A Filha De Ártemis escrita por Carol C


Capítulo 6
Capítulo 4 - Respostas - parte 2


Notas iniciais do capítulo

Desculpa a demora!!!




POV: Katherine

(Katherine: autora... pode colocar Kath?) (autora:tudo bem.)

POV: Kath

Bom, hoje vou falar sobre o meu primeiro dia no acampamento. (N/A: representante aos capítulos 1 e 2) Assim que cheguei a Helena e a Lilian mostraram o acampamento para nós (eu, Theo e Clair). Eu conheci a conselheira chefe do chalé 4 a Katie... Ela é exatamente o meu oposto. Tem os cabelos castanhos claro e os olhos amendoados, mas já nos tratamos como irmãs. Clair e Theo ficaram nos chalés dezoito e dezenove.

Nossa tarde foi ótima, mas eu quero contar de hoje...

Já faziam dois dias que saímos da escola, só hoje (quarta feira) que o Argos pode levar o Quíron  para ver se conseguiam tirar o Will da escola. Eu estava ansiosa para ver a reação dele com tudo isso... Seria tão legal ter ele aqui!

Não pensem bobeira! Ele é um irmão para mim!

Eu estava sentada olhando para a colina esperando minha vez no arco e flecha. Já faziam algumas horas que Quíron tinha saído.

- Kath?

Olhei para cima era a Katie.

- Já é a minha vez? - puxa o tempo tinha passado rápido!

- Sim está na sua vez.

Peguei o arco e flecha, mirei e... errei, tentei mais uma vez, dois pontos, é arco e flecha não é minha arma. Perguntei para o Will, o líder do chalé de Apolo e professor substituto de arco e flecha, se já poderia sair da aula. Ele deixou.

Fui na direção da casa grande.

Cheguei lá, e fui bem recebida pelo senhor Dioníso com um:

- O que está fazendo aqui Catarina?

'Que bom humor', pensei.

- É Katherine.

 - É a mesma coisa!

Graças aos deuses, Quíron chegou ao Acampamento pouco depois. Logo que chegou foi falar comigo.

- Kath, o seu amigo não estava na escola.

Depois dessa frase fiquei abismada. Desde quando o Will faltava aula?

- Tem certeza? - estava preocupada.

- Sim, você deu o sobrenome 'de Vega' certo?

- Sim - não pude evitar, a minha voz tremeu.

- Bom, segundo os professores, os únicos que faltaram as aulas depois da segunda foram esse garoto, Theo, Clair e você. - abaixei a cabeça meus olhos estavam marejados, eu não sabia o que pensar... 'E se aconteceu alguma coisa?'- Fui até a casa da mãe dele depois disso. - isso chamou minha atenção, a tia Lag sempre dava um jeito de descobrir alguma coisa - e ela me disse que tinha mandado ele para cá na segunda, mas ele decidiu vir andando, então não sei quanto tempo ele vai demorar. Mas ela deixou bem claro: só fique preocupado depois do meio dia de sábado.

Bom, já melhorei, a tia sempre acerta, então, até Sábado no almoço ele tem que estar aqui. Fui para a área de chalés, chegando a Helena me viu e gritou para alguém. A Lilian se aproximou e elas vieram na minha direção. A Lily estava com um sorriso, mas logo esse sorriso se desfez, deixando uma expressão confusa.

- Oi - falei, eu suspeitava que elas queriam falar comigo alguma coisa.

- Olá, vamos ver se você acha a sua arma no galpão?

Outro sorriso tinha voltado para o rosto da Lilian, uma mais verdadeiro.

- Minha o que?

- το όπλο του (Sua arma.) - Helena disse o mais calma possível

- Ah, tem certeza de que eu preciso?

- Todos precisam, eu ainda não achei a minha arma e minha mãe não me deu nenhuma. Eu pedi para os filhos de Hefesto fazerem uma provisória, porque eu fui lutar na guerra, e ainda estou com elas, como provisórias. - respondeu a Lilian, levemente irritada.

- Tudo bem... Vamos para onde?

Lilian se virou e apontou para um galpão que parecia ser de jardinagem. Elas foram andando em silencio. Quando Helen abriu a porta do galpão eu levei um susto!

Armas de várias épocas estavam nas paredes, a maioria estava empoeirada, mas tinham algumas que me chamaram a atenção, mas não gostei de nenhuma. Quando percebi algo brilhante no fundo do galpão... Tentei ver mais alguns detalhes, percebi que era um chaveiro com as argolas de bronze. Το λάτρεψα !!(Eu amei!!)

Λοιπόν .. Θα ήθελα να πω ότι ήταν δροσερό για να το όμορφο δαχτυλίδι και είπαν τα κορίτσια σε ένα χαμηλό τόνο ότι ήταν αυτός που ήθελα. (Bom... Eu gostaria de dizer que fui calma para pegar aquele lindo chaveiro e disse para as meninas num tom baixo que era aquele que eu queria.)

Mas as coisas nunca ocorrem como imaginamos. Eu gritei, super hiper alto:

- AQUELA COISA BRILHANTE LÁ NO FUNDO É MINHA!!!!

E corri em disparada para pegar aquela  coisa bela!

Viu? Super normal...

Quando aquela obra de arte estava em minha mão, eu suspirei. Era um chaveiro belíssimo! Com flores entalhadas de um tom vermelho rosado, as folhas eram de um verde cintilante. As argolas eram de bronze celestial. AQUILO É UMA OBRA DE ARTE!!! A COISA MAIS LINDA QUE EU JÁ VI NA VIDA!!!

