Your Love Is My Drug escrita por Tatto


Capítulo 23
Capítulo 23


Notas iniciais do capítulo

Pras safadinhas, esse capítulo é um pouco mais hot, não tão hot assim, mas já esquenta um pouco as coisas *-*
Espero que vocês gostem :)
Eu curti ;D




No Outro Dia...

Okay, minha mãe tinha razão! Mas quer saber? Já cansei de ser boazinha, quero mais que o Taylor se foda, ele e aquela vaca!

Vou aproveitar meu namoro com o Ryan, por falar nele, ele está vindo me buscar, vamos em um restaurante, comemorar nosso 1º ano de namoro e bom, logo depois eu iria para a casa dele, os pais estavam viajando, era a nossa chance. Ryan não era mais virgem, eu ainda era, então, estava muito insegura!

- Calma, é só deixar rolar! - Lu.

Ela sempre me dizia isso, entre nós três (eu, ela e Gabi) ela era a única que não era mais virgem!

- Mas e se doer? - Perguntava Gabi.

- Meninas, é só relaxar e curitr o momento!

Fiquei pensando nisso: relaxar e curtir o momento.

Não iria estragar aquela noite.

Tomei um banho rápido e me troquei, coloquei um vestido não muito curto, um salto preto que combinava com a cor dos meus olhos e dos meus cabelos, passei rímel, delineador, lápis de olho e um gloss incolor! A maquiagem não estava muito carregada, tava até que natural.

Passei um perfume bem suave e desci, fiquei esperando na sala. Minha mãe tinha saído, portanto, estava sozinha.

Ouvi um carro parado em frente a minha casa, no mesmo instante recebi uma mensagem, era do Ryan!

#Amor, já cheguei.

Tranquei a casa e entrei no carro.

Ele estava muito lindo!

Com uma camisa social e calças jeans, ele fazia aquele estilo que me conquistava.

Seu cabelo loiro estava um pouco bagunçado, seu sorriso brilhava e o perfume deixava tudo ainda mais perfeito.

- Uau! Você está linda! - Disse, logo depois me dando um selinho!

- Obrigada! E você está perfeito!

Depois de mais um selinho demorado, enfim ele ligou o carro e saímos.

Ryan me levou em um restaurante japonês, desses que tiramos os sapatos. Ele ficou do meu lado. Enquanto comíamos, ele ficava passando a mão na minha coxa. Isso pra mim já era uma coisa normal, tínhamos nossos momentos "amassos", mas claro, nunca passamos disso! Acho legal ele ter me esperado todo esse tempo.

Quando me virei para beijá-lo, vi Zach e Thassy entrando no restaurante, como estava morrendo de saudades deles, não aguentei e levantei, Ryan obviamente veio atrás de mim.

- Thassy...Zach - chamei.

Eles acenaram e vieram até mim.

- Oi sua louca, como você ta? - Thassy me abrançando.

- To bem e vocês?

- Ah tamo bem! - Zach.

- Amor, quem são eles? - Ryan.

- Ryan, esse é o Zach - Zach assentiu - e essa é a Thassy.

- Então você é o Ryan? - Zach, fechando a cara logo em seguida, com certeza aquele idiota do Taylor tinha falado merda!

- Sou sim. Por quê? De onde você me conhece? - Ryan.

Senti que o clima ia ficar tenso, e antes dele responder, falei:

- Então amor, eles estavam naquela viagem que eu fiz, lembra?

- Atah! Com aquele idiota do Taylor.

Thassy segurou o braço do Zach enquanto ele dizia:

- Lisa, foi bom te ver, mas estamos indo! - Ele me deu um beijo no rosto e se virou, dei tchau para a Thassy, que seguiu o Zach.

Ambos não falaram com o Ryan.

- Acho que eles não gostaram de mim.

- Bobagem! - Falei.

Os dois saíram do restaurante. Zach não era estressadinho, mas não ia aguentar ficar perto do cara que o melhor amigo dele tanto odeia, bom, acho que agora ele odeia também.

[...]

Quando terminamos de comer, Ryan pagou a conta e de mãos dadas fomos para o carro!

Ele pegou o caminho mais curto e em menos de 10 minutos estavamos em sua casa.

Enquando subíamos as escadas, ele me agarrou por trás e começou a beijar meus ombros nus (já que meu vestido era um tomara-que-caia), me virou e me deu um daqueles beijos de tirar o fôlego, enquanto uma de suas mãos segurava minha nunca, a outra estava na minha bunda. É, ele queria aquilo!

Quando chegamos em seu quarto, ele me jogou na cama, e se deitou por cima de mim delicadamente para não me machucar, entre um beijo e outro, sentia nossa respiração ofegante, ele começou a tirar a camisa, abriu o zíper do meu vestido que tinha nas costas e quando vi, ele já havia tirado as calças, e vi que seu membro já estava ereto, ainda em sua cueca box azul-marinho, eu estava apenas com as minhas roupas intimas, ainda estava insegura, não me sentia a vontade, foi então que eu tive certeza:

Enquanto ele beijava meu pescoço e tentava abrir o meu sutiã, comecei a me lembrar do Taylor, daquela noite na minha casa, quando ele me beijou daquele jeito, me seduzindo, passando a mão na minha coxa, se não fosse a minha mãe, com certeza teria rolado alguma coisa.

Não queria, mas meu pensamento era ele, e aquilo estava muito errado.

- Ryan, para!

Ele continuou me beijando.

- Para, por favor!

- Por que? - Perguntou, beijando minha barriga!

- Não to pronta.

- É claro que tá!

- Não! Não to! - Falei levantando da cama!

- Ah qualé, Lisa! Volta pra cá! - Ele disse, batendo no espaço vazio ao seu lado.

- Não, eu vou embora!

- O que? Como assim? E as minhas necessidades? - Ele disse olhando para baixo!

- Sinto muito, mas hoje seu amiguinho aí vai se dar mal!

- Então espera um pouco até ele aceitar que foi rejeitado que eu te levo embora.

- Não precisa! Eu chamo um taxi. - Disse, colocando meu vestido.

- Certeza? - Ele perguntou - Ainda da tempo de aproveitar.

- Sim, eu tenho certeza. Quando chegar eu te ligo.

- Ta. - Disse me dando um selinho.

Saí do quarto confusa, assim que o táxi chegou, passei o endereço da minha e comecei a pensar no que tinha acabdo de acontecer!

Continua...



Notas finais do capítulo

E aí, o que acharam?
Ela ta mesmo apaixonada né?
UAUHAUAHHAUAHAU
Mandem reviews com a opinião :)



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Your Love Is My Drug" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.