Projeto Lovers 2.0 escrita por Nina


Capítulo 5
Apolo/Ártemis


Notas iniciais do capítulo

Heeeey!
Apolo/Ártemis é meu amorzinho, porque a Ártemis fica enrolando, dando bolo, dando fora, espancando, machucando o Apolo, mas todo mundo sabe que ela ta na dele kkkk
[Link: http://www.vagalume.com.br/guns-n-roses/november-rain-traducao.html]



Quando Apolo olhava nos olhos dela, via todo o amor reprimido que Ártemis escondia, mas quando ele a abraçava, será que ela não entendia que o homem sentia exatamente o mesmo? Por mais que ela tentasse esconder, eles se amavam e sonhavam com o dia que o outro finalmente admitiria os sentimentos.

Mas nada dura para sempre e o homem tentava fazê-la entender que os corações podem mudar, era tão difícil como manter uma vela acesa em uma chuva fria de novembro, mesmo que o amor fosse tão grande, era um trabalho para dois não deixar que ele se acabasse e muitas vezes ambos sentiam como se carregassem esse peso sozinho.

Eles mantinham essa situação desgastante há tanto tempo, apenas tentando matar a dor, que só poderia acabar com o amor que tinham, mas era difícil olhar todo dia para a pessoa que amava e sentir como se nunca fosse ser feliz.

Ártemis sabia que amores iam e vinham, sabia que tudo podia acabar em um instante, só não sabia quem iria desistir primeiro e ir embora, todos os dias pedia para que o loiro ainda estivesse ali, para olhar para ela e dizer alguma coisa bonita sobre seu cabelo, para fazê-la se apaixonar mais um pouquinho a cada dia, para que ela pudesse se perder mais uma vez em seus olhos azuis.

O homem pensava no quão maravilhoso seria se ele pudesse ir embora por um tempo, para acertar tudo e apenas descansar a cabeça, sabendo que ela era dele e que nada poderia mudar, só que essa não era a realidade e ele temia por deixá-la e perdê-la, como achava que aconteceria.

Então se a dona do mais incrível sorriso já visto pelo loiro (e ele já tinha visto muitos) quisesse realmente o seu amor, que se libertasse de tudo que a reprimia, ou então ele iria embora, enquanto aquela chuva caía, pedindo pelo amor dos dois. Ela o queria mais que tudo no mundo, mas também precisava de um tempo para ela mesma.

E então Apolo foi, triste por saber que ainda assim ela não abria o coração, mas esperava que ambos pudessem tirar proveito dessa situação, já que precisavam de um tempo sozinhos, mas ainda assim, precisavam mais um do outro. E ele via a dificuldade de manter o coração aberto, mesmo tendo toda aquela dor lá dentro e rezava para que sua amada não sofresse tanto, não aguentaria vê-la chorar.

Então o menino-homem com os cabelos mais loiros que ela conhecia voltou, quando os medos se acalmaram e só restaram cicatrizes, eles sabiam que ainda podiam se amar, quando não restasse mais ninguém para culpar, eles encontrariam um jeito, porque nada dura para sempre, nem mesmo a fria chuva de novembro.

Ela precisava de alguém para amar, e ele precisava ser amado. O casal precisava de alguém, e finalmente entenderam o que o amor era, aquele sentimento era como ficar debaixo de cobertores enquanto a chuva caía, era o que um significava para o outro.





Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Projeto Lovers 2.0" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.