Opposite Attraction escrita por Giu, Bloody Mari


Capítulo 14
Capítulo 11


Notas iniciais do capítulo

Oie meninas! Estava ansiosa para postar, mas como combinado, tava esperando chegar aos 60 comentários! Tem supresinhas nesse capítulo, e leiam as notas finais.




PDV Nessie

Acordei muito animada. Hoje era sexta feira, a semana tinha passado depressa, e para melhorar hoje o tempo em Forks estava ótimo, eu conseguia ver o sol, e estava um calorzinho aconchegante. E para me deixar ainda mais feliz só faltavam duas semanas pro meu aniversário.

Tomei um banho, e me arrumei para a escola, cantando músicas animadas e vesti uma roupa mais leve para aproveitar o dia de sol, shorts branco, regatinha cinza, um salto de tachinhas, algumas bijuterias e a mesma bolsa que estava usando essa semana toda. Não abusei muito na maquiagem, só os olhos de sempre, e deixei meu cabelo ao natural.

Desci para tomar meu café, cantarolando alegremente.

- Oi pai, mãe, Em. - Falei, sorrindo. Eles me olhavam estranhos, como se não estivessem acostumado com as minhas variações de humor. Peguei um copo, e sentei-me à mesa com eles, colocando um pouco de suco no copo, e puxando um pedaço de pão.

- Oi filha. - Disseram meus pais.

- Falai maninha. - Disse Emm, com a sua animação de sempre.

- Filha, seu pai vai fazer uma viagem de negócios hoje, e eu vou acompanhá-lo. Você vai se importar de ficar sozinha em casa? - Falou minha mãe.

- Sem problemas mãe.

- Nada de dar festas, e se comporte em Renesmee. - Disse meu pai, sério.

- Pode deixar pai. - Falei rindo. -  Emm vai tomar conta de mim. 

- Isso ae. - Emmett falou, piscando para mim.

- Ah, acho que não vou mais ver vocês hoje. Então beijos, e boa viagem. - Disse me levantando, peguei uma barrinha de cereal, coloquei na bolsa.

- Até domingo, filha. - Disse minha mãe.

- Se comporte. - Falou meu pai.

- Ok... - Gritei já indo para a garagem, com Emmett andando na minha frente.

[...]

A escola estava à mesma de sempre, as meninas me receberam alegres e avisaram que teríamos que matar as primeiras aulas do dia com o treino.

Depois disso veio o almoço que passou normal e sem nada demais acontecer. Jacob me olhava sorrindo, e eu sorria de volta. Não vi Rosalie em nenhum momento desse dia.

Agora eu estava saindo da última aula do dia, caminhando distraidamente pelo corredor da escola, com os pensamentos longes. Até que alguém me puxa para uma salinha vazia, e eu não entendi nada. A pessoa me beijou e retribui ainda curiosa em saber que era.

- Ness... Saudades - Jacob falou ai que o reconheci e vi que ele que tinha me puxado.

- Também estava... Esperei você me procurar essa semana toda - Falei, tentando parecer triste.

- Desculpe, mas Rosalie estava de olho, não posso ficar dando mole. - Ele falou, fazendo careta.

- Hm. Não sei por que você ainda não terminou com ela... - Falei. - Você não quer ficar comigo?

- Claro que quero. Mas é complicado. - Ele disse. - Podemos deixar para conversar isso depois?

- Ok. - Ele me abraçou e me beijou de novo, nos separamos alguns minutos depois.

- Vai fazer o que hoje? - Ele perguntou ainda me abraçando.

- Ainda não sei - Respondi. - E você?

- Também não sei. - Ele disse.

- Quer ir lá em casa mais tarde? Meus pais vão viajar, e Emmett nunca fica em casa. - Propus.

- Claro que vou. - Ele respondeu, sorrindo.

- Vai quando já estiver de noite, não sei que horas o Emm vai sair...

- Ok.

- Agora deixe eu ir, marquei de encontrar com a Alice ali.

- Tchau... - Ele falou e me beijou novamente. Correspondi o beijo, que foi rápido, logo sai dali, caminhando para o estacionamento.

