Camélia Bardon > Recomendações

Bohemian Rhapsody

Camélia Bardon

23/06/2018 às 00:30
Bohemian Rhapsody, de Phoenix, é tão tocante e arrebatadora quanto a história. Percebe-se logo de cara que a autora dedica sua alma nas linhas do texto, e posso dizer que me encantei de um jeito inenarrável. Sabe quando o coração fica apertado de tanta emoção? Então, foi esse o caso. Pode-se imaginar com clareza, do ponto de vista da autora, o que Freddie Mercury quis transmitir. Leitura mais do que recomendada.

Kandor: as chamas da magia

Camélia Bardon

26/07/2018 às 19:36
Embora eu esteja atrasada na história, de longe ela é uma das minhas preferidas. Quer os motivos? Bem, cá estão eles: 1) Toda a trama de Kandor é envolvente. Costumo brincar com a autora que nunca se pode confiar em ninguém, daqui a pouco desconfiamos de nós mesmos. Eu amo esse clima suspeito de todos os lados, tudo contribui para que eu queira ler mais e mais! 2) Os personagens têm uma personalidade própria, cada um deles. E o melhor: não são perfeitos! Se você está cansado de só ver personagens principais perfeitos e vilões exacerbados, Kandor é o lugar certo para você! 3) A autora é sempre muito carinhosa nas respostas dos comentários. Cá entre nós, isso é difícil de achar hoje em dia, não? 4) É magia! Quem não ama magia? Já dei motivos suficientes, corre para ler Kandor!

A Perfeita Arte de Ser Louca

Camélia Bardon

26/07/2018 às 23:43
A história me cativou inicialmente pela quebra de padrões proposta pela autora logo de início. Ana é uma personagem independente e bem girl power, mas não se trata apenas disso. A autora (que, cá entre nós, é sempre muito carinhosa e receptiva) coloca em jogo temas muito polêmicos hoje em dias - sim, esses mesmos que você está pensando: o machismo e o feminismo - sob um outro ponto de vista. Ela nos lembra que não é necessário um homem para nos sentirmos completas e girl power, mas se ele vier a aparecer, será muito bem-vindo. Ana e Erick são um casal bem oposto, entretanto não deixaram de me encantar nessa short-fic.

À Procura de Adeline Legrand

Camélia Bardon

26/07/2018 às 23:43
Já deveria ter recomendado essa lindeza há um bom tempo, mas como o lema é devagar e sempre cá estou eu após 21 capítulos. E QUE 21! O que não falta na fic é diversão e suspiros de amor. Cada personagem é único e cativante a seu modo, e a autora cá entre nós também é outra que é um poço de amor sem fundo. . E o melhor de tudo, não precisa conhecer o fandom para ler. Heloise - vulgo, Lolô - com certeza merece um espaço na sua aba de acompanhamentos, confie em mim ♥

Apenas Uma Brincadeira

Camélia Bardon

26/07/2018 às 23:56
A one-shot me cativou inicialmente apenas pelo fato de ser toda cheia de amor e doçura. Entretanto, ela não é apenas isso. Embora gire em torno de um clichê - um namoro de mentira - a autora trás um tom de realidade para a one que sempre vi em falta para fics yuri. Além de ser uma querida, é claro ♥ Vem cá, pode ler, não seja tímido e vem conhecer a Nina e a Vivian, sei que vai amá-las tanto quanto eu amei.

Ateliê

Camélia Bardon

27/07/2018 às 00:20
Ateliê, assim como várias obras da autora (panfletando já outras), é cheia de amor e poesia. Eu já poderia parar a recomendação por aqui, contudo vou enaltecer e muito a riqueza de detalhes e emoção passada em tão poucas palavras. Você ficará com o coração apertado e quentinho com esse casal que me arrancou lágrimas de amor. A autora também é uma querida ♥ Pode ler Ateliê sem medo, é uma leitura leve e adorável ♥

Com amor, Lizzie

Camélia Bardon

27/07/2018 às 00:22
Demorei para vir recomendar essa lindeza, todavia, cá estou. "Com amor, Lizzie" é daquelas fics que você fica implorando por mais, de tão boa. (E, já panfletando a próxima, tem mais: "Com amor, Mike"!) A leitura, tão cheia de sentimento, me cativou de imediato com tão poucas palavras. A escrita é tão apaixonante quanto a mensagem: não deixe para amar amanhã se você pode amar hoje. Leia e não se arrependerá ♥

