Love Of Friends, Love Of Lover.. escrita por Angelzinha, Angelzinha2


Capítulo 17
Capítulo 17- Jantar Parte 1


Notas iniciais do capítulo

Yooo pessoas lindas do meu s2!!/SorrisoCaraDePauOn
Bem, gomen pela demora, mas tive meus motivos u.u
1º- Minha vida tah uma loucura! Estou estudando em período integral. Quem tah no terceiro ano deve saber do que estou falando. Manolo! Os meus professores não deixam nem a gente respirar mais direito! (Voy morrer asfixiada até o fim do ano!(?) --')
2º- Minha internet teve a brilhante idéia de parar de funcionar semana passada, e só foi voltar ontem a noite ¬¬
E teve outros motivos, que se eu for falar passaremos o resto da noite aqui --'
Entoom, sem mais enrolação, e boa leitura!!^^




                     Capitulo anterior:

"-O que vamos fazer o hoje?- Perguntei.

-Dormir?!- Itachi sugeriu.

-Preguiçoso! Voce acabou de acordar e já quer dormir de novo?!- Eu respondi.- Que tal jogar vôlei.- Eu disse depois de um tempo pensando.

-Não, a claridade me faz mal.- Itachi disse.

-Bebe demais depois nem pode sair no sol..- Eu disse balançando a cabeça negativamente.

-Nem bebi tanto assim!- Itachi se defendeu e eu ri.

-Vamos jogar Play Station então?- Perguntei aos dois.

-Pode ser.- Itachi disse.

-Tanto faz.- Sasuke disse. E assim passou o dia, a gente jogando e brigando. Tinha hora que me dava vontade de quebrar o video game, outra hora eu batia no Sasuke e no Itachi com as almofadas da sala porque eles ganhavam toda hora, e eles só riam da minha cara --' "

..............................................................................................................................................

         Uma semana se passou, e chegou o dia do tal jantar. Eu olhei para o vestido cor de champang em cima da minha cama, e aquilo era um recado, provavelmente deixado pela minha mãe que sabia que eu não lembraria de me arrumar --'

         Resolvi ir tomar banho, e me arrumar logo, antes que os convidados começassem a chegar. O vestido era cor de champang, um palmo acima do joelho , balonê, tomara que caia. Tem uma fivela de pedrinhas prata abaixo do peito, é simples, mas eu gostei. A sandália era dourada de salto, com pedrinhas prata na frente. Eu iria usar também uma pulseira dourada, brincos dourado com pedrinhas, e uma correntinha também dourada, com um pequeno pingente em forma de uma flor, que era justamente o meu nome, "Sakura".

         Tomei meu banhozinho kutty kutty(?) e fui vestir o vestido(?) que minha mãe e a Dona Mikoto me ajudou a escolher no shopping que tem na cidade aqui perto, e fiquei na frente do espelho. O espelho me encarava, e eu encarava ele, ele me encara, eu encarava ele, ele me encara, eu encarava ele. Depois dessa troca de olhares(?) resolvi começar a me arrumar logo, porque senão minha mãe logo iria aparecer para me encher as paciencias --'

         Coloquei as bugingangas(??) calçei a sandália, e comecei a pensar em algum penteado decente. Eu não queria aparecer toda arrumadinha, e com o cabelo paracendo de um espantalho que acabou a voltar da lua(???).

         Manolo! Eu tentei de tudo, e não consegui nada --'. Eu juro que até cheguei a fazer o penteado do Elvis Presley misturado com o do Michael Jackson(?) mas noom deu muito certo u.u

         Na hora lembrei das minhas amigas, com certeza se elas estivessem junto comigo saberiam o que fazer. Mas é claro! Como não pensei nisso antes?? Talvez porque eu nunca pense neh?!(?) mas deixa isso para lá, e vamos, que preciso começar minha obra de arte^^

