Opposite Attraction escrita por Giu, Bloody Mari


Capítulo 26
Capítulo 23


Notas iniciais do capítulo

Oi meninas, ta aqui o capítulo. Leiam com atenção, e nao me matem. k




Acordei no dia seguinte feliz, muito feliz, com um sorriso no rosto, Jacob dormia abraçado comigo, do mesmo jeito que desabamos na noite anterior, pele sobre pele. Me virei para ele, e comecei a dar beijos pelo seu rosto, para ele acordar.

- Huurrg.. - Reclamou, sem abrir os olhos, só se remexendo.

- Jake... acorda.. - Cantarolei, com a voz bem doce.

- Já? São que horas? - Murmurou, abrindo os olhos.

- Não sei.. mas vamos acordar? - Falei com uma animação tipo de Alice. Ele se espereguiçou na cama, começando a levantar, fiz o mesmo, e fui para o banheiro tomar um banho. Fiz minhas higienes e procurei uma roupa na mala.

- Jake, o que vamos fazer hoje? - Perguntei para ele, que tava no banheiro.

- Não sei. - Respondeu. Sentei na cama enrolada na toalha, esperando ele sair do banho para decidir.

- O que você acha de ficarmos no hotel então? - Falou quando saiu do banheiro

- Não to muito afim.. Podemos.. - Fui interrompida pelo celular dele que começou a tocar, ele foi até a mesinha e pegou.

- Alô? - Falou, fiquei olhando, curiosa. - Ah sim.. vou peguntar para ela, só um minuto. - Falou no telefone, e depois tirou ele do ouvido, virando para mim. - Nessie, é a Amber. Ela está nos chamando para ir numa praia daqui, Disse que ta tendo festa lá, e essas coisas. Ta afim de ir? - Perguntou com os olhos suplicantes. Até que nao era uma má ideia. 

- Tudo bem. - Respondi meio a contragosto.

Ele falou mais algumas coisas, marcando com ela. Pelo que ouvi ela passaria aqui para nos buscar. Comecei a procurar uma roupinha para colocar, nao podia ir muito simples, Jacob nao podia ficar olhando para ela mais do que para mim, principalmente de biquini.

- Não tem mesmo problema sair com a Amber? - Ele perguntou pela milésima vez, com uma expressão preocupada.

- Não tem. Só aviso que dou umas porradas nela se ficar se engraçando com você. - Respondi séria, e ele riu. 

- Oook estressadinha. Já ta pronta?

- Quase.

- Se ela não chegar em cinco minutos eu vou voltar. - Falei, impaciente. Estavamos na entrada no hotel, esperando Amber.

- Calma Nessie, só faz cinco minutos que descemos.. - Jacob respondeu virando os olhos, e antes que pudesse responder vimos um carro, bem chamativo podemos dizer, porsche gt prata, buzinando para a gente, enquanto a loira dava uma acenada.

- Até que em fim.. - Murmurei enquanto iamos até lá

- Oi Jaky! Tudo bem? Desculpe se demorei! - Ela falou animada, abrindo a porta para Jacob sentar na frente, me excluindo totalmente, Jacob cumprimentou ela. Fiquei morrendo de ódio pelo apelido.

- Olá .. érrr.. qual seu nome mesmo? - Falou se virando para mim, se senti tremer de ódio. Ela sabia meu nome! Fez de propósito.

- Renesmee. - Jacob falou.

- Ata. Entra ai. - Disse meio secamente, mas Jacob pareceu nao perceber.

Entrei no carro estúpido, muito irritada. A vadia loira começou a puxar assunto com Jacob, falando sobre a irmã dele. Ele parecia ter esquecido que eu estava aqui.

Chegamos numa parte da cidade que era tudo luxo, mas do que onde estavamos, nós viamos as casas a beira-mar, todas mansões luxuosas. Ela parou o carro em frente a uma dessas, e o portao se abriu. Eu tentava nao ficar boquiaberta, mais era muito mais luxo do que em Forks.

- Minha casa. Meus pais estão numa nova lua de mel e estou aproveitando para dar umas festinhas aqui. - Amber explicou.

- Você não muda nunca. Sempre festeira. - Jacob comentou com ela, e deram sorrisos cumplices. Fingi nao perceber. Saimos do carro, Jacob segurou minha mão, e ela olhou rapidamente e desviou o olhar, seguimos pelo gramado até uma escada que dava para dentro da mansão, rolava uma música alta, e ela nos levou até a parte da frente, ou talvez fundos da casa, dependia de por onde você entrava, que tinha um varandão grande, e dava na areia da praia, com certeza, um paraiso.

