quando você se menospreza.

N: Eu machuco as pessoas. Você sabe, eu já te machuquei uma vez.

C: Sim, e eu superei, e se não fosse por você, eu jamais teria conhecido a mulher da minha vida, não teria tido meus lindos filhos e não estaria à espera de mais um.

N: Eu sei e meu Deus, Clint, existe camisinha, sabia?

Clint riu.

C: Olha não vou insistir nesse assunto, mas você já deve ter notado o quanto Steve é apaixonado por você.

N: Não. Ele não é. De onde você tirou isso?

C: Sim, você não quer ouvir isso agora, quer ignorar, mas você sabe disso. No fundo você sabe.

N: Não... Eu não posso machucar ele.

C: Pare de pensar assim. Oh, espera.

Clint checou o relógio.

Dra. Cho entrou na sala, junto com um assistente que carregava uma bandeja com o café da manhã da Natasha.

C: Meu Deus, eu preciso ir. Fique bem.

N: Acho bom que dessa vez, venha uma Natasha.

Clint riu e deu de ombros.

N: É sério, avise a Laura para ela não me decepcionar dessa vez.

Clint saiu correndo da sala, e voltou correndo. Clint olhou pra bandeja e viu uma fatia de bolo de chocolate.

C: Hammm... Você vai comer isso?

Dra. Cho olhou pro Clint indignada.

Dra. Cho: Tem mais lá no refeitório, sabia? Isso é pros enfermos.

Natasha apenas riu e indicou pro Clint pegar, apesar dele já ter pego e enfiado na boca. Ele pegou uma maçã e saiu correndo de novo.

Dra. Cho: Aff, eu vou ter que pegar mais na copa. Por favor, pegue uma maçã e uma fatia de bolo na copa.

Dra. Cho ordenou para seu assistente.

N: Não, não. Não precisa. Estou sem fome.

Dra. Cho: Você precisa se alimentar, você não ficou no soro.

N: Eu não estou com fome. Não vou comer.

Dra. Cho: Bem então você vai ficar no soro.

N: Se eu fosse você, não tentaria nem chegar perto de mim.

Dra. Cho ficou amedrontada nessa hora e tomou um susto com um sujeito na porta.

Fury: Romanoff. Eu tenho certeza que você estava brincando.

Natasha olhou surpresa pro Nick, ela não esperava vê-lo.

Fury: Romanoff vai tomar o café da manhã e ela estava brincando, Dra. Cho. Pode deixar aí que ela vai comer agora.

Dra. Cho e seu assistente saíram da sala.

Fury: O que foi isso, Romanoff?

N: Se você veio me pedir os dados da outra missão, eu não os tenho ainda.

F: Eu vim saber como você está.

Natasha riu com um tom de deboche.

F: Eu me preocupo com você, não importa que você ache o contrário. Mas você me parece bem. Bom, se você não vai comer...

Fury pegou o prato com ovos e começou a comer.

N: Por que você está aqui?

F: Eu já disse o porquê.

Fury botou o prato de volta na mesa.

F: Eu ia chamar o Barton, mas a mulher dele precisa dele em casa. Mais um filho a caminho...

N: Eu sei. Então, você tem uma missão pra mim.

F: Sim, mas queria ter certeza que você não estava tão mal. Está sentindo alguma dor? Quebrou alguma coisa?

Natasha estava sim com muita dor no corpo, mas não tinha quebrado nada. Ela não queria que Fury a substituísse por outra e ela odiava ficar de repouso.

N: Estou bem.

F: Ótimo.

N: Hill vai comigo?

F: Oh não, Stark precisou dos serviços dela e ela está muito ocupada. Coloquei outros acompanhantes pra você.

N: Quem?

Fury apenas sorriu, tomou o suco dela e se retirou da sala.

Natasha se levantou e foi para o quarto tomar banho e trocar de roupa.

No caminho para o quarto, ela passa pelo corredor do quarto do Steve. Quando ela chega na porta do quarto dele, ela para e fica olhando pra porta. Ela queria ver ele, mas não queria conversar com ele, seria muito estranho com tudo que aconteceu.

Natasha ficou imaginando o que ele estaria fazendo, ela viu que a luz estava acesa, então ele estava acordado, definitivamente. Natasha fechou os olhos, mordeu o lábio inferior com força, ela foi até a porta e estendeu o braço pra bater na porta dele, mas se segurou. O que é que ela ia dizer pra ele?

Ela seguiu para as escadas para subir pro quarto dela.

Steve estava sentado na sua cama, desenhando. Por instinto começou a pensar na Natasha de novo, ele não sabia que ela estava bem do lado de fora do quarto dele. Ele olhou para a porta pensativo. Depois ele estranhou que tinha sombras se mexendo embaixo da porta, mas não tinha certeza. Ele se aproximou da porta nesse momento, girou a maçaneta devagar e abriu a porta.

Não tinha ninguém ali, ele olhou o corredor e só ouviu passos de alguém subindo a escada, mas não sabia quem era. A primeira pessoa que passou na sua cabeça, foi Natasha, mas Natasha estava internada, não podia ser ela. Ele fechou a porta novamente e voltou a desenhar.

...

Natasha tinha se arrependido de ter levantado da maca. Uma coisa é sentir seu corpo dolorido enquanto está deitada, outra é com ele em movimento. A dor era excruciante. Ela abriu a gaveta e tomou um analgésico e um relaxante muscular. Tirou a roupa e a deixou no piso do quarto, entrou no banheiro e olhou pra banheira. Nem pensar. Banheira não. Ela foi para o box do chuveiro e a água quente ajudou a aliviar as dores.

