Just In One Direction escrita por CostaSalazar


Capítulo 92
Capítulo 92


Notas iniciais do capítulo

Temos notado que os parágrafos não têm ficado como nós os pomos o que pode gerar alguma confusão ao ler, por isso tentamos agora de uma outra forma. Espero que seja mais fácil e que consigam assim acompanhar melhor a história :D




O americano, na noite de ano novo, combinou com Caroline encontrarem-se na universidade. Se alguém que ele conhecesse o visse lá, diria que estava à procura da biblioteca, pois estava a tirar um curso e precisava de uma pesquisa sobre fotógrafos ao longo dos anos.

Chegara enfim o dia em que tinham combinado encontrar-se.

- Finalmente! Já ia preparar-me para ir embora! - Protesta a ex-namorada de Harry.

- Já estou aqui. Vê lá se te acalmas.

- Tiveste alguma ideia para os separar?

- Não, esperava que tu tivesses alguma.

- Pois, já sabia que isto ia ser assim. Mais valia fazer tudo sozinha! Mantive-os afastados durante três meses!

- Mas não aguentaste mais tempo, por isso é que precisas de mim.

- Como queiras. Bem, eu tive mais ou menos uma ideia.

- Que queres dizer com "mais ou menos"?

- Já usei esta ideia, mas de maneira diferente...

- Estás à espera de quê para me contar?

Assim, Caroline começou a contar-lhe a sua ideia, que aos olhos deles, era genial: ela ia mandar sms’s a Harry - de um número que ele não conhecesse - como se ele estivesse a trair Gina. Porém, para a parte das sms's resultar a morena teria de estar presente quando o inglês recebesse essas mensagens. A outra parte do plano era Derek, à medida que Gina fosse ficando desconfiada de Harry, aproximar-se dela para também o rapaz dos olhos verdes ficar com ciúmes. Ambos achavam que aquele plano iria resultar.

 -x-x-x-

Raquel andava muito em baixo. Liam mais uma vez andava estranho. Agora tentava ignorá-la, despachá-la. Notava-se que evitava ao máximo estar ou falar com ela. Já estava farta das crises dele! Numa curta conversa ele dera a desculpa de Kelly. Que estava triste por perder uma grande amiga sua de um momento para o outro. Mas isso não convencia a portuguesa. Não fazia sentido. Ele e Kelly não eram assim tão ligados.

Chegou a sexta-feira e a última aula era História. Aquele professor tinha o dom de transformar as aulas que ela desde sempre achara as mais aborrecidas nas aulas mais divertidas. Depressa passava aquela hora. No final da aula, o professor pediu subtilmente a Raquel que esperasse. Ela assim fez. Quando todos saíram, o professor começou a falar.

- Então? Já passaram quase duas semanas desde a passagem de ano e ainda andas assim tristinha… Desculpa meter-me na tua vida, mas não gosto de ver uma menina linda como tu assim…

Ela sorriu.

- Professor…

- Mike! A aula já acabou. Fora da aula, para ti sou Mike.

Mais uma vez ela sorriu.

- Mike… Problemas! A vida nem sempre é como queremos.

- Então em questões de amor…

- Pois.

- Mas aprende uma coisa: um homem que te faça chorar não é homem que te mereça.

Ele fez-lhe uma carícia no rosto.

- Agora veja lá menina Silva, não quero que as suas tristezas atrapalhem a sua prestação na minha disciplina, entendido? – Brinca ele pegando na sua pasta e preparando-se para sair com a rapariga.

Ela começava realmente a simpatizar com ele. E claro que a boa apresentação dele ajudava… e muito.

 -x-x-x-

Os dois mais recentes casais nesse dia decidiram almoçar juntos na casa delas. Lúcia iria almoçar na universidade porque decidira ficar a treinar com os colegas de curso. Desde o início das aulas que se entregara por completo àquilo. Talvez na tentativa de ocupar a cabeça com outra coisa que não Louis.

Entretanto ao almoço dos dois casais, falou-se do dia seguinte, que iria ser muito especial.

- E amanhã o Sr. Malik já faz 20 aninhos… - Constata Harry.

- Txiiie… Já estás a ficar tão velho! – Goza a namorada dando-lhe um beijo de seguida.

- Velho, mas ainda sirvo para te desenrascar na hora H…

- Sim… Dispenso pormenores se me fizerem o favor. – Impõe Gina respeito.

- E sempre nos vais recusar a tua festa para ires festejar com a tua família? – Questiona Harry.

- Sim. Tenho muita pena, adoraria dar-vos a oportunidade de mais uma festança, mas o meu pai telefonou-me a dizer que fazia questão. Que era muito importante para ele e para toda a família. E ainda falou de uma surpresa qualquer…

- Ui, lá vem aí o Zayn com um carro, uma mota ou outra coisa qualquer cara… só para variar. – Comenta o amigo.

- Pff… Riquinhos. – Critica ainda Gina fazendo Zayn rir-se.

- Mas por certo lado é bom este jantar. – Diz ainda Zayn, olhando depois para a namorada com orgulho. – Assim posso oficialmente apresentar a Sofia a toda a família. Eles vão adorá-la, tenho a certeza!

 -x-x-x-

Louis sabia que Lúcia passava agora o tempo todo ligada à ginástica. Ele tinha saudades dela, mas não lhe podia demonstrar isso. Naquela tarde decidiu ir mais cedo para a universidade. Foi até ao pavilhão polidesportivo muito discretamente para que ela não o visse e ficou a observá-la. Sentia tanto a falta dela! Ela sabia que ele não tolerava traições. Não devia ter feito aquilo. Por muito que realmente a culpa não tenha sido dela, ela deveria ter fugido ao máximo do gajo, para evitar que aquilo acontecesse. Enfim, Louis tentava ver as coisas de forma a considerar aquilo uma traição. O certo é que ele não conseguia perdoar e isso fazia-o sofrer porque ele amava-a… e muito! E ali ele estava a vê-la com os colegas de curso. Parecia divertida, mas notava que não havia o mesmo brilho de antes. Ele sabia que ela também estava triste, mas não podia nem conseguia passar por cima do seu orgulho ferido. 





Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Just In One Direction" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.