Just In One Direction escrita por CostaSalazar


Capítulo 111
Capítulo 111


Notas iniciais do capítulo

Nós queriamos postar hoje um capítulo tão grande quanto o de ontem mas para isso não poderiamos postar nos próximos dias. Lamentamos pelas leitoras que preferem capítulos maiores mas nós não conseguimos e achamos que vocês preferem ter algo nova para ler todos os dias. Talvez de vez em quando apareça um tão grande quanto o 110, mas para todos os dias não dá... Desculpem. Esperemos que gostem e não se esqueçam de nos deixar a vossa opinião à medida que formos postando. Gostavamos de "conhecer" todas as nossas leitoras. Continuem a acompanhar. Prometemos muitas emoções para o baile que se aproxima.




No dia seguinte, na casa dos rapazes, todos queriam saber a razão pela qual Harry deixara mais cedo a festa. O rapaz recusava-se a falar sobre assunto, porém Louis conversou com ele e o rapaz dasabafou. Sentia-se destroçado. Nunca imaginara que Gina fizesse algo do género. Louis conseguia compreendê-lo perfeitamente. Mas Zayn, achava que as coisas não eram bem assim. Para ele, Harry estava a fazer uma tempestade num copo de água tal como Louis andava a fazer com Lúcia. E como Harry tinha sido o que mais reclamara com essa situação, se o caso fosse parecido com o de Louis, como Zayn tinha a certeza que era, Harry não podia fazer o mesmo que o amigo fizera. Então, o muçulmano telefonou à namorada para avisar que lhe faria uma visita ao final da tarde. Queria perceber melhor tudo o que se estava a passar.

-x-x-x-

Na casa das portuguesas, Gina acordou já de tarde, já as amigas tinham almoçado. Não a quiseram acordar porque sabiam que a amiga necessitava de descansar.

- Que horas são? – Pergunta ela a chegar à sala com a mão na cabeça e os olhos meio fechados como quem suporta uma grande dor de cabeça.

- Aleluia dorminhoca! Já são três da tarde. – Responde-lhe Sofia.

- Ah? Vocês deixaram-me dormir tanto?

- Sim… Depois de ontem precisavas descansar. – Volta a responder a amiga.

- Não me lembro de nada… A não ser de… do Harry.

- Não penses nisso, fofa. – Diz-lhe Lúcia. – Tu ontem à noite divertiste-te imenso! Bastaram uns copinhos de vodka e foi só festa!

- E não havia quem te tirasse de cima das colunas!

- A Gina ali louquinha a dançar o “Levanta o Vestido”…

- Eu a dançar o quê? Eu odeio essa música!

- Não pareceu nada ontem… - Comenta a namorada de Zayn.

- Eu não acredito.

- Pergunta a quem tu quiseres…

- Eu devia estar mesmo muito mal… Tudo por causa daquele estúpido que não acredita em mim!

- Vocês arranjam-se já já… Vais ver. – Descansa-a Sofia.

- Se não for tão estúpido quanto o amigo…

Sofia dá uma cotovelada na amiga. Tudo o que Gina não precisava naquele momento era de frases derrotistas daquelas.

- Vocês vão sim ficar bem. Garanto-te! E vai ser rápido! Tem de ser, até porque o baile é amanhã e vocês têm de ir e não podem entrar sozinhos! Precisam um do outro.

- Hey! O baile… Não vou! Pff… Já vi que não vou.

- Pessimista! – Lamenta a amiga dos cabelos encaracolados.

-x-x-x-

A meio da tarde, a campainha soou na casa da inglesa que morava com Josh. Estando ela a rever uns trabalhos para a universidade, foi o rapaz que abriu a porta. Uma bela loirinha de cabelos encaracolados estava à sua frente. Ele não a conhecia.

- Olá! – Cumprimenta-o ela. – Penso que és o Josh.

- Olá, sim sou o Josh e tu és…?

- Kelly.

- Ah, a amiga da Danielle! Entra, entra! – Convidou-a ele, pegando na mala dela.

Ela entrou e apreciou a sala por momentos.

- Que saudades… Está tudo igual!

- Bem, acho que escuso de dizer que estás em tua casa. No fundo continua a ser tua.

- Obrigada. Já vi que a Danielle não mentiu quando me disse que és muito simpático.

- Ela disse isso?

Kelly assentiu com a cabeça.

- Bem… Obrigado.

Ficaram por momentos sem assunto.

- A Danielle está no quarto… Não sei se preferes que a vá chamar ou se…

- Não, deixa estar, eu vou lá ter… isto é, posso?

- Oh! Claro… Já te disse que a casa é tua.

Ela sorriu-lhe e encaminhou-se para o quarto da amiga.

A porta estava entreaberta e ela aproximou-se com todo o cuidado.

- Então a menina agora deu em estudiosa?

- Kelly!

