Light Of Darkness escrita por lininhaaa


Capítulo 1
I - Mudanças




Capítulo I - Mudanças

 

 

Eram onze horas da manhã, quando um barulho ensurdecedor invadiu os sonhos do Uchiha. 

---

Um designer alto, moreno e possuidor de olhos tão negros quanto à noite. Seu jeito despreocupado e frio fazia com que todas as mulheres caíssem aos seus pés. Era o tipo de homem  que no auge dos seus 23 anos, dividia sua vida em três coisas: trabalho, diversão e mulheres.  Trabalhava única e exclusivamente para sustentar suas saídas constantes e agradar as mulheres que lhe proporcionavam uma noite de prazer e diversão. Era conhecido por ser pivô de separações de casais com relacionamento duradouros, apesar de nunca ter ficado com a mesma pessoa por mais de 3 semanas. Seu nome era Sasuke Uchiha.

---

Tateou o criado-mudo com o objetivo de encontrar o celular que tocava incessantemente.

Com dificuldade atendeu e ouviu uma voz estridente.

- Teme! – gritou a pessoa do outro lado da linha, fazendo o Uchiha afastar o aparelho do ouvido.

- O que você quer, Naruto!? – perguntou entre os dentes.

---

 

Sasuke considerava seu único amigo, Naruto Uzumaki, como um verdadeiro irmão e companheiro de confusões. O loiro dos olhos azuis era um pouco mais consciente que Sasuke, pois mantinha um namoro de mais de 2 anos com Hinata Hyuuga.

 

---

 

- Arrumei um emprego para você aqui em Tóquio!

Sasuke revirou os olhos. Ele já tinha um emprego fixo, onde ganhava o suficiente para manter-se, além de ficar próximo de seu apartamento. Não acreditava que Naruto tinha ligado justamente para lhe dizer que arrumara um emprego para ele.

- Foi para isso que me ligou, seu idiota?!

- Vou te dizer o salário que receberá, e depois, você me responde se ainda me considera um idiota! – Naruto fez um momento de suspense e ria internamente imaginando a cara de raiva do amigo. – Ok! Já que você não me xingou, vou lhe revelar o valor... Dez mil dólares!

- Você bebeu, Dobe?! – grunhiu o moreno um pouco menos mal humorado. – Quem pagaria dez mil dólares a um designer?!

Sasuke ouviu a risada alta de Naruto poucos segundos depois de ele fazer o comentário “cômico”.

- O  dono da  Hyuuga’s Company, que por uma obra do destino, é meu quase sogro.

- A Hinata é filha do dono da Hyuuga’s Company?! – perguntou atônito.

- Sim... E bom, eles estão para abrir uma nova unidade aqui em Tóquio e precisam de alguém para fazer todo o design interno e externo do prédio! – comentou vitorioso. – Sabe como é Teme... Meu sogro confia em mim!

Novamente, o moreno revirou os olhos e soltou um suspiro pesaroso.

-Tem certeza que o Hyuuga conhece você pessoalmente? – perguntou ironicamente. Ouviu alguns murmúrios do outro da linha mas preferiu ignorar. – Mas enfim, quando preciso ir para Tóquio?!

- Você deve estar aqui amanhã! – exclamou .

Sasuke soltou uma risada. Seu amigo definitivamente estaria bêbado... Até arrumar suas coisas e todo o resto, demoraria, no mínimo, quatro dias.

- Definitivamente você bebeu! Acha mesmo que consigo arrumar minhas coisas, comprar a passagem e conversar com o meu chefe em menos de 24 horas?!

- Bom, se dez mil dólares mensais não te encorajam em fazer isso em menos de um dia...

Naruto estava lhe lançando um desafio?! Talvez...

- Ok! – respondeu com um sorriso de canto. - Diga ao senhor Hyuuga que estarei aí amanhã!

Não esperou qualquer resposta do amigo. Desligou o aparelho e colocou-o de volta no criado-mudo, para novamente deitar-se na cama.

- Dez mil dólares mensais... – murmurou para si mesmo. – Nada mal... Nada mal mesmo!

Permitiu-se ficar deitado por mais alguns minutos até resolver levantar-se e tomar um bom banho.

~*~

Menos de meia hora depois, era um novo Sasuke. Trajava uma calça escura, combinando perfeitamente com os tênis brancos de marca caríssima e uma camisa pólo também de cor branca. Os cabelos, antes desalinhados, agora estavam penteados para trás. Apesar de simples, estava sexy... E ele sabia disso!

Arrumou uma mala com alguns pertences que levaria para a viagem... Nada exagerado, até porque não sabia se o apartamento do Uzumaki era espaçoso ou não,  e muito menos, se teria um novo emprego em Tóquio.

Levaria o básico: sua carteira, seus documentos e algumas peças de roupa. Verificou se tudo estava certo e finalmente trancou o apartamento. Antes de qualquer coisa, falaria com seu “chefe” e pediria alguns dias de folga, usando uma desculpa qualquer.

~*~

Como havia previsto, o senhor Massaru caiu perfeitamente na encenação que Sasuke fizera e até mesmo, desejou melhores a pobre tia dele, que provavelmente não passaria daquela semana. Tudo uma grande mentira em que o pobre homem acreditou.

- Fique quanto tempo precisar, Uchiha! – exclamou o senhor visivelmente com pena do moreno. – Mande lembranças a ela...

- Sim senhor... Eu mandarei! E obrigado pela compreensão! – respondeu com um sorriso falsamente triste.

Deu as costas para Massaru e ainda pôde ouvir um “pobre garoto” vindo da parte do homem.