Alice estava parada junto com seu namorado, mais amigas nossas, e alguns amigos de Jazer.

- Oi gente. - Falei sorrindo.

- Que demora em. - Reclamou Alice.

- Desculpa, tive que parar ali para resolver uma coisa. - Falei.

- Nos, estávamos conversando aqui... O que você acha de uma festa, sábado? - Falou Angel.

- Pode ser. - Falei, me animando com a ideia.

- Queríamos dar uma festa para comemorar a entrada de vocês duas como lideres de torcida, o único problema é que não temos onde fazer. - Falou Maggie.

Rapidamente me veio uma ideia.

- O que vocês acham de ser lá em casa? Meus pais viajam, e a casa é só minha.

- Ótimo. - Elas assentiram.

- Precisamos comprar as coisas. Vamos Nessie, marquei salão para daqui a meia hora. - Falou Alice.

- Vamos então. Ei Angel, encontra com a gente lá no shopping, vamos comprar as coisas para festa o que você acha? - Falei.

- Ok. Seis horas pode ser?

- Acham. To indo. - Falei entrando no carro de Alice.

[...]

Depois de passar no salão, fazer as unhas e fazer meu cabelo, fiz algumas comprinhas com Alice pelo shopping. Ai encontrou com Ângela e as outras meninas, e compramos algumas coisas para a decoração da festa de amanhã. Alice estava animada. E eu estava mais ansiosa para o meu encontro com o Jacob.

Abri a porta de casa, algumas luzes estavam apagadas, o que avisava que não tinha ninguém lá.

- Emm? - Gritei - Ta em casa?

O silêncio continuou. Subi para o meu quarto, coloquei umas músicas para tocar, e fui tomar um banho. Passei meu hidrante no corpo todo, prendi meu cabelo num rabo de cavalo, passei um delineador nos olhos. Vesti uma lingerie nova, branca, com rendas e bem pequena. Optei por colocar uma roupa confortável, um shortinho de lycra e uma blusa de mangas compridas mais larguinha, só que ao mesmo tempo era mais arrumadinho para receber uma visita.

Desci para preparar alguma coisa para comer, logo ele deveria estar chegando, e estava animada. Optei por fazer meu prato favorito: lasanha. Demorava um pouquinho, mas iria valer a pena.

[...]

A campainha tocou, e fui atender. A lasanha estava cheirando, só mais alguns minutos até ficar pronta. Abri a porta e sorri ao ver Jacob vestido com uma blusa preta, e calças jeans, estava lindo. Ele retribui o sorriso, e abri mais a porta.

- Entre. - Falei, sorrindo como boba. Ele entrou e fechei a porta.

- Oi. - Ele disse, e eu ri baixinho. Ele me abraçou forte. - Já estava com saudades.

Eu ri, e sai do abraço.

- Entre, fiz lasanha para a gente. Ta quase pronto. - Falei, indo em direção à cozinha, com ele me seguindo.

- Está cheirando...

- Senta ai, ta quase pronto. - Ele sentou-se à mesa, e eu fui pegar as coisas para arrumar a mesa. Fui na geladeira, pequei um suco e copos, coloquei em cima da mesa, e percebi que ele olhava atentamente o que eu fazia. Depois fui até o armário e peguei dois pratos e coloquei na mesa, ele ainda me olhava, abaixei os olhos e corei meio envergonhada, ele deu um sorrisinho, e eu me virei para ir ver a lasanha.

- Já te falei como você está linda hoje? - Ele falou, me pegando pelo braço, quando eu estava passando por ele para pegar um pano de prato. Novamente eu corei, e ele riu. - Adoro quando você fica assim... - Disse passando a mão nas minhas bochechas.

Eu ri baixinho, e fui tirar a lasanha. Eu estava me sentindo meio bobinha, corando e rindo para ele. Me sentia a antiga Renesmee, sem nenhuma maldade, uma idiota apaixonada... Mas eu ainda era essa?

Tirei a lasanha do forno e levei para a mesa, colocando num apoio. Cortei um pedaço e coloquei no seu prato. Cortei um pequeno pedaço para mim, e me servi.

