A Hospedeira 2 escrita por Rai


Capítulo 22
Capítulo 22


Notas iniciais do capítulo

Espero sinceramente que gostem ♥



- Ok, então vocês querem me dizer que Peregrina tomou um remédio para adiantar a gravidez e Louise tomou também várias doses para poder ficar numa idade avançada? - Ian parecia estar além de pensativo, isso estava me deixando nervosa.

- É, papai, e parece que também herdei algumas lembranças da mamãe. - Louise falou sabiamente. -  Por exemplo, eu posso reconhecer pessoas ou lugares que marcaram mamãe apesar de não saber o motivo.

Ian encarou Louise silenciosamente, então seus olhos safira me olharam. Eu o encarei de volta, o medo tomando conta de cada parte de meu ser. Ele havia aceitado muito bem antes da guerra, mas agora com tudo calmo e conversando eu tinha medo dele não aceitar realmente nossa filha.

- Quando vocês irão parar de me surpreender e fazer eu amar cada vez mais vocês? - Ian falou por fim.

Louise correu e o abraçou, o riso dos dois preencheu a sala, então os dois se viraram em minha direção esperando-me, eu corri e os abracei. Enfim, estávamos reunidos como uma família, não normal, mas muito feliz.

- Louise, venha logo! - escutamos Jamie gritar do lado de fora.

- Estou indo, cabeça de vento! - Louise correu em direção da porta de correr.

Ian me puxou para seu colo, ficamos deitados no sofá um breve minuto em silêncio. 

- Eu te amo muito, minha alma. - Ian beijou-me docemente e sorriu.

- Eu te amo muito, meu doce humano. - eu sorri de volta.

- Peg, a Melanie está chamando você. - Jared surgiu na porta de correr, somente de sunga e todo molhado. Ian bufou. - Desculpa, mas não quero um terssol de grávida. 

Lutando para me levantar, saí dos braços de Ian e segui Jared, mas parando no meio do caminho e olhando-o ainda no sofá. Eu sorri maliciosa.

- Acho que você não me alcança.

- E se eu conseguir te alcançar? - Ian ergueu uma sobrancelha, as safira brilhando perigosamente.

- Acho que terei que fazer tudo que você quiser. - eu mordi os lábios e corri.

Rapidamente, como eu havia planejado, Ian me tinha nos braços. 

- Na verdade, eu quero que você faça tudo que quiser comigo. - ele sussurrou em meu ouvido antes de me deixar abraçar minha doce irmã.

O mundo estava voltado aos eixos, os humanos e as almas que queriam viver conosco aceitaram a deixar tudo como estava. A nova tecnologia e leis que facilitavam a vida. Apesar das grandes perdas, decidimos seguir em frente e fazer o possível para os esforços dessas vidas não terem sido em vão. Jeb... Sinto tanto sua falta, mas eu sei que ele está em algum lugar vivendo seu paraíso.

Enfim, eu já havia vivido tudo que eu nunca havia imaginado viver nessa vida. Mas eu sabia que eu ainda tinha muito ainda pra viver e dessa vez eu sabia que só seriam coisas boas.



Notas finais do capítulo

Gente, chorei. É tão triste o fim :/
deixem-me os comentários, eu irei escrever mais histórias, mas queria uma dica do que escrever, quais livros, filmes ou seriados.. haha quero continuar com vcs