30 Day OTP Challenge escrita por Kaline Bogard


Capítulo 30
Capítulo 30 - Until the very end


Notas iniciais do capítulo

Título: Until the very end
Autor: Kaline Bogard
Day 30: Doing something hot (once again, be sure to tag if you make it extremely NSFW!)
Genero: humor
Aviso: Universo Alternativo, PO
Link do desafio: http://30dayotpchallenge.deviantart.com/journal/30-Day-OTP-Challenge-LIST-325248585

Contagem regressiva para o fim: Última postagem!

Não foi betado.



O céu da noite não podia estar mais bonito, apesar do clima um tanto frio. Centenas, milhares de estrelas pontilhavam a imensidão escura como se um talentoso pintor tivesse dedicado sua vida a marcá-las uma a uma. A grande lua cheia iluminava o gramado da mansão Hale sem a necessidade de que acendessem luzes artificiais.

Derek estava sentado em um cobertor velho, ou melhor, o cobertor mais velho que conseguira encontrar em sua casa, colocado sobre a grama um tanto úmida de sereno, observando com certa diversão enquanto Stiles batia uma pedra contra outra, próximo a algumas madeiras arrumadas com jeito dentro de um círculo de pequenas rochas.

– Stiles... – o homem se condoeu com o trabalho do rapaz, que não estava nem perto de acender a fogueira.

Stilinski levantou a mão e silenciou Derek.

– Santo Deus, homem. Sou totalmente capaz de acender isso. Sabe quantas vezes eu vi isso nos filmes? Dezenas, não, centenas de vezes!

O dono da casa desistiu de insistir, conformando-se em apenas assistir. Já estava acostumado com o jeito do rapaz, não adiantava discutir.

Quem diria que em apenas um ano Stiles se tornaria parte importante da rotina daquela casa, membro insubstituível da família Hale. Namorado de Derek. Sim... ele viera no passado para tomar conta da jovem Sophia. Deveria passar um único um sábado. Nunca mais saíra das vidas de pai e filha.

Tanto acontecera depois disso... o mais surpreendente: Derek Hale, muito hétero, balançado por um adolescente. Um moleque que ainda cheirava leite!! Mas um garoto que o ensinara lições preciosas, que descobrira a ponte de ligação ao coração de Sophia Hale, algo que Derek já perdera as esperanças de conseguir.

Nesse momento a garotinha passou correndo entre o pai e Stiles, gritando a plenos pulmões, os braços abertos como as asas de um avião. A menina de cabelos castanhos ondulados nas pontas, cheios de enfeites coloridos e bem agasalhada, que passara quase dois anos trancada em um mundo de silêncio, proibindo qualquer pessoa de aproximar-se demais, protegendo-se por já ter sido ferida demais antes. Ferida pela própria mãe.

Sophia... a menina que agora tinha uma melhor amiga! Nicky, a ruivinha que conhecera na creche -sim, até isso Stiles conseguira, que Derek dispensasse o tutor particular e matriculasse a filha na creche da cidade- e que atravessou correndo entre Derek e Stiles, igualmente bem agasalhada e gritando tanto quanto Sophia, com o trapo encardido e inseparável preso em um braço, enquanto o outro braço estava aberto e esticado. Um aviãozinho de uma asa só.

Os olhos verdes acompanharam as duas meninas, transbordando o amor que não podia ser contido, mas logo se desviaram para observar o grande responsável por trazer luz e vida àquela casa.

O jovem hiperativo, tagarela e distraído que batia uma pedra contra outra, esfarelando-as, porém longe de conseguir o fogo para acender a fogueira. Stiles Stilinski.

– Okay, Derek – o mais jovem sentou-se sobre as pernas, a moda oriental, cansado de ficar de cócoras – Já que você está insistindo tanto pode pegar o fósforo e o álcool.

– Não – foi a resposta que veio na mesma hora – Não insisto. Faço questão de ver você acender isso...

Stiles ergueu os olhos castanhos para seu namorado, de um jeito que sabia que ia fazê-lo se derreter todo.

– Eu sou totalmente capaz, mas as crianças estão com fome...

Hale apenas respirou fundo e levantou-se. Era noite de sábado, estavam apenas os quatro ali; reunidos para assar batatas, castanhas e marshmallows na fogueira. Ideia de Stiles, claro. As batatas e castanhas já estavam embaixo da madeira. Os doces espetados em gravetos, prontos para ir ao fogo.

Foi direto para a cozinha, onde rapidamente achou um vidrinho com álcool e uma caixinha com fósforos. Ao voltar encontrou Stiles deitado em um dos cobertores, com as mãos cruzadas embaixo da cabeça. Sophia deitara-se em uma pose gêmea de um lado e Nicky, do mesmo jeito, mas do outro lado. Os três observavam as estrelas.

Sem dizer nada tomou para si a tarefa de acender a fogueira.

Sophia esticou o braço e apontou o céu com o dedinho.

– Qual o nome daquela estrela, Stiles?

– Ah, o nome da estrela eu não sei, mas se juntar as que estão em volta é a Constelação de Croassant.

– Consletação de Croassant? – Nicky perguntou.

– Constelação, cabeção – Stiles corrigiu. Ele e Nicolly viviam brigando pois um queria ser mais sabe-tudo do que o outro.

– Constelação – a ruivinha repetiu.

– Isso. E do lado tem a Constelação de Cupcake – o rapaz continuou com suas bravatas.

– E quem vai ir comer isso lá no céu? – Nicky perguntou desconfiada.

– UM GIGANTE – Stiles engrossou a voz.

– Um gigante?!! – as duas meninas perguntaram ao mesmo tempo.

