Meu, somente Meu Vizinho, Sasuke Uchiha. escrita por heyouitsady


Capítulo 2
Viagem.


Notas iniciais do capítulo

Obrigada pelos comentários, não sabem como o autor fica feliz com isso, yuupie ~. Agora, à história, ao infinito e além (?).



- Sabe o que eu não entendi?- Mamãe perguntava enquanto fazia a vitamina de banana.
- O que?- Perguntei sentada no sofá com o pé pro alto.
- Como você torceu o pé com um pisão.
- Hm...
Lembrei de quando caí quando cheguei do colégio, deve ter sido ali. Minha coordenação motora me traiu, cryalot. Mas há males que vem para bem e por causa disso posso ficar em casa por dois dias e o Sasuke vai me passar tudo depois. Eu podia viver assim, sem precisar ir pro colégio e depois aprendendo em casa com o Sasuke, mas ele nunca ia aceitar isso, aquele egoísta, hunf.
- Aqui filha, toma tudo.- Minha mãe me entregou o copo com a vitamina e eu comecei a tomar.- Como tá o pé?- Disse sentando do meu lado.
- Bem até.- Falei tomando outro gole da vitamina.
- Hm...- Ficou monossilábica, quer dizer que ela está pensando em como me dizer algo.
- Que foi?- Perguntei.
- An?
- Que que você tá pensando?
- Sabe filha... Eu e seu pai... você sabe...
- É, eu sei.
- Então, estamos querendo tirar uns dias de férias.
- SÉRIO?- Fiquei animadinha.- Quando?
- Na verdade... Só nós dois.- Felicidade de pobre dura pouco, fikdik.- Na verdade nós e os Uchihas.
- Awn, e como fica por aqui? Vou cuidar do Konohamaru sozinha? AH NÃO MÃE!- Falei fazendo cara de horror e depois biquinho.
- Deixa de ser dramática, eu sei que você vai se sair bem...- Abri a boca pra falar mas ela me interrompeu.- E você não vai cuidar dele sozinha, fica tranquila.
- Não vou?- Fiquei com cara de " Michael Jackson não morreu? "
- Não, você vai ficar na casa dos Uchiha, junto com o Sasuke e Itachi.- Acho que ela não percebeu o que ela disse.
- Você ouviu o que você disse? Eu, Sakura de 17 anos, ficar numa casa com dois garotos. Legal ein.
- Você vai dormir em um quarto separado e vão ficar duas empregadas lá.
- Vocês estão planejando isso a muito tempo né?
- Filha, por favor! Precisamos desse tempo e você sabe.
-... Tá, tá legal! Mas só por vocês.- Minha mãe me abraçou forte e me deu um beijo na bochecha.
- Obrigada filha, eu te amo.
- Agora você me ama né?
- Deixa de ser chata e bebe logo a vitamina.- Falou dando dois tapinhas no meu pé machucado, o que me fez soltar um grito não muito alto e fazer uma careta.- Desculpa, desculpa!- Se levantou e saiu.
~ ~ // ~ ~ 
- SAKURA, ARRUMA O KONOHAMARU PRA IR PRA AULA!- Minha mãe gritou lá da área de serviço pra mim que estava na sala vendo tv.
- Ah mãe! E o meu pé?
-Tá, pode deixar então.- Ficou com cara de bunda. Odeio quando ela faz isso.
- TÁ MÃE! TÔ INDO!- Falei e levantei.
- Não grita comigo e vai logo.
- Que abuso! - Falei enquanto subia as escadas.- Konohamaru, cadê você?
- Aqui.- Ele respondeu do quarto. Quando entrei ele estava colando adesivos brilhantes na tv, hn.
- Vamos arrumar pra escola?- Falei com voz de animadora de festas infantil.
- Não.
Fechei a cara.
- Tá, vamos arrumar pra ir pra escola.
- Já disse que não.
- E eu não perguntei dessa vez, to mandando!
- MANHÊ!
- SAKURA, QUE QUE VOCÊ TA FAZENDO?- Minha mãe gritou.
- Nada! Até agora nada.- Falei indo até o Konohamaru.- Anda, tira a roupa.
- Quero que minha mãe venha me dar banho!
- Desculpaê, ela não vem, agora vai logo.
- MANHÊ!
- TIRA LOGO A ROUPA KONOHAMARU!
Depois de muito custo e minha mãe dizendo que eu não sirvo pra fazer nada, Konohamaru finalmente entrou no banheiro, eu ia deixar ele lá fazendo a bagunça dele e tomando banho, mas ele ficou gritando " mãe, a Sakura não tá me dando banho, ela só me jogou no banheiro e saiu ". Shit.
- Estamos indo, fica com Deus.- Saiu levando o Konohamaru. Ela o leva pra aula e depois vai direto pro trabalho.
Logo depois meu pai se despediu de mim, saindo. Subi pro meu quarto com certa dificuldade e levando um pacote de biscoito waffer.
- Já tá sabendo da viajem?- Ouvi a voz de Sasuke do lado de fora, levantei e escorei na janela.
- Já. Vou ficar na sua não-humilde residência.
- É, vai me ver todos os dias, seu sonho de consumo.
- Queeee bosta. Acho que vou pedir pra minha mãe deixar a chave daqui de casa, daí eu deixo o bagulho , vulgo Konohamaru, aí com você e venho pra casa, sem sofrimentos.
- Chega pra lá que eu vou entrar. - Sasuke disse já subindo na sua janela.
- Um dia você vai cair daí, e eu vou rir.- Dei espaço e ele entrou.
- Primeiro, se fosse você, aí sim poderia ter a chance de cair, mas como sou eu... - Aiai, todo feio.- Segundo, eu não vou ficar com o Konohamaru, não tem como controlar... aquilo.
- Bom que já sabe. Que dia eles vão?
- Eles tinham marcado pra hoje a noite, mas como você sofreu o acidente, remarcaram pra depois de amanhã, quando seu pé já vai estar bom.
- Ah tá. Então vou ficar mesmo na sua casa.
- Vai.- Lembrei de uma frase do comediante Rafael Bastos: vizinho é igual amígdala, não serve pra nada e só lembramos que existem quando dá merda. Deve ser por isso que sempre lembro do Sasuke, hn.
- Sasukeeenho.- Falei toda cheia de manha indo até o guarda-roupa e pegando uma pomada.
- O que você quer?
- Passa pomada no meu pé? Por favor, por favor, por favor!
- Nunca.
- Por quê?- Fiz bico.
- Sou Sasuke Uchiha. Não faço isso pra ninguém, as pessoas é que fazem pra mim.
- Mas ninguém vai ver ôo fodão. Vai me ajuda, pelo menos uma vez na sua vida.
- Ok, ok, mas só dessa vez.
Sentei na cama e Sasuke se sentou perto do meu pé. Devagar ele foi desenrolando a faixa que estava bem apertada, o que me deu uma sensação de alívio quando esta saiu do meu pé. Ele espremeu a pasta na mão e passou, logo depois começando a massageá-lo, fechei os olhos, tava muito bom, sorri de lado e ele continuou fazer os movimentos, foi fazendo por um boom tempo, até que parou e começou a enrolar a faixa de novo.
- Mas já parou?- Falei com os olhos fechados.
- Para de abusar, fiquei um tempão aqui.- Se levantou da cama e depois ficou silêncio no meu quarto.
Abri os olhos e me assustei muito com Sasuke bem na minha frente, com o rosto muito próximo ao meu, me encarando, minhas bochechas queimaram e acho que ficaram vermelhas.
- S-Sasuke?- Gaguejei.
- Sabia.- Disse dando uma risada e se afastando.- Daqui a pouco se junta as minhas fãngirls.
- Idiota, sai daqui!- Vi ele pulando da minha janela para a dele.- E FIQUE SABENDO QUE EU FICARIA DESSE JEITO SE QUALQUER GAROTO CHEGASSE TÃO PERTO ASSIM DE SUPRESA, SEU TARADO, CABELO DURO, BRANCA DE NEVE, BOI.-Gritei nervosa e abri meu pacote waffer.
- Que amor. - Ouvi ele dizendo do quarto dele.
- Imbecil.- Falei mais pra mim mesma comendo meu waffer.
~ ~ // ~ ~

