Depois De Nove Anos escrita por Morgana Salvatore


Capítulo 15
Capitulo 15





Pov/ Bela

Eu não podia acreditar no que a Esme tinha acabado de me dizer, como assim ela tava com câncer.

_Esme não tem como reverter essa situação?_ Perguntei.

_não já tentamos de tudo, meu câncer já chegou ao ultimo estagio posso morrer a qualquer momento_ ela disse com uma calma que me fazia querer bater nela

_eu sinto muito_ eu disse chorrando

_não quero que sinta, quero que você vá mora em nova York, junto com meu neto_ ela disse

_Esme eu não sei, aqui eu tenho uma vida toda organizada, amigos tem a escola do meu filho_ eu disse

_antes você também tinha uma vida toda organizada em nova York, tinha amigos uma família, namorado você tinha tudo mais não pensou duas vezes, você foi embora_ ela disse aquelas palavras me machucaram muito.

_como você acha que ia ser minha vida la perto de todos vocês, eu ia ser mãe solteira perto daquele monte de gente falsa que fingiam ser meus amigos, seu filho provavelmente iria negar que a criança era dele e todos iriam acreditar eu que ia ser a vadia da historia_ eu disse

_não quero falar sobre o passado, não vim aqui para julgar você ate por que eu te entendo, você era só uma menina, mas se tivesse falado comigo eu teria feito ele assumir a criança por que eu te conhecia desde sempre, você devia ter confiado em mim_ ela disse chorrando_ pensa no que eu estou te pedindo, ok?

_vou pensar_ eu disse ela se levantou

_acho que eu ir embora_ ela disse

_você poderia pedir o Edward para trazer o Antony mais cedo hoje ontem o Antony chegou muito tarde e foi impossível acorda-lo para ir para escola hoje_ eu disse

Desde a primeira vez que o Antony e o Edward saíram junto ele passou a ficar o tempo todo com o Edward se antes do Edward ser pai dele ele já passava muito tempo na casa da pilar agora era impossível tira ele de la, pelo que eu via ele e o Edward estava realmente desenvolvendo uma relação de pai e filho, e por mais que as pessoas pensavam eu realmente ficar feliz por ver a empolgação do meu filho, quando eu ia por ele para dormi e ele me pedia para mim deitar com ele, eu e claro que ficava mais que feliz por ver que ele ainda queria que eu ficasse com ele, quando eu deitava com na cama com ele o mesmo deitava a cabeça na minha barriga e me contava tudo sobre o dia dele com o Edward, e depois dormia com um sorriso no rosto.
Aquilo me deixa bem, ver meu filho bem me deixava bem, eu só era contra essa mudança por causa do Antony, eu tinha sido demitida a alguns dias atras e mesmo que não tivesse sido, eu me demitiria, mas só se tivesse certeza que isso era a melhor coisa para ele e essa certeza eu ainda não tinha e isso me impedia de voltar a nova York, mas com tudo que a Esme tinha me contado era praticamente impossível não considera a ideia.

Já estava algumas horas deitada na minha cama eu estava pensando nos pros e contra de voltar ou não para nova York decidi que iria pergunta ao Antony antes de tomar qualquer decisão e ate amanhã eu me decidia se voltava ou não.

Acho que peguei no sono, pois fui acordada por uma barulho la em baixo, podia apostar que era o Antony e o Edward.

Me vesti e desci realmente era eles.

_ boa noite_ eu disse e o meu filho veio correndo me abraçar.

_mãe_ ele disse quando já estava no meu colo_você tinha que ver a surra que eu dei no Emett.

você deu uma surra no Emett?_ perguntei meia desconfiada

_sim no vídeo game_ ele disse ai sim eu entendi o Edward ficou rindo em silencio_mãe eu ganhei duas vezes

_ que bom, agora que tal você se despedir do Edward para podermos tomar banho e depois irmos dormi, pois amanhã você tem aula mocinho_ eu disse ele fez um bico mais concordou.


Desceu do meu colo.

_tchau Edward_ ele disse, o Antony não se sentia bem chamando o Edward de pai

_tchau filho, boa noite_ disse o Edward dando um beijo na bochecha dele

_boa noite_ disse o Antony e subiu as escadas correndo.