Assim que terminou o banho, ela colocou outro macacão de couro e ligou pro Fury.

N: Fury, devo ir pra SHIELD?

F: Não, as meninas foram te buscar. Estão no jardim à sua espera.

Natasha franziu a testa e desligou. Meninas? Que meninas? Natasha pensou enquanto se dirigiu para o jardim da frente. Lá estava o avião da SHIELD.

Assim que Natasha entrou no avião, teve uma surpresa.

N: Bobbi?

Bobbi: Natasha. Quanto tempo!

Bobbi foi em direção da Natasha e a abraçou e a empurrou pra dentro do avião, porque Natasha estava ainda na porta, chocada.

N: Bobbi, o que você está fazendo aqui? Quem são essas?

J: Oi, eu sou Jemma. É uma honra conhecê-la.

Jemma se aproximou e apertou a mão da Natasha, ela estava maravilhada em conhecer a Viúva Negra.

J: Meu Deus, você é linda, mesmo. Sempre disseram que sim, e eu já tinha visto suas fotos, mas pessoalmente, você é ainda mais, meu Deus. Isso foi estranho? Me desculpe, eu não quero deixa-la desconfortável, eu estou falando demais? Estou, né.

Natasha e Bobbi olhavam pra Jemma, confusas.

B: Ham... Natasha essa é a...

N: Skye.

Skye sorriu sem graça e surpresa.

S: Você sabe quem eu sou?

N: Sei. Falam bastante de você.

Skye: Eu não esperava.

Hunter: Oh, aposto que falam de mim também.

Natasha olhou pro sujeito com sotaque, sentado no co-piloto.

N: Me desculpe, eu não o conheço.

H: Nick Fury nunca falou de mim?

Natasha fez negativo com a cabeça. Na verdade, ela sabia quem ele era, e sabia que ele era orgulhoso, então ela fingiu não saber nada sobre ele.

N: Cadê a May?

Um homem apareceu por trás da Natasha.

M: Ficou pra ajudar Coulson.

Natasha se virou, sorriu e abraçou ele.

N: Mack!

M: Hey, como você está?

N: Bem, bem.

M: Cadê o Clint?

N: Em missão especial.

Bobbi: Okay, okay, galera. Todos sentados, vamos partir.

Bobbi se dirigiu pro banco do piloto e ligou as turbinas do avião.

Jemma ainda estava de pé, olhando pra fora.

Bobbi: Jemma?

Jemma: Aonde está o Fitz?

Skye: Ele não tinha descido do avião?

M: As ordens eram claras, ninguém desce do avião. Olha ele lá.

Jemma correu até Fitz.

J: Fitz, o que você está fazendo? Não podemos ser vistos por aqui.

F: Eu sei, eu sei, mas olha aquilo.

J: O quê?

Jemma olhou pra base dos Avengers sem entender.

J: Não vejo nada.

F: Campo de força, Jemma. Deve ser coisa do Stark. Brilhante.

J: Oh, eu vejo agora. Impressionante, muito impressionante.

Mack os gritou de dentro do avião, impaciente. Os dois correram de volta pra dentro do avião. Enquanto entravam, o portão do avião se fechava atrás deles.

Natasha olhou pra Fitz. Agora trazem crianças pra trabalhar na SHIELD, pensou Natasha. Ele é uma gracinha, concluiu o pensamento. Natasha decidiu flertar com Fitz de brincadeira, ela já imaginava o quanto sem graça ele ficaria, ela então lançou um daqueles olhares pra ele.

N: Fitz, certo?

Fitz abriu a boca, mas não conseguia falar nada.

N: Ouvi sobre você.

H: Ouviu falar no Fitz? No Fitz e não ouviu sobre mim. Vou te contar, heim.

Hunter estava indignado. Na verdade, Natasha só ouviu sobre Fitz por alto.

Fitz fechou os olhos, tentando forçar a falar alguma coisa. Jemma olhava pra ele.

J: Fitz, não seja rude.

Fitz olhou pra Jemma.

F: D-d-d-d-desculpe.

Todos começaram a rir da gagueira repentina de Fitz. Bobbi olhou pra Natasha.

Bobbi: Natasha, não seja cruel.

Natasha apenas sorriu.

Bobbi decolou com o avião.

Da janela do seu quarto, Steve avistou o avião e aquelas duas figuras desconhecidas olhando pra base. Fitz e Jemma. Steve não entendeu o que eles estavam fazendo ali, concluiu que Fury ou Hill vieram conversar com Tony e trouxeram os estagiários da SHIELD junto, eles eram muito novinhos.

Steve apenas avistou alguém com cabelo vermelho dentro do avião.

S: Natasha?

Steve falou baixo pra si mesmo e se perguntava que diabos ela estava fazendo naquele avião, quando devia estar repousando. Ele se preparou para correr atrás, mas ouviu o barulho do avião decolando.



Notas finais do capítulo

♫ Oh oh oh oh
I can't remember to forget you (Não consigo me lembrar de te esquecer)
Oh oh oh oh
I keep forgetting I should let you go (Continuo me esquecendo de te deixar ir embora)
But when you look at me, the only memory (Mas quando você olha para mim, a única lembrança)
Is us kissing in the moonlight (É de nós nos beijando na luz do luar)
Oh oh oh oh
I can't remember to forget you (não consigo me lembrar de te esquecer) ♪