Comentários em Le son de l'Amour

teffy-chan

03/03/2019 às 12:27 • O que toca o coração
AAAAHHHHHHHHHH QUE HISTÓRIA LINDAAAAAAA 
Gente, Shino tocando piano combina bastante com aquele ar misterioso, esse garoto tem cara mesmo de que tem talento pra música! E o Kiba todo encantado com a música dele, que coisa mais fofa, awnnn... se distraiu tanto do trabalho que eu já estava vendo a hora que ele ia derrubar uma bebida em cima de algum cliente, socorro kkkkkkk  Ainda vem que me enganei.  Incrível o Shino também ter notado ele no meio de tantos expectadores. 
E essa parte no estacionamento foi tão lindaaaa!!! Como que ele se deixou guiar por um filme da Netflix, gente kkkkkkkk  Ainda bem que deu certo. Ahhh surtei horrores aqui com essa parte, ficou super fofa ♥ 
E eles se casaram? E adotaram uma filha? Sério Isso, produção?? Ahhh não me faz ter um ataque de fofura!!!  Gente que final perfeitoooo!! Levei um susto quando vi que isso tudo era o Kiba contando uma história para a criança, ficou lindo demais  ♥  
Adorei a fic!  ♥ 
Kissus^^ 


Resposta do Autor [Lux Noctis]: Hello!!
 
Estava querendo tempo para responder de forma correta aos comentários dessa fic, que foi um amor de escrever. Mas infelizmente estava na correria por N motivos em off. Mas cá estou, para dizer o quão feliz fiquei com o retorno dessa fic aqui ♥ Bateu um orgulhinho que não costumo sentir, e aff que delícia!
 
Shino é o tipo de cara que eu super imagino mesmo tendo aptidão para música, sabe? Aquele jeito calmo e contido, que deixa extravasar nas notas mais altas de um piano, a dor latente que carrega em alma. Poético, gosto de pensar assim. 
 
Kiba tava todo capotado de amores já, sabe como é: um crush é um crush, e pegou o Kiba de surpresa, rs. E claro que o Shino notaria, o Kiba tava quase dançando pelo estabelecimento, coisa mais fofolha aos olhos do Shino, que teve a atenção finalmente cativa à algo que não apenas sua música. 
 
Kiba leva a vida dele conforme vê nos filmes, ué. Por sorte que ele viu uma comédia romântica e não uma comédia pura, ou tragédia, pensa que tenso! 
 
SIM, casadíssimos, com uma filhinha a tira colo para fazer a alegria de um lar ♥  Kiba contando para a pequena Sayuri a história de amor dele e do Shino. Fofo demais sim, eu amei esse final, essa fic como um todo. Taí algo que eu quero guardar. 
 
Agradeço por ler e comentar.
 

Beijos!



Kaline Bogard

04/03/2019 às 09:24 • O que toca o coração
MENINA


Que história linda! Que caracterização primorosa! Amei esse Kiba todo envolto em contemplação, claramente não é o tipo de música dele. Mas como não se deixar por algo tão lindo, que bate direto no coração! Eu imaginei a cena dele abraçadinho na bandeja, viajando nas notas. Quis chutar o chefe dele por estragar o momento de entrega, em que ele estava sentindo a musica! Ele todo "preciso me virar pra sobreviver", melhor Kiba que a gente quer por em um potinho.


Depois esse shino misterioso, lindo, que consegue colocar nas notas tudo o que ele guarda dentro de si, essa intensidade que a gente não vê nos atos dele, mas capta em cada nota da melodia. E é intensidade que "combina" com o coração Kiba, mesmo que ele não saiba explicar direito. O Kiba é todinho intensidade.


Eles conversando rapidinho... nhom... li a cena duas vezes! Fiquei tão soft! Pena que o trabalho atrapalhou de novo. Esse chefe não sabe a sorte que tem, por ser um personagem ficcional. Se não eu já tinha chutado na cara.


Mas depois o Kiba fez juz ao jeito impulsivo e foi lá. E eu fiquei tão feliz. Foi tipo "Esse é o meu garoto". Ele é impulsivo e age quando vê a oportunidade perfeita (ou que ele acha perfeita). Então está ali, querendo mais de algo tão bom. Querendo conhecer o Shino e se tornar algo a mais!


AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA e esse salto no tempo! Eu me emocionei? Eu me emocionei! Porque eu amo um casal e sempre torço pra tudo dar bem pra eles. Quer melhor coisa do que construir uma familia com o cara que você ama? Kiba diz que não tem. Shino concorda! Que finalzinho soft foi esse, mano?


Resumindo, essa foi uma história de uma delicadeza impressionante. O tema que você escolheu, o desenvolvimento, as personalidades do Kiba e do Shino, sempre tão marcantes, cada um em sua singularidade. O Shino, esse omão da porra. E o Kiba que a gente sempre quer por num potinho. Essa história tem seu próprio tom, foi musica, foi poesia, foi magico. AMEI cada palavra. Sensasional.


Se eu pudesse favoritava duas vezes


Diamara Passarinho

04/03/2019 às 17:01 • O que toca o coração
O que acha que precisa ser melhorado?
1 000 reais para quem encontrar

O que mais gostou no capítulo?
ღゝ◡╹)ノ♡

Que narração tão artística! Transborda toda uma sensibilidade poética cativante, embrenhando o leitor, deslumbrado desde o primeiro contacto com a história, em todo um clima envolvente que joga com as diferentes sensações, num manuseio deveras engenhoso e estimulante! E para isso contribuem sem igual as descrições precisas e intimistas, certeiras aquando da alternância com os momentos de narração e cenas de diálogo.