Com amor, Mike

Camélia Bardon

27/07/2018 às 00:23
Eu não poderia nem em um milhão de anos deixar de recomendar "Com amor, Mike" também. Sempre é bom saber os dois lados da história, e garanto que Mike é tão cativante quanto Lizzie. Saber que há aquele fio de esperança rondando um amor supostamente perdido é de esquentar o coração, mesmo que também haja um fio de tristeza. Mas isso não anula a maravilha que é essa one, igualmente à sua antecessora, "Com amor, Lizzie". Vem cá se apaixonar por esse casal você também ♥

Filhas da Noite

Camélia Bardon

27/07/2018 às 00:32
Embora eu esteja atrasada na leitura, afirmo que eu poderia recomendar Filhas da Noite logo no primeiro capítulo. A recepção calorosa da autora e a escrita impecável me enchem de amor sempre que chega a hora de ler. Você quer mais motivos para ler? Tudo bem, eu forneço-os para você. 1) Tem vários pontos de narrativa, e mesmo assim você não ficará perdido, porque a autora sempre sabe situar a situação. 2) Toda a trama é uma teia de aranha; quando você acha que uma informação foi jogada à toa, capítulos mais tarde descobre uma jogada genial. 3) Qual é, gente. É uma história de bruxas empoderadas. Só isso já merece um espaço na sua aba de acompanhamentos. Vem, corre pra ler ♥

Meu Pequeno Monstrinho

Camélia Bardon

27/07/2018 às 00:37
A one-shot retoma à infância trazendo um tema que de início pode parecer bobo: um amigo imaginário. No entanto, a autora surpreende abordando o amadurecimento e o esquecimento da infância, e dá um banho de emoção e simplicidade. Pode ter certeza que você vai terminar de ler com ao menos um sorriso no rosto ♥

Parker

Camélia Bardon

27/07/2018 às 00:45
Rayle Parker pode ser descrita em uma palavra: adorável. É humanamente impossível não adorar a fotógrafa, tão sonhadora e dona de uma personalidade única e divertida. É impossível também você não terminar os capítulos com ao menos um sorriso bobo no rosto. A escrita é leve e fluída, quando você menos esperar já estará apaixonado por Parker ♥

Querida Estrela

Camélia Bardon

27/07/2018 às 01:11
Demorei a vir recomendar aqui, mas, durante o tempo o qual li e para vir aqui, o amor por "Querida Estrela" continua o mesmo. A one conta a história de uma amizade, que mesmo separada por um acaso triste da vida, permanece. Vou confessar que os meus olhos ficaram tomados por lágrimas de emoção ao finalizar o texto, entretanto esse foi um dos vários motivos os quais apareci aqui na aba de recomendação. A escrita simples da autora (que, aliás, também é um amor) me deixou arrebatada. Podem ler que eu tenho certeza que não vão se arrepender ♥ Só peguem um lenço de papel antes!

Sexto Andar

Camélia Bardon

27/07/2018 às 01:11
"Sexto Andar" me surpreendeu de tantas maneiras que fica até difícil fazer uma recomendação mais concisa. Então, vou lhe dar motivos enumerados para ler essa one maravilhosa: 1) ela é bem breve, não gastará muito de seu tempo, 2) em poucas palavras, você se vê arrebatado pela escrita leve e fluída, tão simples que chega a dar vontade de beijar o texto, 3) ela tem personagens apaixonantes, cada um a seu modo. Lucas, introspectivo e pensativo, e Violeta, a garota com nome e coração de flor ♥ 4) ela traz uma mensagem linda no final, que fará você ficar dias pensativo (eu, ao menos, fiquei). O que você está esperando para ler?

Morte e Vida de Julieta

Camélia Bardon

27/07/2018 às 01:11
Primeiro: é uma história sobre anjos. Só com isso eu já poderia finalizar essa recomendação. Mas não para por aí: anjos E cupidos. Quer mais? Anjos, cupidos, e há interações, mesmo que indiretas, entre eles e os humanos aqui embaixo. Ainda não tá bom? Anjos, cupidos, interações e uma cupido que não se contenta em ser "apenas" cupido. Ela quer descobrir suas origens, custe o que custar. Um último motivo? A fic mescla uma narrativa divertida com personagens envolventes e únicos. E aí, bora ler? Bora ♥

Odette

Camélia Bardon

13/11/2018 às 00:58
Diz o ditado que é sempre bom ver os dois lados da moeda, e com "Odette" não foi diferente. No filme "A Bailarina" não foi diferente - conhecemos a fundo Félicie e conhecemos Victor; aqui, conhecemos Odette e Mérante. A autora sabe mesclar o seu ponto de vista com a história original, nos dando uma luz do passado de Odette e nos fazendo apaixonar mais ainda por essa personagem tão marcante. Com capítulos curtos, objetivos e definitivamente adoráveis, "Odette" conquistou um espaço especial no meu coração (e merece um no seu também!).