Segunda Chance escrita por KayallaCullen, Miss Clarke


Capítulo 26
Epílogo


Notas iniciais do capítulo

Musica do capitulo:

https://www.youtube.com/watch?v=3HbKnQxd0_E



Cinco meses depois...

—Respira fundo. Até pareci que nunca passou por isso.- Laura disse assim que recebi o buque de suas mãos.

—Já, mas todo mundo fica nervoso quando se casa, imagina renovar os votos.- disse e ela sorriu.

—Está com medo do meu primo não te aceitar de novo?

—Claro que não. Mas...Você acha que isso pode acontecer?-questionei nervosa e ela sorriu.

—Duvido. Aquele homem te ama incondicionalmente. Apenas respire fundo, e tente se acalmar. Vou dizer ao seu pai que você está pronta.- ela disse e me desejou boa sorte antes de sair.

Enquanto esperava meu pai chegar para me conduzir ao altar, me lembrei do dia em que Felipe havia me pedido novamente em casamento.

Flashback On:

Helena e Vinícius haviam acabado de acordar, resolvi levá-los para a minha cama e brincar um pouco com eles, enquanto esperava Felipe e Rafael voltarem para casa.

Ainda não conseguia me acostumar que aquela garotinha linda e perfeita, que possuía o cabelo e o nariz totalmente iguais aos meus e os olhos e as covinhas do pai, era minha filha.  Ou que aquele garotinho encantador e perfeito, que possuía o nariz do pai assim como seu sorriso, meus cabelos e meus olhos, era meu filho.

Ambos fruto do meu amor por Felipe.

Um fruto que era totalmente livre da Cardiomiopatia hipertrófica.

Meus filhos eram um verdadeiro presente de Deus, assim como Rafael foi.

Os três haviam chegado no momento certo para nós.

Fortalecendo o amor que sentíamos.

—Mamãe? Helena? Vinícius?- ouvi Rafael chamar anunciando a sua chegada e meus filhos sorriram de uma maneira contagiante ao ouvir a voz do irmão.

—Nada de correr nas escadas Rafael.- ouvi Felipe dizer e sorri.

Porque ele sempre dizia isso, mas nosso filho nunca o ouvia.

—Oi mamãe.- Rafael disse eufórico assim que entrou no meu quarto e veio me dá um beijo.

—Oi meu amor, como foi à aula?

—Foi divertida mamãe, aprendi muitas coisas legais. - Rafael disse e sorri da sua animação.

—Oi Helena, oi Vinicius. - ele disse sorrindo para os irmãos que se agitaram nos fazendo rir. – Vou tomar um banho rápido antes de vir brincar com vocês.

—Onde ele foi com tanta pressa?- Felipe questionou assim que Rafael passou pelo pai como um furacão.

—Ele foi tomar banho antes de brincar com os irmãos.- disse e meu marido sorriu fazendo Helena e Vinícius virarem em direção a risada do pai, antes de começarem a reproduzir sons incompreensíveis.

—O papai já vai pega-los no colo meus amores, só vou tomar um banho rápido.- Felipe sussurrou para nossos filhos após ter me dado um beijo.

Contrariados por terem que esperar para estar no colo do pai, meus filhos começaram a chorar.

—Acho melhor você ir rápido.- disse pegando-os no colo tentando aclamá-los, o que nunca dava certo.

Quando os dois choravam desse jeito, só ficavam calmos quando estavam no colo do pai.

Felipe tomou banho e se vestiu em tempo recorde antes de vir correndo para pegar Helena e Vinícius no colo, assim que nossos filhos perceberam que estavam no colo do pai pararam de chorar, o que nos fez rir.

—Valentina, posso lhe perguntar algo?- Felipe questionou desviando seus olhos de nossos bebês para me ver.

—Claro amor.- disse desviando a atenção de nossos filhos.

—No mês que vem, vamos fazer oito anos de casados, você se lembra?- ele disse nervoso.

—Claro que lembro. E o que gostaria de perguntar?

—Gostaria de perguntar, se você aceitaria renovar nossos votos? Você aceitaria se casar comigo de novo?- Felipe questionou nervoso e sorri emocionada.

—Claro que aceito amor.- disse feliz e ele sorriu antes de nos beijarmos.

Flashback Off:

E aqui estava eu, um mês depois do seu pedido, prestes a renovarmos nossos votos.

—Pronta filha?- meu pai questionou assim que entrou em meu quarto.

Felipe e eu havíamos decidido fazer a cerimônia no jardim da nossa casa, seria algo bem intimo apenas para amigos e familiares. E fiz uma única exigência a ele, de que não trocássemos de alianças, pois adorava as nossas e todo o significado que havia nelas, e meu marido concordou.

—Sim pai.- sussurrei e logo ele me ofereceu seu braço para me levar em direção ao jardim.

Sorri emocionada assim que entrei em meu jardim e vi todos ali reunidos para celebrar meus oito anos de união com Felipe. Mas assim que meus olhos cruzaram com os de Felipe no altar, toda a minha atenção se resumiu a apenas ele, que sorria emocionado ao me ver, da mesma forma apaixonada e devotada de quando nos casamos pela primeira vez.

—Continue cuidado da minha filha, Felipe.- meu pai pediu assim que entregou minha mão direita a Felipe.

—Não se preocupe Carlos, Valentina é o meu bem mais precioso.- ele disse e meu pai concordou antes de ir para o lado da minha mãe.