– Mas não tenham medo. Eu conheço a super técnica de derrotar gigantes! Se ele aparecer aqui para roubar nossas castanhas a gente faz cosquinhas nos pés dele!

– E isso adianta? – Nicky perguntou.

– Ele vai querer ir fazer xixi – Sophia deduziu.

– Exato! – Stiles riu – E vai embora correndo!

– E se ele pisa na gente? Dai o que acontece? – Nicolly não parecia convencida.

– Dai você vira panqueca! – Stiles provocou – Mas não vou deixar isso acontecer, okay. Então... Oh, olha lá. O nosso lobão finalmente acendeu o fogo! Até que enfim, hein?!

Derek apenas rolou os olhos, enquanto as garotinhas ergueram-se, completamente esquecidas do gigante, e correram para sentar-se em volta da fogueira, cujas chamas alimentadas pelo álcool ardiam fortes na madeira. Cada uma pegou um graveto cheio de marshmallow e estendeu para aquecê-lo.

– Pra trás – Derek ralhou ao ver que as meninas sentaram-se muito perto da fogueira. Elas sequer se mexeram.

– Cuidado! – Stiles disse ao arrastar-se até chegar ao lado de Derek – Ninguém quer pirralha assada essa noite. Se chegarem muito perto do fogo a festa acaba e a gente vai pra dentro na mesma hora, entenderam?

Ambas balançaram as cabeças, com seriedade. A noite estava muito divertida! E quando Stiles falava naquele tom, tinham que obedecer sem questionar! Por isso afastaram-se um pouco das chamas.

Satisfeito, o rapaz enroscou-se no braço do namorado e encostou a cabeça em seu ombros.

– Hum, Lobão... esquenta um pra gente também, por favor... fica tão bom!

O mais velho balançou a cabeça e fez o que foi pedido. Ele era o mais sombrio e menos dado a brincadeiras, e ainda assim as meninas não o levavam a sério em determinados momentos. Stiles, que rolava na grama com elas, inventava nomes de comida para as constelações e as assustava com histórias de gigante... era obedecido na mesma hora!

Vai entender crianças...

Mas era por detalhes como esses que Derek havia se apaixonado e se rendido ao rapaz. Era por coisas assim, sem preço, que tivera coragem de abrir o coração e permitir que o amor nascesse outra vez.

Por esse garoto, o rapaz com quem queria viver até o último dia de sua vida.

Fim



Notas finais do capítulo

Gostou? Não gostou? Deixa um review!!

Próximo da lista:

NÃO TEM!! PEGADINHA DO MALANDRO :)

Acaba aqui a jornada épica dos trinta dias. Ergam suas mãos para a Genki Dama e... tenham coragem de queimar o anel! Huahsuahsuahsa brinks

Falando sério. Eu tinha planos de postar 31 e fechar o desafio com chave de ouro, mas... taquipariu... é muito cansativo. Só quero marcar “finalizado” e correr para o abraço!

Um obrigado especial para quem acompanhou essa aventura! Para quem deixou um comentário, favoritou e recomendou! E, well, a jornada acaba, mas ainda não é tarde demais! Você ainda pode deixar um review, favoritar e enviar uma recomendação!! S2

Respirando fundo. Deixo aqui uma pergunta: qual foi a sua favorita? Teve algum prompt que achou mais legal, melhor adaptado e talz? Eu confesso que nunca gosto muito do que escrevo, mas eu gostei da ficlet de RPG, aquela que o Scott finge que é o Derek, hahaha, um dia acho que vou ler essa.

É isso. Sensação de vitória e dever cumprido! Me despeço aqui com uma (talvez) boa noticia. Acho que vou adaptar essa saga em uma longfic, essa da filha do Derek, mostrar como ele e o Stiles ficam juntos, como a Nicky entra pro “pack”. É. Acho que vou.

Até lá... abraço no coração! A gente se vê :)

Pra quem quiser saber um pouco mais, curiosidades sobre o Desafio:

* O OTP que eu escolhi foi Thorki. Só mudei para Sterek porque a Anne (que me desafiou) pediu.

* Todas as histórias deveriam ser oneshots. Mas algumas tinham potencial e acabaram divididas em capítulos.

* Deixei uma dica nos títulos dos capítulos. Quando terminava com “...” significava uma sequencia. E quando começava com “...” indicava sequencia de alguma coisa. Somando os títulos dava o nome da história:

“O que acontece no cinema tem uma chance de virar realidade”
“To be free with you forever and ever”

* Os dias 04, 22 e 25 travaram. Digo literalmente: o Word deu erro e o arquivo ficou corrompido. Tive que digitar essas do começo. Mó vontade de chorar e desistir...

* Quando postei a primeira fic pensei: “Esse mês, Sterek. Em setembro, Thorki”. Quando postei o dia 15 eu pensei: “Puta merda, nunca mais. Desafio dos 30 dias, nunca mais!”

* Esse universo distópico dos humanos em laboratório não estava planejado. Só escrevi porque o Edy pediu algo que fosse bem diferente do que a gente estava acostumado!

* O bem diferente que eu pensei foi: eles em uma nave estilo Jornada nas Estrelas, navegando pela Galaxia até encontrar o Stiles em algum planeta aleatório. Aí Guardiões da Galaxia estreou, sambou na minha cara e a ideia foi arquivada para... algum dia xD

* Esse universo da Sophia também não existia. Kkkkk Edy que pediu!

* Vou tentar entrar no Hall da Fama do 30Day, só não sei se vão aceitar! Me desejem boa sorte.

* Nenhuma das histórias foi betada. Não é preguiça, é falta de tempo: tenta postar uma dessas por dia... é punk! Obrigada pela compreensão!

Até a próxima e obrigada por ler até aqui :3