Meu, somente Meu Vizinho, Sasuke Uchiha. escrita por heyouitsady


Capítulo 23
Vakarin.




- Então, por que vocês, seres desprovidos de inteligência, vieram parar na minha sala?- Falei apoiando a mão no queixo os encarando.
- 1°- Desprovidos de inteligência não, você é.- Abri a boca pra falar, mas Naruto me interrompeu.- 2°- Passamos pra sua sala porque nosso desempenho era maior do que o restante da sala.- Abriu um sorriso do tipo " chupa essa ".

Ficaram me encarando esperando uma resposta e eu fiquei olhando pra eles com cara de poker face.

- AAAAAAAAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAH.- Explodi na risada no meio do intervalo e todo mundo me olhou e alguns riram junto comigo mesmo sem saber o porquê. Inclusive Sasuke que estava vindo com seu lanche.- Vocês querem... querem que eu acredite... que vocês passaram pra minha sala porque são mais inteligentes do que os outros? AHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHHAHAHA.- Ri tanto que meu pâncreas doeu (?).

- Não sei porque está rindo, você é que devia estar na sala B.- Gaara se pronúnciou e calei a boca, olhei pra ele e ele estava com cara de como nada tivesse acontecido.

- É, mas pra sua completa infelicidade, eu estou na A. E lá estou desde o início, o que me faz mais inteligente que você.- Falei e ouvi um " uuuuuh ~ ", de algum lugar... Tenso.

Gaara só virou o rosto e nem respondeu do tipo " tanto faz o que você pensa ", vacudo.

- Então vão ficar com a gente até o final do ano?- Ino perguntou, acho que os olhos dela estavam brilhando.

- É.- Gaara e Naruto responderam juntos.

- Perfeito!- Disse e bateu palmas.

- Por que?- Sasuke perguntou.

- Nada.- Deu um sorriso de lado. Medo, muito medo.

Estava tão distraída com a conversa que não percebi quando Karin passou com seus " guarda-roupas " e puxou meu cabelo, doeu.

- QISSO?- Falei e olhei pro indivíduo.- Qual seu problema?

- Estou olhando pra ele.- Ouvi outro " uuuuh ~", caramba, quem tá fazendo isso? KLABOK.

- Ah, sinto muito.- Virei de frente pros meus amigos.

- Você se acha demais não é? Só porque o Sasuke te escolheu.

Levantei, agora ela tá pedindo pra apanhar.

- Escolheu o escambal.- Fiquei frente a frente com ela.- Não sou nenhum prêmio pra poder escolher. E se quer mesmo saber... Eu o escolhi, surpresa, ele aceitou ser meu.- Falei dando um sorrisinho.

- Anm... Sakura...- Sasuke disse levantando a mão.

- Foi mal.- Falei sem olhar pra ele e coloquei a mão na cintura.

- Haha, piada.- Karin disse colocando seu lanche na nossa mesa.- Sakura, você não é nada pra ele, só um brinquedo.

Alguma coisa me fez ferver por dentro.

- Brinquedo? HAHA, até parece!- Falei alto e essas alturas todo mundo já estava fazendo rodinha.- Olha quem fala! Você faria tudo, daria tudo só pro Sasuke brincar com você por um dia, aliás, por um minuto. Tenta fazer ciúmes nele com qualquer um que passe na sua frente quando Sasuke está por perto pra ver se ele te nota, desculpe mas todo mundo sabe que ele nem liga pra o que você faz ou deixa de fazer e não sou só eu que repara nisso, a escola toda sabe, se eu fosse você eu parava de se rebaixar assim.- Falei e Karin estava olhando pros lados, com muita vergonha, fiquei com dó.- Karin, olha... eu tô dizendo isso porque é ridículo o papel que vo...- Não deu tempo que dizer mais nada, Karin jogou refrigerante na minha cara.


-...

Fiquei estática e geral começou a dar espaço, as capangas da Karin se aproximaram.

