Fire meet Gasoline escrita por Vick Queen


Capítulo 3
Pesadelo


Notas iniciais do capítulo

Oi, pessoal!!!!
Mais um capitulo para vocês!!!
Comentem o que acharam?!
Boa leitura!!!



P.O.V Ares

Eu e os Deuses já havíamos chegado faz algum tempo. Era só o que me faltava ter que aturar esses pirralhos chatos. Ainda bem que a Afrodite está aqui, assim posso me diverti. Ah qual é! Não é segredo pra ninguém que nós temos um caso. Ela trai o patinho feio ( Hefesto) comigo há bastante tempo. Eu e Afrodite estávamos indo rumo ao meu quarto, quando o Dionisío aparece com um ideia tosca.

— Ares e Afrodite! – Chamou o Dionísio. Estraga prazeres.

— O que você quer?! – Falei com raiva. Odeio esse cara!.

— Por que vocês não vem ver o show que os campistas vão fazer? – Peguntou  com seu jeito entediado de sempre. – É uma das poucas coisas divertidas desse acampamento. – Disse revirando os olhos.

— Não estamos interessados! – Respondi puxando Afrodite para o quarto, mas ela para bruscamente e diz:

— Eu estou interessada! – puxa seu braço com força e segue Dionísio.

Como eu não tinha nada para fazer, resolvi assistir esse show idiota. Chegando onde os outros deuses estavam, eu e Afrodite ficamos vendo aquela porcaria.

0000ooo00000oooo0000ooo0000

Mas que merda! Já havia se passado horas e essa bosta ainda não tinha acabado. Eu esta quase dormindo na cadeira, quando anunciam a próxima participante.

— E com vocês... Victória Stewart, filha de Hefesto! – Anunciou Quíron.

Essa eu quero ver! Uma filha de Hefesto inútil, cantando? Só pode ser piada! Há há há. Sou tomado pela surpresa, quando ela canta muito bem. Cara... parecia até uma filha de Apolo. Aposto que tem dedo dele nessa história. Depois da Tal Victória finalizar a apresentação, eu fui tirar água do joelho.

Quando estava indo para o local onde os deuses estavam, a filha de Hefesto estava lá. Fui chegando perto e parei atrás dela. Por que?. Elá estava caminhando para trás. Parecia tonta. Ela bateu no meu peitoral e desmaiou. Eu podia ter deixado ela se esta bacar no chão mas depois iriam ficar falando merda na minha cabeça então eu a segurei.

— Parece que sua filha ficou bastante emocionada por cantar. – falei a ajeitando nos meus braços. – Aonde eu boto essa garota! – Falei bufando.

—Siga-me  Ares !- Disse Hefesto. Chegamos até um chalé devia ser o chalé de Hefesto. – Me dá ela aqui! – Ordenou Hefesto.

— Toma essa fedelha! – Disse indo embora. No caminho eu encontrei  Afrodite. Hum..

— Como está a Victória?!– Perguntou bastante preocupada.                           

— Ela tá bem!- falei pouco me importando com a filha de Hefesto. – Que tal a gente voltar para a nossa festinha? – Perguntei maliciosamente.

— Que festinha? – perguntou  Afrodite se fingindo de inocente.

— Aquela que íamos faze antes do Dionísio estragar tudo. – Falei a abraçando por trás.

— Eu acho uma boa ideia! – Diz me levando até o quarto na casa grande.

Hoje eu vou me dar bem!

P.O.V Victória Stewart

SONHO ON:

Eu estava num lugar muito estranho. Era  uma floresta, totalmente escura e sombria. dava medo. Eu estava com um vestido preto, curto e simples, rodado. Meu cabelo estava Penteado para o lado. Eu usava um batom vermelho e uma maquiagem simples preta. Sapatos pretos. Tinha uma trilha no meio da floresta e no final uma mulher com um vestido preto longo e super sombrio. Seus cabelos estavam voando  e tinha uma fumaça preta brilhante ao seu redor. ela usava saltos muito, muito altos. Também usava uma capa, por isso não dava para tentar ver seu rosto.

— Venha até mim.. – Sussurrava uma voz.  Deduzi  ser a da mulher.

Num ato de coragem eu fui até ela. Quando cheguei mais perto ela agarrou o meu braço e fez um simbolo no meu pulso. Doeu muito pois ela usou as unhas.

Depois a mulher misteriosa disse:

— Acorde..... – falou me empurrando em um lago.

