Meu, somente Meu Vizinho, Sasuke Uchiha. escrita por heyouitsady


Capítulo 3
Só mais um dia pro sofrimento.




- Sakura, como você está?- Um pônei com um chifre no meio da testa falou comigo... Um pônei?
- Tou, e você?
- Também.
Olhei em volta, cheio de flores, árvores, trilhas no chão, tudo tão colorido... OMG, mundo restart, socorro!
- Sakura, você quer um pirulito?- O pônei falou.
- Quero!
Ele balançou a cabeça e o chifre brilhou, SIM ELE BRILHOU, e logo depois apareceu um pirulito na minha mão.
- Ah! Obrigada sr. pônei.- Falei abrindo o pirulito.
- Pônei? Eu não sou um pônei.- Falou com voz ofendida.- Sou um Unicórnio.- Falou agora se achando.
- Ah, entendi o porque do chifre.- Falei apontando pro chifre.
Ele sorriu... é, sorriu, agora nem duvido de mais nada.
- Você voa?- Perguntei.
- Tenho asas?- Olhei e fiz que não com a cabeça.- Então não.- Mó grosso.
- Ah, que pena, então você não é assim tão encantado.- Falei com o pirulito na boca.
- O pirulito não é magia?
- É... é.- Falei.
- Quer cavalgar?
- Aham!
Quando ele se abaixou e eu me preparava pra subir, ouvi um alarme tocando, muito alto, me assustei e então...

 Acordei, assustada sentei na cama e peguei o relógio, que estava apitando.
- Ah não, por queeee? Eu nem coloquei você pra despertar.- Desliguei o alarme.- Estava me divertindo tanto com o Hernesto.- Hernesto é o nome do meu pônei, digo, unicórnio.
Levantei, agora com o meu pé bem melhor, sentindo apenas algumas pontadinhas, me direcionei pra porta do banheiro, olhei no espelho.
- Mas que bicho é esse?...- Comentei olhando no espelho.
Ontem eu havia dormindo tarde por... vocês sabem porque, e hoje eu acordei mais cedo do que devia por causa do despertador. Lavei o rosto, escovei os dentes e desci as escadas.
- Bom dia!- Minha mãe disse quando me viu,
- Bom dia.- Disse coçando os olhos e bosejando.
- Não dormiu direito?
- Não. Despertador idiota.
- Já fiz café, vem tomar.
Sentei na mesa com minha mãe e Konohamaru que estava vendo tv. Meu pai sei lá onde se meteu.Coloquei café na xícara e peguei um pão.
- Cadê o pai?- Falei.
- Saiu cedo, disse que ia resolver sobre a viajem com o senhor Fugaku.
- Ah, entendi, é amanhã né?
- É. Sakura, tem algum problema você ficar com os Uchihas? Sinceridade.
- Problema? Bom, de verdade nenhum, mas não gosto da idéia de ter que acordar e ver a cara do Sasuke todos os dias.
- Mas você faz isso quando vai pra aula.
- É, mas é diferente, eu já estou completamente acordada quando vejo ele.
- Agora você vai ver ele só de bermuda.- Konohamaru comentou.
- Como assim moleque?- Perguntei.
Minha mãe me encarou me repreendendo.
- Ué, como ele dorme né? De bermuda.
Pensei em como Sasuke deve dormir, talvez... Só de cueca.
- NÃAAO! TEREI PESADELOS O RESTO DA MINHA VIDA!- Gritei.
- Melodramática.- Mamãe comentou.
Assim terminamos de tomar café e eu subi pra trocar de roupa.
- And she will be loveeeed ~.- Cantei enquanto escolhia a roupa no armário.
- Vai aprender a cantar.- Sasuke apareceu na janela.- Droga.
- Deixa eu adivinhar, te acordei?
- Vira vidente.
- Ótimo.- Sorri cínicamente.
Virei pra pegar um roupa no meu armário e peguei um short jeans e uma camiseta branca, olhei pra janela.
- Dá licença?

- Não.- Respondeu, simples assim.

- O que?
- Você perguntou se eu dava licença, eu disse que não.
- Affê seu bico, sai logo.
- Eu estou no meu quarto Sakura.
- SAI LOGO SEU BOI!
- Se você fosse um pingo mais inteligente, fecharia a janela, só isso.- Disse e saiu.
ARGH, como ele me irrita, vai ser um saco ficar na casa dele, fechei a janela e troquei de roupa, depois abri e nem sinal da branca de neve, desci e minha mãe já jogou trezentas tarefas pra eu fazer. 
~ ~ // ~ ~ 
Ding Dong ~