Ali na areia tinha uma fogueira, e várias pessoas. Dava para ver a bebida rolando solta. O sol estava forte, e várias pessoas aproveitavam para entrar no mar, e umas garotas pegavam sol. Amber, saiu apresentando algumas pessoas ao Jacob, e eu só ficava atras dele. Ele fez amizade com um garoto lá, e ficamos o três conversando.

Depois saí para pegar uma bebida, e um garoto começou a puxar assunto comigo.

- Nunca te vir por aqui.. Você mora aqui? - Perguntou. Olhei para o garoto, e era muito bonito. Cabelos dourados e olhos azuis turquesa, penetrantes. Sorri para ele.

- Não. Estou de visita. - Falei. Ele assentiu.

- Tá sozinha?

- Meu namorado ta ali. - Apontei pro Jacob com conversava com a chata da Amber. O garoto olhou na mesma direção e vi seu sorriso murchar.

- Então, meu nome é Tony. Muito prazer.

- Meu nome é Renesmee. Renesmee Cullen. O prazer é meu. - Respondi, sorrindo amigávelmente. O menino me convidou para sentar, eu ia recusar, mais olhei para o lado, e meu sangue ferveu quando vi a Amber passando o dedo pelo braço do Jacob, quase se jogando em cima dele.

Fui até umas das espreguiçadeiras e sentei lá com ele. Tirei a minha blusa e o short, e recebi vários olhares, fingi nao ligar. O papo fluia facil com Tony, ele era muito legal.

- Vai inaugurar depois de amanhã uma boate nova aqui perto, o que acha de irmos? Chama seu namorado. - Tony comentou.

- Boate? Opa to dentro. - Amber chegou lá, já se intrometendo no assunto. Jacob vinha atras.

- Sim Amber. Estou chamando ela para ir, o que acha? Podemos ser dois casais. - O garoto falou, estava na cara o interesse dele por ela.

- Ótima ideia! O que acha Jacob? - Perguntou Amber, virando para meu namorado.

- Vamos Nessie? - Ele perguntou, se referindo a mim.

- Claro! Eu e você, a Amber e Tony! - Falei, fingindo animação.

Amber fez como eu, tirou o short e a blusa que usava e sentou ali perto da gente, e Jacob sentou comigo. Estava bastante calor.

- HAHAHAHAHAHA lembra Jacob? - Amber ria mais uma vez, tocando a todo momento no Jacob, relembrando alguma coisa. Minha cara nao podia demonstrar mais tédio, Tony também estava assim.

- Acho que vou entrar um pouco na agua. Está muito calor. - Comentei quando o riso dos dois cessou um pouco.

- Eu vou com você. - Jake disse rapidamente, antes que Tony se manifestasse.

Levantei e fiquei esperando enquanto Jacob tirava o short e a blusa. Amber assobiou quando ele ficou só de short, e o olhar dela parecia ir até a alma dele.

- Nossa Jaky... mudou bastante desde a ultima vez - Comentou indiscretamente. Jacob deu um riso sem graça. E eu olhei com muita raiva para os dois. Me virei e fui caminhando para o mar, e vi Jacob vindo atras de mim.

Entre no mar e mergulhei, nem me preocupei com as ondas, Jacob entrou atras de mim.

Ele mergulhou e quando voltou a superficie estava atras de mim, para me abraçar.

- Vai ficar lá com Amber. - Falei e ele suspirou, sem me soltar de seus braços. - Jacob que história é essa de "desde a última vez"?

- Ah.. nao sei.. Amber é doida. - Fugiu do assunto e me beijou, fazendo eu esquecer um pouco do assunto.

Voltamos para a praia onde a festa rolava, e sentamos no mesmo lugar que antes, Amber e Tony ainda estavam lá, conversando. Estendi minha canga na areia, e fiquei tomando sol.

- Ah Jaky.. se você quiser ficar, tem lugar para você no meu quarto. - A vadia filha de uma puta falou mais uma vez, já estava de noite e eu e Jacob queriamos ir embora. Ela insistia nisso, e dava para ver que o convite não me incluia. Eu preferi ficar quieta, nao queria uma briga. Mas essa piranha ia me pagar caro por isso.

- Não Amber, eu vou voltar pro hotel com a Ness. - Ele disse pela milésima vez, e ela fez cara triste. Eu aproveitei para abraçá-lo e dar um beijo no seu pescoço. Amber desviou o olhar.

- Ah ok.. amanhã eu ligo para marcamos alguma coisa.

- Sim, sim.. Thau Amber. - Jacob falou

- Tchau Renesmee, foi muito bom te conhecer. - Tony falou, para provocar eu fui até ele e dei um abraço. Deve ter sido ótima a cara do Jacob.

