Undecided Love escrita por Seddie4ever


Capítulo 11
Making peace


Notas iniciais do capítulo

Ca de hj:Fazendo as pazes



POV Sam Puckett

Depois que o Benson saiu correndo da sala,a tal de Carly pediu para mim acompanhar ela.A gente andou por toda a escola e ela não disse nada,até chegarmos na saída e um carro preto estacionar na nossa frente.

—Então Sam,voce tem alguma coisa para fazer agora de tarde?

—Não.

—Que tal voce ir para a minha casa para assistir uns filmes,jogar conversa fora esssas coisas e a gente aproveita para dar uma adiantada no trabalho?

—Pode ser.

Bom,eu não tenho nada para fazer hoje de tarde,se eu ir para casa vou rter que ficar vendo minha mãe andando de biquini pela casa.Então aceitei,entramos no carro e ela me apresentou o homem que esta dirigindo o carro.

—Sam esse é o meu irmão Spencer.E Spencer essa é a minha....minha...-Ela olhou pra mim como se não soubesse o que nós somos,nem eu sabia mas eu completei a frase dela._Amiga.

—Prazer em te conhecer Sam-Diz Spencer.

—Prazer é todo meu de conhecer o irmão da minha amiga.

Depois disso tudo Spencer estacionou enfrente uma casa branca que aparentava ser pequena mas era muito bonita.Descemos do carro e adentramos a casa,se por fora a casa era bonita por dentro era linda.

—Spencer pode indo fazendo a pipoca enquanto eu mostro a casa pra Sam?-Pergunta Carly.

—Claro maninha.

—Mas por favor não coloca fogo em nada!

—Vou tentar.

Carly me puxou pelo braço,subimos a escada e ela abriu um porta que parecia o "porão" da casa.OBS:O "porão" que a Sam esta falando é o estúdio do Icarly,só que sem as coisas do Icarly etc...

Só que de porão não tinha nada era tudo bem limpo,tinha tv,pufs e um dvd,obviamente é aqui que nós vamos ver os filmes.

—Gostou daqui?-Carly perguntou.

—Sim,é bem legal.

Spencer nos chamou para pegar a pipoca e os refrigerantes.Colocamos um filme de terror que a Carly quase teve um troço e agora nós acabamos de ver um filme de romance que a Carly esta quase morrendo de tanto chorar.

—Tá Carly já deu,vai lavar esse rosto e para de chorar.

—Tá bom-Ela se alevanta e saí do "porão" e dobra para a esquerda,não sei para aonde ela estava indo mas também não é da minha conta.Minutos depois ela volta com a cara toda vermelha mas pelo menos ela tinha parado de chorar.

—Vamos conversar?-Ela pergunta.

—Sobre o que voce quer conversar?

—Qual a sua relação com o Freddie?

—Como assim?

—Sei lá voces parecem tão próximos mas na verdade voces mal se falam.

—Nós somos próximos mas é tanta coisa acontecendo,sabe?-Ela assentiu.

—E a sua relação com o Freddie?

—Nós somos melhores amigos.

—Pois não parece-Ela me olhou confusa_Pergunta pra qualquer um lá da escola sobre a sua relação com o Freddie,vão dizer que voces namoram.

—Dá onde voces tiram isso.

—È o que parece.-Olho no meu telefone e vejo que já 22:30.

—Caramba já é 22:30,tenho que ir-Digo me levantando.

—Tudo bem quer que o Spencer te leve?

—Não precisa,eu pego um taxi.

Nós descemos as escadas e se despedimos com um abraço,pedi um taxi e ele veio bem rápido.Enquanto estava indo para casa pensei em como foi o meu dia,sei lá eu gostei da Carly e enquanto pensava nisso lembrei que a gente não fez nada do trabalho.

POV Freddie Benson

Ontem era sexta então hoje é sábado.Já me arrumei e agora estou tomando café,o Justin pediu para mim ir na casa dele falar sobre algumas coisa,o pior é que eu já imagino o que seja.

—Mãe eu já vou indo.

—Tá bom filho-Dei um beijo nela e fui em direção a casa do Justin,chegando lá vejo Justin me esperando enfrente a sua casa.

—Oi-Digo

—Quer entrar?-Ele pergunta

—Não,não pretendo demorar.

—Qual é cara?porque voce tem tanto ódio de mim se foi voce que roubou minha namorada não eu a sua.

—Olha aqu-Ele me interrompeu

—Esquece isso,quero que nós vire amigos,não gosto de ficar brigando com ninguém.Vamos fazer as pazes?-Ele me perguntou estendendo a mão,peguei a mão dele e disse

—Amigos?

—Amigos-Ele responde

—Sobre o trabalho,acho que voce não querer fazer aqui então eu faço uma parte e voce faz outra,pode ser?-Justin pergunta

—Claro.

—Quer ficar aqui para jogar um vídeo game,jogar uma bola?

—Porque não?-Digo é nós adentramos ao portão de ferro.Jogamos bastante vídeo game,conheci a irmã e o irmão dele e jogamos bola.

—Gostou?-Justin pergunta

—Sim,foi muito legal.

—Quer que eu pese para o meu motorista te levar em casa?

—Pode ser-Então ele chamou um senhor e deu o endereço da minha casa,logo que vi quem era o motorista não acreditei.Já dentro do carro ele me perguntou.

—Lembra de mim?

—Claro que sim.-Ele era um grande amigo da minha mãe,ele ia direto lá em casa quando eu era mais novo._Porque não foi mais lá e casa?

—Bom,as coisas apertaram financeiramente para mim e eu tive que vir a Seattle,daí eu me tornei amigo do Sr.Drew e ele me colocou como motorista dos filhos dele.

—Entendi-ele estacionou em frente a minha casa.

—Quer entrar?minha mãe vai ficar feliz em te ver.

—Desculpa filho mas tem que levar os irmãos do Justin na aula de frances e espanhol.

—Tudo bem-Digo triste.

—Na próxima

—Tchau

—Tchau

Entro em casa e não vejo minha mãe,acho estranho mas não ligo.Vou ao meu quarto tomo um banho,desço como alguma coisa e fico assistindo tv até o sono bater.







Notas finais do capítulo

Bom,tentei fazer um capitulo maior hj quase consegui 1.000 palavras

Espero que gostem



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Undecided Love" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.