Ele me olhava intensamente, sentei na sua frente, e comecei a comer em silêncio, não me sentia muita a vontade. Continuei a comer, e ele ainda não tinha tocado no prato, olhava para mim com um sorriso bobo.

- O que é que tanto olha? - Falei, rindo sem graça.

- To apreciando sua beleza. - Ele disse, aumentando o sorriso.

- Bobo. - Falei lhe dando um tapinha. Ele riu e começou a comer. Tocava músicas calmas e românticas no rádio, deixando um clima meio estranho entre a gente, eu sorri, imaginando se ele também estava assim.

Fui pegar ketchup, ao mesmo tempo em que ele, e quando nossas mãos se tocaram, senti um choque. Olhei para ele, que ainda estava com a mão encostada na minha, e ele pareceu levantar a cabeça para me olhar no mesmo momento. Ficamos no encarando, como se pelo olhar ele visse minha alma, ele veio com a outra mão até minha boca, e passou no canto.

- Tava sujo... - Sussurrou baixinho, ainda me encarando, minha mão estava junto com a dele, e eu o encarava intensamente. Ele se aproximou de mim, acho que pronto para me beijar, e de repente levamos um susto, quando a música trocou para um rock pesado e alto, fazendo eu dar um pulo.

Ri, e me ajeitei na mesa. Ele fez o mesmo. Continuamos a comer em silêncio, logo eu terminei, e ele comia pela segunda vez. Peguei meu prato, levando para a pia. Deixei lá, e voltei a me sentar, dessa vez eu resolvi observar enquanto ele comia. Era tão lindo...

Ele me olhou de relance, e viu que o olhava fixamente. Sorriu.

- Ta me olhando? - Perguntou, arqueando uma sobrancelha.

- Você é lindo, sabia? - Falei, sorri.

- Eu sei. - Ele respondeu.

- Convencido. - Falei, e fiz biquinho. Ele riu, e eu ri junto.

Ele terminou de comer, peguei seu prato, e coloquei na pia. Fui para a sala, com ele vindo ao meu encalço.

- Ei quer conhecer meu quarto? - Perguntei rindo.

- Eu já conheço... - Ele falou me puxando para junto dele. Me segurou no alto, e subiu as escadas.

- Me soooolta Jake - Falei, rindo.

Ele abriu a porta do quarto, rindo.

- É aqui senhorita? - Ele perguntou, de brincadeira.

- Sim, sim.. Agora me bota no chão.

- Ok. - Ele disse, e me colocou no chão. - Ta entregue.

- Vem, entra logo. - O puxei para dentro.

Ele se recostou numa cadeira, eu fui para frente do espelho, ajeitar meu cabelo. Fiquei tirando os nós com os dedos, e ele veio por trás de mim, e me abraçou. Ri baixinho e suspirei.

Me virei para ele, e coloquei minhas mãos em volta do seu pescoço. Ele se aproximou mais de mim, tocou seus lábios nos meus, em vários selinhos. Abri minha boca, dando passagem para ele, que me beijou calmamente.

Foi diferente, foi apaixonante, foi mágico. Eu me sentia em êxtase com ele. O beijo continuou, parecia que se possível eu nunca o largaria. Ele também parecia estar assim.

Quando paramos para tomar fôlego eu o olhei e sorri, e novamente encostei meus lábios nos seus, nossos lábios estalando sempre que se tocavam.

Eu o ataquei, beijando ele ferozmente, foi uma mudança de humor repentino, mas decidi que queria tê-lo. Ele pareceu entender o beijo, e compreendia da mesma forma. Me puxou mais para si, e eu o ajudei a tirar a blusa, ele era tão lindo, musculoso e atlético. Ele fez o mesmo comigo, tirando minha blusa, deixando meu sutiã branco a mostra.

- Você é linda... - Ele disse, e me beijou novamente. Fomos em direção a minha cama, sem separar nossas bocas. Ele me jogou, vindo para cima de mim. Suas mãos passavam pelo meu corpo, e ele puxou meu short para baixo, levantei um pouco as pernas, o ajudando a tirar. Ele levantou e tirou sua calça, ficando só de cueca e voltou para cima de mim, o beijei, manti meus olhos fechados. Estava amando nosso momento. Ele retirou meu sutiã, e voltou a me beijar apaixonadamente.

