A New Life 2.0 escrita por L Angels


Capítulo 28
Capítulo 28 - As férias tão esperadas.


Notas iniciais do capítulo

Fiz um compilado porque ninguém merece vários capítulos de enrolação, comigo é tudo direto ao ponto.




 ** PDV Sophi

 

 

O resto do mês passou como num piscar de olhos e todos nós estávamos rezando para que isso acontecesse mesmo. As meninas já fizeram as malas com semanas de antecedência e os meninos estão pensando em fazer algo lá no Brasil para os fãs deles só não sei o que exatamente.

Eu e a Rafa finalmente planejamos tudo direitinho. Vamos chegar lá um dia antes do casamento do meu Pai e todos vão ficar na casa da Rafa , os pais dela já vão estar viajando. No dia seguinte eu e o Cameron vamos para o casamento enquanto todos os outros vão para a casa na praia.

Hoje era o último dia de aula e estávamos na sala á poucos minutos das nossas férias mais do que esperadas. Todo mundo já estava com o material guardado, parecia uma cena de high school musical, todos encarando o relógio no topo da lousa esperando o sinal tocar para sair dali o mais rápido possível.

O tempo parecia passar mais devagar do que nunca, eu já estava ansiosa e batia minhas unhas freneticamente na mesa em quanto o Cameron cantarolava uma musica com o Zach. A Carol estava viajando em seus pensamentos e a Manu me lançou um olhar do tipo “Esse relógio deve estar quebrado”.

A Professora começou a falar algo e o sinal tocou bem no meio da frase, aquela seria a hora que todos começariam a dançar e cantar, mas não... Todos levantaram da cadeira rapidamente e se retiraram da sala deixando a professora falando sozinha.

 

 

— Estão preparados para essas férias? - O Mike perguntou animado quando nos viu.

— Claro. – Respondemos todos juntos parando em frente ao carro dele.

— LIBERDADE! – A Carol gritou e todos riram.

— Essa última aula parece que durou uma eternidade. – A Manu resmungou.

— Nem fala Manu... – Concordei.

— Por isso que eu fugi da minha ultima aula e vim esperar vocês aqui. – O Mike confessou e nós rimos.

— Que belo exemplo! – Eu disse rindo.

— Bom... Eu só sei que temos que aproveitar o máximo que der dessas férias para valer a pena. - O Cameron falou.

— E nós vamos aproveitar, pode ter certeza disso. - O Zach disse empolgado.

 

[...]

 

 

— Acorda! É HOJE! LEVANTA! - Um ser me chacoalhava na cama.

 

Era uma voz feminina me arrisco a dizer que era a Manu, mas eu estava com tanto sono que simplesmente me virei e voltei a dormir.

 

— Qual é Sophia?? Colabora vai, levanta dessa cama. - A Pessoa puxou minhas mãos tentando me sentar na cama.

 

Abri um pouco meus olhos e confirmei minhas suspeitas, era a Manu que tentava desesperadamente me acordar. A Carol também estava no quarto, mas ela só observava a cena de longe. Deitei na cama novamente e ouvi a Carol rir.

 

— Ta é o seguinte... Se você não levantar agora eu vou tacar um balde de água fria bem na sua cara! - A Carol disse e fui me sentando na cama lentamente.

— Sério? Com ela você levanta? Ninguém respeita as pessoas delicadas. - A Manu reclamou.

 

 

[...]

 

 

Demorei um pouco até acordar de verdade, mas não era pra menos eram 5 horas da manhã e eu praticamente não dormi nada essa noite. Tudo já estava pronto, eu só tomei um banho rápido, coloquei roupa que já tinha deixado separada e depois fui tomar café com meu irmão e as meninas que tinham dormido aqui em casa.

Look:

http://www.polyvore.com/sem_t%C3%ADtulo_17/set?id=41632095&.locale=pt-br

 

— Alguém tem notícias dos meninos? Sabem se eles já estão indo para o aeroporto? – Meu irmão perguntou enquanto tentava enfiar nossas malas no seu carro.

 

Meu irmão não ia viajar hoje por causa do trabalho, ele e a Angélica vão chegar amanhã algumas horas antes do casamento, mas ele fez questão de nos levar até o aeroporto.