- Também foi muito bom te conhecer. Você é muito legal. Pega meu número. Vamos sim sair depois de amanhã! - Falei animada, percebi a confusão no olhar do garoto, mas assim mesmo ele anotou meu tefone.

- Podemos ir agora? - Jacob perguntou secamente. Ele se mantinha rigido em seu lugar.

- Claro amor. Tchau Tony. Amber. - Acenei para os dois, pelas costas de Jacob, Amber me olhava com desprezo, virei os olhos para ela, queria ter dado lingua, mas teria soado muito infantil.

O taxi nos esperava ali, e fomos de volta para o hotel, sem nenhuma briga, Jacob nem comentava sobre o meu súbito afeto com Tony, mas eu sentia o ciúmes pairando no ar.  Chegando lá subimos pro quarto e eu tomei um banho e me troquei, eu estava incrivelmente vermelha de ficar o dia inteiro no sol, e marca do biquini estava aparente. Jacob estava aidna mais lindo, com um bronzeado incrivel. Tomei um banho demorado, querendo que o episódio Amber descesse pelo ralo.

Jacob entrou no banho logo após eu sair, comecei a caçar uma roupa, iriamos dar uma volta e achar um lugar para jantar. Quando eu estava pronta e ele também saimos do hotel, e pegamos um taxi indo para uma area de restaurante a beira mar. Encontramos um perfeito, com clima romantico, e ficava no alto, e tinha uma parede de vidro que viamos todo o mar. Era lindo.

Sentamos numa mesa próxima a tal janela com a vista linda, e comemos sem conversar muito.

- Nessie você está chateada por causa da Amber? - Ele perguntou em um certo momento

- Sinceramente, to sim. Não gosto nem um pouco do jeito que essa garota te olha. Eu tenho que tomar muito cuidado. - Falei, ja com um subito estresse.

- Ei bobinha, eu só tenho olhos para você, lembre disso. Amber vai ser só uma amiga. - Disse sorrindo para mim e pegando na minha mão.

- Tudo bem. Mas você nunca teve nada com ela? Nem um casinho. - Perguntei.

- Não... - Ele respondeu, mas eu senti que era mentira. Sei lá, deveria ser coisa da minha cabeça. Ciúmes. Deixei passar.

- Vou acreditar em você. Mas eu juro que mato essa garota se ela ficar de gracinha com você.

- HAHAHAHA ok. - Respondeu rindo.

- Então, me conte como você conhece ela. - Perguntei novamente, depois de dar uma garfada na minha comida.

- Ela é amiga da minha irmã. - Ele falou e colocou comida na boca, parecia adiar, para pensar numa história. 

- E... - Insisti. Ele fez sinal de espera enquanto mastigava.

- Ah.. e ela estudaram junto na faculdade, e eu ia muito visitar minha irmã, então conheci ela, Amber foi uma ótima amiga para mim. Eu tinha 16 anos na época. Ela era colega de quarto da minha irmã, então eu sempre a via. - Contou.

- Hm tá.. e quantos anos ela tem?

- 20, eu acho.

- Você gosta de mulheres mais velhas?- Perguntei subitamente com ciumes

- Não. Eu gosto de você. - Respondeu galanteador. Eu ri, e ele beijou minha mão. Acabamos de comer, sem tocar mais no assunto Amber. Apenas conversando sobre coisas banais.

Ao fim do jantar fomos andar pela praia. Estava um vento frio, mas a noite estava linda. Tirei o salto, e andamos de mãos dadas bem perto de onde as ondas batiam, as vezes elas chegavam aos nossos pés. Caminhamos até uma pedra que tinha no final da praia, e subimos nela, ficamos deitados lá, olhando a lua.

[...]

Acordei com um sorriso no rosto, era bom dormir assim, agarrada com Jacob. Acho que acordamos quase juntos e ele me deu um sorriso que eu retribui. Fiquei deitada mais um pouco, até a preguiça passar. Depois fui tomar um banho e colocar uma roupa para irmos almoçar pelo resort.

Quando eu já estava vestida e ele também, saimos do quarto, e o sol estava radiante, hoje poderia ser um bom dia. Jacob me indicou um quiosque que tinha ali para almoçarmos algo leve, sentamos nas banquetas, e ele pediu a porção de alguma coisa.

- Jakyyy! Estava te procurando em todo lugar! - Oh meu deus. Não acredito que essa Amber estava aqui. É, sim ela estava, e sentou ao lado de Jacob, cumprimentando ele. - Viu? Não falei que eu viria? HAHAHAH

Ótimo, meu dia acabou. Almocei secamente, aturando aquela garota tagarelando com Jacob, depois fomos para a piscina. Ela estava com um biquini azul turquesa chamativo, que combinava com os longos cabelos loiros e os olhos claros. Vi Jacob olhar pro corpo dela, mas dei de ombros. Sentei na espreguiçadeira e fiquei lendo uma revista enquanto pegava um sol.