- Vaca.- Falei e peguei a sopa que tinham servido hoje e joguei dentro da blusa dela.

Ela gritou e agitou as mãos frenéticamente. Suas guarda-roupas só assistiram, não sabiam o que fazer.

- Aah, tá quente? Deixa eu te ajudar.- Peguei o refrigerante da mão do Sasuke e joguei nela.

- Pô Sakura, eu ia beber!- Reclamou.

- Você é rico, pode comprar outro, pode comprar a fábrica.- Falei olhando pra ele e ele começou a rir.

- Você é louca! ODEIO VOCÊ.- Karin gritou enquanto eu estava de costas e atirou o bolinho que ela tinha comprado na cantina em mim, mas  desviei e acertou Sasuke.

Acredite, a cara dele foi hiláaaaaaaaria. Mas ele nem precisou fazer nada, antes que ele pudesse se levantar o resto dass fã-girls, não se importando que Karin era o macho-alfa do bando, começaram a jogar comida nela, não percebi quando, mas tudo virou uma confusão e todo mundo entrou na guerra de comida.Fiquei tentando acertar a Karin, mas sempre acertava outra pessoa, FUCK de mira. Quando eu ia jogar outra vez alguém segurou minha mão, já ia xingar quando olhei pro alto e percebi que era a diretora. FUUU.

- Quem começou isso?- Todo mundo abriu espaço e calou a boca.

- FOI A SAKURA!- Uma das capangas da baranga falou.

- EU? AA FALOU, FOI A LÍDER DO BANDO AEW!- Falei e a diretora olhou pra Karin.

- Vocês duas, agora, pra diretoria.- Ela disse e começou a caminhar.

Olhei pra Karin que me olhou mortalmente, percebi que o estado dela estava deplorável, comida em lugares que eu nem podia imaginar, e nem queria. Depois olhei pros meus amigos que estavam com cara de " sinto muito ", eles também estavam totalmente sujos. Fiquei com medo de me olhar, afinal, no meio da confusão as fã-girls aproveitaram para se vingar de mim e jogaram comida em uma série de... como posso falar, acho que fui bombardeada. Acabamos que seguimos a diretora.

- Sentem-se.- Ela disse e eu e Karin obedecemos.

- Diretora, eu não tive culpa, Sakura começou.- Karin se pronúnciou.

- Eu? Você me chamou de brinquedo.

- Mas você é.

- Você não sabe do que está falando...

- Ah e você acha que sabe bem o que diz né?...


Começamos a falar todas emboladas, uma cortando a frase da outra, aumentando o tom de voz e esquecemos a diretora no recinto.


- Calem a boca! Não pedi explicação de ninguém.- Nos calamos e olhamos pra baixo.- Como? Como pessoas do ensino médio podem agir como duas crianças? Estou muito decepcionada com vocês. Terei que ligar pros pais de vocês.

- Não!- Falei e me levantei.


- Por que senhorita Haruno?- Me analisou.

Olhei pro lado, qualquer coisa que eu disser pode ser usado contra mim com essa cobra do meu lado, mas se eu não disser... a diretora vai ligar pros meus pais.

- Você sabe... eles estão viajando e eu não quero...- Falei olhando pra mesa dela.- Além do mais, como eles não estão em casa você vai ter que ligar pra casa do Sasuke e vai ter que pedir pra empregadas ligar pra dona Mikoto pra avisar meus pais.

A diretora suspirou.

- Espera aí, você está na casa do Sasuke?- Karin disse.- Por isso! Você deve estar chantageando ele, tudo faz sentido agora.

- Karin não viaja e cala a boca.- Falei.

- Parem vocês duas. Argh, tudo bem, dessa vez passa graças a Sakura.- Massageou as têmporas.- Podem sair. E POR FAVOR, chega de confusões.- Nem abriu os olhos.


Saímos e lá fora Karin me segurou pelo braço.

- Até que me convençam, continuo achando que tem algo pro trás disso. 

Engoli o seco, se não tomasse cuidado ela poderia sacar tudo.