_ tomar banho em mocinho_ eu disse

_posso leva-lo na escola amanha_ perguntou o Edward

_pode, as seis e quinze ele já esta arrumado_ eu disse

_ta bom, boa noite!_ ele disse

_boa noite!_ eu disse acompanhei ele ate a porta, depois que ele saiu tranquei a porta e subi para o quarto do Antony.

Quando cheguei no quarto dele ele estava só de cueca, secando o cabelo.


_mãe_ ele disse quando me viu, ele colocou a toalha tampando o
corpo_você não sabe bater não?


_ a porta estava aberta_eu disse entrando no quarto e sentando na cama dele


_mãe você vai ficar ai me olhando enquanto eu me troco_ ele disse como se fosse a pior coisa do mundo

_ eu já vi você sem roupa Tony_ eu disse_já te dei muito banho também

As bochechas dele ganharam um tom rubro.


_ para mãe_ ele disse totalmente envergonhado

_tudo bem, vou tampar os olhos_ eu disse e pus as mãos nos olhos_
quando termina avisa


Passou alguns minutos.


_ pode abrir mãe_ ele disse


Abrir os olhos ele já estava vestido com um pijama do carros.

_ vem cá no colo da mamãe_ eu disse e abri os braços ele veio e se
sentou no meu colo


_mãe, amanhã eu posso dormi na casa da vi Pilar?_ ele perguntou


_você gosta muito dos cullens não e?_ pensei alto


_muito mãe_ ele disse

_filho o que você acha de morarmos em Nova York?_ perguntei


_por que mamãe?_ ele disse

_só responde_ eu disse

_eu ia gostar muito e eu também poderia ficar perto do meu pai_ ele disse acho que ele nem reparo que tinha chamado o Edward de pai, pois sempre que ele chamava o Rdward de pai ele se corrigia.

_então você iria gostar se fôssemos mora em Nova York?_ perguntei

_sim_ ele disse

Apertei mais ele nos meus braços.

_ vamos dormi_ eu disse e puxei ele para cama deitei ele na cama


_Mãe você fica comigo ate eu dormi_ ele pediu

_claro_ eu disse me deitei no lado dele de barriga para cima ele veio
e deitou a cabeça na minha barriga, comecei a fazer um carinho no
cabelo dele

_mãe quando formos mora em Nova York, vamos ficar na casa do Edward?_
ele perguntou

_não Tony, vamos ficar na casa do seus avos_ eu disse já começando a
planeja a viagem


_legal, nos vamos mora la para sempre?_ ele perguntou


_não sei vamos por enquanto só passa uns meses ok_ eu disse


_ta bom_ ele disse e bocejo


_boa noite anjinho_ eu disse


_boa noite mãe_ ele disse


O silencio se instalou no quarto, eu estava perdida em pensamento planejando a mudança para Nova York.

E estava decidido eu ia voltar para Nova York.

[...]


J tinha se passado nove dias, desde que eu tinha tomado a decisão de voltar para Nova York, eu tinha ligado para os meus pais e comunicado a minha decisão e claro que eles quiseram saber o que me levou a fazer isso tive que contar sobre a doença da esme. Minha mãe ficou muito abalada quando eu disse que a esme estava morrendo, meus pais
iriam para nova York comigo para me ajudar a organiza as coisas.

Eu deixei a parte de contar ao Edward, para o Antony fazer ele e claro adorou.

O Edward tinha me agradecido por esta indo para Nova York, e também por esta permitindo que ele se aproximasse do Antony.

Eu achei super legal da parte dele fazer isso.

Hoje era o dia que iriamos voltar para Nova York, eu tinha aceitado ir junto com os cullens, então iriamos todos juntos hoje.

Eu estava um pouco triste, pois a Erika baba do Antony e minha amiga iria ficar em nova York, ela continuaria morando na minha casa e terminaria a faculdade de pedagogia que e ela estava cursando.


[Cont....]



Notas finais do capítulo

Bom eu amei escrever esse capitulo, espero que também tenham gostado e e isso perdoe meus erros e não se esqueçam de comentar.
Beijos e Até o próximo.



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Depois De Nove Anos" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.