Just In One Direction escrita por CostaSalazar


Capítulo 27
Capítulo 27





Entretanto Harry andava com a cabeça no aniversário de Gina. Queria dar-lhe algo especial, surpreende-la.

- Não me consegues dar nenhuma ideia, ó Louis?

- Sei lá! Pensa tu nela que o meu pensamento já está ocupado com outras coisas. – Brinca Louis.

- Ao menos davas uma opinião.

- Dá-lhe um ramo de flores ou uma caixa de bombons.

- Estás a gozar? Ouviste o que eu disse? Algo especial!

Louis não estava realmente a ajudar muito e Harry estava a ficar preocupado. Tinha ainda a quinta e a sexta para arranjar algo mas não conseguia pensar em nada. Ainda para piorar Gina parecia que andava a fugir dele nos últimos tempos e ele não conseguia perceber o porquê.

A noite passou e Harry ao pequeno-almoço estava meio aluado. Só pensava naquilo. Todos repararam em Harry, mas só Louis sabia o que se passava.

- Vá lá pá! Acorda! Já tens alguma ideia?

- Nem por isso. – Responde-lhe Harry desiludido.

- Mas o que se passa afinal? – Quis saber Liam.

- O Harry não sabe o que dar à Gina.

- Que lhe dê um beijo. Chega lá e trumbas! – Sugere Zayn a rir-se.

- É isso! – Exclama Harry levantando-se e pegando nas suas coisas para sair de casa.

- Grande Harry! É assim mesmo! Chegas lá e espetas-lhe um beijo à homem! – Gozava Louis.

- Achas? A minha ideia é outra. Até logo! – Despede-se o rapaz dos caracóis.

Mais tarde, na universidade, Harry foi contar a sua ideia a Mónica. Quando foi ter com esta, ela estava rodeada de algumas das suas colegas de turma. Sendo Harry um rapaz charmoso que chamava a atenção das raparigas, todas o quiseram conhecer e conversar. Harry bem tentava escapar para poder falar a sós com Mónica mas não queria ser antipático. Dylan telefona a Mónica que se desviou do grupo para conseguir falar à vontade com o namorado, entrando na sala de aula. Assim sendo, Harry ficou sozinho no meio das raparigas por breves momentos. Nesse mesmo instante Gina passou no corredor e viu-o rodeado por todas aquelas gajas. Afinal Caroline tinha razão. Ele era realmente um grande mulherengo. Gina sentia-se revoltada contra si própria. Como é que podia estar a gostar de um rapaz daqueles? Ela detestava esse tipo de gajos. Como é que não se apercebera antes daquilo que ele era? Devia estar realmente cega por aquele maldito sentimento que lhe invadira o coração no momento em que o viu pela primeira vez. Mas agora que pensava, realmente, sempre o tinha visto entre raparigas. Quando o via com rapazes eram ou o Liam, o Louis, o Niall ou o Zayn. De outra forma ou estava sozinho ou com uma companhia feminina. Então Gina simplesmente virou costas e dirigiu-se à sua aula.

Depois de se livrarem das colegas de Mónica, os dois amigos foram até ao bar. Harry falava-lhe da sua ideia e Mónica estava a amar. Ao longe ela viu passar, apressada, pois provavelmente atrasada, Caroline. Simplesmente abanou a cabeça e desviou o olhar.

- É mesmo nojenta aquela gaja! – Afirma ela.

- Desde que me deixe em paz, por mim…

- Ó pá, não gosto dela. Nunca gostei!

- Para mim é passado. Mas realmente não entendo o que eu tinha visto nela.

- Graça Deu acorrdô né? – Brinca ela em português com sotaque brasileiro, fazendo-o rir, pois não percebia nada de português.

Gina, por muito que tentasse ser durona, ficou triste. Lúcia conhecia-a e tentou fazer com que ela desabafasse.

-Pronto, acabou! Aquele, aquele… estúpido não vai mexer mais comigo. Acabou-se! – Era a única coisa que ela sabia dizer. Talvez para se convencer mais a si própria do que à amiga.

Mas durante a conversa Lúcia reparou em algo:

- Gina, olha ali para o lado.

A morena, num gesto repentino, virou a cabeça.

- É o Zayn, não é? – Tenta confirmar Lúcia.

As duas raparigas ficaram boquiabertas. Já sabiam que o Zayn era mulherengo mas escusava de fazer aquelas cenas em plena universidade.

- Oh meu Deus! É mesmo ele! Não tem emenda.

Zayn estava aos beijos a uma rapariga qualquer. Não sabiam quem era. As duas ficaram a observar aquilo e a comentar. Por muito que Sofia recusa-se essa ideia, Lúcia defendia que ela gostava dele por causa da forma como se olhavam, mas Gina não acreditava nisso. Até porque o Zayn não lhe inspirava muita confiança. Não é que não gostasse dele, até o achava divertido e dava-se bem com ele, mas para uma relação não achava que ele fosse o rapaz correto. Via aquilo que acontecera entre Sofia e ele como uma simples aventura, visto que tanto um como outro eram dados a essas coisas. Depois daquilo que estava ali a ver, Zayn descera na sua consideração. Ao mesmo tempo aquilo fazia-a lembrar de Harry. Nesse ponto eram ambos iguais.

Sofia e Débora almoçaram juntas. Já há algum tempo que não conversavam e aproveitaram o facto de os horários coincidirem.

- É hoje que me vais contar o que se passou entre ti e o Zayn? Fiquei curiosa desde aquele dia…

A rapariga dos caracóis deixa escapar um sorriso envergonhado. Não sabia como começar Só lhe pedia para não ficar chocada e não pensar coisas más de si. Mas, por fim, explicou-lhe o que se tinha passado.

- Tarada! – Exclama Débora com os olhos arregalados sem parar de sorrir.

- Eu vim para cá para aproveitar e aproveitei!

- E fizeste tu muito bem.

- Bom, mas mudando de assunto…

- Ai aquele Zayn… - Interrompe Débora. – Eu já o tinha topado desde o início, mas tu soubeste dar-lhe a volta.

- Mas agora já chega de falar deste assunto. Deixa-me envergonhada. – Brinca Sofia. – Vais ver o Zayn e o Louis amanhã à noite?

- Claro! – Confirma Débora. – E é verdade, sabes quem faz anos amanhã?

- A Gina, já sabias?

- A Gina também?! Eu estava a falar da Mónica…

- Olha que giro, fazem anos no mesmo dia!

- Mas, infelizmente, a Mónica não vai estar cá…

- Porquê?

- Sabes como é, namorados apaixonados, é o que dá.

- Apaixonado e bonito! – Brinca Sofia. – Mas onde é que eles vão?

- Isso não sei. Nem ela sabe. Acho que ele vai fazer-lhe uma surpresa…





Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Just In One Direction" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.