Todo o texto é harmonioso, exprime-se de forma inspiradora, ao mesmo tempo que se mantém equilibrado, fazendo fluir a leitura como água que corre num curso sem nunca abrandar. Pelo contrário, o interesse cresce, o envolvimento com a história não é só entretenimento, é sentimento, é muito real! Isto é música, é melodia que a partir do instante que soa vai nos adentrando e nos fazendo vibrar por dentro, contagiando-nos com o seu ritmo! Tamanha maestria, estou encantada! Fascinada com o poder da sua escrita, com a intensidade de cada parágrafo!

Devo começar por parabenizá-la ou por agradecer-lhe por esta experiência incrível?

Cheguei a “Le son de l’Amour” através da Kaline. Não pretendia lê-la por enquanto, uma vez que tenho toda uma imensa lista de leituras pendentes antes, mas não pude ser indiferente à sinopse, àquelas duas breves frases misteriosamente sedutoras.

O tom narrativo que caracteriza a primeira parte da história e com o qual a mesma se apresenta ao leitor, no clássico estilo “contador de histórias”, que se vai revelando aos poucos dentre o obscuro e marcado por toques de suspense, atiça a expectativa leitor. “Eu quero saber mais, eu quero saber o que vem a seguir na história”. É uma atração inexplicável pelo desconhecido, à semelhança do interesse mútuo e enigmático que define inicialmente a relação entre Kiba e Shino. Inexplicável, e por isso mesmo magnético.

Todos os constituintes da história combinam tão perfeitamente que se torna complexo determinar o que é que funciona por causa do quê. A história alcançou uma unidade primorosa. A temática da história, a forma como está escrita, o modo de narrar, o tipo de vocabulário empregue, a alternância dos diferentes momentos dentro da narrativa, a divisão da história, a ambientação, a forma como os personagens e o seu vínculo complexo são trabalhados, ... Ah! Tudo, tudo se encaixa e se complementa tão graciosamente que perco o fôlego. O que dizer?

A forma como as personagens são apresentadas e desenvolvidas acrescenta-lhes um charme adicional único desta história pelas possibilidades realistas que a mesma cria. Kiba como freelancer e Shino como pianista é algo que eu perfeitamente imaginaria para eles.

Respira-se muita poesia aqui, mas a história consegue manter uma credibilidade satisfatória e convincente ao construir o vínculo entre Kiba e Shino. À primeira vista poderia parecer haver um quê de idealização, mas este é um cenário cabível dentro das possibilidades oferecidas pela própria natureza das duas personagens, por esse contraste convergente. Há que saber criar um contexto devidamente justificado e você, cara autora, tem esse mérito.

Cada detalhe e cada instante sustentam o interesse mútuo das personagens. São demasiadamente cruciais, de maneira que o leitor fica em alerta, acompanha os acontecimentos com muita atenção e comove-se por eles. Cada passo dado por cada uma das personagens é determinante e, por isso, para o leitor inquietante!

A cena da despedida surge, assim, como clímax, onde tudo se determinará! A importância dela é tanta que aos meus risos normais se misturaram os risos de nervoso! (> ∀ <)

“Sabia que ainda viria se despedir.”

Devo admitir, a confiança toda de Shino ao dizê-lo arrancou-me um sorriso de orelha a orelha! Tamanho não seria o embaraço caso tomasse uma desfeita de Kiba. Só de pensar nessa possibilidade eu sinto muuuuita vergonha alheia (> ∀ <) Mas ao mesmo tempo, é muito “ooooown” ler isso, porque, mesmo que um e outro saibam do magnetismo que acerca ambos, verbalizá-lo é outra coisa! Exige a mesma coragem que dizer “Amo-te”, já que se trata igualmente de uma espécie de declaração de interesse romântico pelo outro, pelo menos na minha perspetiva.

Esse diálogo foi muito entusiasmante. A história está arquitetada de uma forma que faz com que o leitor torça pela concretização do casal com muuuuita força, de tal forma que este diálogo tem para ele um significado especial, para além do jogo de sedução e de confirmação de interesses no qual consiste!  ≧ω≦

Como ambas as personagens tomam a iniciativa à vez, vão se incentivando uma à outra, o que torna tudo mais interessante e esperançoso. Sendo este momento decisivo e não havendo nada a perder mas antes a ganhar, porque não tentar?

“Seria cômico contar a Naruto como havia conhecido Shino.”

De facto, a história de ambos é incrível, digna de ser contada e passada adiante! E qual não é o meu agrado ao ler que é exatamente isso que Kiba tem feito! Awwn (´⌣`ʃƪ)

Eu entro na leitura esperando somente um romance, mas de brinde recebo uma cena familiar como remate de uma bela história de amor (que o facto de o título estar em francês sugere, boa jogada!), que se basta na sua quantidade de palavras e imensa na experiência extraordinária que proporciona!

Conte com uma recomendação, Lux Noctis.

Continue escrevendo o/
~Diamara Passarinho


Deby Costa

06/03/2019 às 17:56 • O que toca o coração
Que linda história. Amei esse primeiro encontro dos dois, a aproximação. Hum, coisa mais linda. E esse finalzinho, essa familia apaixonante??? como não se encantar?
Parabéns pela inspiração a one ficou perfeita, eu estou apaixonada. 
Bjs linda, até 


Resposta do Autor [Lux Noctis]: Hello!!
 
Fico tão feliz por saber que gostou da história, escrevi com tanto carinho pelo ship, que até eu me apaixonei pelo plot, sabe? Não é algo que acontece com frequência comigo. 
 
E saber que tudo para eles nesse 'conto de fadas atual' deu certo ao ponto de agora o Kiba contar como conheceu o amor da vida dele, enquanto nina a filhinha, aff que primor! ♥
 
Agradeço o carinho de vir aqui ler e comentar, me fez muito feliz, de verdade!
 

Beijos!