Circus escrita por MaryDiAngelo, Semideusadorock


Capítulo 13
Ato XII - Pega-Pega


Notas iniciais do capítulo

Olar amorinhas e cerejinhas ♥
Como vocês estão? Esperamos que bem!

Good Reading ^-^



— Nico! Tem visita pra você!

O di Angelo franziu o cenho ao ouvir a voz do pai bem humorada, mesmo que ele ainda estivesse persistindo no castigo desde anteontem, quando eles haviam chego tarde, mas que no caso era cedo. Então franziu o cenho sem entender. Visita?!

Assim ele abriu a porta do quarto, subindo as sobrancelhas e arregalando os olhos quando viu Thalia e Leo parados ali com um semblante cumplice, se apressando em se esconder atrás da porta por estar com o tronco desnudo de uma blusa. Agora sim ele entendia quem era a visita.

— Ah... — Thalia sentiu seu rosto enrubescer, engolindo em seco meio sem jeito ao vê-lo sumir atrás da porta, voltando poucos segundos depois vestido com uma blusa preta lisa. — Desculpe.

— Tudo bem! — Nico sorriu. — O que houve?

— Hoje é o aniversário do Leo e, bom, ele me encheu o saco para que vocês fossem junto... No caso, ele quer a Bianca, mas a gente tenta ser gentil... — ela baixou a voz como contasse um segredo, mesmo sabendo que ambos os dois rapazes ouviriam — sério, ele quase me deixou para trás.

O italiano entendeu, dando uma risada e negando em reprovação, levando seus olhos para Hades que havia ficado no começo do corredor e observava-os com um brilho predador nos olhos, como se quisesse frita-los para um banquete.

— Ei, Bianca! — Nico deixou seu quarto, dando dois toques no da irmã.

— Não entra que to nua! — a voz soou abafada do lado de dentro e o garoto negou em reprovação, contendo um riso nos lábios.

— Leo está aqui.

— Que? — a resposta veio de imediato, agora um pouco mais alta, mostrando que a garota havia se aproximado da porta.

— Mais precisamente: do meu lado, junto com Thalia. É aniversário dele, vamos sair. — Nico franziu o cenho ao ouvir um barulho alto do lado de dentro do quarto. — Bianca?

A porta se abriu de súbito, fazendo com que ele tivesse um sobressalto por estar muito perto dela. A di Angelo sorriu, estava usando uma calça jeans negra e uma blusa justa ao corpo de tonalidade vinho.

— Sair? — ela subiu e desceu as sobrancelhas, aprovando a ideia.

Thalia fitou o aniversariante de soslaio, arregalando os olhos ao ver que ele balançava o bumbum de um jeito muito estranho, provavelmente deixando que o seu lado animal aflorasse com tudo.

— Para de agir como um cachorro. — A Grace murmurou entredentes, dando uma cotovelada nele discreta.

Leo, por um pouco, não soltou um ganido de cachorro. Mas segurou no ultimo segundo, pigarreando para transforma-lo em um “aí” comum.

Não demorou para que eles estivessem do lado de fora da casa, onde o Valdez tentava de todo jeito conter sua ansiedade ao andar do lado da crush humana, que parecia deliberadamente descontraída, olhando os lugares enquanto eles andavam em direção a pista de skate abandonada.

— Então... — Leo se virou assim que eles cruzaram os portões de ferro negros.

— Vamos, Nico! — Thalia segurou no pulso do italiano, dando uma piscadela para o amigo lobo e saindo as pressas com Nico em seu encalço, tentando manter seu ritmo para acabar não causando uma queda.

— O que foi isso? — ele perguntou assim que os dois pararam em uma parte da pista de skate onde havia muitas árvores.

Thalia apenas riu, negando em reprovação.

— Ele quer ficar com ela, não notou pelo meu jeito discreto de piscar na cara dura?

— Que safadinhos! — Nico também negou, colocando as mãos dentro do bolso da calça jeans e encostando-se em uma árvore atrás de si. — Mas é um belo presente, quer dizer, acho que ele vai ficar feliz.

— Você acha? Ele veio pulando atrás de mim igual uma criança alegre! Faz dias que estava me enchendo o saco por causa disso! — ela também se encostou em uma árvore. Ele até mesmo pegou todas as pulgas, o que era bem difícil, já que haviam muitos lobinhos com pulguinhas naquele lugar.

