My Beloved Prince escrita por GabVamp


Capítulo 28
Complicações do Coração


Notas iniciais do capítulo

Brenda preocupada e ansiosa espera pela volta dos amigos, porém... Como tudo na vida sempre é uma caixinha de surpresas. Nossa jovem Brenda recebe uma grande noticia que pode mudar o rumo de sua própria história, entretanto mais acontecimentos ocorrem para faze-la ficar mais desesperada ainda.
Será que o amor é capaz de vencer o preconceito?




"— Como pôde? Depois de fazer aquelas coisas comigo? — Mais lágrimas escorrem. Ela passa a mão no rosto para secar, porém lembra-se dos carinhos que Rikku fez no mesmo lugar. Não consegue se segurar e acaba chorando mais ainda.

'Que raiva de mim! Rikku Idiota!'"

Passando-se vários minutos Brenda fica apreensiva, pois seus amigos ainda não voltaram do banheiro.

— Eles estão demorando. — Comenta o professor. — Marielle até terminou de se apresentar. Acho melhor a senhorita voltar para sua sala. — Olha para Brenda.

“Por que estão demorando tanto? Será que brigaram?”, Brenda pensa aflita.

Alguém da uma batida na porta e abre. Eis que surge Rikku entrando, já de uniforme, com o rosto corado.

— Rikku-chan... — Brenda olha inquieta. — Cadê a Lia-chan?

— Provavelmente ainda está no banheiro... — Responde sem graça.

Brenda começa a andar e se aproxima mais de Rikku.

— O que aconteceu? — Pergunta a ele baixinho.

— Depois eu te conto. — Responde sussurrando.

— Eu estou indo para minha sala então professor. — Ela diz isso já saindo, fecha a porta delicadamente.

“Estou preocupada... Rikku-chan está com uma cara tão estranha. Está claro que algo aconteceu entre eles.”

Brenda vai às pressas para o banheiro.

Já na porta começa a chamar pela amiga, como não obtém resposta, entra e olha todos os banheiros, mas sem sinal de Lia.

— Lia-chan... Será que foi embora? — Se pergunta preocupada.

Sai lentamente de volta para corredor.

“Já sei! Vou lhe mandar uma mensagem.”

Pega a o celular do bolso da blusa, o abre e começa a escrever.

— Li-a-chan, vo-cê vol-tou — fala pausadamente enquanto digita no celular — pa-ra ca-sa?

Assim que termina, aperta para enviar.

“Espero que ela me responda... Estou preocupada.”

Começa a andar calmamente para a sala. Sem ter muito tempo para pensar, se surpreende com o toque do seu celular avisando que sua amiga a respondeu.

— Que rápida! — Exclama sorrindo enquanto olha a resposta.

“Estou bem, não se preocupe, estou voltando para casa. Depois eu te conto o que houve. (>—<)V”

— Será que está bem mesmo...? — Se pergunta enquanto guarda o celular. — Para você voltar para casa, duvido muito que está bem, bom... Pelo menos estou mais tranquila sabendo onde você está.

Volta sorrindo para a sala.

Ao entrar nota que sua sala está sem professor.

“Auto-estudo de novo...”, pensa enquanto vai andando até chegar a seu lugar.

Ao se sentar, percebe novamente, que ninguém a olha...

“É como se eu não existisse... Só existo de verdade quando Rikku-chan e Lia-chan estão comigo...”, pensa tristemente.

Auto-estudo, como o próprio nome diz, era para os estudantes estudarem por si só, entretanto a sala de Brenda é um pouco relaxada, muitos dos alunos pagam para passar, então não se importam muito em estudar. A sala acaba ficando num grande falatório, com todos conversando alto, gargalhando de forma que Brenda acha irritante.

“Odeio essas aulas... Todos ficam conversando e eu tenho que ficar sozinha...”

Acaba pegando seu caderno de desenho para matar o tempo. Porém pode ouvir ao fundo as provocações de Nina.