- Ei, Nessie seu nome né? - Amber falou, ela estava deitada ao meu lado. Me deu raiva ela fingir que não sabia meu nome. Olhei para ela por sobre o óculos e ela deu um sorriso totalmente falso.- Nossa.. eu não queria falar, mas seu cabelo tá tão desidratado.. ia te perguntar se quer no shopping comigo. Aproveitamos para comprar roupa para usar hoje a noite.

- Para hoje a noite? - Perguntei sem entender. Deixei passar a parte que ela falou do meu cabelo, e ele nem estava desidratado..  E qual era o problema dessa garota para estar falando direito comigo?

- Sim Ness, eu combinei com a Amber de irmos numa festa ai do pai dela. Ai eu aproveitei e falei para ela te chamar para dar um volta. - Jacob falou, ele estava sentado ao meu lado, e deu um sorriso para a Amber, que mantinha uma expressão totalmente falsa no rosto.

- Hm.. ok. - Murmurei. Não tinha vontade de sair com essa garota, não gostava mesmo dela.

[...]

- Olha, esse aqui parece combinar com você. - Amber falou, me mostrando um dos vestidos mais ridículos que tinha na loja. Eu revirei os olhos, não aguentava mais essa garota falando na minha cabeça.

- Obrigada, mas eu aidna prefiro esse pretinho. - Respondi, apontando para o vestido que eu segurava na minha mão. Era incirvelmente lindo, e caro. Mas fazer o que, ela quis entrar na loja mais cara daqui, e eu não podia me rebaixar. Ela sibilou alguma coisa, e virou a cara. Comecei a ver sapatos, enquanto ela procurava um vestido.

No final ela saiu do provador com um vestido azul marinho incrivelmente lindo, que se encaixou perfeitamente do corpo dela. O vestido era totalmente delicado, eu teria até medo de tocar. Ela estava linda nele. Fingi que não tinha percebido ela se mostrando para todos naquele vestido, e fiquei vendo umas outras roupas. Paguei o meu vestido enquanto ela trocava de roupa no provador. Depois de pago, sentei numa da poltronas que tinha na loja, e fiquei esperando ela, com a maior cara de tédio. Eu não acreditava que tinha vindo para cá apenas para agradar Jacob.

Depois que ela pagou o vestido, partimos para um salão de beleza. Ela ficava falando com o cabelereiro que eu deveria cortar meu cabelo, e ficavam os dois tentando fazer minha cabeça. Eu me estressava e falava que não. Ela parecia se divertir as minhas custas. Toda hora fazia uma piadinha, eu já estava ficando de saco cheio. Tentei não prestar atenção enquanto ela falava da minha unha, do meu cabelo, da minha pele...

Quando eu já estava com o cabelo pronto e a maquiagem feita e ela estava quase acabando. Fui andar um pouco, nao aguentava mais ouvir ela falando. Comprei algumas lembracinhas para Alice e depois voltei ao salão. Qual foi minha supresa ao ouvir ela conversando com alguns dos cabelereiros, pareciam um grupinho de fofoca, e ela falava de mim. Dizia que eu tinha vindo do meio do nada, e mais coisas maldodas do tipo. Fervi de ódio. Ela teria o que merecia.

Eu me ofereci para levar a sacola dela, com o vestido para a festa. E já tinha em mente um plano. Ela me deixou no hotel, e nem se lembrou de pegar a sacola que estava na minha mão. O caminho inteiro até o hotel ela foi falando sobre boas maneiras, como se eu já não soubesse.

Entrei no quarto, e a primeira caixa que eu procurei foi a dela, rapidamente peguei o vestido e dei um rasgão bem nos detalhes da frente, depois atras diz o mesmo. Ficou lindo... para não dizer o contrário. Guardei ele na caixa, e me sentei esperando Jake sair do banho. Quando ele saiu eu avisei que ela tinha esquecido o vestido, e para ele ligar para ela, para ela ir buscar. Eu ria internamente imaginando a cara dela quando vissse o estado do vestido.

- Já ta pronta? - Jacob perguntou enquanto acabava de arrumar o smoking. Sim, ele tava usando smoking.

- Estou. - Falei, pegando a bolsa e indo para perto dele. - Estou bonita? - Perguntei, dando uma volta para ele ver a roupa.