Seus lábios viajaram pelo meu corpo, sua boca indo para meu pescoço e descendo pelos meus seios, suspirei quando ele levou um mamilo na boca e o chupou, cravei as unhas em suas costas suspirando.

Ele gemeu baixinho e sugou meu seio com mais vontade, esfreguei meu corpo contra o dele, e gemi quando seu membro ficou entre minhas pernas, ele estava quente e pulsava contra meu sexo.

- Jake... – arfei e ele sorriu, seus lábios saindo do meu peito e descendo por minha barriga, suspirei em antecipação ao vê-lo descendo mais e abrindo minhas pernas, retirou minha calcinha e com um sorriso malicioso enterrou o rosto em meu sexo e lambeu.

- Oh meu... – gritei ao sentir sua língua quente em minha entrada, ele soprou meu sexo, e chupou meu clitóris, dois dedos entraram em minha boceta e começaram a se mover lentamente.

- Hmmm, tão gostosa... – ele falou contra meu clitóris e meus olhos giraram nas orbitas, sua boca voltou ao meu sexo e chupou lambendo em seguida.

Minhas pernas tremiam e meu sexo pulsava, eu estava tão perto, ele adicionou três dedos e foi o meu fim, eu gritei alto e meu corpo inteiro pareceu ter levado um choque, eu ainda tremia e ele continuava me lambendo, me provando.

- Jacob...

- Você goza lindamente Ness. – ele falou voltando para cima dando beijos por meu corpo, eu sorri preguiçosamente.

Ele sorriu também, e já de frente para mim, abaixou a cabeça e tomou meus lábios nos seus, gemi contra sua boca, o gosto do meu prazer em seus lábios era muito excitante, me esfreguei contra ele, seu membro duro e quente pulsando contra minha entrada.

- Quero você. – falou roucamente contra meus lábios e suspirei subindo as mãos até seu cabelo e enrolando meus dedos nos fios bagunçados.

- Eu também... – gemi, ele voltou a me beijar, sua língua invadindo minha boca, e enroscando com a minha, sua mão agarrou uma perna e a colocou sobre seu quadril me abrindo para ele, gemi contra sua boca ao sentir seu membro na entrada do meu sexo.

- Jacob... – afastei a boca da dele arfando, ele gemeu e agarrou minha outra perna a jogando sobre seu quadril.

- Não se preocupe.. não irei machucá-la. - Disse sorrindo, levantou e pegou uma camisinha no bolso da calça, colocou e voltou para cima de mim. Agarrou minhas duas pernas e colocou novamente sobre seu quadril, seu pau deslizou lentamente em meu centro, gritei alto jogando a cabeça para trás.

Sua boca foi para meu pescoço onde ele beijou e lambeu minha pele, gemi descendo as mãos para suas costas e o arranhando, ele começou a se mover lentamente, seu pau entrando e saindo em estocadas profundas e vagarosas.

Minha respiração saia em arfadas, e meus gemidos dominavam o ambiente, assim como os dele que eram tão desesperados quanto os meus, suas estocadas começaram a ficar mais urgente, e sua boca estava em meus seios novamente.

- Oh Jake... estou perto... – gemi rebolando contra seu pau, e ele arfou e subiu para beijar meus lábios novamente, sua mão se infiltrou entre nossos corpos e chegou ao meu clitóris.

- Venha pra mim Ness. – ele gemeu contra minha boca, e esfregou meu clitóris urgentemente.

- Oh sim... – gritei afastando a boca da dele, e meu corpo inteiro arqueou contra o dele.

Ele enterrou o rosto entre meus seios, seu membro pulsando loucamente, enquanto minha entrada o apertava com força, ele lambeu minha pele e gemeu quando veio.

O abracei apertado sentindo meu corpo relaxar aos poucos, ele rolou para o lado saindo de cima de mim e me puxou para seus braços, e ficamos em silêncio enquanto esperávamos nossos corpos se acalmarem.