Em seguida o padre começou a falar sobre o quanto estava feliz em celebrar a renovação dos nossos votos, já que Padre Claudio foi quem celebrou o nosso primeiro casamento.

—Eu, Valentina Albuquerque Torres Montenegro, aceito você, Felipe Carson Montenegro, como meu legitimo esposo. Para amá-lo, respeitá-lo e apoiá-lo durante toda a minha vida.- disse antes de devolver a sua aliança ao seu devido lugar, fazendo com que todos aplaudissem.

—Eu, Felipe Carson Montenegro, aceito você, Valentina Albuquerque Torres Montenegro, como minha legitima esposa. Para amá-la, respeitá-la e apoiá-la durante toda a minha vida.- Felipe disse antes de devolver a minha aliança e o meu anel de noivado ao seu devido lugar, em seguida todos aplaudiram.

—Com o poder concedido a mim pela sagrada igreja, eu vos declaro, marido e mulher. E antes de ocorrer o beijo, Felipe gostaria de dizer algumas palavras.- padre Claudio disse e virei confusa para o meu marido, afinal não havíamos combinado isso.

—Obrigado padre, prometo que serei bem rápido, porque nossos bebês já estão fazendo cara de choro no colo do colo do tio materno.- Felipe disse e todos riram.

—Tudo o que quero dizer a você, Valentina, é obrigado. Obrigado pelos oito anos maravilhosos que tivemos juntos. Obrigado por sempre estar ao meu lado em cada momento, sendo ele triste ou alegre. Obrigado pelos filhos maravilhosos que você me proporcionou. E definitivamente, muito obrigado por não ter desistido de mim quando eu desisti de você. Você lutou por nosso amor, acreditou que poderíamos conseguir superar toda a nossa dor juntos, quando eu desisti de fazer o mesmo porque perdi a fé. Mas você continuou, e se hoje estamos aqui vivendo esse momento é graças a você. Graças a essa mulher forte e corajosa por quem me apaixonei perdidamente, desde o primeiro instante em que nossos olhos se cruzaram. A mulher que vou amar pelo resto da minha vida. Eu te amo Valentina. - Felipe disse sorrindo e sorri em meio às lagrimas antes de beijá-lo sob os aplausos de todos.

.............................................................................................................................................

Assim que meus bebês estavam devidamente alimentados e trocados, Felipe pegou nossos filhos no colo e me pediu para chamar Rafael, pois ele tinha uma surpresa para a família toda.

Felipe nos conduziu até o seu escritório e me entregou nossos filhos, em seguida ele pediu que nos sentássemos enquanto ele pegava uma caixa de presentes que estava em cima da sua mesa e vinha até nós.

—O que é isso papai?- Rafael perguntou curioso enquanto Helena se esticava toda para alcançar a caixa que estava nas mãos do pai e Vinícius colocava sua mãozinha na boca.

—Isso, filho, é um presente de casamento para sua mãe, mas também é um presente para todos nós. Vem cá com o papai meus amores. - Felipe disse suave antes de pegar Helena e Vinícius no colo e me incentivar a abrir a caixa.

Curiosa, abri a caixa e vi que dentro dela havia um livro, que possua uma capa preta e branca, que retratava as paginas de um diário, e seu titulo era em letras pratas. Contrastando de forma harmoniosa com a imagem da capa.

—Segunda chance?- questionei confusa com o livro em mãos e meu marido sorriu.

—Abra amor e leia a dedicatória em voz alta.- Felipe pediu e o fiz.

—Dedico esse livro a mulher que se tornou a inspiração dele e de todos os outros. A mulher que sempre esteve ao meu lado me fazendo o homem mais feliz e realizado do mundo. A mulher, que me tornou pai de três crianças maravilhosas. A mulher que dá sentido a minha vida, a qual irei amar pelo resto da minha vida. A minha Valentina.- lê em meio as lagrimas antes de olhar para Felipe.

—Pedi você em casamento por meio de uma dedicatória, e por meio de outra dedicatória queria declarar o meu amor e a minha gratidão a você, meu amor. Esse livro conta a nossa historia, tudo pelo que passamos, e conta o começo do nosso felizes para sempre.

—Obrigada. Foi o melhor presente que poderia ganhar. Eu te amo.- sussurrei feliz e ele sorriu antes de se sentar ao meu lado.

—Eu também te amo.- ele sussurrou antes de nos beijarmos apaixonadamente, começando assim uma nova pagina na nossa linda historia de amor.

  

 

 



Notas finais do capítulo

Imagem do capitulo:

http://www.polyvore.com/epilongo/set?id=216478623



E chegamos ao fim da historia de Valentina e Felipe.
Adoraria agradecer a todos que comentaram, aqueles que apenas leram e a aqueles que favoritaram a minha historia.
Obrigada por terem embarcado comigo no mundo dessa historia que começou de uma maneira inusitada. Obrigada também a esses personagens maravilhosos que me ensinaram tantas coisas lindas. Mas as duas lições principais foram, que o amor quando é forte demais merece uma segunda chance, que nem sempre a vida é uma sucessão de felicidade, às vezes temos que passar por provações para nos fortalecermos.
Espero que essa historia tenha emocionado a todos como me emocionou.
Obrigada a vocês leitores, e nos vemos talvez nas minhas próximas fics.