O di Angelo apenas parou para analisa-la no momento, subindo as sobrancelhas quando notou que ela estava com seu tradicional traje de circo que consistia em um vestido branco justo ao seu corpo, tinha uma manga separada da peça de roupa que vinha até seu pulso e se entrelaçava em seus dedos, sendo de listras vermelhas e brancas; também usava uma meia calça três quartos com a mesma estampa da manga; e nos pés tinha sapatos de palhaço vermelhos com bolinhas brancas. Ele se perguntou como Bianca conseguiria ficar com Leo com todo aquele brilho dourado refletindo na luz do dia nublado que estavam passando.

Notou que estava a observando muito tempo quando viu os dois corações que estavam desenhados na bochecha dela, comprimindo os lábios quando ela enrubesceu ao constatar que estava sendo analisada de cima a baixo.

— Você... — Thalia começou, desencostando da árvore como quem não quer nada. — NÃO ME PEGA!

Assim, Nico se viu piscando atordoado sem entender o que estava acontecendo, até se tocar que iria brincar de pega-pega com a garota que já estava longe, rindo alto para que ele pudesse acha-la entre as folhas e galhos.

— Ela é muito discreta. — Bianca comentou, franzindo os lábios e virando-se para Leo com uma das mãos apoiada na cintura. — Então...

Ele não respondeu, apenas franziu o cenho e se aproximou lentamente, levando uma das mãos para a nuca dela e a puxando de encontro aos seus lábios, dando início ao beijo mais esperado da história por ele, que foi retribuido sem nenhum hesitar vindo dela.

O Valdez a fez encostar as costas contra a rampa de skate, intensificando o selar de lábios, mas os dois sabiam que apesar do beijo ser bom, não era o “ideal”.

Eles se separaram e Bianca mordeu o lábio inferior, levando os olhos para os dele e notando que ambos estavam em um clima que havia começado a ficar desconfortável.

— É... Foi bom o beijo. — Leo murmurou meio constrangido e viu que ela assentiu também da mesma forma. — E...

— O que acha de irmos atrás deles? — Bianca foi mais rápida para cortar o assunto logo pela raiz, sentindo suas bochechas peculiarmente corarem com a situação que estava entrando.

Quase gritou em agradecimento ao ele assentir de pronto, sem nenhum questionamento e nenhuma intervenção. Assim, eles foram mais adentro no parque apenas para chegarem a tempo de ver Nico e Thalia trombando um no outro e indo em direção ao chão, ambos rindo igual crianças felizes do incidente óbvio que iria acontecer.

— Seu brutamonte! — a Grace deixou um tapa fraco no ombro de Nico, estando por cima. Ela riu alto quando ele arfou, colocando a língua para fora e murmurando um “morri”. — Besta!

Saiu de cima dele, não sendo nada sutil em fazê-lo, já que apoiou as mãos espalmadas no tórax dele e se impulsionou para cima, o fazendo grunhir e se sentar quando ela já estava em pé.

— Aí! — resmungou, afagando o lugar acertado. — Nossa, você é sutil como uma mula, não?

— Não me venha com essa! — Thalia cruzou os braços em uma falsa birra, fazendo um bico e virando-se para o lado. Se assustou ao ver Leo e Bianca ali, arregalando os olhos e assumindo-se vermelha de vergonha quase de imediato.

— Peguei no flagra. — Leo comentou com um meio sorriso, negando em reprovação.

— Vocês não deveriam estar ficando? — Thalia subiu as sobrancelhas em um questionamento.

— E você e o Nico? — o Valdez foi baixo, estreitando os olhos quando a amiga entreabriu os lábios, estática.

Em momento algum ela havia mencionado que queria ficar com Nico. E não era esse o objetivo que tinha. Tudo bem que, uma parte de si (bem lá no fundo) suspirava quando ele dava um sorriso fofo, mas não era para tanto! Thalia fechou a boca, levando seus olhos para o di Angelo que também estava com os olhos arregalados estático com a nova informação.

— Estou brincando! — Leo se apressou em dizer, notando que eles haviam entrado em um clima completamente desconfortável que nenhum dos dois saberia como reagir aquilo. — Então, vamos ir em alguma lanchonete pra vocês cantarem parabéns pra mim para ganharmos sobremesa de graça?

 



Notas finais do capítulo

YAY! Chegamos ao final de mais um capítulo! :3
O que vocês acharam? O que querem que aconteça? Alguma teoria? Nós gostamos de ouvir teorias!

Grupo no facebook da Semideusadorock: https://www.facebook.com/groups/semideusadorockfanfic/?ref=bookmarks

Instragram de fanfics da Semideusa: @inspiracao_nerd

Até o próximo o/
Beijos de Escuridão ♥



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Circus" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.