SONHO OFF

Eu acordei gritando igual uma retardada. Eu  me sentei na cama e comecei a respirar com extrema dificuldade. Meu pai veio na minha direção .

— Filha! – Falou  me abraçando. – O que aconteceu? – perguntou preocupada.

— Pesadelo.. -  Falei mais calma

— Você tinha desmaiado... – Eu o interrompi.

 - Eu desmaiei? – Falei confusa

— Sim. – Disse meu pai.

— Bom deve ser por que eu não comi direito. – Falei dando de ombros.

—Filha você tem que se alimentar direito! – Fala meu pai em tom repreendedor.

— Desculpa papai! – Falei, fazendo a famosa cara de cachorrinho que caiu da mudança. – Me perdoa, vai.... – Falei implorando.

— Tá bom! – Diz meu pai se dando por vencido. – Não me de outro susto daqueles! – Disse sério. – Agora vamos para o refeitório. – Diz me ajudando a levantar.

— Vamos ! – Digo o acompanhando.

P.O.V Alice Gilbert

Eu estava correndo em direção ao refeitório, na esperança da Victória estar lá. Quando eu caio em cima de alguém. Quando eu percebo quem é, eu coro. Era Apolo.   Eu tenho uma quedinha por ele.

— Me D-desculpa sr. A-apolo! – Digo gaguejando. Ótimo agora ele vai me achar patética.

— Sem problemas. – Falou me ajudando a levantar.

— Tenho que ir! – Digo correndo para o refeitório novamente, sem deixar ele responder.

Chegando no refeitório não vi a Victória em lugar nenhum. Droga! Já que eu estava ali, ia comer e depois ir no chalé dela.

Tava quase terminado minha comida, quando a Victória chega com sua bandeja e senta com a turma.

— Oi gente! – Diz Victória meio abatida.

— Você tá bem Vick?- perguntei para ela.

— Tô melhor! – disse Vick sorrindo.

— Sabe quem foi que te levou até seu chalé? – Pergunta Emily.

— Meu pai. – Diz Victória  estranhando a pergunta.

— Mas, quem te carregou  foi o.... – disse Annabeth fazendo mistério.

— Ares! – Digo, batendo palminhas. – Vocês seriam um belo casal! – Digo apertando suas bochechas.

—Nada haver! – diz vick como se isso fosse um absurdo.

—Então tá! – Digo rindo

E ficamos horas conversando até as 22:00h, quando batia o toque de recolher.

P.O.V Victória Stewart

Depois de ficar horas conversando com meus amigos. Bateu o toque de recolher. E tivemos que ir dormir. Eu fui para o meu chalé e tomei um banho. Quando estava me secando tinha alguma coisa no meu pulso era G&C.Q eu estranho, era o mesmo do sonho. Bizarro. Me sequei e coloquei me pijama e dormi sem sonhos ou pesadelos.

0000ooo0000ooo0000ooo0000

(Segunda –Feira. Dia 17 de Outubro. 8:00h – Acampamento meio-sangue)

Já estava no refeitório tomando o meu café. Quando sr.Quíron faz um comunicado.

— Hoje Lorde Ares e Lorde Apolo vão ser seus professores.-  Quando  ele disse isso, todos no refeitório começaram a sussurrar uns para os outro o que achavam.

— Calem a boca! – Berrou Ares fazendo o chão tremer.

Todos se assustaram e calaram a boca no mesmo instante. Fazendo Ares rir.

— Obrigado sr. Ares.-  Quíron agradeceu. – Ares vai treinar com vocês luta corporal e de espada, e Apolo arco e flecha. – Diz Quíron, sentando m sua cadeira novamente.

Já vi que o dia vai ser puxado.

P.O.V Ares

Eu já estava no local aonde iam ser as lutas, cercado de adolescentes molengas. Todos já estavam lutando contra seu oponente. Alguns lutavam tão mal que eu queria arranca meus olhos para não ver mas a luta. A filha de Hefesto tentava vencer  uma das minhas filhas. A Clarisse. A filha de Hefesto vai ser massacrada. Há há. Então a Clarisse deu um chute nela, tão forte que  ela caiu. Só que em cima de mim, eu consegui segura –lá , mas tropecei na merda de um galho e cai rolando com a filha de Hefesto de um pequeno morro que a gente tava treinando. Quando emfim paramos de rolar ela parou em baixo de mim e nossas bocas se encostaram.



Notas finais do capítulo

Espero que tenham gostado!
Amo todos vocês ♥
Beijos e a abraços ♥



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Fire meet Gasoline" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.