— A lésbica nojenta se acha muito artística, não é Yumi-chan? — Comenta alto, gargalhando.

“Essa Nina...”, pensa irritada.

Olha de relance para o lado, lugar onde Nina e Yumi sentam.

Yumi a olha com um olhar sério. Nina repara que as duas estão se olhando, e tenta puxar assunto apressadamente com Yumi.

— Né, né, né Yumi-chan! — Sorri — Você viu ontem aquele programa? Aquela modelo estava com o mesmo corte de cabelo que o meu!

Brenda se volta para seu desenho. Quando é surpreendida com seu celular tocando. Atende sem nem ver de quem é o numero.

— Alô. — Responde.

— Brenda-chii! — Diz animada.

Brenda sente seu coração pular.

— Tônia-chan! Não acredito! — Aumenta o tom de voz, se sentindo feliz e surpresa.

A euforia de Brenda acaba provocando a curiosidade de Yumi, esta que a fica olhando de forma fechada e nem um pouco disfarçada.

Brenda fica ereta na cadeira, segurando o celular com mais força.

— Como está indo Brenda-chii? Eu estou com saudades de você!

“Tônia-chan é tão meiga e fofa.”

— Estou bem sim. — Começa a falar de forma alegre. — E também estou morrendo de saudades de você!

— Então Brenda-chii, eu estou querendo saber umas coisas sobre a sua escola, posso perguntar? — Indaga com a voz séria.

— C-claro Tônia-chan.

“O que será que é...?”

— Meu irmão e eu estamos pensando em tentar a prova para conseguir a bolsa para estudar ai.

“Tônia-chan quer vir para cá?!”

— É sério Tônia-chan? — Pergunta sem conseguir esconder a felicidade que sente.

— Sim, claro! Queremos ficar perto de vocês.

— Bom a prova aqui é bem difícil, mas vale a pena, não sei se a Lia-chan te disse, mas quem é bolsista ganha uma quantia da escola todo mês. Quantia para custear todos os gastos que o estudante possa ter, com trabalhos, materiais, projetos, uniformes entre outras coisas.

— Ela havia comentado meio por cima, mas não tinha explicado direito.

— Entendi. Fico tão feliz em saber dessa noticia!

— Haha! Eu vou estudar bastante para conseguir passar, mas acho que o Toni é o que terá mais problemas, ele não é muito inteligente sabe? — Acaba caindo na gargalhada.

As duas sorriem.

— Se tudo der certo, no segundo semestre estaremos nos mudando e estudando ai!

— Estou torcendo para dar tudo certo!

— Mas não conta para a Lia-chii, quero fazer surpresa!

— Pode deixar. — Brenda responde mega feliz.

“Lia-chan vai ficar tão feliz se tudo der certo! Ela gosta tanto desses amigos. Estou feliz, e ainda terei a Tônia-chan perto de mim...”, fica corada.

— Tenho que desligar Brenda-chii, foi ótimo falar com você, até mais!

— Tchau Tônia-chan! — Desliga o celular.

— Não acredito! — Comenta baixinho consigo mesma animada.

Volta para seu desenho, mas acaba nem conseguindo desenhar de tanta euforia.

— Que nojo. — Nina começa. — A lésbica está toda sorridente.

— Cala a boca Nina. — Yumi responde seca.

As horas passam, e enfim chega o fim da aula. Todos os alunos se levantam e saem. Brenda fica distraída, olhando para o caderno, desenhando florzinhas.

Logo nota que todos levantaram, e arruma suas coisas correndo, levantando devagar.

— Pelo jeito a noticia foi muito boa. — Yumi entra na frente de Brenda, a encarando. — Já que está com essa cara de idiota.

Brenda que estava séria, logo troca sua expressão por um sorriso.

— Sim. Uma amiga muito importante logo estará aqui comigo.

— Uma amiga?

— Né, Yumi-chan... Vamos embora... — Nina está um pouco mais a frente, com uma cara de raiva.

— Quer dizer que você encontrou um novo alvo? — Yumi pergunta com cara debochada.