A dançarina levantou-se e correu para abraçar a amiga. Falaram do quão diferente Kelly estava. Parecia agora menos sensível. Era como se tivesse amadurecido. Ela contou-lhe algumas das aventuras que fizera em Nova Iorque… A cidade era fantástica! Além do mais tinha trazido presentes para os amigos mais chegados. À Danielle deu uma bolsa com a bandeira dos estados unidos. As portuguesas também não tinham sido esquecidas: uns calções para Sofia, uma camisola para Lúcia, uma camisola de capucho para Gina e para os rapazes trouxe diferentes t-shirts (Harry, Zayn, Liam, Niall e Louis). Conversa foi puxando conversa até que se falou no baile do dia seguinte. Danielle disse-lhe que Niall já estava a contar em ser acompanhado por ela e que seria bom se ela arranjasse um vestido. Kelly ficou super preocupada em como iria arranjar um vestido decente assim de um dia para o outro. A amiga lembrou-lhe que ainda teria o dia seguinte para tratar disso. E, se ela quisesse, depois do jantar, poderiam ir ao shopping dar uma volta, procurar o vestido perfeito. A conversa tocou ainda em Niall. Tinha-lhe feito bem arejar as ideias lá em Nova Iorque. Já via o loiro como passado. Estava agora concentrada na sua carreira, que ia de vento em popa e não se queria distrair com essas coisas. Chegaria o tempo certo para isso. Danielle também lhe contou que as coisas entre ele e Débora não tinham evoluído nada, para tristeza do rapaz. Já Liam e ela tinham voltado a ser os amigos que eram antes. A conversa durou toda a tarde… Josh, como sempre, um querido, foi chamá-las para o jantar. Elas nem acreditavam que as horas tivessem passado tão depressa!

-x-x-x-

Horas antes do jantar, Zayn passou na casa da namorada. Gina estava enfiada no quarto, refugiada no seu mp4. Depois dos cumprimentos habituais entre o casal, Zayn mostrou-se interessado em perceber o que se passara com o casal amigo. Sofia e Lúcia contaram-lhe o que sabiam.

- Bem me parecia que havia aqui algum mal-entendido… A Gina adora o Harry, não o trairia.

- Lá está… Mas ele… - Lamenta a namorada.

- Tu é que podias falar com o Harry, Zaynzinho. – Sugere Lúcia carinhosamente.

- É… E nós falamos com a Gina a ponto de ela amolecer um pouco. Sabes o quão complicada ela é. Assim, pode ser que consigamos que seja ela a dar o primeiro passo. Se a fizermos sentir um pouco culpada, talvez seja possível. – Acrescenta Sofia a sua ideia.

- Parece-me bem. Eu já sei como falar com o Harreh.

Com conversa a puxar conversa, o muçulmano acabou por jantar na casa da namorada. Depois do jantar, como sempre, religiosamente, assistiram à novela em que Débora participava. No capítulo anterior, Mel aparecera da sua viagem e estavam muito curiosos para saber o que se iria agora passar com ela. Com certeza um amor inesperado iria surgir… Coisas normais das novelas. E foi mesmo! Sofia e Zayn olhavam-se e trocavam risos porque o que se estava a passar com Mel e Kyle era parecido com a forma como os dois se tinham conhecido. Não tão louco, até porque Mel era quase tão difícil quanto Débora, mas parecido. Conheceram-se na discoteca, ela estava um pouco afetada pelo álcool e ele, metendo-se com ela, acabou por lhe roubar um beijo, ao qual se seguiram vários. No entanto ela acabou por afastá-lo e ir-se embora. Era óbvio que dali algo mais iria brotar, porque Kyle ficara com a típica cara de “hei-de encontrar-te” – o característico romance com que toda a mulher romântica sonha, incluindo a parte de que quem fazia o papel de Kyle era Douglas Booth. Um ator simplesmente lindo. Sofia, tendo ali o namorado moderou na sua apreciação, mas Lúcia não poupou nos comentários. Gina via a novela, mas ao mesmo tempo estava um pouco distante. Estava naturalmente triste.

Na casa dos rapazes, Niall, que era outro dos viciados na novela, ficou cheio de ciúmes. Ficou completamente fora de si. Os amigos riam-se mas tentavam acalmá-lo, lembrando-o que era só uma novela e que aquela não era a Débora, mas sim Mel.

- Mas o gajo… Tinha de ser aquele gajo? Ele foi buscá-la na sexta-feira à universidade! Ela disse-me na cara que é com ele que vai ao baile amanhã!

- É o Douglas Booth… Bem fixe. Foi ele que fez o “LOL” com a Miley Cyrus. – Intervem Liam.

- Porquê que eles têm assim tanta intimidade? É beijos na novela, servir de motorista na realidade… Ir ao baile de S. Valentim!

- E prepara-te para as cenas de sexo da novela que vão existir de certeza! – Pica-o Louis.

O irlandês levantou-se e virou costas. Os amigos deixaram-no. Compreendiam que era complicado ver algo do género mas sabiam também que ele ia entender que tudo era ficção quando a cabeça arrefecesse. Ter-se-ia de habituar e aceitar se realmente a amava. Caso contrário mais valia partir para outra. Relativamente a Douglas a ir buscar e a ir com ela ao baile, Louis achava que não era nada de mais. Provavelmente tinha-a ido buscar para as gravações e o facto de ir com ela ao baile podia ser uma estratégia de Débora para ir ganhando maior protagonismo. Ninguém a podia censurar por querer cuidar da sua carreira. 





Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Just In One Direction" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.