Saiu da empresa com um sorriso vitorioso. Claro que se seu chefe fosse uma mulher, nada que um sorriso e um convite para jantar não resolvesse o problema. Mas uma mentira bem feita, também resolveu esse pequeno problema.

Olhou para a imensidão de pessoas que transitavam de um lado para o outro e sorriu.

- Próxima parada, Tóquio! Agora só preciso contar com a sorte... E isso, eu tenho de sobra!

~*~

O hospital de Tóquio parecia muito mais movimentado naquele dia. Ela precisava terminar de arrumar seus  prontuários e checar mais cinco pacientes.

- Sakura, vamos embora! – reclamou a Hyuuga já estendendo a bolsa para a amiga. – Já cumprimos nosso horário...

---

 

Hinata tinha olhos perolados e cabelos escuros. Uma moça que era doce e gentil com todos a sua volta, principalmente com sua amiga mais próxima: Sakura Haruno.

---

 

- Pode ir você, Hina-chan... – respondeu sem tirar os olhos dos papéis. – Tenho muitas coisas para fazer e Tsunade me pediu para entregar esse prontuário com antecedência.

---

Sakura tinha 22 anos. Era uma mulher que apresentava uma beleza exótica: cabelos róseos e olhos verdes. Diferente de muitas na sua idade, dedicava sua vida aos estudos e ao trabalho.  Assim como Hinata, Sakura era médica do Hospital de Tóquio e era competente o suficiente para ocupar um cargo desejado por muitos: Chefe da emergência.

---

 

A Hyuuga irritou-se com a atitude da amiga e em um piscar de olhos, arrancou tudo de perto de Sakura.

- Chega! Eu vou para casa, Sakura-chan... E você também! – a morena viu que sua amiga ia replicar, mas logo a interrompeu. – Sem mas! Você está exausta e...

- Amanhã é meu dia de folga, Hinata!

- Hoje... – falou sarcasticamente. -  é seu dia de folga! Já está amanhecendo!

Sakura a encarou e percebeu o quanto Hinata estava decidida a levá-la consigo. Não queria ficar em casa. Não havia ninguém a esperando: nem família, nem amigos, muito menos... um namorado.

- Por favor, Hinata... Tenho responsabilidades no hospital, não posso...

- Você tem responsabilidades?! Ok, mas você também tem uma vida... Assim como todos!

- Você sabe que não posso descuidar, Hinata. Caso eu faça isso, perderei o meu posto para a Karin e você a conhece... Ela joga sujo quando quer alguma coisa!

- A Tsunade só tem cara de boba. Ela vê o quanto você se esforça e jamais colocaria a Karin no seu lugar. Além disso, ela nem apareceu por aqui!

Arrastando Sakura para fora da sala da equipe médica, Hinata lhe entregou a bolsa e voltou a puxá-la pelo braço.

- Não quero ouvir mais nenhuma palavra, Sakura Haruno! Você vai para o seu apartamento e vai dormir. – ordenou a morena. – Você está pálida e com olheiras... assim vai acabar adoecendo!

- Sim, mamãe... – brincou a rosada. – Quando você vai trocar minhas fraudas?

- Depois que eu te der umas boas palmadas por me desobedecer, mocinha! 

As duas riram com o comentário.

Hinata sabia que era super protetora com Sakura, mas ela era sua única amiga ali. Dentre colegas de profissão, a rosada era a única que inspirava confiança para contar-lhe sobre tudo...

 E com a Haruno não era diferente, afinal, conheciam-se desde a época do colegial. Não haviam segredos entre as amigas. Uma amizade verdadeira, baseada em risos e lágrimas.

Quando Sakura entrou para a faculdade de medicina, a senhora Haruno impediu-a de deixá-la morar fora de casa, afinal era sua única filha e ainda era jovem para morar sozinha. Porém, quando a rosada informou a sua mãe que Hinata moraria no mesmo prédio que ela, a pobre mulher aquietou seu coração e deixou que Sakura finalmente aproveitasse a “liberdade”.

~*~

Um emprego de dez mil dólares mensais era tentador demais para fazer o Uchiha irritar-se por simples trinta minutos de atraso e quase uma hora sentado numa cadeira velha da sala de espera.

Quando finalmente entrou no avião notou que a classe econômica era um tanto quanto “básica”, sem muitos mimos e com cadeiras bem desconfortáveis.

“Fazer o quê?!” Teria que economizar se quisesse aproveitar algumas boates  de Tóquio.

O convite de Naruto tinha vindo em ótima hora. O moreno já estava enjoado das mesmas pessoas, dos mesmos lugares. Tudo muito monótono para um belo designer como ele. Precisava conhecer lugares e pessoas novas, divertir-se... Precisava curtir Tóquio.

O  vôo demorou quatro horas. Tempo suficiente para o Uchiha cochilar, olhar para as pernas das belas aeromoças que passavam... e claro, poucos segundos para apreciar a bela paisagem que era vista do alto das nuvens.

Ao ouvir o comandante avisando que iriam aterrissar, Sasuke sorriu satisfeito.  

“Quem sabe começarei uma nova vida..."

 

 

*******************************

Continua...

 



Notas finais do capítulo

Gentee!! Com o fim de "It's Not Over", não aguentei e postei essa fic!
Tenho mais uma fic sendo escrita e postarei assim que "Nosso Cupido Particular" acabar!Droga, por que minhas fics estão acabando?!T.T
Esse capítulo foi bem monótono, mas é só o começo! >.< Essa fic será levemente baseada no filme "E Se Fosse Verdade...". Mas aviso que será bem diferente... pelo menos esse é o plano! Espero que tenham gostado! Críticas/elogios?! -> Nos reviews!
Mil beijooos e até o próximo capítulo!