 

— O Zach já me mandou umas 500 mensagens, eles já devem estar na metade do caminho. – A Manu falou rindo.

— Bom, então é melhor nos apressarmos. – Falei entrando no carro.

 

 

[...]

 

 

— Essas malas estão muito pesadas Manuela. - A Carol reclamava em quanto tirávamos as malas do carro.

— Pra que levar a casa toda? - Perguntei.

— Melhor sobrar do que faltar. - A Manu se defendeu.

Eu até pensei em falar alguma coisa, mas vi os meninos se aproximando de nós.

— OI GENTE! – Eles nos cumprimentaram.

— Oi! – Todas respondemos juntas.

— Oi amor. - A Manu foi até o Zach e eu fiz o mesmo com o Cameron.

 

Demos um beijo e meu irmão coçou a garganta fazendo eu e o Cameron nos separamos rapidamente e todos riram.

Fizemos o check-in, despachamos algumas malas e em alguns minutos já estávamos indo para o avião. Não teve nenhuma despedida trágica nem nada do tipo até porque estávamos indo curtis nossas férias.

O avião decolou e nós estávamos sentados na seguinte ordem: Eu na janela e o Cameron do meu lado, com uma cadeira vaga no corredor, Logo a trás de nós tinham a na janela Manu, o Zach no meio e uma senhora no corredor. E na fileira seguinte tinha a Carol na janela, um cara muito bonito no meio e o Mike no corredor.

Durante a viagem nós comemos, conversamos, escutamos musica, dormimos (e muito), eu e o Cameron aproveitamos para namorar um pouco e até demos uma passeada pelo avião.

O Voo teve duas escalas e finalmente estávamos pousando em solo brasileiro.

 

 

[...]

 

 

— Chegamos! Chegamos! Chegamos! - A Manu dava pulinhos dentro do aeroporto.

— Mal chegamos e essa maluca já está me fazendo pagar mico... – O Mike reclamou.

— E apostar corrida com o Zach no corredor de desembarque é normal né? – A Carol lançou um olhar para o Mike e ele ficou quieto. – Foi o que eu pensei!

— Cadê o sogrão Sophi? - O Cameron perguntou olhando em volta.

— Também não estou achando. Será que esqueceram de ver buscar a gente? O Taxi no aeroporto é um absurdo. – Bufei e ele riu.

— Eles devem estar por aí, você que não enxerga direito! – O Zach brincou.

 

Continuei procurando até que avistei a Rafa correndo na minha direção, ela praticamente pulou em cima de mim me abraçando e eu dei alguns passos para trás quase caindo.

 

— Meu deus que saudade de você! Ela falou me esmagando.

— Eu também estava morrendo de saudade, mas será que eu posso respirar um pouco antes que eu morra de verdade?— Disse um pouco sem ar e ela me soltou.

— Meu deus Sophia. São eles mesmo? Eu não acredito. – A Rafa disse assim que olhou para os meninos.

— Sim são, eles.— Confirmei.

— Eu não estou sonhando?— Ela estava estática. .

— Não, você não está sonhando, eles estão aqui mesmo, eu te disse que não viria sem eles.— Eu ri e todos os outros nos olhavam confusos.

— Ei Sophia, será que da pra traduzir? - O Mike disse nos encarando.

— Ai meu deus, vocês não falam português, eu esqueci! Oi gente!! Eu sou a Rafa. – A Rafa começou calma, mas depois surtou. - AI MEU DEUS EU NÂO ESTOU ACREDITANDO QUE VOCÊS ESTÃO AQUI.

 

Eu nem preciso dizer que eles riram né? Finalmente estavam entendendo alguma coisa. Depois das devidas apresentações e da Rafa tietar um pouco, ela explicou que meu pai não pode vir, mas que ele mandou dois colegas virem nos buscar de carro.

Nos dividimos assim, um carro foi eu no banco do carona, o Cameron, o Mike e a Rafa atrás. E no outro a Carol no banco da frente e o Zach e a Manu atrás junto com algumas malas que não couberam no porta-malas.

Resolvemos ir direto para a casa da Rafa deixar todas as tralhas por lá mesmo.





Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "A New Life 2.0" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.