- Eu atendo.- Falei e saí correndo.- Oi. Ah, é você.
- É sou eu.- Sasuke disse com cadernos nas mãos, entrou na minha casa.
- A gente costuma pedir pra entrar na casa alheia.- Falei fechando a porta.
- É, mas eu sou VIP.
- VIP... onde que eu não sei.
- Quem era?...- Minha mãe apareceu.- Ah, oi Sasuke! Como está?- Disse o abraçando.
- Bem dona Suzumi, eu vim passar a matéria que a Sakura perdeu.
- Muito obrigada por ajudar minha filha, é o genro que toda mãe queria.- Falou e olhou pra mim.
- É, que bom que você não é " toda mãe ".- Falei.
- Vai, vai fazer as lições que você perdeu.- Minha mãe disse me expulsando da sala,chegou perto e passou a mão no meu cabelo.- Tinha sabão aí.
- Tava lavando o banheiro né.- Falei e subi as escadas sendo seguida pelo Sasuke.
Entrei no quarto e sentei na cama.
- Então, me explique o que eu perdi.
Sasuke ficou me mostrando e me ensinando tudo o que eu tinha perdido, aprendi mais com ele do que consigo aprender com os professores. 
- This is amazing.- Falei.
- Aprendeu o inglês? Que isso, progredindo bastante, orgulho de você.- Disse dando um sorriso de lado.
- Tem que ser né, em inglês é toda música que escuto, então é útil.
- E as outras matérias não são?
- Até agora... Não.
Depois de mais algumas horas terminamos, me joguei na cama.
- FINALMENTE!
- Nem me fale, você demora demais pra pegar as coisas.
- Para de ser chato.
- Hm...
Ficou silêncio again e eu encarando o lindo do meu teto branco.
- Quer nadar?- Perguntou.
- Onde?- Sentei.
- Na privada.- Revirou os olhos.
- Acho que não cabe nós dois lá.
- Idiota, na minha casa.
- Tá, que bruto, é uma pergunta comum, educação pô! Vai que você resolve ir nadar numa lagoa, vai saber.
- Claro, porque tendo piscina em casa é melhor ir numa lagoa sei lá onde.
- Nhé nhé nhé, detalhes, detalhes.- Levantei.- Vamos?
~ ~ // ~ ~ 
O sol estava fraco no meu rosto, era fim de tarde e eu estava deitava numa das bóias enormes e coloridas que o Sasuke tem. Abri os olhos e vi Sasuke boiando na água, de olhos fechados do meu lado, sorri de lado e arredei a bóia pra mais perto dele e me joguei de cima da bóia pra cima do Sasuke, os dois afundaram legal e quando voltamos Sasuke quase morre engasgado.
- Você... cofcof... é... cofcof... é...cof... DOIDA!
- Ah, desculpa Sasuke!- Dei um tapão nas costas dele, ficou a marca, mas ele melhorou.- Não achei que você ia quase morrer.
- Acho que você deslocou minha coluna.
 Fiz careta e ele olhou pra mim.
- Tudo bem?- Perguntei, agora preocupada.
- Tá tudo bem.- Falou e colocou a mão na minha nuca.
Foi chegando perto e aí... Perdi a respiração. Não, ele não me beijou, ele me enfiou debaixo da água e acho que tem litros de cloro no meu pulmão agora.
- PARA... cofcofcof...TÔ...cofcof... QUASE MORRENDO.- Falei indo pra borda e tomando o ar outra vez.
- Experiência quase-morte é o que há.- Falou saindo da piscina.
- Seu bosta.- Falei nervosa, levantei, peguei minhas coisas e já estava saindo.
- Ah, perae Sakura, você fez isso comigo também.- Disse vindo atrás de mim.
- MAS FOI DIFERENTE!
- Diferente como?
- Eu não tentei te beijar Sasuke.
- Aé...- Que bestão.- Bem que você queria.- Sorriu.
Pisei forte no pé dele.
- Aiai!- Gritou segurando o pé.
- Nunca! Nem em um milhão de anos!- Falei indo pra porta.- NEM EM UM MILHÃO DE ANOS!
Antes de sair pude ouvir Itachi perguntando " o que não vai ser em um milhão de anos? " , daí não ouvi porque fechei a porta e voltei pra casa de biquíni mesmo.
- Nu, de biquíni?- Konohamaru falou.
- É, pois é.
- Por que não vestiu a roupa.
- Te interessa?
- Sim, estou interessado em saber.
Olhei pra ele... Sabe que olhando assim, ele parece um pequeno mafioso, cruzes.
- Resolvi voltar mais cedo da casa do Sasuke e esqueci de botar a roupa, feliz?
- Hum, tá bom.- Voltou a assistir tv.
Subi as escadas e fui pro quarto, nem olhei pra janela, que já estava fechada e com as cortinas , tomei um banho e troquei de roupa, deitei e dormi, estava cansada demais, quem sabe não sonho com o Hernesto ein.