- Desculpe, é melhor se acostumar.- Me soltei dela e comecei a andar.


Respirei fundo enquanto dava passos apressados até a sala. Quando entrei dei de cara com um monte de gente imunda de comida, eu não devia estar diferente. Fui até a minha cadeira e sentei.

- E ae? Como foi?- Ino perguntou assim que sentei.

- Tsunade não ligou pros meus pais depois de eu implorar a ela.

- E a Karin?

- Não levou nada também.

- Argh, devia.

- Também acho. 

A aula passou chata como sempre, dessa vez eu estava com menos saco ainda pra assistir então fiquei jogando bolinhas de papel no Naruto e de vez em quando pegava no Gaara.No final da aula Karin estava nos observando, eu não podia deixar ela desconfiar de nada, olhei pro Sasuke, segurei sua mão e puxei pra perto de mim, olhei bem pra ele, me perdi nos seus olhos, ele me encarava de um jeito que me fazia voar, levei minhas mãos até sua nuca e o beijei. Um beijo calmo, doce e eu estava me sentindo extraordinária, eu amava estar com Sasuke, mas amava ainda mais estar nos braços dele, eu só percebo isso quando estamos assim, sérios, nos encarando. Ele passou a mão em minha cintura e me puxou pra perto de si, subi a mão pro seu cabelo e ele passou a mão por minhas costas, estávamos explorando a boca um do outro, eu não queria mais o soltar. Até que Naruto nos interrompeu.

- Tá bom, já chega, todo mundo tá olhando. Acho que vocês quebraram o record de quantas pessoas podem ficar de vela.

Ficamos meio sem graça e começamos a caminhar.

--------------------------------


- Essa menina é louca.- Sasuke disse enquanto estávamos voltando da aula, quebrando o gelo.

- Nem fala, acho que ela desconfia.- Falei.

- Do que?

- Da gente. Ela disse que acha que tem alguma coisa errada.

- Pff, não tem com ela saber.

- É, acho que não. Mas ela disse que até que a convençam do contrário, ela continua com o mesmo pensamento.

- Hun.

Voltamos pra casa e a empregada estava limpando cacos de vidro.

- O que aconteceu?- Perguntei.

- Ah, seu irmão derrubou um copo, nada demais.- Disse e se levantou andando até a cozinha com os cacos.

- Acho melhor meus pais voltarem logo se quiser ter um lugar pra morar.- Falei e larguei a mochila no sofá e sentei.

- A não.- Ele disse.

- O que?

- Anm... quero dizer, eu... eu... a sei lá.- Ele disse se sentou do meu lado.

- Eu sei que você ama me ver de manhã até a hora em que deita.- Falei e ri.

Sasuke só deu um sorrisinho.

- Ué, não vai dizer nada?- Perguntei.

- Por quê?

- GENTE! Eu acabei de dizer que você não consegue viver sem mim e você não respondeu nem nada?- Ele tá com febre, tá doente, bateu a cabeça, sei lá! Isso não tem explicação.

Ele só se esparramou no sofá tentando ficar confortável, ele tem alguma coisa que queria falar mas não ta querendo (?).

- Que foi?

- O que?

- No que você tá pensando?

- Sakura, por favor... Já falei pra parar de fazer isso.

- Ué, tô vendo que você quer falar alguma coisa.

- Então adivinhe.

- Se eu quisesse adivinhar não tinha perguntado.

- Grossa.- Falou e riu.

- É sério... Já sei!- Ele olhou pra mim.- É sobre a garota mistério, sabia, eu devia saber.- Ele revirou os olhos.- Você fica assim quando pensa nela ou quando falamos nela.- Sasuke se endireitou no sofá e respirou fundo.- Aliás, quando vai me contar? Você gosta de me torturtar né? Fala logo eu posso até te ajudar! Quem sabe eu...

- É você.

Parei de falar.

- O que?- Dei uma risadinha.

- Você é a garota mistério.



Notas finais do capítulo

Enjoy it sz'