Quando voltei para mostrar para a Helena e a Lilian, as duas estavam passando a mão nos ouvidos, eu acho que exagerei no grito. (autora: você acha?)  Mostrei para elas o que eu achei. Helena ficou boquiaberta! E Lilian ficou com um brilho diferente nos olhos. Ela disse περίεργος (curiosa):

- Pense que isso esta virando uma arma.

- O QUE? Como uma coisa assim pode ser uma arma?

A Helena me respondeu.

- Bom... Minhas pulseiras são simples, eu apenas faço esse movimento - ela fez um movimento mínimo, e de repente ela estava com duas adagas na mão - e as pulseiras somem, virando adagas.

- Você quer dizer que esse chaveiro em minha mão é uma arma?

- Sim!!! Agora finja que está segurando uma arma. Uma espada! - a Lilian devia estar super impaciente!! (autora: você não viu nada)

Eu fechei a mão imaginando que lá havia uma espada. Logo, eu estava segurando uma espada... de esgrima?? (autora: também.) De Mosqueteiros! Lembrei. Ela é linda! Maravilhosa, perfeita para mim.

A impaciência da Lily se transformou em satisfação.

- Vá para a arena. O Percy está dando aulas hoje.

POV: Lily

Eu estava feliz, curiosa e triste ao mesmo tempo, mas não demonstrava. Feliz, porque a Kath achou sua arma em questão de segundos. Triste, porque eu ainda não tinha achado a minha, as minhas provisórias eram muito boas, mas não perfeitas, elas eram um pouco pesadas. Curiosa, pois apenas hoje que eu vi a aura da Kath completa!! ISSO É MUITTO CURIOSO!! NÃO ERA PARA ACONTECER!!

- Terra para Lilian! Você está ouvindo? Lilian responda! - Helen disse

Ela estava passando a mão na frente do meu rosto. Eu empurrei a mão dela e dei um meio sorriso.

- Vamos ver a aula da Kath, para dar apoio moral, por favor! - ela pediu.

- Tudo bem vamos, se você quiser.

Nem preciso dizer que ela me arrastou para lá, quando chegamos Percy estava mostrando alguns movimentos práticos para a Kath. Logo depois que ele repassou tudo com ela.

Um filho de Άρης (Ares) chegou e perguntou para Percy:

- Com quem eu posso lutar? Preciso de ação!

Percy pensou por um momento e respondeu:

- Com a Katherine acho que será o suficiente, mas é a primeira aula dela, então cuidado.

- O QUE? - ele falou indignado - De quem você é filha? - virando-se para Kath

- Deméter - ela disse isso com respeito na voz.

Ele riu em tom provocativo.

- Καταπολέμηση με αν τολμάς! (Lute comigo se tiver coragem!) - eu tapei minha mão com a boca, ela falou isso para um filho de ARES!!!! Não consegui assimilar o que ela disse!!!

- Ela disse aquilo mesmo, ou foi impressão - a Helen sussurrou para mim.

Não respondi, estava chocada demais. Aquele brutamontes pegou a espada e andou pesadamente até Kath.

- Eu sou filho de Ares se não percebeu criança! EU NUNCA, NUNCA TENHO MEDO!!! - ele estava super raivoso!! E por incrível que pareça Kath nem se encolheu, pelo contrário, assumiu uma postura confiante.

Ela estava lutando bem para uma primeira vez, ela fazia uns movimentos com os pés que pareciam uma dança, infelizmente ela se distraiu por um segundo. O filho de Ares tirou a espada da mão dela e jogou-a dois metros de distancia, derrubou a Kath no chão, se levantou rapidamente e colocou a  ponta da espada na garganta dela. As mãos dela tremiam levemente e ele disse vitorioso:

- Acho que venci!

A coisa mais incrível aconteceu, ela deu um olhar de persistência para ele e atrás dele nasceram trepadeiras, três, para ser mais exata. Duas se enrolaram nos braços do... 'suposto vencedor' (Lily suplicante: qual o nome dele????) (autora: não sei!! 'pensando' Leandro, tanto faz!) (filho de Ares: Tanto faz?! Senhora, você me coloca na história sem saber o meu nome?) (autora: sim! E EU NÃO SOU SENHORA!!) (LILY: DEIXA EU CONTINUAR!!) Leandro e uma foi diretamente para a espada dela. Leandro tentou se partir as trepadeiras com a força bruta, normalmente, as plantas dos filhos de Deméter não são muito resistentes, mas o Leandro não conseguiu mover um músculo, as trepadeiras puxaram ele para trás e a outra, que pegou a espada colocou a  arma na mão da Kath e deu uma rasteira naquele filho de Ares irritante! Ele caiu com força no chão e as trepadeiras continuaram a prende-lo. Katherine levantou rapidamente e apontou a espada para a garganta dele.

- Quem ganhou? - ela perguntou para ele vitoriosa

- Você! - INCRÍVEL!! Ele estava tremendo.

- Você perdeu para uma... - ela continuou, saboreando a vitória.

- Filha de Deméter.

Ela deu um sorriso contagiante, vitorioso. As trepadeiras sumiram e o filho de Ares saiu correndo. Nós (Kath, Helen e eu) caímos na gargalhada. Foi o dia mais engraçado daquela semana!!! Eu adorei!!




Notas finais do capítulo

Reviews?



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "A Filha De Ártemis" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.