- Está linda. - Respondeu e me deu um selinho. Segurou a minha mão e saímos para pegar um taxi até o lugar.

Eu fiquei impressionada quando cheguei lá e vi algumas limosines, e fotógrafos na entrada, o lugar era mesmo de alta sociedade. Entramos e Amber estava lá, com Tony como seu acompanhante. Fomos até eles, e dei um sorriso maldoso para Amber, que tentava nao demostrar o ódio por eu ter destruido o vestido dela. Agora ela usava um que não era tão bonito, e o meu tava bem melhor. 

Ela tentava manter a pose com o Jacob, apresentou algumas pessoas para a gente, e depois de um tempo ela saiu com Tomy para dar uma volta, fiquei perto do bar com Jacob, conversando.

Algum tempo depois inauguraram a pista de dança, e todos os socialites foram dançar, Jacob me levou para lá. As músicas eram meio diferentes do que eu estava acustumada, mas mesmo assim era divertido. Eu fiquei feliz, por ver a expressão da Amber, ela estava sentada com Tony, e olhava para mim de olhos afiados. Acho que não estava satisfeita de ver a felicidade de Jacob comigo, e o fato dele nao dar nenhuma atenção a ela.

Quando dei por mim, já era tarde, e muitas pessoas já tinham ido embora. Falei com Jacob e ele achou que também já deveriamos ir. Mas antes ele quis procurar por Amber para se despedir. Achamos Tony conversando com uma menina e Jake perguntou pela Amber, ele falou que ela foi embora cedo, e que estava estranhamente muito estressada. Jacob deu de ombros e fomos embora. HAHAHAHAHAHA coitada da Amber, pensei. Ela achava que podia competir comigo.

Acordei feliz. Hoje o dia estava bonito, e eu acreditava sinceramente que seria muito bom. Principalmente por não ter que aturar a amiguinha de Jake o dia inteiro. Me levantei e fui logo tomar um banho e procurar um biquini. Jacob acordou logo depois e foi se trocar.

Estavamos muito apaixonadinhos, eu acreditava que isso deixava os outros com nojo, de tanta fofurice. A cada segundo estavamos trocando caricias, abraços, beijos ou palavrs carinhosas. Eu via o olhar meio enojado do taxista que nos levava até a praiai, ele deveria achar muita paixãozinha adolescente.

Passamos o dia todo na praia, apenas curtindo o sol maravilhoso, almoçamos a beira-mar, a tarde nós fizemos windsurf e quando já faltava algumas horas para o pôr-do-sol , nós fizemos um passeio de lancha até uma ilhazinha que tinha por ali, foi lindo. Descemos no cais de madeira escura que tinha lá, e demos uma volta pela pequena ilha, sentamos em um quiosque que ficava no alto, bem ao meio da ilha, totalmente praieiro, eu imaginava que ninguém morava na ilha, que parecia mais um monte de areia com alguns coqueiros, e com certeza deveria sumir quando a maré estava alta. Explicado o porque do quiosque ficar tão no alto. Fizemos um refeição tipica dali, depois nos encostamos num coqueiro, e observamos o sol ao longe, se pondo, foi maravilhoso, mais romãntico do que imaginei. Não eramos o único casal que estava ali, fazendo a mesma coisa.

Quando a noite já estava vindo, e a ilha estava mais deserta, pegamos a lancha de volta a praia. Fomos para o resort, cansados e felizes. Me joguei na cama, sem ter tomado banho. Meu celular começou a tocar, e corri para atender.

- Alô? - Era número desconhecido. 

- Nessie? - Uma pessoa perguntou

- Sim, quem é?

- Oi Ness! É o Tony. Estou tentando ligar desde mais cedo, o celular ta fora de area. E ai, ta de pé irmos naquela boate hoje? - Tony falou, animadamente.

- Ah sim, Tony.. Vou ver com Jake se ele quer ir e te ligo, ok?

- Tudo bem. Um beijo.

- Beijo. - Me despedi, desligando.

- Quem era? - Jacob perguntou, aparecendo no quarto.

- O Tony. Ele quer saber se queremos ir naquela boate que vai inaugurar. - Respondi. Vi Jacob revirar os olhos, ele nao gostava de Tony.

- Não sei.. você quer ir?

- Quero. - Respondi, dando um sorriso para ele.

- Ok, então tudo bem. Vou tomar banho. - Avisou indo pro banheiro. Peguei o telefone e liguei para Tony, marcando dele passar 22:30hrs para nos buscar aqui. Depois tomei meu banho e me arrumei calmamente. Pedimos uma janta leve, e logo eu acabei de me arrumar.