         Com um pouco de trabalho (lê-se MUITO trabalho, horas na frente do espelho, e 1352460976533 vezes xingando até a próxima geração do meu cabelo (?) ) consegui fazer um coque um pouco alto, deixei algumas pontas do coque soltas. E na frente deixei minha franja solta, e coloquei uma presilha em forma de flor na lateral esquerda da cabeça. Depois de TODO esse esforço, ainda ficou faltando a maquiagem --'. Bom, como não sou nenhum pouquinho fã de maquiagem muito forte, e não quero ficar parecendo uma palhaça, só passei uma sombra prata, rímel, lápis, gloss rosa e um pouquinho de blush. Depois que eu me considerei pronta, dei uma olhada detalhadamente no meu visual, quase não acreditei na visão que tive. Não foi porque eu me arrumei, mas ficou muito legal meu visual. Quando deu oito horas da noite resolvi descer.

..............................................................................................................................................

Sasuke Pov's

 

         Me arrumei rapidamente, pois era apenas um terno e um sapato. Um terno daqueles modernos sem gravata, que agradeci minha mãe por ter escolhido ele porque detesto gravata. Depois de pronto, desci e fiquei conversando com meu pai e o paida Sakura. Quando olhei para a escada, quase não acreditei no que eu estava vendo. Era a Sakura, e realmente tenho que adimitir, ela estava linda. Não entendi o motivo, mas quando ela sorriu para mim, meu coração disparou. Ela foi para perto da mãe dela e da minha, e eu deixei um meio sorriso escapar.

................................................................................................................................................

Sakura Pov's

 

         Eu desci, e a primeira coisa que vi foi Sasuke me fitando intensamente, meu coração disparou nessa hora. Sorri para ele, e vi um meio sorriso nele. Fui para perto da minha mãe e da Dona Mikoto e logo ouvimos a campainha tocar, e minha mãe me mandou atender.

         Fui toda felizinha da vida, e quando chego na porta, vejo uma aberração da natureza(?). Não toh acreditando! Essas coisas só acontecem comigo --' É o apocalipse! Salve-se quem puder. Grávidas, crianças e garotas de cabelo rosa primeiro u.u(??)

         Bem, deixa eu descrever a COISA que estava na porta. Cabelos ruivos, altura mediana, estilo patricinha/periguete, sorriso falso, COBRA, FILHA DUMA MOSQUITA(?), CURUPIRA JAPONÊS, TARANTULA, PEÇONHENTA @#$*¨%$%& *@$%!!!!

         Quem acertar, ganha um pirulito! Ganha não.. sou pobre u.u

         Quem disse Vakarin pode jogar na loteria!(?)

-Boa noite Sakura.- Ela disse com o sorriso mais falso que a mais falsa das falsas pode ter(?).

-Voce errou de casa!- Eu disse entre tentando fechar a porta de novo.

-Não errei não querida. Vim no jantar de negócios de seu pai com o MEU pai.- Ela disse com um sorriso vitoriso de lado. O que me deu vontade de trucidar ela ali mesmo, mas como eu não podia por causa do meus pais, apenas me virei e sai rebolando(o que deve ter saído um desastre --') e jogando meu charme para todos u.u mas como todos devem esperar, ninguem nem prestou atenção no meu charme(?) e sim no tamanho do vestido que aquela curupira metida a besta estava usando. Eu estava muito nervosa, tinha que me alcamar com alguma coisa. Fui para fora da casa, para não cometer um homicidio de cobra, porque eu não quero ser presa pelo IBAMA u.u

         Fui para direção da piscina(na qual eu nem percebi que existia naquela casa. Quequié?? Toh na praia meus queridos! EU posso!! XD). Me sentei em um sofá que ficava no gramado perto da piscina, e comecei a observar o céu estrelado, que na minha opinião estaria mais lindo se aquela bruxa ruiva não tivesse aparecido! ò.ó

-O que uma moça tão linda faz aqui sozinha?- Ouvi uma voz que eu conhecia bem. Olhei para trás, e confirmei minha hipótese. Meu herói da semana passada tinha acabado de chegar.

-Toh respirando um ar livre. O ar anda muito poluído ultimamente.- Eu respondi a primeira coisa que veio em minha mente.- E voce, o que faz aqui?- Eu disse vendo ele do meu lado.