[...]

Acho que acabei dormindo, de tão cansada. Acordei agora, as três da madrugada, abraçada ao Jake. Me levantei devagar, para não acordá-lo e fui nua pro banheiro tomar um banho. Me sentia diferente, era uma sensação inexplicável e eu apenas sorria feito uma boba. Apaixonada. Sim era isso que eu estava.

Tomei uma ducha, e me enrolei na toalha, penteei meu cabelo e saí do banheiro, quando cheguei ao quarto vi Jacob sentado na cama, ele olhou para mim e abriu um sorriso.

- Achei que tivesse me largado... Abri os olhos e você não estava aqui - Ele disse. Eu sorri mais, e caminhei até perto dele.

- Não meu amor, fui apenas tomar um banho. - Falei, e sentei no seu colo, colocando minhas pernas em volta dele.

- Você vai me deixar louco. - Ele disse me puxando para cima dele, e passando as mãos pelos meus cabelos. Ri baixinho, e ataquei seus lábios. Nossos corpos se chocaram, e ele me virou, ficando por cima de mim.

Dessa vez o beijo foi mais ardente e selvagem, eu agarrei nos seus cabelos com força, puxando. Ele gemeu nos meus lábios, e começou a distribuir beijos pela minha clavícula, descendo para o meu pescoço, e dando leves chupões, depois voltou seus lábios aos meus, nos beijamos até o fôlego acabar.

- Eu te amo Renesmee. - Ele disse de repente, e voltou a me beijar. Eu não conseguia corresponder seu beijo, foi um choque para mim, e saiu tão normalmente as palavras, e pareciam tão verdadeiras.

- Eu... - Tentei falar, mas parecia impossível, foi tanto tempo guardando isso, e se agora, nao fosse verdade? E se ele só estivesse me fazendo de boba? Não. Não era, olhei fundo em seus olhos e vi que era verdade, sim ele me amava igualmente. - Eu também te amo. - Falei com um sorriso amplo. Ele voltou a me atacar, e percebi que essa noite seria longa...

[JUST TONIGHT - THE PRETTY RECKLESS]

Just tonight I will stay,

And we'll throw it all away,

When the light hits your eyes,

It's telling me I'm right,

And if I, I am through,

Then it's all because of you,

Just tonight

Só hoje a noite eu vou ficar,

E nós vamos jogar tudo fora

[...]

Do you understand who

I am do you wanna know,

Can you really see through me,

Now I have got to go,

Você entende quem eu sou?

você quer saber?

Você pode realmente ver através de mim?

Agora eu tenho que ir

[...]

Just tonight I will stay,

And we'll throw it all away,

When the light hits your eyes,

It's telling me I'm right,

And if I, I am through,

Then it's all because of you,

Just tonight,

It's all because of you,

Just tonight,

It's all because of you,

Just tonight,

It's all because of you,

Just tonight.

Só hoje a noite eu vou ficar,

E nós vamos jogar tudo fora,

Quando a luz atingir seus olhos,

Estarão me dizendo que estou certa,

E se eu, se eu acabar

É tudo por sua causa

Apenas hoje a noite,

É tudo por sua causa

Apenas hoje a noite,

É tudo por sua causa

Apenas hoje a noite,

É tudo por sua causa

Apenas hoje a noite.



Notas finais do capítulo

E ai? O que acharam desse capítulo? Amaram muito? Entao comentem! Agradeço muuito a Paula Halle, que me ajudou a escrever a primeira vez do Jake e da Ness, e se vocês não conhecem as fics dela, deem uma procurada, porque são perfeitas!
Ah, falando em fic perfeita, já conhecem Love and Jealousy? É da Lorrayne, e eu amo de paixão, vejam: https://www.fanfiction.com.br/historia/160260/Love_And_Jealousy
Ultimo aviso: Meninas, agora eu mudei, só vou postar quando tiver bastante comentários, então vou pedir que comentem sempre, porque é isso que me dá forças! Vou ficar esperando bastante comentários, e só então postarei o próximo capítulo. Beeeeeeijos!