Ele ligou avisando que estava chegando e nós dois descemos para esperar. Logo Tony chegou,e tamanha foi minha supresa quando vi Amber sentada no banco da frente. Ela saiu para cumprimentar Jacob, com um sorriso sedutor, e abraçou ele, dando um beijo no canto da boca. Eu vinha mais atras e ela me olhou por sobre o ombro dele com o olhar afiado. Eu não estava gostando nem um pouco da presença dela ali. Jacob se soltou do abraço dela e entrou no carro, cumprimentando Tony que nem havia saido. Eu entrei, e Amber também, que por sinal estava muito bonita, com um vestido vermelho, ela estava sedutora e incrivelmente linda. Fiquei babando, e aposto que Jacob também.

O caminho todo até o local tive que ouvir Amber tagarelando, e toda hora olhava para Jacob. Finalmente, chegamos, e o lugar estava lotado, a fila dava voltas.

- Tá cheio.. - Comentou Tony.

- Claro né. Isso aqui é point. Esses pérrapados acham que vão conseguir entrar HAHAHAHA - Respondeu Amber, com muita maldade na voz. Pelo visto só gente importante entrava ali, mas isso nao lhe dava motivos para zuar ou humilhar quem tava naquela fila tentando entrar.

Tony deixou um carro com um cara que esperava, e entramos logo, é, pelo visto nós não eramos nenhum "pérrapado" como a nojenta falou. Tentei não babar quando entrei no lugar. Era mesmo incrivel, acho que a balada mais chique que já entrei. Tudo cheirava a riqueza. Fiquei asbimada com o lugar, até as músicas pareciam ser diferentes, mesmo que fossem as populares que tocavam por ai.

Fomos direto ao bar, e Amber pediu o "drink da casa" pros 4. Era uma bebida com vodka, suco de laranja e groselha. (N/A: Minha bebida favorita, deu até vontade de beber :B kk o nome é Sex on the Beach).

Bebi o copo rapidamente, e pedi um segunda rodada, era mesmo incrivel. Fomos para a pista que estava bombando e fiquei dançando agarrada com o Jake, e a Amber fazia o mesmo com Tony, mesmo que ainda olhasse para meu namorado sem parar. Com um pouco de ciúmes da dança provocante que ela fazia, me agarrei a ele e o beijei. Ficamos dançando no ritmo da musica enquanto trocavamos alguns beijos e mordidinhas, olhei de canto de olho para Amber que tentava disfarçar a raiva, e dei um sorrisinho. Dancei várias músicas até me cansar e voltei ao bar para pedir outra daquela bebida maravilhosa, e Jacob ficou na pista dançando.

Fiquei sentada remexendo meu copo e pedindo sempre mais um copo.

- Ei Ness, tá gostando daqui? - Tony perguntou vindo se sentar ao meu lado.

- Sim, é legal. - Respondi sorrindo para ele.

- Você está muito bonita hoje. - Falou no meu ouvido por causa da música alta

- Obrigada, você também está. - Falei lhe dando um sorriso.

Rimos e ficamos conversando sobre o lugar. Quando cansei de ficar sentada, voltamos juntos para a pista. Fervi de raiva ao ver, Amber dançando agarrada com Jacob, na frente dele, mas de costas para ele, se esfregando no MEU namorado.

Fui até lá, e puxei ele para dançar comigo, deixando ela com cara de tacho. Ela me olhou com raiva. Comecei a dançar com ele, fazendo quase a mesma coisa que Amber estava fazendo. Dançamos por algumas horas, nos servindo dos drinks que alguns garçons passavam servindo. Eu já sentia os efeitos da bebida, eacredito que Jake também, fomos nos sentar para descansar.

- Outro drink. - Jacob pediu.

- Vai com calma amor. Você já ta meio mal. - Falei, eu estava em alerta.

- To nada.. - Respondeu com a voz enrolada. O barmen trouxe e ele virou mais um copo, e pediu outro..

- Jake. - Repreendi ele.

- Relaxa Ness. - Respondeu revirando os olhos. Me levantei e voltei para a pista, eu sentia os efeitos da bebida, mas não estava bêbada, não muito. Dancei por bastante tempo, até Tony me encontrar ali no meio.

- Nessie, sozinha porque? - Perguntou. PErcebi que ele nao parecia estar bebado, nem um pouquinho tonto.

- Jacob ta no bar.. - Respondi, sem parar de dancar, Tony também entrou no ritmo da musica, enquanto falava comigo.

 - Amber também está lá. - Tony falou, dei de ombros e continuei dançando.

Fiquei lá com Tony, rindo bastante com as danças dele, e toda hora ele vinha fazer uma brincadeira comigo. Quando as músicas começaram a ficar ruins sai da pista, com Tony me acompanhando, voltei pro bar onde Jacob tinha ficado, e nao encontrei ele.

