A história de Sakura escrita por Hanako


Capítulo 1
Prólogo


Notas iniciais do capítulo

Novo projeto! Espero que gostem!



A minha história é longa e, por isso, demorei a criar coragem para contá-la. Porém, em alguns dias do meu cotidiano eu acordo com o peso grande no peito, uma sensação de que irei morrer sufocada com tudo o que guardo dentro de mim e, mesmo passando várias vezes a mão no meu pescoço, ela não para. Hoje foi justamente um desses dias.

Eu olho para o lado e vejo o meu marido dormindo. Ele com certeza é o mais carinhoso e atencioso dos maridos, mas eu nunca sonhei que me casaria com ele, muito pelo contrário. Seu cabelo loiro simplesmente não combina com os fios negros que eu imaginava encontrar naquele travesseiro.

Levanto-me com o pesar de ter que levantar cedo em todas as manhãs e me preparo para o banho. A água quente entorpece as dores do passado e me ajuda a pensar melhor. O meu cabelo rosado, vívido, escorrendo molhado no peito me lembra da infância e de como tudo começou. Eu entendo. É um passado que não deveria ser tão remoído por mim.

Visto minhas roupas para o trabalho e passo um café. O loiro finalmente se levanta e se junta a mim à mesa.

— Bom dia, meu amor – ele diz com um singelo sorriso – Dormiu bem, Sakura? Você parece meio perdida em seus pensamentos...

— Não é nada, Naruto. Estou apenas pensando no trabalho que farei hoje – respondi sem olhar para ele, para que não me pegasse em minhas mentiras.

Naruto não disse mais nada. Ele sabe que eu menti, eu sinto. Depois de tantos anos juntos seria impossível que não me conhecesse a esse ponto. O que me conforta é que, mesmo assim, não tem como ele ler o que está nessa cabeça, em quê ou em quem eu estaria pensando. Eu sempre fui de poucas palavras e o loiro acabou me cedendo esse espaço.

E então terminamos o café. Ele se arruma enquanto termino de arrumar a nossa pequena cozinha. Assim como todos os dias, meu marido abre a porta do carro para mim e dirige até o hospital onde trabalho. Logo depois ele vai trabalhar e seguimos nossa rotina.

Já me acostumei com a correria do serviço. Mesmo na parte administrativa, o hospital nunca para. É tanta coisa para fazer que os papéis sempre se acumulam na minha mesa. Nesse momento olho as opções de parceria para arrecadar fundos para uma nova ala que combata câncer infantil. Meus olhos embaçam no meio do texto e me pego olhando para os espaços entre as letras, sem pensar em nada. Assim, não escuto baterem na porta e não percebo que uma enfermeira entra.

— Sakura, se vai dormir em cima dos papéis, tenha certeza que eles têm espaço suficiente para a sua testa enorme – ela disse sentando na pequena beirada livre da minha mesa e abaixando os meus papéis.

— Ino, sua porca – reclamei – Já te disse para não entrar na minha sala sem bater!

Ino era a minha melhor amiga desde a infância. Juntas, colecionamos aventuras, desventuras, e até mesmo amores em comum. Brigamos muito, mas sempre nos entendemos no final. Acho que esse é o ponto principal de toda amizade forte, não deixar ela morrer.

— O problema é que eu bati na porta sim. Parece que você está com a cabeça em outro planeta hoje. Aconteceu alguma coisa por um acaso?

Mesmo amiga, ela não entenderia. Eu mesma não me entendo às vezes.

— Estava aqui pensando numa maneira de arrecadar fundos para o hospital. Encontrar parcerias com empresas privadas através de leis de incentivo do governo. O que acha?

Ela me olhou desconfiada por um instante, mas eu estava bem convincente. Afinal, estou estudando essa estratégia há meses. Me aproveitar de leis de incentivo para financiar a obra no hospital, É uma maneira onde, resumidamente, a empresa deixa de pagar o imposto e paga diretamente para o hospital, como que destinando diretamente quem seria o beneficiado pelo dinheiro. Nos perdemos discutindo o assunto até a hora do almoço e por algumas horas eu me esqueci do passado.

Mas o passado ainda estava lá, me esperando de braços abertos.





Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "A história de Sakura" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.