-Vim para o tal jantar de negocios.- Ele respondeu revirando os olhos. Pelo visto Kai tambem não achava graça nessas reuniões.

-Então nossos pais vão ser sócios?- Perguntei.

-Pelo visto sim..- Ele disse com um sorriso de lado. O que não sei o porque, me fez sorrir também.

-Legal..- Eu disse me perdendo na imensidão azul que era os olhos dele.

-Mais legal ainda vai ser eu ficar sempre perto de voce.- Ele disse mais próximo. Dei um fraco sorriso, eu tenho certeza que estava parecendo um pimentão. Ele se aproximou mais ainda. Nossas respiração se mesclaram, senti ele segurando meu queixo, e aproximando mais meu rosto do dele e logo em seguida senti nossos lábios se tocarem. Começou com apenas um selinho, mas logo ele pediu passagem para a língua e dei a passagem meia hesitante. Estranhamente lembrei do beijo na prai entre eu e Sasuke, e aprofundei mais o beijo, tentando esquecer aquela cena. O que não resolveu, pois descobri que a boca de Kai não tinha o mesmo sabor da de Sasuke, ele não me causava aquelas mesmas sensações, não fazia meu coração disparar e muito menos sentir as famosas borboletas. Mas porque?? Porque Sasuke me causa tudo isso e Kai não?! Porque quando olho para ele vejo o Sasuke?? Com esse pensamento me afastei. Aquilo não estava certo! Eu não podia me enganar e nem o enganar. Eu não sentia nada por ele a não ser o sentimento de amizade, e fazer aquilo não era justo com nenhum de nós dois.

-Desculpe Kai, mas isso não está certo..- Eu disse assim que me separei dele.

-Porque? Eu fiz algo errado?- Ele perguntou confuso e ao mesmo tempo preocupado.

-Não, não fez.- Eu disse respirando fundo.- O problema não é com voce, é comigo. Eu não posso te enganar.

-Como assim?

-Desculpe, mas não sinto nada por voce além de amizade..- Eu falei com um certo pesar, mas me arrependi de ter falado. Ele abaixou a cabeça, parecia.. triste..-Desculpe Kai, minha intenção não era te magoar, mas não posso te enganar.

-Tudo bem, eu entendo.- Ele disse me olhando.- Mas.. será que podemos continuar sendo pelo menos amigos?

-Claro que podemos!- Eu disse sorrindo.

-Sei que voce não sente o mesmo por mim, mas saiba que para mim voce é muito especial.- Ele disse, e eu consegui ver sinceridade em seus olhos. Me deu um aperto no coração. Acho que seria mais fácil se eu gostasse dele como ele gosta de mim.

-Voce também é muito especial para mim, mas de uma maneira diferente. Juro, que se eu pudesse, eu queria retribuir seus sentimentos, mas infelismente não posso..

-Eu sei como é. A gente não manda no coração. Não escolhe quando e nem por quem se apaixonar..- Ele disse e abaixou a cabeça novamente. Isso me deixou triste, sem perceber eu já estava o abraçando para consolar ele.

-Bem, vamos para dentro, porque senão daqui a pouco nossos pais estão atrás da gente..- Eu disse fazendo careta. Ele riu de mim, e fomos para dentro da casa.



Notas finais do capítulo

Entoom amores, o que acharam?? Legal, mais ou menos, péssimo??? Me digam sua opinião!! Deixem reviews e deixa essa autora baka feliz XD
Não gente, é sério, agora vou fazer um apelo! Sabem quantos pessoas comentaram capitulo passado?? Apenas 5 pessoas.. gente! CADÊ MEUS OUTROS 20 LEITORES??
Eu estava até desanimada de postar esse capitulo, mas postei em nome dos que comentaram, obrigada amores!! Voces tornam minha vida mais alegre^^
Gente, eu peço e imploro a voces, por favor, deixem sua opinião. Pois todo autor sabe, que a inspiração depende dos reviews, a gente tem que saber se estao gostando para continuar postando. Então pensem com carinho ok?!
Não sei quando poderei postar o próximo, mas até lá^^
Kisses ^.~
Ps: O próximo saíra de acordo com os reviews