Cansada, me sentei e pedi outro drink. Já me sentia bastante tonta, então não dei importância para onde Jacob podia estar, Tony estava grudado em mim. Tomei mais algumas.

- To afim de ir embora.. - Tony comentou.Perguntei a hora, e ele falou que já tinha passado das 3hrs.

- Vamos embora. Vou procurar JAke. - Falei.

- Vou com você, tenho que achar Amber. - Ele disse se levantando junto comigo.

Demos a volta por toda a boate ( que era imensa ), e eu não encontrava Jacob em lugar nenhum.

- Onde ele se enfiou? - Falei irritada.

- As vezes ele foi embora. - Tony deu de ombros.

- Ele não ia me deixar aqui. - Falei convicta.

- Não sei então. - Tony disse. - Vamos, eu te deixo em casa. Ele já é grandinho, vai conseguir encontrar o caminho. 

- Ok. - Falei meio receosa, nao queria deixar Jake para trás.

- Vamos. - Falou segurando na minha mão e me puxando para a saída.

Entramos no carro dele, e fomos em silêncio para o Hotel. Numa parte do caminho ele começou a falar, e eu ria das piadinhas, o papo com ele era muito leve.

- Tá entregue. - Falou quando paramos em frente ao Resort.

- Obrigada. - Falei, dando um sorriso para ele.

- Nada. Não se preocupe com o Jacob, logo ele chega. - Falou dando um sorriso lindo, de tirar o fôlego. Eu nao sei se era por causa da bebida, mas eu estava achando Tony ainda mais bonito, os olhos claros estavam penetrantes, e eu nao desviava o olhar deles.

- Thau.. - Murmurei sem me desviar do olhar dele. Ele também não desviava, e antes que eu piscasse, ele se aproximou e me beijou, e como por instinto eu retribui o beijo, a boca dele era muito macia, mas seu beijo muito diferente do de Jacob, acho que ninguém nunca teria o calor dele. Nos separamos ofegantes, e ele sorriu para mim, abaixei os olhos.

- Me desculpe.. eu não deveria.. eu tenho namorado, e você tem... - Comecei a falar rápido, muito envergonhado.

- Shiu. - Me calou e me deu outro beijo, dessa vez me pegando mais prevenida. Eu já estava me entrelaçando no beijo quando me dei conta do que estava fazendo e me separei.

- Tony! Pare com isso! - Gritei, me afastando dele.

- Não consigo, você é muito linda. - Falou passando a mão pelo meu rosto, descendo pelo meu pescoço e já indo para meu decote. Ele deu um sorriso malicioso para mim.

Eu estava meio tonta, mas por reflexo dei um tapa nele, e sai do carro.

- Você é ridiculo! Eu tenho namorado! - Gritei para ele, e bati a porta com força, entrei rápido no Hall do lugar, que estava deserto, e peguei o elevador. Me olhei no espelho que havia lá, eu não acreditava que tinha feito aquilo, mas não tinha sido culpa minha. Estava arrependida demais. Quando cheguei no meu andar já me sentia mais calma, corri até a minha porta, e ela estava aberta. Imaginei que Jacob tinha esquecido de fechar.

Entrei e não acendi a luz. Joguei a bolsa num canto, e tirei o sapato, abri as grandes portas que davam no quarto, e fiquei estática, nao consegui mover um músculo. 

- Eu. não. acredito. nisso. - Murmurei as palavras, sem conseguir falar direito. Não era possivel, deveria ser um denaveio meu. Amber no colo de Jacob, em cima da cama, como uma cachorra, sem nenhuma roupa, dei uma olhada pro chao, suas roupas todas largadas. Com as luzes apagadas eu nao conseguia ver direito, corri até o interruptor e acendi.

Os dois me olhavam sem reação, Jacob principalmente. Eu não sei o que em mim, mas corri até Amber, e comecei a puxá-la pelos cabelos.

- Piranha! - Gritei vermelha de ódio, dei um tapa na cara dela, e ela não revidou, olhava para mim com um sorriso vencedor no rosto.

- Eu te falei. Você é só uma pirralhinha, Jacob sempre vai me preferir. Já tive masi história com ele do que você imagina. - Ela falava cada palavra minuciosamente, eu sentia o veneno e toda a sua maldade. Nao queria deixar, mais as lágrimas saiam.

- SAIA DAQUI! - Gritei para ela, ela lentamente, pegou suas coisas no chão, se vestiu, enquanto eu me mantinha parada sem saber o que fazer. Ela terminou de se vestir, e se virou para Jacob que tava parado como eu, sem reação.

