You Have Me escrita por Rosé


Capítulo 15
Rotina.


Notas iniciais do capítulo

Olá meus amores. Tudo bem com vocês?. Sim, eu voltei mais cedo porque fiquei feliz demais pela recomendação que recebi da J Lannister, muito obrigada, meu anjo. Fiquei emocionada com as suas palavras. Obrigada mesmo.
E gostaria de agradecer também pelos comentários maravilhosos do último capítulo e a todos que estão acompanhando e favoritando.
O capítulo foi revisado, mas se houver qualquer erro, me perdoe. Boa leitura.



Sakura suspirou cansada, ela tinha acabado de chegar do hospital. Sasuke provavelmente não tinha chegado, ela sempre chegava antes dele. Apesar de sair sempre às 21:00 horas.

Eles já estavam casados há dois meses. A lua de mel passou mais rápido do que gostariam. Já estavam nessa rotina há um mês, e ainda estavam tentando se acostumar com os horários um do outro.

Sakura saía cedo para o trabalho, ela possuía um dos cargos mais altos no hospital, mas ela também ajudava nas emergências, então, qualquer emergência grave ela iria correndo. E Sasuke era chefe da equipe ANBU, mas estava com projetos de reabrir a antiga delegacia de policia. Mas antes, pela regra ele teria que ficar pelo menos por seis meses no comando da elite de Konoha.

Assim que Sakura entrou na cozinha, deu de cara com Sasuke no fogão, preparando a comida. Ela demorou meio segundo para formular uma pergunta decente.

“Sasuke? O que está fazendo em casa tão cedo?”, Sakura questionou, encarando-o com surpresa.

“Aproveitei que cheguei mais cedo e vim preparar nosso jantar.” Sasuke explicou, indo de encontro a sua esposa e a beijando levemente nos lábios.

Nesses poucos meses de casados, Sakura poderia contar nos dedos quantas vezes Sasuke havia chegado primeiro em casa e preparado a comida. Ela entendia que ele tinha outras prioridades, que o cargo de líder era tanto ou mais cansativo e exaustivo quanto o dela. Mas mesmo assim, Sakura sentia falta da companhia de Sasuke todas as horas do dia.

“Agora vá tomar um banho, estou acabando de preparar a comida”, Sasuke se pronunciou, atrapalhando seus pensamentos.

Sakura acenou com a cabeça e foi para o quarto deles. O trabalho no hospital era realmente desgastante; já perdeu as contas de quantas vezes chegava em seu apartamento e caia direto no sofá e ficava por lá mesmo. Mas estava lutando contra esse habito horrível desde quando veio morar com Sasuke.

Depois do que pareceu uma eternidade no banho, Sakura desceu as escadas, ela seguiu o aroma delicioso que vinha da cozinha.

“E o que é tudo isso?” Sakura questionou assim que pós os olhos na mesa caprichada que Sasuke tinha feito. Desse jeito, ela ficaria com inveja. Claro que Sakura sabia dos dotes culinários de seu marido, ele teve que aprender a fazer tudo sozinho muito cedo; então é completamente normal que ele saiba mais coisas que ela. Mas mesmo assim, ela ainda queria poder fazer tudo por ele.

“Isso, minha queria esposa, é o nosso jantar.” Sasuke respondeu, sorrindo para ela. Sakura retribuiu o sorriso e se sentou na mesa, em frente a ele.

(xxx)

“Estou muito feliz que conseguimos jantar juntos pela primeira vez no mês, Sasuke-kun”, Sakura disse, logo após de terminar sua refeição.

“Eu sei. Eu queria sair mais cedo só para conseguir fazer isso”, Sasuke respondeu, a olhando “E é claro que eu não deixaria você cozinhar e queimar a nossa comida como da ultima vez”, ele acrescentou, com um sorriso debochado.

“Engraçandinho, eu estou tentando melhorar, ok?” Sakura respondeu, se fingindo de zangada com o comentário do marido. Ela sabia que era terrível na cozinha, e que não tivesse ninguém a ajudando, ela tocaria fogo na mesma.

Ele se levantou da cadeira e foi em direção a ela. A carranca de Sakura desapareceu no momento que ele pegou ela no colo e caminhou em direção ao sofá da sala.

Sasuke era um marido incrível, muito melhor do que a Sakura pensou que ele fosse ser. Ele poderia ter essa pose de pessoa insensível, mas com ela, só com ela, ele era essa pessoa incrível e completamente amável.

Sasuke poderia não falar muito durante o dia, ele não poderia gostar de sair para os lugares, e nem de abraçar ela quando não estão dentro de casa, mas ela sabia que esse sempre seria o jeito dele. Então não cobrava nada, mas ficava surpresa e maravilhada quando ele agia assim, por impulso.

Ele se sentou no sofá com ela em seus braços; rapidamente Sakura se ajeitou no seu colo e pós seus braços ao redor do pescoço dele e encaixou sua cabeça no ombro de Sasuke. Ela suspirou o perfume da nuca dele, simplesmente era o melhor perfume do mundo. A melhor essência que o mundo poderia ter.

Sakura ergueu sua mão direita e começou a acariciar os cabelos arrepiados de Sasuke. O mesmo cabelo de quando o conheceu. Ela chegou a conclusão, há muito tempo atrás, que poderia fazer isso para sempre.

“Eu não quero que você pense que não ligo para o nosso casamento. Ver você quando chego em casa e o que me faz ficar feliz.” Sasuke disse, abaixando sua cabeça para poder olhar-la nos olhos e deu um beijo demorado na testa da Sakura.

“Eu sei, Sasuke-kun, eu sei.” Sakura respondeu, se aconchegando mais nos braços do seu marido.



Notas finais do capítulo

Me digam o que acharam desse capítulo ou escrevam as reações de vocês nos comentários.
Mil beijos e até o próximo capítulo.



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "You Have Me" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.