O Diário de Samantha Queiroz escrita por AnaAlice


Capítulo 3
Domingo, 24 de Maio





Bom, diário, percebi que ontem nem o meu nome eu disse... Como sou mal educada! Mas para te compensar, hoje vou dizer cada característica mais irrelevante da minha vida!

Nome: Samantha Sousa Queiroz

Apelido: Sam ou Sam Queiroz

Aniversário: 23/05 – signo: Gêmeos

Idade: 15 anos – Adolescente (nem criança nem adulto. Só a coisa bizarra que fica no meio)

Ano Escolar: 1° ano do ensino médio

Aparência: 1,67m, cabelos castanhos claro ondulados (ou seja, nem liso nem cacheado. Só a coisa bizarra que fica no meio), olhos VERDES (a única coisa bonita em mim é defeituosa: Sou míope), pele MORENA clara (tudo bem, talvez eu seja branca, mas você não tem olhos pra ver! Há, Há! Eu quem controlo a realidade no meu diário! Pelo menos aqui, né...), nariz arrebitado, sombra celhas FINAS (a partir do ano passado, pois antes disso eram duas taturanas castanhas) e lábios nada-carnudos.

Cor favorita: roxo (porque é a mistura de vermelho e azul, minhas verdadeiras cores favoritas)

Amigos (nem sei o porquê de ter botado amigos, nem tenho amigos meninos) e amigas:

P.S.: Não se preocupe. Não é muito longo.

1)Minha prima Ângela- Ela conta tudo pra mim e eu conto tudo pra ela. Somos confidentes. Foi a mãe dela quem me deu você de presente e eu confesso: Um diário é tão legal quanto deve ser um Ipad. Ou talvez não...

2)Minha amiga/vizinha/colega de turma, Carmem- Ela é super estilosa. Sempre que tem festa na escola nós vamos juntas e eu pego carona na sua média popularidade. É uma amiga de bom gosto. Ou uma garota “in”, como ela diz. (Obs.: Pra quem não sabe: “in” quer dizer na moda)

3) Nina- Ela era uma ótima amiga apesar de agora a situação estar tensa entre nós já que eu fiquei com o ex-namorado com quem ela queria voltar.

4)Marina Flunder- A garota mais popular do colégio. A garota que só falava comigo quando esquecia o lápis ou esquecia qual página do livro o professor passou pra dever de casa. A garota que todos os garotos da sala sonham (até Lucas Monaco, o NERD da sala. Até ele se declarar pra ela eu não sabia que os Nerds tinham coração...) ela começou a criar laços de amizade COMIGO. Resolveu ignorar as amigas super populares dela pra ficar do meu lado... Por quê? Não se sabe. Mas eu não seria tão insensível a ponto de perguntar, né? Tá ótimo do jeito que tá. Até Joana Melvensh, a garota mais sebosa do mundo, resolveu ser legal comigo. Ela disse “Oi, tudo bem?” como se ela se importasse se eu estou bem ou não. E aqui está, agora, Marina Flunder, na minha singela lista de amigos e amigas... Ora, ora, quem diria...





Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "O Diário de Samantha Queiroz" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.