— Por que a curiosidade? — Brenda sorri.

Yumi se aproxima de Brenda a empurrando para cima da mesa da mesma. Brenda quase cai, e acaba praticamente deitada na mesa. Yumi sobe em cima dela. As pernas delas ainda estão no chão. Porém Brenda sente o corpo de Yumi sobre o seu.

— Você anda muito suja não acha? — Indaga aproximando o rosto do de Brenda.

— Eu não acho... Alguém tem que curar meu coração de você.

Yumi sorri.

— Então quer dizer que seu coração ainda é meu? Mesmo depois de tudo que aconteceu? — Olha Brenda de forma séria, com um sorriso um pouco triste nos lábios.

— Y-Yumi-chan... O que você está fazendo...? — Nina pergunta com voz chorosa.

— Você é mesmo uma suja, mesmo me desejando, ainda fica encantada com qualquer outra garota... — Sorri debochadamente. — Você é muito, muito suja.

Yumi se aproxima mais de Brenda, se aproxima até seus rostos se encostarem. Com certa força, coloca sua perna no meio das de Brenda, e a pressiona.

Brenda fica corada, com os olhos entre abertos. Acaba deixando escapar um gemido.

— Qual é sua intenção em me excitar assim? — Brenda pergunta ofegante. — Você sabe que eu te amo. — Termina com olhos brilhosos.

Yumi fecha os olhos e se aproxima.

— YUMI-CHAN! — Nina grita.

As duas levam um susto.

Yumi se afasta um pouco de Brenda. A olha com as sobrancelhas curvas e olhos arregalados. Antes de Yumi se levantar, Brenda pôde notar que aqueles olhos azuis estavam vermelhos e cheios de lágrimas.

Yumi se levanta e fica quieta no canto próximo ao seu lugar.

— Yumi-chan... — Nina se aproxima de Yumi tristemente.

Brenda se levanta.

— É tudo culpa sua! — Nina se vira para Brenda. — Culpa sua! Lésbica nojenta! Eu vou acabar com sua raça nojenta ainda, você vai ver!

“Essa garota...”

Brenda a segura pelo pulso com força.

— AI! — Nina grita. — Você está me machucando, morta viva!

Brenda a puxa com força, até o ouvido direito de Nina estar colado em seus lábios.

— Você é tão suja quanto eu. Pensa que não notei? Que você ama e deseja a Yumi, assim como eu. — Brenda sussurra lentamente no ouvido de Nina.

Nina empurra Brenda rapidamente. Coloca as mãos no ouvido, com o rosto vermelho.

— Não me compare com uma nojenta como você! — Grita furiosa.

Brenda sorri.

— Eu vou acabar com sua raça, lésbica! — Grita se aproximando de Brenda.

— Já chega Nina! — Yumi berra.

Nina para na mesma hora.

— Vamos embora... — Pega Nina pelo braço.

— Yumi! — Brenda corre e se aproxima.

Yumi para.

— Se você continuar me tratando assim, uma hora ou outra... Eu realmente vou ter meu coração curado de você...

Yumi volta a andar em passos apressados, puxando Nina com força.



Notas finais do capítulo

Olá, novamente obrigada por lerem mais esse capítulo — que demorou para ser postado —, pois férias deixa todos mais relaxados, e eu já sou relaxada por natureza xD
MAS para compensar, essa semana vou TENTAR postar mais um capítulo ainda! (/'3')/

Como eu citei anteriormente, nas notas do capítulo 27, esse seguiria com a Brenda, pois ainda eu não havia feito nenhum capítulo inteiramente dedicado aos sentimentos e pensamentos da mesma.
Pobre Brenda... Ama tanto a Yumi, está acorrentada por um amor platônico, ou será que Yumi sente algo...? O que vocês acham? Vou falar mais disso no próximo capítulo, capítulo este que continua seguindo com os pensamentos de Brenda. Espero que vocês não deixem de ler!

Obrigada novamente por ler essa história dessa autora tão desligada! (^-^)