Pelo Nosso Grande Amor escrita por Athena Valdez


Capítulo 8
Lanna: Leo e Annabeth


Notas iniciais do capítulo

Eu gosto deles juntos, ela planeja e ele faz!!!Bem mais util q percabeth, mas isso não significa q eu não sou perdidamente apaixonada por percabeth!
espero q gostem!



Leo ficou muito surpreso ao ver aquela cena estranha na sala de maquinas: Annabeth, rodeada de livros, tentando mexer nas nos controles manuais de ultimo caso do navio.

–-Eu sei que você me ajudou com isso tudo, mas...nunca imaginei que você realmente se importasse com Festus.

Annabeth tomou um susto, como se tivesse sido pega em meio a um crime. Mas depois voltou ao seu semblante triste, que carregava desde a perda de Percy.

–-Eu só estava tentando me distrair um pouco...você sabe, a mente dos filhos de Atena não para, se não colocarmos ela para fazer alguma coisa que preste, nós podemos enlouquecer.

Leo se aproximou de Annabeth , sentando no chão, sendo separado dela por apenas um pilha de livros. Ele costumava ter um certo temor em relação a ela, mas parecia que ela ficava cada vez mais frágil, e que a sua mascara de “filha da deusa guerreira” estava caindo, revelando uma garota que mais que tudo, precisava de carinho.

–-Esta pensando demais no que não deve, Anna.

–-Hã?

–-Esta pensando se o Percy ainda te ama.—disse Leo, tentando ser claro e suave ao mesmo tempo—você esta vendo o que aconteceu com o Jason e a Piper, e se pergunta se o Percy pode ter encontrado um outro amor também.

–-Você é mais sábio do que parece...—ela comentou, olhando para o chão, e arrastando o dedo no chão de bronze—é exatamente isso.

–-Mesmo que ele tenha perdido a memoria Annabeth, isso não seria desculpa para esquecer a garota incrível que você é.—Disse Leo, levantando o rosto de Annabeth pelo queixo—Olhe para isso!—ele disse, mostrando a sala de maquinas-- Se você não tivesse me ajudado, o Festo seria apenas um sonho meu e de alguns romanos loucos daquela oficina! Nunca sairia do papel!

–-Esse é meu dever como filha de Atena, nada além da minha obrigação.—Annabeth baixou o olhar novamente.

–-Não, você é mais que apenas uma filha de Atena! Você é uma sucessora! Você é tão boa quanto ela!

–-Da ultima vez que disseram isso, uma garota se deu muito mal...—disse Annabeth, provavelmente se lembrando de Aracne.

–-Chega!—Leo levantou-se e puxou Annabeth junto—Chega desta melancolia! Você é mais forte que isso Annabeth!

Annabeth abraçava o corpo, como se sentisse frio, o que não era possível, pois lá era terrivelmente quente. Ela olhou nos olhos do Leo, e ele viu a tempestade que seus olhos representavam cada vez mais densa.

Leo pensou em dizer alguma coisa como “desculpe por incomoda-la, então”, mas antes que ele fizesse isso, Annabeth ensaiou dar um passo para sair dali, mas quando levantou o pé, ela se desequilibrou, tropeçando em um livro que estava no chão, caindo nos braços de Leo.

Ela tinha as mãos nos ombros dele, em meio aos reflexos durante a queda, e ele segurava a sua cintura. Os dois levantaram os olhares um para o outro ao mesmo tempo, fazendo com que ambos cravassem o olhar no outro.

–-Anna, eu sei o que é viver melancólico, o que é esconder a tristeza com mascaras. Você é mais do que isso, você esta destinada a um futuro brilhante, e neste futuro não poder haver tristeza. Fuja disso, esqueça também.

O olhar de Annabeth ganhou um brilho de curiosidade assim que Leo terminou de falar. Mas também parecia ter alguma coisa a mais, algo que fez Leo ver o quanto Annabeth, em qualquer situação, conseguia ser perfeita. Ele se sentia...apaixonado.

–-Então me faça ser esta garota que você quer ver. Me faça esquecer, Valdez.

E Annabeth o beijou. Foi algo calmo de inicio, melancólico quase, mas isso não durou muito...



Notas finais do capítulo

curtiram???Digam q sim *-*



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Pelo Nosso Grande Amor" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.