- Sakura, vem jantar.- Meu pai me chamou e eu desci as escadas.
Sentei na mesa e como sempre Konohamaru comendo como porco na lavagem. Olhei pra minha mãe e pro meu pai, hoje eu não tinha ouvido nenhuma de suas discussões, quer dizer que estão animados com a viagem e acham que vai ser um bom negócio.
- Então vão viajar mesmo?- Falei.
- Eu quero ir mãe!- Konohamaru disse com indícios de início de pirraça.
- Maru... Eu já disse que é só papai e mamãe.- É, brincar de papai e mamãe sem interrupções, cofcof.- E a Sakura vai ficar também.
- Ah, queria que ela fosse.- Falou.
- É, eu sei que você me ama.
- Eu não falei isso.
- Mas tá na sua cara.
- Tá, tá bom. Vamos comer- Dona Suzumi apartou (?) a briga.
- Tem algum problema ficar com o Konohamaru filha?- Meu pai perguntou olhando pra mim.
- Bom...- Ia começar a listinha quando olhei pra minha mãe que estava me olhando com cara de " ou diz que não ou te arrebento quando estiver dormindo ", medão, senti que ela podia me chutar ali a qualquer hora.- Não.
- Tem certeza?
- Tenho, sempre fiquei com ele né?
- E tem problema ficar na casa dos Uchiha?- Papai fez um careta, ele não está gostando dessa história tanto quanto eu, por isso o amo, ele me entende ~.
- Eu também não tava muito a fim disso não, mas tá de boa, eu convivo com o Sasuke todos os dias, eu aguento. Se divirtam.- Fiz sinal de joinha, ele sorriu e acenou que sim com a cabeça voltando a comer.
Todos terminaram de comer e subiram pros seus quartos. Entrei no meu e fechei a porta, quando olhei pra janela vi que Sasuke estava assistindo tv deitado na sua cama, cheguei mais perto pra ver o que ele estava assistindo e... CREDO É PORNÔ! PARA,PARA! Fechei as cortinas rápido. Que taraaaaaaaaaaaado.Deitei e tentei tirar aquela imagem da minha cabeça, FAIL. Dormi tarde por causa disso, até sem saber Sasuke atrapalha minha vida.



Notas finais do capítulo

Enjoy it.