- Me liga gato. - Disse dando uma piscadela para ele, e mandou beijinhos, saindo do quarto, ouvi a porta bater, e saí correndo pro banheiro. Tranquei a porta, e me joguei no chão, chorando audivelmente.

Não sei quanto tempo fiquei lá, mas em certo momento eu já não tinha mais lágrimas, e meu choro cessou. Jacob não parava de bater na porta me pedindo para abrir, ele não parava, e agora eu fingia que não estava ouvindo. Liguei o chuveiro, precisava de um banho, talvez pensando que assim tudo desceria ralo a baixo. O que não aconteceria, mais eu ainda tinha esperanças.

Tirei minha roupa, largando ela de qualquer jeito e entrei embaixo do chuveiro, encostei a cabeça do azulejo frio e chorei mais, eu não sabia o que fazer, a mágoa que eu sentia naquele momento era demais até para raciocinar. Quando minha pele já estava enrugando eu sai e baixo do chuveiro, me sequei, e fui me olhar em frente ao espelho. A minha expressão não podia demostrar dor maior. Apoiei minhas mãos na bancada e fiquei olhando para o meu rosto refletido no espelho.

- Eu. vou. ser. forte. - Sussurrei as palavras para mim mesma. Abaixei o rosto, apoiado nas mãos, e pensei no que faria. Minha vontade era nunca mais olhar na cara de Jacob. Eu tentava pensar no que fazer, e nesse momento eu só queria sair de lá, de perto dele, e tentar esquecer tudo isso, um pouco.

Lavei meu rosto que estava com a maquiagem toda borrada, e respirei fundo. Tomando coragem para abrir aquela porta, pegar minhas coisas e sair de lá.

Respirei fundo mais uma vez, com a mão na maçaneta, e a abri com toda a força que eu conseguia. Jacob ainda estava parado na porta, ele tentou falar comigo, mas eu não ouvia mais nada. Segurando as lágrimas, fui até o canto onde minha mala estava, e comecei a jogar tudo meu dentro dela. Eu nao ouvia uma palavra do que Jacob falava. Eu não olhei na cara dele em nenhum momento, puxei uma roupa qualquer que estivesse por cima da mala, e vesti, sem me importar com como eu estava, joguei a toalha num canto, e continuei pegando minhas coisas, quando achei que não faltava mais nada fechei a mala e a empurrei para fora do quarto.

Jacob parecia desesperado, mas tudo que ele falava era só uma musiquinha de fundo, que na verdade eu preferia nao entender o que era. Quando eu já estava abrindo a porta para sair dali, largar aquilo tudo para tras, ele segurou no meu braço, e fui obrigada a virar para ele. Seus olhos estavam inchados, ele parecia que também havia chorado por todo esse tempo, e sua cara era de total desnortaçao.

Eu virei para ele, com a melhor cara de durona que conseguia e ele sussurrou:

- Não vá.  - A voz estava entrecortada.

- Nunca mais olhe para mim. Adeus, para sempre. - Falei as palavras, e não aguentei, lágrimas sairam e eu as sequei rapidamente. Puxei minha mala para fora do quarto, e ele ficou parado lá.

Eu sabia que agora estava deixando tudo para trás, mas era apenas o que eu queria, ficar na minha casa, deitada quieta. O dia estava amanhecendo, peguei um dos taxis que ficava parado na porta do hotel, e pedi para me levar ao aeroporto.

Mesmo que quisesse ficar quieta, eu sabia que deveria ligar para pedir ajuda a alguém. Saquei meu telefone que estava na minha bolsa e disquei pro número da pessoa que poderia me ajudar.

- Alice? Eu preciso muito de você. - Falei com a voz de choro para minha amiga, e fechei meus olhos. Esperando que tudo passasse.



Notas finais do capítulo

É meninas, como falei, prometia grandes emoções. Bom, uma leitora comentou no capítulo anterior que não leria mais a fic se houvesse alguma traição. Eu conversei com ela, e falei que sim, teria que haver traições, e outras coisas, para que a história seguisse o rumo que eu sempre imaginei desde o dia que escrevi o esboço no meu caderninho.
.
Então, o que posso dizer é que, se vocês aceitam isso, continuem lendo, e se vocês não quiserem aceitar o rumo que a fic vai levar de agora em diante, parem de ler, mas por favor, nao façam comentários que possam magoar a autora, inclusive porque, tudo isso vai ter um "porque".
.
Bom, é só isso que tenho a dizer, espero que tenham gostado, e comentem. Estamos com 239 comentários, o proximo cap vem quando tiver nos 250, ok?
.
Beijos, e até a próxima!